Como Cultivar Bambu (Desde a Semente)

A maioria das espécies de bambu só produzem sementes apenas uma vez ao longo de um período considerável de tempo (cerca de uma vida humana). Outras espécies, porém, produzem sementes num espaço de tempo mais curto, de poucos anos. Portanto - de acordo com estas informações - você poderá ter poucas oportunidades para plantar qualquer espécie particular de bambu desde a sementinha. Caso você tenha uma chance, aqui estão os passos para tirar o máximo proveito de todas as sementes de bambu que você conseguir.

Passos

  1. Compre ou faça uma mini-estufa. Use pequenas pelotas de turfa como meio de plantio (pergunte para seu vendedor de sementes sobre outros meios alternativos). Você pode conseguir uma sementeira com pouco investimento. Considere uma pesquisa de preços.
  2. Coloque uma sementeira de turfa em uma assadeira de bolo. Ferva uma panela de água a despeje lentamente sobre elas para expandí-las. Ferver a água não só funciona melhor para hidratar a turfa, mas também pode servir para esterilizar o meio, favorecendo o plantio das sementes. Repita este passo até que você tenha todas as sementeiras devidamente hidratadas.
  3. Coloque as sementeiras de volta na mini-estufa. Dependendo de como elas estejam molhadas, pode ser bom deixá-las secar por um ou dois dias. Excesso de umidade não é bom, e a turfa pode reter bastante água. O ideal é que elas fiquem úmidas, mas não molhadas.
  4. Deixe as sementes em banho-maria. Utilize água quente para isto (a cerca de 30°C), por 24 horas. Certifique-se de não permitir que a água fique muito quente, pois as temperaturas acima de 40°C podem matar suas sementes. Temperaturas mais baixas, no entanto, não irão prejudicá-las, mas podem atrasar a germinação.
  5. Faça uma cavidade nas sementeiras. Use um palito ou pauzinho para abrir a parte superior das sementeiras de turfa, por cima.
  6. Coloque apenas uma semente em cada turfa. Como as sementes de bambu são raras e caras, você não deve correr o risco de ter dois brotos na mesma sementeira e perder um deles.
  7. Adicione uma pequena quantidade de adubo de envasamento de solo por cima de suas sementes. Pouco menos de 5 mm (cinco milímetros) é mais do que suficiente.
  8. Coloque a mini-estufa em um local onde ela receberá uma sombra média. Uma janela virada para o leste é bom refúgio para sua estufa, principalmente se o tempo lá fora estiver frio. Se o tempo estiver mais quente, uma área moderadamente sombria pode dar conta do recado. É importante que, onde quer que você coloque sua estufa, ela não receba sol diretamente. Até mesmo uma mini-estufa pode rapidamente matar as sementes diante do sol direto, extremamente quente.
  9. Confira a estufa diariamente. Assim que as turfas secarem com o tempo, umidifique todas novamente (não precisa ser com água quente). Antes e depois das sementes brotarem, o meio deve continuar levemente úmido. Se as pelotas de turfa começarem a ficar muito secas, use um borrifador para umedecê-las novamente. Você pode precisar de um ou mais esguichos para umedecer a turfa.
  10. Você poderá ver um broto ou outro no prazo de 10 dias após o plantio. Muito embora a maior parte da germinação possa ocorrer depois de pelo menos 15 ou 20 dias, diferentes espécies têm diferentes tempos de maturação, e podem germinar mais cedo. Por isso não fique desapontado(a) tão cedo assim.
  11. Se algum dos brotos obter altura suficiente, use uma escora para sustentá-lo. Qualquer uma das folhas descansando de encontro a tampa da estufa pode fazer com que a planta apodreça e morra.
  12. Após cerca de 30 dias, a maioria das sementes deverá ter brotado em lindas mudas. Transplante, então, todas as mudas saudáveis em vasos de meio litro para as próximas etapas. Não descarte o resto das sementes, no entanto, aguarde um pouco para verificar se elas vão ou não brotar.
  13. Misture terra boa para vasos. Misture em uma porção de terra uma porção de adubo (proporção um para um ou 1:1). Isso fará de sua terra de envasamento um bom substrato para seu bambu, de alta drenagem e boa nutrição.
  14. Adicione a terra misturada nos vasos. Cubra até um pouco menos da metade de cada vaso com terra.
  15. Coloque a sementeira do vaso, e cubra os espaços vazios com mais terra. Esta é a forma correta de se envasar uma muda de bambu.
  16. Regue o vaso com uma boa dose de água. Por causa da boa drenagem da terra, não se preocupe muito com excesso de água (muito porém não exagere, sob o risco de afogar as mudas).
  17. Coloque os vasos ao ar livre. Mais uma vez, não os deixe sob o sol direto, quente, por mais do que alguns minutos. Prefira regiões sombreadas. Se você seguiu todos os passos corretamente, estas mudas estarão bem encaminhadas. Infelizmente, você provavelmente pode vir a perder cerca de 10% delas, mas fique tranquilo(a) isto é profundamente normal.
  18. Volte para a bandeja de sementes e verifique se algumas das remanescentes brotou. Você as pode guardar, se quiser, mas as sementes que não brotaram não terão uso algum para seu jardim.
  19. Construa cavidades de drenagem em sua estufa. Se a bandeja de sua mini-estufa possui um forro removível de plástico, remova-o e faça nele vários furos de drenagem.
  20. Coloque todas as sementeiras de volta à estufa, com o novo forro. Deixe-as uniformemente espaçadas, mas da mesma forma que antes.
  21. Preencha o redor das sementeiras com terra adubada. Com uma camada de terra de aproximadamente cinco milímetros de espessura, ocupe o espaço entre as sementeiras. Use terra de envasamento do mesmo tipo que você adicionou nos vasos.
  22. Coloque a bandeja em médio ou pleno sol, verificando diariamente a umidade da terra. Como orientamos, mantenha a terra úmida e não extremamente molhada. Por causa da remoção da cúpula e do aumento do sol, espere molhar a terra quase todos os dias. Provavelmente será mais útil mudar para uma “rega regular” (sem um borrifador), neste momento, pois você pode dar às sementes uma dose maior de água.
  23. Com sorte, você poderá ter um novo conjunto de mudas. Preste bastante atenção em sua estufa ao longo das próximas semanas. Em caso negativo, não desanime, pois você fez tudo o que poderia fazer. Em caso positivo, transplante as mudas para vasos assim como orientamos nos passos acima.

