Como Trocar Velas de Ignição de um Carro

Os carros movidos à gasolina e a gás natural trabalham usando essencialmente explosões de energia, controladas em parte pelas velas de ignição. Elas canalizam a corrente elétrica da ignição, inflamando o combustível, e são uma parte essencial de qualquer motor de combustão e de todos os carros modernos. Assim como todas as outras coisas, essas peças se desgastam e são um problema relativamente fácil de consertar que você pode aprender a diagnosticar e a corrigir com as ferramentas certas e o conhecimento adequado. Veja o passo 1 para obter mais informações.

Removendo as velas de ignição antigas

  1. Localize as velas de ignição do seu carro verificando o manual do proprietário. Ao abrir o capô do veículo, você verá um conjunto de quatro a oito fios levando a pontos diferentes do compartimento do motor. As velas de ignição estão localizadas nesses pontos do motor, abaixo das tampas que as prendem.
    • Em um motor de quatro cilindros, as velas de ignição estarão localizadas no topo ou na lateral, em fila.
    • Em um motor de seis cilindros em linha, elas estarão em cima ou na lateral do cabeçote do motor. Nos V6 e V8, estarão separadas igualmente de cada lado do motor.
    • Alguns carros têm tampas no motor que você precisará remover para ver os fios das velas de ignição e então acompanhá-los para encontrar as velas em si. Verifique sempre o manual do proprietário e procure onde estão as velas, quantas são, a folga correta e o tamanho de chave soquete necessário para removê-las. Também numere os fios correspondentes ao cilindro para não confundir a posição deles ao colocar as velas novas. Nesse ponto, é bom ver se eles estão danificados ou rachados, pois também pode ser necessário substituí-los.
  2. Deixe o motor esfriar antes de remover as velas de ignição. Se tiver andado um pouco com o carro, as velas, todo o motor e o coletor do sistema exaustor podem estar extremamente quentes. Só os remova quando o motor estiver frio o suficiente para ser tocado. Enquanto espera, reúna as ferramentas. Para trocar as velas de ignição, você precisará de:
    • Uma chave soquete catracada
    • Uma barra de extensão
    • Um soquete para vela de ignição, geralmente incluso na maioria dos conjuntos de catraca e soquete
    • Um calibrador para velas de ignição, disponível em qualquer loja de autopeças
  3. Remova a primeira vela de ignição. Puxe o fio do motor segurando-o o mais perto possível da ponta e retirando-o gentilmente e com cuidado para revelar a vela de ignição. Não puxe o fio de uma vez, ou terá mais trabalho e um fio estragado. Encaixe a chave soquete na barra de extensão e use a catraca para remover a vela do lugar lentamente e com cuidado.
    • Para ver se as velas precisam ser trocadas, remova uma delas e verifique a folga. Se os contatos estiverem queimados, recoloque a peça e o fio na configuração de torque correta e vá a uma loja de autopeças para comprar velas novas antes de remover mais delas. Você precisará retirar as velas uma de cada vez, acompanhando a ordem. Elas se acendem em uma ordem específica, e ligar um fio à vela errada trará problemas ao motor.
    • Lembre-se: se você retirar mais de uma vela de ignição por vez, acompanhe os fios e as peças correspondentes marcando-os com pedacinhos de fita crepe. Rotule cada fio numericamente e dê à vela correspondente o mesmo número.
  4. Meça a folga da vela. Esse número deverá ser uma medida específica entre 0,7 e 1,5 mm, com um pouco de espaço dependendo do seu conjunto de velas e do seu carro. Atualmente, a maioria das velas vem pré-configurada de acordo com o número do modelo delas e de sua aplicação, mas é bom verificar. Consulte o manual do proprietário para saber a melhor distância para a folga e utilize um calibrador específico para checar a distância.
    • Caso a distância seja maior do que devia, mas a vela é de boa qualidade e ajustável, você pode tentar mudar a folga batendo gentilmente a peça contra uma superfície de madeira com o calibrador dentro da folga até chegar à medida desejada, ou pode apenas comprar velas novas. Recomenda-se trocá-las a cada 20.000 Km ou conforme o que estiver indicado no manual do proprietário. As velas de ignição não são muito caras e é bom substituí-las em intervalos regulares para não ter problemas com o sistema de ignição ou com o motor.
    • Se for começar a trocar suas próprias velas, invista nas ferramentas e no equipamento adequado, como um calibrador. Ele é basicamente um anel de metal que você pode usar para ver se os eletrodos estão próximos o suficiente para se acenderem adequadamente. Alguns calibradores são mais precisos e podem ser usados para outros propósitos. O mesmo vale para as peças: sempre compre produtos de qualidade ou genuínos, pois vale a pena gastar um pouco mais para ter tranquilidade e algo confiável.
  5. Veja se as velas atuais estão gastas. É normal que as velas de ignição pareçam um pouco sujas, mesmo se estiverem funcionando direito, mas você precisará trocá-las se vir um acúmulo de material branco ou esverdeado ao redor dos eletrodos ou se observar alguma evidência de queima ou partes do eletrodo faltando. Um acúmulo de sujeira grosso também sugere a necessidade de trocar as velas.
    • Se elas estiverem dobradas, pretas ou quebradas, pode haver um problema mecânico no motor, e você deve consultar um profissional qualificado ou a oficina da revendedora local sem demora.

