Como Prestar Primeiros Socorros a um Cavalo

Seu cavalo se machucou? Ele precisa de primeiros socorros? Embora os acidentes com cavalos sejam incomuns, pode acontecer de você precisar administrar primeiros socorros quando menos esperar. Saber como proceder é, portanto, muito importante.

Verificando os sinais vitais

  1. Cheque a temperatura do cavalo. Pegue um termômetro de 15 cm e sacuda-o até a temperatura ficar em torno de 35ºC. Adicione um pouco de vaselina na ponta do termômetro e prenda um pregador de roupas na outra ponta para poder segurar melhor. Fique ao lado da traseira do seu cavalo e insira o termômetro no reto dele. Deixe ficar por 2 a 3 minutos e então remova o termômetro e verifique a temperatura.
    • A temperatura média de um cavalo adulto saudável varia de 37 a 38ºC. Para potros, ela é um pouco mais alta, de 37,5 a 38,8ºC.
    • Uma mudança de 1 a 3 graus não é um problema, mas se a temperatura tiver subido 4 graus ou mais, pode ser motivo para se preocupar.
    • Lembre-se de considerar fatores como um dia quente ou exercício pesado antes de já pensar que o aumento de temperatura indica uma doença.
  2. Tire o pulso do seu cavalo. Para isso, use um estetoscópio. Coloque a ponta dele no peito do cavalo, logo abaixo do ombro esquerdo. Um único ‘tum-dum’ é um pulso; conte por um minuto o número de pulsos que ouvir. Para um cavalo saudável, o pulso em repouso deve estar entre 35 e 42 batidas por minuto. Qualquer taxa muito mais alta ou mais baixa pode indicar problemas cardíacos.
  3. Cheque a respiração do seu cavalo. Veja se a respiração dele não está descompassada verificando a taxa respiratória. Observe a caixa torácica do animal subir e descer. Conte o número de vezes que vir a caixa se expandir durante um minuto. Um cavalo saudável terá uma taxa respiratória entre 8 e 20 expansões por minuto.
    • Se seu cavalo se exercitou recentemente, ficou sob tempo úmido ou quente, é uma égua grávida ou está muito velho, ele pode apresentar uma taxa respiratória mais alta sem que esteja doente.
  4. Teste a hidratação do seu cavalo. Se estiver muito quente, seu cavalo tiver feito bastante esforço, ou se você estiver preocupado com uma possível doença, verifique os níveis de hidratação dele. Pegue um pedaço da pele do peito ou do ombro do animal entre os dedos e depois solte. Se seu cavalo estiver hidratado e com bastantes fluidos, a pele deverá voltar para o estado normal em 1 segundo ou menos. Se ele estiver um pouco desidratado, vai levar de 2 a 4 segundos para a pele voltar ao normal. Se a pele levar de 5 a 10 segundos para voltar, trata-se de uma desidratação severa.
  5. Verifique a cor das gengivas dele e a taxa de preenchimento capilar. Se estiver preocupado com uma reação tóxica, choque ou desidratação severa, teste as gengivas do cavalo. Levante os lábios dele e aplique pressão a um ponto das gengivas com o dedo, esperando até que fique branco. Depois, pare de pressionar e conte quanto tempo leva para que a gengiva volte à cor normal. Em um cavalo saudável, isso levará de 1 a 2 segundos.
    • Se levar de 3 a 4 s ou mais, seu cavalo pode estar com problemas de saúde e você deve considerar chamar um veterinário.
    • Se as gengivas não estiverem rosadas, mas vermelhas, seu cavalo pode ter consumido uma substância tóxica.
    • Se elas estiverem totalmente esbranquiçadas, ele pode ter perdido sangue ou estar em choque.
    • Se estiverem azuis ou ficando azuis, chame o veterinário imediatamente, pois esse é um sinal de morte iminente.

