Como Irritar Pessoas Argumentativas

Algumas pessoas adoram discutir. Não importa o assunto, elas têm a necessidade de se sentir superior ou de ter a opinião certa. A melhor maneira de lidar com pessoas argumentativas é não se tornar uma. Nada as irrita mais do que encontrar alguém que abre mão da oportunidade de discutir, que se recusa a levá-las a sério ou que aponta seus defeitos.

Evitando discussões

  1. Não discuta. Pode parecer difícil evitar entrar em um debate. Quando estiver diante de uma pessoa argumentativa, lembre-se de que ela provavelmente não vai concordar com a sua opinião. Nada do que você disser vai ser suficiente para encerrar a discussão, e mesmo que você esteja certo, ela não vai admitir que está equivocada. Evite uma dor de cabeça e diga que não está a fim de falar sobre o assunto.
  2. Evite assuntos polêmicos. A melhor forma de falar com uma pessoa argumentativa é conversar sobre assuntos triviais. Se surgir um assunto que causa desentendimentos, como o controle de armas ou o aborto, avise que não quer falar sobre o assunto ou que não se interessa.
    • Mude de assunto. Se sentir que uma discussão está a caminho, em vez de discordar, leve a conversa para um caminho diferente.
  3. Mantenha a calma. Não se irrite. Saber que a discussão o abala emocionalmente faz aflorar o sentimento de vitória ou superioridade que a pessoa sente e a encoraja a falar ainda mais. Mostrar indiferença vai deixá-la insatisfeita com o rumo da conversa, e ela vai acabar desistindo de você e procurar outra pessoa para ser o novo alvo.
    • Mantenha a voz tranquila. Quando uma pessoa eleva o tom de voz, a outra se sente compelida a falar ainda mais alto. Usar um tom sereno vai fazê-lo parecer mais sábio, coisa que vai irritar seu oponente.
  4. Pareça entediado. Olhe para o relógio ou verifique as mensagens no seu celular. Diga que tem coisas importantes a fazer e peça licença. A disputa dá à pessoa argumentativa um senso de superioridade. Ao demonstrar sua falta de interesse em discutir, você se mostra superior.
  5. Concorde sem concordar. Diga algo como: “Você provavelmente está certo, mas eu gosto do meu jeito”. Depois disso, não há nada mais a argumentar. Você também pode acenar com a cabeça sem concordar. Deixe que ele opine e passe para o assunto seguinte.
    • Emita sons de concordância sem concordar. Ajuda a abrandar a discussão e manter a conversa moderada.

Fazendo comentários irritantes

  1. Diga que ele está errado. Não rebata com fatos que possam levar a uma discussão. Apenas diga que ele está errado e se recuse a dar mais explicações. Nada deixa uma pessoa argumentativa mais irritada do que ouvir que está errada, principalmente se ela estiver certa.
  2. Exija provas. Mesmo que o argumento seja válido, peça provas de qualquer declaração que for feita. Recuse-se a debater o assunto até obter provas do que foi dito. Insista até que a pessoa se canse da conversa.
  3. Aponte erros gramaticais. Se o seu oponente falar alguma palavra errada enquanto discorre, interrompa-o apontando o erro. Além de quebrar o raciocínio, a observação vai fazê-lo se sentir intelectualmente inferior.
  4. Trate-o com indulgência. Seja o mais condescendente possível para parecer superior. Por exemplo: se ofereça para usar palavras mais curtas para que ele o compreenda melhor.
    • Revire os olhos. Além de fazer essa expressão com os olhos, mexa a cabeça lentamente em reprovação. Essa demonstração indica que você considera seu oponente ridículo e burro.
  5. Cite fontes grotescas e irrelevantes. Cite programas de TV, filmes e outras fontes sem nenhuma influência significativa. Citar trechos de músicas também dá certo. Esse método é difícil de combater porque a pessoa vai ter de descobrir se você está falando sério antes de poder dar uma resposta.
    • Se alguém tentar, por exemplo, falar sobre a crise política e econômica no país, você pode responder: “Bem, como diria Cazuza, 'Não me convidaram pra essa festa pobre que os homens armaram pra me convencer.'".
  6. Questione sua índole. Se a discussão é sobre algo sem importância, mostre que seu antagonista está exagerando por pura maldade. Pessoas argumentativas gostam de agir como se cada ponto fosse importante, porque no fim das contas o que interessa é elas estarem certas. Ao mostrar que o argumento pode ser visto como uma falha de personalidade, elas podem relutar em discutir com você futuramente.
  7. Leve para o lado pessoal. Esqueça o teor da conversa e se concentre nos insultos. Se durante um debate sobre a pobreza você estiver em desvantagem, pode dizer: “Em vez de se preocupar com a pobreza, você deveria se preocupar com o seu cabelo.” Esse tipo de ataque não ajuda no seu argumento, mas pode calar e humilhar seu oponente. Cuidado para não transformar o debate em uma briga física.

Controlando suas emoções

  1. Mantenha a calma. Pessoas argumentativas gostam de desestruturar emocionalmente seus oponentes. Não demonstre raiva ou irritação.
    • Sorria. Mostre que você não se deixa abater por uma discussão. Às vezes, isso é tudo o que a pessoa quer.
  2. Faça perguntas. Em vez de tentar convencer a pessoa a ver as coisas sob o seu ponto de vista, faça perguntas que a obrigue a explicar o dela. Ajuda a entender a raiz do problema. Você pode perguntar: “Qual é a sua motivação por trás dessa ideia?” Além de não ter que justificar o seu ponto de vista, você está dando a oportunidade de a pessoa expressar o dela e sentir que sua voz está sendo ouvida. Isso pode ser suficiente para acalmá-la, ainda que não resolva as divergências.
  3. A hora de se afastar. Se sentir que uma situação não vai ser resolvida de forma positiva, saia de perto. Você pode retomar o assunto depois, num momento mais oportuno.

Dicas

  • Não confronte pessoas maiores e mais implacáveis do que você, caso a confusão vá além do esperado.
  • Não diga nada que possa se arrepender depois. Escolha suas palavras com cautela.
  • Não demonstre irritação. Sorria durante a conversa. Ao perceber que não consegue irritá-lo, é o seu oponente quem vai ficar irritado.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.