Dicas

  • Diversos experimentos controlados têm sido feitos com mudas de bambu, em diversos substratos como: xaxim, pelotas de turfa, areia, terra e variações/combinações entre todos eles. Sob as mesmas condições as pastilhas de turfa foram - de longe - as mais bem sucedidas. Além disto, a turfa é um bom substrato pois permite que as sementes germinem sem danificar suas raízes frágeis (ao mesmo tempo que as hidrata).
  • É difícil evitar de encharcar a turfa quando você colocar água quente sobre ela. Tente, porém, colocar água suficiente apenas para que elas expandam sem que fiquem excessivamente saturadas. Lembre-se também de que elas não têm de ficar perfeitamente expandidas a fim de serem um bom meio de crescimento.
  • Comprar suas sementes pela internet pode não ser um bom negócio. Prefira conversar com um atendente, ao vivo, em uma loja de jardinagem de sua confiança, para não ter o dissabor de comprar gato por lebre, ou mesmo acabar com sementes estragadas. Existem muitos fóruns na internet que terão cultivadores felizes em compartilhar suas sementes com você, um potencial entusiasta de hobbie.

Avisos

  • Considere abrigar as mudas durante os invernos mais rigorosos. Deixe os vasos no chão, e os cubra com uma ou duas polegadas de folhas secas. Não lhes dê mais matéria orgânica do que isso, uma vez que pode incentivar a presença de ratos.
  • Em climas muito frios ou para espécies de bambu menos resistentes, deixe as mudas no interior da estufa. Lembre-se, porém, de que elas precisam de um pouco de água, mesmo no inverno!
  • Ao transplantar as mudas, tenha um cuidado especial para não danificar suas raízes. A forma de envasamento ensinada neste artigo se presta a evitar danos sérios à planta.
  • A importação de produtos de bambu, em alguns países, é ilegal devido à necessidade de se controlar a disseminação de pragas e/ou doenças originárias desta planta. Portanto, certifique-se de cumprir todas as leis aplicáveis na aquisição de suas sementes.
  • Espere, no processo de germinação, que não mais do que 30% das sementes germinem em mudas adultas e saudáveis. Todo o processo de cultivo do bambu, desde as sementes, é extremamente difícil. Na natureza esta planta já encontra suas dificuldades para se reproduzir, imagine sobre a influência do cultivo artificial, então. Não se preocupe com as perdas. Infelizmente elas são normais para muitas espécies. Se você acabar com duas ou mais plantas saudáveis para cada 10 sementes que você plantar, você estará no lucro. Algumas espécies são ainda piores.

Materiais Necessários

  • Sementes de bambu (em quantidade suficiente, considerando as possíveis perdas);
  • Uma assadeira de bolo de fundo plano;
  • Água fervente;
  • Uma mini-estufa (que é apenas uma bandeja de plantio em um aquário de plástico, portanto, se quiser, improvise).
  • Turfa;
  • Um espeto ou pauzinho;
  • Adubo para envasamento.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.