Como Prevenir um Aborto

Os abortos são eventos naturais e são relativamente comuns, geralmente desencadeados por anormalidades genéticas do feto, como por exemplo uma triplicação dos cromossomos que tornaria a gestação inviável. Existem alguns casos em que a ameaça de aborto surge em gestações normais. Embora os abortos não possam ser evitados completamente pela Medicina, existem muitas precauções que as grávidas podem tomar para evitar a chance de abortar. Controlar a sua saúde, hábitos de alimentação, exercícios, padrões de sono irão ajudá-la a ter uma excelente gravidez. Siga os nossos passos e veja como prevenir abortos.

Antes de engravidar

  1. Faça exames para DSTs. As doenças sexualmente transmissíveis não tratadas podem aumentar o risco de aborto. Certifique-se de checar gonorreia, sífilis, HIV, herpes e vaginoses, pois essas são as doenças mais prevalentes que podem causar prejuízos na gravidez.
  2. Saiba o seu histórico de vacinação. Outras doenças podem causar aborto, e muitas delas podem ser prevenidas por vacina. Cheque sua carteira de vacinação.
    • Você poderá ter que fazer testes de sangue para saber se já fez determinada vacina ou não.
    • É melhor atualizar suas vacinas antes de ficar grávida, então cheque precocemente.
  3. Entenda que algumas doenças crônicas na mãe aumentam o risco de aborto por si só, então tente mantê-las sempre bem controladas por acompanhamento médico. Doenças na tireoide, epilepsia, lupus, hipertensão e diabetes precisam de cuidado, mas é completamente possível que você tenha um bebê saudável tendo essas doenças. Discuta seu histórico familiar com o seu médico.
  4. Tome pelo menos 600 mg de ácido fólico por dia. Você deve começar a tomar o folato pelo menos 2 meses antes de engravidar. O ácido fólico previne mal formações do Sistema Nervoso Central.
  5. Limite sua ingestão de cafeína. Enquanto estiver tentando engravidar, não beba mais de 2 xícaras de café por dia (200 mg de cafeína). A cafeína é uma droga que afeta seus níveis hormonais e não é saudável se tomada em excesso.

Durante a gravidez

  1. Faça exercícios leves. É muito benéfico para você e seu bebê que você continue se exercitando todos os dias, sem exagerar. O exercício extremo mais pesado aumenta o risco de aborto porque aumenta a temperatura corporal e reduz o suprimento sanguíneo para o feto. Evite esportes de contato pois esses podem provocar quedas e impacto para o bebê.
  2. Evite laticínios não pasteurizados e carne crua. As infecções causadas por esses produtos incluem a Listeria e a Toxoplasmose, além de verminoses. Embora raras, essas infecções podem ser evitadas pela carne bem cozinhada (evite sushi e sashimi também!) e leite e derivados pasteurizados e bem processados.
  3. Fique longe de cigarro, álcool e drogas ilegais. Assim como em qualquer gravidez, o uso dessas substâncias deve ser proibido. Além de serem extremamente prejudiciais para você, podem causar sérias más formações no bebê e aborto.
  4. Evite radiação e venenos. Evite fazer Raio X ou Tomografias durante a gravidez. Fique longe de materiais como arsênico, chumbo, formaldeído, benzina e etilenos, pois são prejudiciais.
  5. Reduza seu nível de estresse. Quando você está estressada, seu corpo demora ao se recuperar de uma doença e luta para mantê-lo saudável. Tente ficar calma durante a gravidez, praticando quaisquer técnicas de respiração, meditação, ioga, e até mesmo com pintura ou jardinagem.
  6. De novo, limite a ingestão de cafeína. Não beba mais de duas xícaras por dia.
  7. Cogite o uso de progesterona. O hormônio feminino causa alterações de secreção no útero, necessárias para que o óvulo fertilizado se implante no útero. Alguns abortos são causados pela secreção inadequada de progesterona. Durante o primeiro trimestre de gravidez, a progesterona pode ser prescrita pelo seu médico, caso ele julgue necessário.

Seguindo a dieta da fertilidade

  1. Coma vegetais e frutas diariamente. Evite o tipo com herbicidas e agrotóxicos que podem ter impacto na fertilidade.
  2. Escolha produtos orgânicos, integrais e sem gordura. Alguns derivados de leite podem ter hormônios e antibióticos que aumentam os níveis de estrógeno no corpo, sendo prejudiciais para a gravidez. Caso você seja intolerante, você pode evitá-los totalmente e optar por outros tipos de leite. Não beba leite de soja.
  3. Coma peixes de água fria, ricos em ômega 3. Além de serem ricos em proteínas e vitamina A, os peixes têm ácidos graxos saudáveis, auxiliando a regular os hormônios, reduzir inflamação e garantir um ciclo menstrual adequado.
    • Prefira salmão, bacalhau, halibute, etc. Evite peixes criados com antibióticos e corantes.
    • Não coma peixes que vivem em mar profundo, pois estes tendem a ter uma grande quantidade de mercúrio.
  4. Coma carnes criadas em frigoríficos certificados. Carnes também podem ter adição de antibióticos e hormônios de crescimento.
    • Além disso, se você estiver preocupada com endometriose, reduza o consumo de carne vermelha, pois existe evidência científica que estes dois fatores estão ligados.
    • Lembre-se de consumir apenas aves com selo de qualidade para consumo.
  5. Escolha alimentos integrais. Os integrais são ricos em fibras e vitaminas essenciais. A fibra é uma parte importante da sua dieta, pois ajuda na remoção do excesso de hormônios e manter o açúcar no sangue em níveis adequados.
  6. Coma fibras em todas as refeições. Além de regular hormônios e açúcar, as fibras são conhecidas por seu papel na digestão. Frutas, vegetais, folhas escuras, feijão e alimentos integrais são indicados.
  7. Evite o consumo de soja a não ser que seja fermentada. A soja tem componentes que agem como hormônios no corpo, e podem alterar o balanço interno. Evite esse tipo de produto antes e durante toda a gravidez.
  8. Reduza a ingesta de açúcar refinado. Industrializados com muito açúcar como sucos de caixinha, pirulitos, balas e sobremesas podem aumentar seus níveis sanguíneos e enfraquecer seu sistema imune.
  9. Beba muita água. Mulheres precisam ingerir cerca de 2.2 litros de água por dia. Se possível, evite água da torneira pois pode ter traços de pesticida e outros minerais.

Dicas

  • Pense positivo. A mente é muito poderosa. Se você tiver pensamentos felizes, positivos, poderá reduzir o seu estresse e o do bebê.
  • O aborto pode ser uma experiência traumática. Busque apoio ou discuta seu caso com seu médico ou terapeuta.
  • Tente ficar saudável. Coma bem, exercite-se e diminua o estresse sempre.
  • Procure apoio com familiares e amigos. Cerca de 15% das gravidezes acabam em abortos. Embora seja comum, podem ser experiências tristes e traumatizantes.

Avisos

  • Evite apoiar muito peso ou pressão na barriga.
  • Não fique em áreas de fumantes.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.