Como Viver uma Vida Saudável Sendo Diabético

Se você tem diabetes, deve estar procurando maneiras de melhorar sua saúde a longo prazo. Ao se alimentar corretamente, se exercitar, e se manter informado sobre as melhores opções de tratamento, você consegue manter sua diabetes sob controle. Qualidade de vida também tem a ver com encontrar maneiras de ser feliz e se divertir, consigo mesmo e na companhia de outras pessoas. Seu objetivo deve ser sempre assumir o controle da sua saúde, em vez de deixá-la ditar sua rotina.

Passos

  1. Marque uma consulta para discutir seu estado de saúde atual. Entender sua condição é importante, e, além disso, você sentirá que não está lutando sozinho contra esta doença.
    • Se você tiver quaisquer dúvidas ou preocupações, procure aconselhamento médico.
    • Não deixe as pequenas coisas passarem desapercebidas. Até mesmo as pequenas mudanças podem significar algo importante, e quanto mais cedo você comunicá-las a seu médico, melhor.
    • Se você não tem seguido sua dieta como deveria, ou não tem tomado os medicamentos conforme prescrito, precisa consultar seu médico.
  2. Siga sua dieta recomenda com atenção. Você provavelmente recebeu uma dieta do seu nutricionista; ela é a chave para o bem-estar do paciente com diabetes. Cada diabético tem necessidades diferentes, então é provável que seu médico tenha adaptado uma dieta às suas necessidades específicas.
    • Se você ainda não recebeu nenhuma recomendação sobre uma dieta, peça uma.
    • Pergunte sobre suas necessidades especiais, e sobre locais onde você pode encontrar alimentos saudáveis de difícil acesso.
    • Lembre-se de tomar cuidado com o que bebe. Muitas bebidas comerciais e caseiras contém açúcar, o que pode acabar com o propósito de uma dieta cuidadosa.
    • Se você está lutando para se manter na linha com a alimentação, um registro das suas refeições pode ser útil. Ele irá ajudá-lo a reconhecer algum gatilho emocional, que talvez esteja motivando a alimentação excessiva ou incorreta, permitindo que você planeje com antecedência e evite os maus hábitos.
    • Aprenda a ler os rótulos. Todos deveriam ler as informações nutricionais dos alimentos, mas isso é especialmente importante para os diabéticos.
  3. Conheça alimentos saudáveis para diabéticos. O ideal é que você se alimente de uma maneira positiva para sua saúde em geral, não apenas para controlar sua diabetes. Algumas recomendações de alimentos incluem:
    • Grãos integrais, feijão, macarrão e legumes ricos em amido: 6 ou mais porções por dia. (Sobre pães, deve-se limitar a farinha branca, bem como grandes quantidades de sódio).
    • Fruta: 2-4 porções por dia
    • Legumes: 3-5 porções por dia
    • Carne, peixe e queijo: 2-3 porções por dia
    • Leite e iogurte: 2-3 porções por dia
    • Gorduras, doces e álcool: pequenas quantidades (sujeito às recomendações do seu médico)
    • Os condimentos não devem conter açúcar, e devem ter baixos teores de sódio. Verifique os rótulos dos alimentos curados, em conserva, marinados, defumados e enlatados.
    • Esteja sempre atualizado sobre as recomendações acerca da ingestão de alimentos, verificando periodicamente se houve alguma mudança. Receba atualizações por e-mail, converse com seu médico regularmente e fique atento para as descobertas nutricionais para diabéticos.
  4. Beba pelo menos 6-8 copos de água diariamente. Por mais que a água seja absolutamente a melhor opção, você também pode tomar chá, café, bebidas dietéticas, bebidas adoçadas artificialmente etc, desde que nenhuma dessas tenha sido proibida por seu médico. Pergunte a seu médico sobre uma possível necessidade de limitar a ingestão de leite, por conta dos açúcares naturais que ele contém.
    • Bebidas a serem evitadas ou abolidas completamente incluem: Bebidas esportivas, refrigerantes, leite, água tônica e suco de frutas.
  5. Inclua "mimos" em sua dieta. Certifique-se de perguntar ao seu médico quais doces são permitidos, e qual o papel deles em sua dieta. Por mais que alguns doces estejam realmente fora de questão, existem alguns outros que não precisarão ser abolidos completamente. Há vários livros de receitas para diabéticos online, que você pode usar para recriar doces sem açúcar, porém deliciosos. Muitas lojas que vendem alimentos saudáveis têm doces para diabéticos; não fique triste, ainda há um mundo de coisas gostosas que você pode comer, basta procurar!
    • Lanches saudáveis incluem frutas frescas, pequenas porções de iogurte, biscoitos integrais, nozes etc.
  6. Exercite-se regularmente. Pergunte ao seu médico qual é a quantidade recomendada de exercício no seu caso. Geralmente,20-30 minutos na maioria dos dias da semana é o suficiente. Caminhe com seus amigos, ou vá a uma academia. Cada um gosta mais de um tipo de exercício, então, procure descobrir o que funciona melhor para você, e siga os conselhos do seu médico.
    • Se o seu peso o impede de se exercitar, procure aulas de hidroginástica assistida, ou mesmo aulas de natação.
  7. Tome seus medicamentos conforme indicado. Do contrário, você se coloca em risco de ter complicações de saúde. Siga as instruções do seu médico, e tome seus medicamentos na hora e na dose correta.
    • Esteja ciente das possíveis interações entre medicamentos e alimentos, bebidas, ou outros remédios. Seu médico deve aconselhá-lo sobre quando é seguro combinar determinados medicamentos, e como se deve equilibrar a ingestão de medicamentos e determinados alimentos.
