Como Convencer seu Locador a Aceitar seu Gato

Nem todos os imóveis para locação permitem animais de estimação, e os futuros inquilinos frequentemente precisam tomar uma decisão agonizante sobre o que fazer — manter a procura por um lugar que aceite animais ou pedir a alguém que fique com o seu bichinho. No caso de um gato, pode valer a pena perguntar apesar da política declarada de "nenhum animal de estimação é permitido". Há algumas coisas que você pode dizer e provar para ajudar o seu locador a ver o valor em tê-lo como um inquilino mesmo com o seu gato junto.

Passos

  1. Apresente-se como um bom inquilino. Tenha excelentes referências e nenhum problema de crédito em relação aos pagamentos de aluguel; demonstre que você é um inquilino que paga o aluguel em dia. Como parte de suas referências, peça aos proprietários atuais e anteriores que façam cartas de referência incluindo comentários sobre o comportamento de seu gato, o que servirá como pontos positivos.
  2. Se houver um agente envolvido, tente marcar uma reunião para discutir as necessidades de seu bichinho de estimação. Muitos agentes verão o valor em um inquilino com boa presença, excelentes referências, que paga tudo em dia e que, além disso tudo, ainda é um dono responsável. Se você conseguir que o agende imobiliário fique do seu lado, ele pode tentar convencer o locador que você é uma aposta segura mesmo com o gato.
  3. Esteja preparado para mostrar registros veterinários do seu gato. Isso deve mostrar que os registros médicos do seu gato estão atualizados, que as vacinas estão em dia e que não existem problemas de saúde relevantes. Tenha em mente que os locadores se preocupam com os possíveis danos materiais provocados por rasgos e vômitos, além dos problemas de barulho excessivo (que pode incomodar os vizinhos). É melhor (e mais prudente) que o seu gato seja castrado; é pouco provável que você consiga convencer o locador se o seu gato puder ter crias ou causar brigas entre machos da vizinhança, além de marcar território.
    • Como parte disso, explique como você mantém as pulgas sob controle. Os locatários podem estar preocupados com infestações de pulgas em sua propriedade. Se puder mostrar que você remove regularmente as pulgas do seu gato de forma eficaz, isso pode ser útil.
  4. Evite olhar em lugares onde os gatos são proibidos pelo órgão social ou outra associação que represente todo o apartamento/condomínio/unidade. Você não vai conseguir fazê-los mudar de ideia. Se ficar longe de locais onde as regras não podem ser mudadas, você tem uma maior probabilidade de convencer o locador.
    • Olhe nos lugares certos pelas propriedades certas. Procure on-line locais que aceitem animais usando sites de aluguel com foco em donos de animais, bem como procurando ou perguntando sobre aluguel em lugares como abrigos para animais, clínicas veterinárias, lojas de animais e clubes de proprietários de animais de estimação.
  5. Seja direto. Não espere até que você seja aceito como inquilino e esteja a ponto de firmar um contrato para informar que possui um gato. Você precisa deixar claro o fato de que gostaria de ter um gato em sua propriedade durante o processo de avaliação. Basta dizer algo como:
    • "Eu amo esta propriedade e estou disponível para me mudar imediatamente. Eu tenho um gato; ele se comporta bem e tenho as referências veterinárias necessárias para mostrar que ele é saudável. Além disso, tenho referências do locador anterior para mostrar que ele tem sido bem comportado nos lugares em que vivemos. Pago em dia e eu sou um inquilino limpo, arrumado e muito cuidadoso, que apreciaria a oportunidade de viver aqui e cuidar desse lugar como se fosse meu.”
  6. Peça ao seu locador para conhecer seu animal de estimação. Se o proprietário puder ver por si mesmo que o animal é bem educado, bem alimentado e feliz, isso pode ajudar a convencê-lo de que não seria uma má ideia tê-lo como inquilino.
  7. Espere a possibilidade de obrigações e condições adicionais. Se o proprietário estiver convencido de que você é uma aposta segura como um inquilino com um gato, você ainda pode ter que pagar vínculo extra para cobrir potenciais danos causados pelo animal de estimação, e ainda pode estar sujeito a cláusulas específicas. Isso vai depender das leis de seu país e os desejos de seu senhorio. Pese isso contra não ter o lugar e não ter o seu animal de estimação para ver se os custos e as condições adicionais valem a pena.
    • Esteja preparado, independentemente das condições extras, para oferecer remover todos os vestígios da presença do seu gato da residência após a sua partida. Ofereça-se para pagar pela limpeza que cobre a remoção de pulgas e pelos, e para substituir qualquer coisa que possa ter sido riscada ou mastigada.
    • Se você pediu, e obteve, o direito de incluir uma portinhola, certifique-se de se oferecer para restaurar a porta à sua condição original ao sair, como a recuperação de um painel de vidro.
    • Considere oferecer um ligeiro aumento do aluguel para ter seu gato incluído se você puder pagar. Isso só poderia facilitar o negócio.

Dicas

  • Deixe o seu locador ciente de como você planeja evitar arranhões, como ter arranhadores adequados disponíveis.
  • Deixe o locador ciente dos benefícios de alugar para inquilinos com animais de estimação — por um lado, os donos são menos propensos a deixar o imível mais cedo porque o seu animal de estimação se acostuma com o lugar tanto quanto o proprietário.
  • Considere procura um lugar não mobilado em vez de um mobilado. Um gato arranhando o seu mobiliário é infinitamente mais desejável do que um gato arranhando o móvel do seu locador!
  • Perceba que alguns locadores tiveram más experiências com animais de estimação e que podem estar influenciados pelos atos de um dono irresponsável. Consertar os danos é caro para os locadores, e se eles puderem evitar, eles escolherão fazer isso. Tente convencê-lo de que os gatos são de baixa manutenção, limpos e não se comportam como cães!
  • Certifique-se de que você tem bastante tempo para procurar um imóvel adequado. Dessa forma, você não vai se sentir tão pressionado a pegar uma propriedade que você se sinta mal adaptado, ou em tomar uma decisão terrível sobre dar o seu animal de estimação.

Avisos

  • Lembre-se de que alguns locadores não estarão em posição de dizer sim, assim com outros estarão sujeitos às regras do local que alugam ou qualquer outra condição de aluguel a qual estejam operando.
  • Evite ceder à tentação de levar seu gato escondido. De uma forma ou de outra, você será descoberto e será uma péssima experiência para você como inquilino.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.