Como Dançar o Chá chá chá

O chá-chá-chá é uma dança Afro-Cubana muito popular, dançada tanto em eventos de dança de salão quanto em clubes de dança Latina. A música é escrita em 4/4 e 30 métricas por minuto (120 batidas por minuto) com um ritmo de médio à rápido. O chá-chá-chá é normalmente dançado a dois, onde um parceiro é o "condutor" (normalmente é o homem) que controla o fluxo da dança, levando o parceiro e decidindo os passos a fazer, enquanto a outra pessoa (normalmente a mulher) tenta acompanhar os movimentos e o ritmo do parceiro.

Passos

  1. Este é o passo básico, também conhecido como Básico Lateral ou Chassé Básico. Descrevemos aqui pelo ponto de vista do "condutor" (a parte do outro é praticamente idêntica; a diferença óbvia é que ele dá um passo para trás quando o condutor der um passo para frente e vice-versa). Note que outros passos da dança substituem alguns ou todos os elementos do passo básico para deixar a dança mais elegante. O passo básico do chá-chá-chá é contado em 2-3-chá-chá-chá, ou 2-3-4&1 se você souber como Contar Ritmos Musicais.
  2. Dê um passo para frente com o pé esquerdo. Você deve dar um passo (nesse caso, para frente), jogando todo seu peso nesse pé (nesse caso, seu pé esquerdo), mas SEM levantar ou mover o pé de trás, em seguida, troque o peso completamente para o outro pé (neste caso, o pé direito). Veja esse movimento com mais detalhes:
    • Pequeno passo para frente com o pé esquerdo na batida DOIS da música.
    • Volte a colocar o peso no pé direito na batida TRÊS.
  3. Faça o Chassé para a esquerda, ou faça o chá-chá-chá para a esquerda. Fazer o "chassé" significa dar um passo, em seguida juntar os pés novamente e colocar seu peso no pé que você acabou de mover, depois dar um terceiro passo com o pé original. Ou seja, seria algo como: passo, junto, passo - como se um pé estivesse perseguindo o outro e alcançando a cada dois passos. Lembre-se que "juntar" quer dizer que você deve sentir seus pés se tocando. Neste caso, nosso movimento é para a esquerda, portanto consiste em três passos rápidos para a esquerda do condutor, em duas batidas da música. Instruções:
    • Dê um pequeno passo para a esquerda com seu pé esquerdo na batida QUATRO da música. (Este é primeiro "chá" em "chá-chá-chá").
    • Junte o pé direito com o esquerdo e transfira seu peso para o pé direito; faça isso em meia batida, entre a QUATRO e a UM. (Este é o segundo "chá").
    • Dê um passo para a esquerda com seu pé esquerdo na batida UM. Este é o terceiro e último "chá" no "chá-chá-chá". Ele pode ser um pouco mais largo que os passos anteriores, refletindo visualmente a ênfase na batida 1 da música, apesar de que esta regra não é obrigatória.
  4. Dê um passo para trás com o pé direito. Este movimento é idêntico ao primeiro passo para frente, porém com o pé oposto. Veja a descrição detalhada:
    • Pequeno passo para trás com o pé direito, na batida DOIS da música. Dando um passo para frente, coloque seu peso completamente nesse pé, mas não tire o outro pé do chão (o calcanhar esquerdo pode até sair um pouco do chão, mas não mova nem tire o pé todo do lugar).
    • Troque o peso de pé na batida TRÊS da música.
  5. Faça o Chassé para a direita. O movimento é similar ao do pé esquerdo, porém para o outro lado.
    • Dê um pequeno passo para a direita com o pé direito na batida QUATRO da música.
    • Junte o pé esquerdo (os pés devem se tocar) ao direito, e coloque o peso no pé esquerdo. Isso deve ocorrer na meia batida, entre a quatro e a um.
    • Dê um passo para a direita na batida UM da música.
  6. Repita "um passo para frente com o pé esquerdo". Neste ponto, seu pé esquerdo deve estar completamente livre e ser capaz de dar esse passo e repetir todos os movimentos novamente, e assim por diante.