    • Caso esteja se consultando com um médico diferente do costumeiro, certifique-se de que ele saiba que você é diabético, e fale sobre os medicamentos que você toma. É extremamente importante não misturar determinados remédios. Seu médico precisa saber tudo o que você está tomando, inclusive vitaminas e ervas.
  8. Mantenha seus registros atualizados. Você recebeu uma planilha, para registrar seus níveis de glicose do sangue. É importante manter estes registros atualizados e precisos, e mostrá-los ao seu médico regularmente.
    • Você também pode querer registrar sua alimentação e rotina de exercícios. Quanto mais informações você tiver, melhor seu médico poderá aconselhá-lo, fazendo-o lidar muito melhor com sua doença.
  9. Preste atenção às possíveis complicações da diabetes. Se você sabe o que pode dar errado, conseguirá notar qualquer sinal de aviso cedo o suficiente para fazer algo a respeito. Algumas das complicações ligadas ao diabetes incluem:
    • Doenças cardíacas e acidentes vasculares: pessoas com diabetes têm mais razões para ficarem atentas à doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos. Os diabéticos sofrem um aumento no risco de ataques cardíacos, derrames e complicações relacionadas a má circulação do sangue.
    • Doenças renais: a diabetes pode danificar os rins, não só fazendo-os falhar, mas também minando sua capacidade de filtrar resíduos.
    • Problemas de vista: a diabetes pode até mesmo causar cegueira. Pessoas com diabetes têm um risco maior de ficarem cegas. Um diagnóstico precoce e um tratamento adequado podem salvar sua visão.
    • Saúde bucal e higiene: diabéticos devem estar sempre atentos à higiene bucal. É uma boa ideia consultar seu dentista regularmente.
    • Neuropatia diabética e lesões nervosas: uma das mais comuns complicações da diabetes é a neuropatia diabética. Ela causa danos aos nervos por todo o corpo.
    • Complicações ligadas aos pés: diabéticos podem ter muitos problemas diferentes relacionados aos pés. Estes geralmente ocorrem quando os nervos dos pés recebem algum dano, ou quando há problemas de circulação.
    • Problemas de pele: um terço dos diabéticos terão doenças de pele em algum momento de suas vidas. Na verdade, este costuma ser o primeiro sinal de que alguém sofre de diabetes. Felizmente, a maioria das doenças de pele podem ser tratadas facilmente, se houver um diagnóstico precoce.
    • Gastroparesia e Diabetes: a gastroparesia é um distúrbio que afeta pessoas com o tipo 1 e 2 de diabetes.
    • Depressão: sentir-se para baixo de vez em quando é normal. Algumas pessoas sentem uma tristeza que simplesmente não vai embora. Para elas, parece não haver qualquer esperança na vida. Se sentir assim por mais de duas semanas é um sinal grave de depressão.
  10. Busque o apoio de pessoas que se importam com você, e sabem o que você está passando. Fale sobre sua doença, e sobre a maneira que ela impacta a você, seus entes queridos e amigos. Quando as pessoas entendem o quanto isso afeta a sua vida, elas se tornam mais solidárias. Em alguns casos, você pode encontrar parceiros de exercício, incentivo para manter sua dieta e companhia para ir ao médico. Você também pode tentar se aproximar de outras pessoas que têm diabetes, frequentar reuniões e grupos de ajuda. Além da possibilidade de fazer novos amigos, você descobrirá o que outras pessoas fazem para levar uma vida mais saudável e lidar com a diabetes.
    • Considere se juntar a alguma grande organização. Além de apoio, as organizações para diabéticos são um bom lugar para encontrar informações e planos de dieta.
  11. Pergunte ao seu médico sobre a necessidade de reduzir o açúcar no seu sangue, do uso da insulina ou de consumir proteínas leves antes de dormir. Nas horas anteriores a hora de dormir, beba apenas água (nada de álcool, cafeína ou outros estimulantes).
    • Lanchinhos no meio da noite estão proibidos para diabéticos.
    • Está com fome após o jantar? Os alimentos a seguir tem poucos carboidratos, e quase não aumentam os níveis de açúcar nos sangue:
      • Uma lata de refrigerante diet
      • Uma porção de gelatina sem açúcar
      • Cinco cenouras pequenas
      • Dois biscoitos Cream cracker
      • Um biscoito de baunilha
      • Quatro amêndoas (ou nozes)
      • Um chiclete ou um doce pequeno
    • Dê aos seus nervos, fígado e trato digestivo o tempo para cumprirem suas funções, a fim de descansarem e se recuperarem do açúcar que foi produzido pela digestão durante o sono.
  12. Durma quase de estômago vazio. Isso diminuirá seus problemas de diabetes, melhorando seus níveis de açúcar no sangue e pressão arterial.
    • Se precisar de ajuda para dormir, tome um anti-histamínico, que causa sonolência e não aumenta sua pressão. (Não tome quaisquer xaropes anti-histamínico que contenham açúcar). A valeriana é uma erva altamente relaxante. Ela é conhecida por ajudar com a insônia e reduzir dores no corpo. Se você acorda muito cedo, beba água e tome uma dose de ambos, se já tiverem se passado quatro horas desde a dose anterior. Tome cálcio, magnésio, vitamina D3, vitaminas do complexo B e omega 3-6-9. Todos estes trabalham a seu favor, relaxando e trazendo muitos outros benefícios a sua saúde. Pequenas porções de proteínas também ajudam a dormir; um pouco de carne de peru ou frango, amêndoas, nozes, sementes de girassol e abóbora, amendoim vermelho com casca, todas são boas opções.