Instalando novas velas

  1. Compre as substitutas corretas. Você pode consultar o manual do proprietário ou o folheto da loja de autopeças que corresponda à marca, ao modelo e ao ano de fabricação do seu carro. Há centenas de combinações diferentes de velas e medidas, variando em preço de R$10,00 a mais de R$100,00 e feitas de platina, ítrio e irídio, entre outros. As velas de metais preciosos são mais caras, e seus revestimentos resistem bem melhor ao desgaste. Caso não tenha certeza, fale com o vendedor de autopeças ou procure pelo equipamento original.
    • Uma boa regra geral é comprar as mesmas velas que você tem no carro atualmente. Nunca use uma mais barata nem pense demais em melhorar algo que já funciona. O fabricante instalou aquelas velas por um motivo muito bom, portanto simplifique o processo e compre as mesmas quando possível, desde que sejam as corretas! Verifique o manual ou fale com um mecânico local.
    • Você pode comprar velas com folga ajustável ou fixa, e portanto decidir se quer verificá-las regularmente e fazer pequenos ajustes. Em caso positivo, compre velas ajustáveis. Acima de tudo, você deve garantir que a folga seja da medida correta para seu carro. Se for verificar você mesmo, terá certeza. Retire a vela da embalagem e faça uma verificação rápida para checar a medida.
  2. Limpe ao redor das roscas antes de inserir as novas velas. O momento de trocar essas peças também é uma boa oportunidade para verificar se os fios estão gastos e limpar ao redor do terminal deles. Use uma escova de aço ou ar comprimido para limpar as conexões dos fios e deixar o terminal limpo. Substitua os fios se necessário.
  3. Insira as novas velas e aperte com a catraca. Usando o soquete para velas de ignição, remova cada vela do motor e substitua por uma nova. Aperte um pouco (um oitavo de volta, digamos) além do aperto manual. Nunca aperte demais, pois você pode facilmente remover a rosca no cabeçote do motor, e o conserto para esse problema é caro e demorado. Lembre-se de recolocar os fios nas mesmas velas às quais eles estavam ligados originalmente e de remover a fita crepe depois de terminar.
  4. Lubrifique as velas antes de instalá-las. Tente colocar uma quantidade bem pequena de lubrificante desengripante nas roscas se as estiver instalando em um motor de alumínio. O produto previne uma reação entre metais dessemelhantes. Você também pode usar uma pequena quantidade de composto de silicone dielétrico dentro do isolamento da vela para facilitar a remoção dela no futuro. Sempre gire a vela para trás na rosca até localizar o orifício para não errar, evitando assim danificar o cabeçote e as velas.

Dicas

  • Os carros mais novos parecem ter velas difíceis de alcançar, portanto procure por todas elas para ver por onde alcançá-las e considere substituir as que estão mais escondidas primeiro, antes das mais fáceis.
  • Para ter certeza de que as velas não estão apertadas demais ou de menos, use uma chave de torque e aperte-as até alcançar as especificações do seu veículo. Essa informação pode ser encontrada nos manuais de manutenção ou ligando para o departamento de serviços automotivos da revendedora local.
  • Use um soquete para velas de ignição com vedação interna ou ímã em vez de um convencional para não deixar a vela cair ao removê-la ou inseri-la. Quando ela é derrubada, é comum que a folga mude e que seja necessário reajustá-la, limpá-la ou até substituir a peça!
  • Os motores a diesel não têm velas de ignição.
  • Ao trocar as velas, não deixe nada cair no orifício. Use ar comprimido para remover a sujeira logo antes de retirar uma vela antiga. Se a sujeira cair, considere ligar o carro sem aquela vela, permitindo que o pistão force o ar e a sujeira para fora em explosões altas. Fique longe do motor ao fazer isso para evitar ferimentos aos olhos e mantenha as crianças afastadas.
  • É raro que você precise ajustar as folgas ao tirar as velas da embalagem, mas sempre verifique. Dessa maneira, você evita precisar checar a mesma vela duas vezes.
  • Gire e puxe apenas a parte do isolamento e não o fio em si para que ele não se parta, pois se isso acontecer, você pode precisar comprar todo um novo conjunto de fios de ignição. Existem ferramentas opcionais feitas só para esse passo.
  • Não importa se você vai ou não consertar o próprio carro, invista em um conjunto de manuais de manutenção da fabricante. Eles são bem mais detalhados do que os guias encontrados nas lojas de autopeças e valem o investimento.
  • Se o motor tiver rodado sem que algumas velas se acendam, o combustível se acumulará naquele local, afogando a vela. O sistema precisará ficar ligado por quase um minuto completo para queimar o combustível acumulado embaixo daquela vela e funcionar corretamente de novo. Lembre-se de que muito combustível queima bastante ar, mais do que apenas alguns ciclos.
  • Verifique os números do modelo das velas. Ao contrário dos nomes óbvios, elas muitas vezes têm valores como 45 e 46 ou outros códigos como "5245" ou "HY-2425" etc. Anote-os e cheque antes de comprar: um erro simples pode desperdiçar tempo e esforço, e você talvez não consiga um reembolso.
  • Caso não tenha um soquete para vela de ignição, você pode soltar a sua com um soquete convencional e usar o isolamento para segurá-la e removê-la. Coloque as novas velas no isolamento e aperte-as um pouco à mão para depois usar a chave.

Avisos

  • Deixe o motor esfriar antes de substituir as velas, pois elas podem estar bem quentes e o compartimento do motor pode causar queimaduras.
  • Mantenha as crianças longe da área de trabalho e use proteção para os olhos o tempo todo.

Materiais Necessários

  • Velas de ignição substitutas
  • Soquete comum ou para vela de ignição, do mesmo tamanho das suas velas
  • Calibrador para folga da vela de ignição (pode ser opcional)
  • Composto desengripante
  • Composto de silicone dielétrico
  • Qualquer equipamento de segurança pessoal, como óculos, macacões e luvas, se desejado
  • Um adaptador para chave soquete, para ajudar a alcançar as velas de difícil acesso
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.