Dicas

  • Junte seus pés no chassé. Juntos . Cuidado com os passos desajeitados. Os movimentos finais do chassé ficarão bem mais fáceis e corretos se os primeiros passos forem bem pequenos.
  • Os movimentos da dança Latina são sempre mais fáceis quando os passos são menores (podendo também serem feitos com passos mais largos).
  • O chá-chá-chá é uma das danças de salão mais complexas. Os passos são complicados (embora não tão complicados como os passos do West Coast Swing), e as passadas são rápidas (porém não tão rápidas como as da Valsa Vienense). Este guia pode te ajudar a começar, mas é muito difícil de aprender a dançar só com a teoria. Procure por um professor e por aulas. Uma aula coletiva é uma opção bem mais barata para começar.
  • Pratique! É preciso fazer 300 repetições para construir a memória muscular, mas são necessárias mais de 10.000 repetições para que os movimentos se tornem instintivos.
  • Dê passos pequenos. Menores. Menores ainda.
  • O movimento latino de quadril é difícil de aprender, e provavelmente impossível de pegar apenas com instruções teóricas, mas você pode começar com seus pés, que fazem um papel importantíssimo na criação dos movimentos do quadril, e quando seus pés estiverem dominados, acrescente o movimento dos joelhos. Para movimentar os pés e joelhos de uma forma remotamente latina, faça o seguinte: sempre que você tirar o peso de um pé, levante o calcanhar desse pé, deixando o joelho flexionado, mas mantendo o resto do pé firme no chão, em seguida, escorregue o pé para sua nova posição, com metade dele ainda tocando o chão, depois desça todo o pé, jogando seu peso nele e esticando o joelho, deixando assim, o outro calcanhar levantar, conforme você transfere o seu peso. Portanto, em outras palavras, você deve pisar com as pontas dos pés, mas descê-los quando for transferir o peso (ou "ponta-desce, ponta-desce, ponta-desce" como você vai ouvir exaustivamente nas aulas de Chá-chá-chá e Rumba). O pé que segura o peso sempre deve estar todo no chão, e o joelho sempre esticado; já o outro pé deve tocar o chão, porém deve estar com o calcanhar levantado e o joelho levemente flexionado. Nenhum dos dois pés deve perder o contato com o chão.
  • Depois de aprender e dominar o passo básico, misture alguns passos mais avançados. Isso se você for o condutor, pois é ele quem decide que passo fazer. O passo mais fácil de descrever por escrito é a Passada Básica, também conhecida como Progressiva Básica. Para executá-la, após completar um passo para trás com o pé direito e trocar para o pé esquerdo, faça um movimento de chá-chá-chá para frente (três passos rápidos, direito-esquerdo-direito; isso deve substituir o chassé para a direita), em seguida dê um passo para frente com o pé esquerdo (e troque normalmente para o pé direito), faça o passo chá-chá-chá para trás (esquerdo-direito-esquerdo) ao invés do chassé para a esquerda, e finalmente dê um passo para trás com o pé direito. Depois disso você pode repetir os movimentos, ou fazer o chassé para a direita (voltando ao passo básico). Para resumir, alguns passos da Passada são idênticos aos básicos; a única diferença é que você vai para frente e para trás com o movimento do chá-chá-chá ao invés de fazer os chassés para os lados. O passo é chamado de Passada Básica pois seus pés passam um pelo outro durante o movimento do chá-chá-chá, ao invés de se juntarem.
  • Não olhe para seus pés; mantenha a cabeça erguida. Confie no seu senso de posicionamento para saber onde seus pés estão. Se você precisar ver seus pés, use um espelho grande, para que você possa vê-los e ainda se manter ereto. Resista à tentação de olhar para baixo. Além disso, nem mova os olhos para baixo, tentando ver o chão, pois inconscientemente sua cabeça vai se mover para baixo também.
  • O ato de guiar e ser guiado é baseado em uma forte conexão entre os parceiros, e envolve os músculos, braços, ombros e costas. Os dois dançarinos devem formar uma estrutura única e o condutor deve ser capaz de movê-los em sincronia. O conduzido não precisa saber antes quais os passos seu parceiro vai fazer.

Avisos

  • Na cultura da dança de salão, em um evento social de dança, não se deve recusar um convite de alguém para dançar, e nem ter ciúmes se alguém chamar o parceiro para dançar. Dentro dessa cultura, é considerado um ato de educação um homem circular pelo salão e dançar com todo mundo.
  • Existem vários tipos de chá-chá-chá, regionais e culturais, alguns são mais puxados para a dança de salão e outros são mais um estilo de dança de rua. Nossa intenção aqui não é comparar as diferentes versões da dança, nem determinar qual é mais "autêntica" ou "correta". Este artigo baseia-se em um estilo de chá-chá-chá de salão: o estilo Americano. O estilo Internacional é similar, pelo menos nos passos básicos. O estilo country e o western são um pouco diferente, mas ainda são estilos de chá-chá-chá.

Materiais Necessários

  • Música: Algumas músicas boas de chá-chá-chá incluem "Sway" das Pussycat Dolls (ou na voz de Dean Martin, Michael Buble, ou ainda na voz de Julie London), "Todo, todo, todo" de Daniela Romo (ou ainda na voz dos muitos outros artistas que gravaram essa música), "Let's Get Loud" da Jennifer Lopez, "Save the Last Dance For Me," de Michael Buble. Além dessas, você pode procurar outras músicas no YouTube.
  • Um parceiro: na teoria você pode aprender os passos sozinho, mas você não vai conseguir aprender a conduzir ou ser conduzido sem praticar, e isso só é possível com um parceiro.
  • Um chão liso: o ideal é um chão de linóleo próprio para dança, mas não é obrigatório. Um chão de concreto também funciona, porém seus pés podem machucar um pouco. Já um tapete dificulta os giros, e se você dançar muito em um tapete, vai estragá-lo mais rápido.
  • Sapatos que deslizem com facilidade, com solas macias. Você não precisa de sapatos profissionais, sapatos sociais com sola de couro funcionam bem. O tênis é muito duro para dançar (apesar de que existem os tênis para dança, que funcionam, mas são bem caros. Além disso, quem vai para um baile de dança usando tênis?). Chinelos nunca devem ser usados, pois eles saem muito fácil dos pés.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.