Tratando problemas menores

  1. Trate de uma laceração. Lave a ferida usando uma mangueira ou uma mistura de água limpa e uma solução de iodopovidona/clorexidina diluída usando uma seringa de 60 ml e agulha de 3,7 cm acoplada a ela. Depois da lavagem, esfregue suavemente a iodopovidona /clorexidina. Aplique várias gazes sobre a ferida e cubra-as com um alguns pedaços de esparadrapo.
    • Se não tiver a clorexidina, use detergente neutro ou qualquer outro sabonete suave.
    • Fazer ataduras em membros inferiores é fácil, mas em qualquer lugar mais alto (como o joelho, o ombro, o jarrete ou a parte de cima do corpo) é mais difícil manter a atadura no lugar.
    • Se a ferida estiver num membro inferior, aplique um curativo limpo e depois passe esparadrapo e uma atadura elástica, deixando tudo bem preso mas não apertado a ponto de interferir na circulação.
  2. Trate qualquer inchaço causado por um coice ou uma queda. Deixe o cavalo parado, com a pata inchada num balde cheio de sal de Epsom e água morna, se o inchaço estiver num membro inferior. Se o cavalo estiver inquieto e não ficar parado, você pode mergulhar um pedaço de gaze na água com o sal de Epsom e colocá-lo na pata para reduzir o inchaço. Depois que o cavalo ficar com a pata ou o casco no balde por 10 a 30 minutos, aplique um cataplasma feito em casa ou comprado na área inchada.
  3. Trate um problema no olho. Se notar pus ou secreção no olho do seu cavalo, se ele tiver um olho inchado ou se vir um pequeno objeto no olho dele, trate-o em casa para livrar seu animal do desconforto. Remova quaisquer objetos ou itens que vir presos no olho do cavalo. Então, use uma solução de lavagem própria para equinos para lavar o olho e remover qualquer secreção. Você pode então passar um pano macio e úmido para terminar de remover a solução ou secreção.
  4. Trate uma ferida de perfuração. São mais encontradas nos cascos dos cavalos, e podem ser perigosas porque parecem ser pequenas quando na verdade são bem profundas. Leve seu cavalo ao veterinário para o tratamento, mas enquanto isso remova o objeto (e guarde-o) e limpe a ferida com água limpa. Depois, faça o cavalo colocar a pata num balde com água morna e sal de Epsom.
    • Se o cavalo não conseguir ficar de pé com a pata no balde, você pode mergulhar gaze no balde e enrolar o casco do animal com ela. Porém, isso pode ser mais difícil.
  5. Trate uma ferida causada pelo arreio. O arreio mal colocado pode causar pequenos cortes e machucados depois de uma cavalgada longa. Contanto que a ferida não seja muito profunda e não esteja infectada, o tratamento em casa é apropriado. Apare os pelos ao redor da ferida e depois limpe a área com água limpa. Limpe-a novamente com iodopovidona e passe uma pasta grossa de pomada antibiótica ou de vaselina sobre a ferida para evitar que seja infectada.
    • Se estiver fora de casa quando perceber a ferida, corte um pedaço de espuma de 5 cm de espessura num formato de rosquinha ao redor da ferida e prenda-o com fita adesiva à parte de baixo do arreio. Isso vai evitar que o arreio se esfregue na ferida e a torne pior conforme você continua a cavalgar.
    • Se perceber feridas causadas pelo arreio, chame um profissional para ajudar você a decidir se o seu arreio realmente serve no cavalo e como pode fazer para que ele vista melhor.

Dicas

  • Para fazer com que um cavalo pare de mastigar as ataduras, você pode aplicar pimenta caiena ou outra pasta de gosto ruim nelas. Todas as pastas recomendadas para tratar mordedura do berço em crianças serão úteis. Se isso não funcionar, pode-se usar uma focinheira ou um colar no pescoço, mas os dois devem ser utilizados com cuidado, pois podem causar mais problemas.
  • Dependendo de quão ruim estiver a ferida ou o inchaço, você pode dar ao seu cavalo Fenilbutazona ou outro analgésico para diminuir a dor dele. A Fenilbutazona é um anti-inflamatório não esteroide vendido apenas sob prescrição do veterinário. Uma regra de ouro: se seu cavalo estiver precisando de Fenilbutazona para o inchaço ou a dor, ele precisa também de cuidados veterinários. Nunca deixe seu cavalo esperando...

Avisos

  • Não use plástico filme para cobrir as feridas do cavalo, pois embora as técnicas de suadouro tenham funcionado, estudos mostram que elas secam as células, e estas precisam de umidade para se regenerar mais rápido.
  • Tome cuidado, pois o cavalo pode dar coices dependendo de quão séria for a ferida e de quanta dor estiver sentindo.

Materiais Necessários

  • Ataduras para cavalos
  • Ataduras elásticas
  • Cataplasma
  • Sabonete suave ou solução à base de iodopovidona/clorexidina (diluída com água limpa)
  • Pedaços de gaze grandes
  • Sal de Epsom
  • Fenilbutazona ou outro analgésico
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.