Dicas

  • Discuta com seu médico quaisquer coisas que tiverem a ver com sua condição.
  • Leia o máximo que puder sobre diabetes. Quanto mais você souber, mais se sentirá apto a combater a doença.
  • A dieta desempenha um papel importante no controle da diabetes; siga uma dieta saudável, que atenda às suas necessidades nutricionais diárias.
  • Mudar os hábitos alimentares da sua família, a fim de atender às suas necessidades, irá beneficiar a todos. Seguir uma dieta para diabéticos não significa comer mal. significa ser mais saudável, e consumir alimentos que fazem bem para o seu corpo.

Avisos

  • Sempre siga as instruções do seu médico. Diabetes é uma doença séria, e pode ter consequências duradouras, caso não seja tratada com seriedade.
  • Reações ao excesso de insulina ocorrem inesperadamente. Fale com as pessoas que você conhece, e avise que, em casos raros, você pode precisar tomar um suco, refrigerante, leite etc. Diga algo como “quando eu parecer bêbado ou confuso, pergunte como está o meu nível de açúcar no sangue”
  • Ou, “eu posso ter comido demais para a dose anterior de insulina, e talvez esteja precisando de mais uma pequena dose para manter meus níveis de açúcar sob controle.”

Materiais Necessários

  • Diário alimentar
  • Medicamentos
  • Registros diversos
  • Alimentos saudáveis
  • Equipamento de exercício
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.