Como Ser Fiel em um Casamento

Você aceitou o desafio e fez o maior compromisso da sua vida. Mas as estatísticas mostram que, nos EUA, quase metade de todos os casamentos terminam em divórcio, e uma das principais causas é a infidelidade conjugal. Se você é casado ou tem um relacionamento estável com alguém, ser fiel nem sempre é fácil - mas se você se comprometer a ser um cônjuge ou parceiro fiel, você pode fazer isso.

Passos

  1. Concordem em confiar um no outro. Depois de ter feito seus votos, não faça nada para quebrar essa confiança. Você dois fizeram os votos de ser fiéis, em todos os sentidos, um pelo outro. Agora é hora de acreditar um no outro e confiar em seu parceiro. Suspeita e dúvida não fazem que um cônjuge traia, mas se um dos cônjuges apresentar altos graus de qualquer um deles para com o outro, isso significa problemas para o relacionamento. Defina limites razoáveis e permaneça dentro deles - isso promoverá a confiança, e quanto mais cada um permanecer dentro dos limites que tenham concordado em conjunto, mais confiança vocês vão construir com o passar do tempo.
    • Seu comportamento no início irá definir o tom para o resto do seu relacionamento. Se vocês definirem um tom de fé, confiança e crença um no outro, e oferecer ao outro um sentimento real de que o relacionamento de vocês é sólido e inabalável, isso será um grande conforto para vocês, e te ajudarão em tempos difíceis. Se você provar-se digno da confiança dele/dela hoje, em dez anos, se alguém lhe acusar de alguma coisa, ele/ela vai ignorar essa acusação, sabendo que você nunca iria traí-lo(a) por causa da história de vocês.
    • Por outro lado, se você faz algo que não deveria ter feito, não pode mais esperar que o seu cônjuge confie totalmente em você. Você colocou em dúvida a mente dele/dela, e isso tornou seu cônjuge inseguro. A única maneira de corrigir isso é fazer tudo o que você puder (através de ações reais) para mostrar que ele/ela pode confiar em você.
  2. Aceite o fato de que você não está mais solteiro. Não, você não pode mais ir e vir quando quiser, não importa o quanto isso possa irritar. Você tem uma responsabilidade para com seu cônjuge ou parceiro agora, e quanto mais cedo aceitar isso, menos brigas e discussões vocês terão. Agir como se você fosse livre e não devesse satisfações a ninguém vai praticamente garantir que você estará solteiro(a) novamente - em breve. Em vez disso, tenha em mente o seu amor por seu esposo ou esposa, o amor que seu cônjuge tem por você, e o compromisso e os votos que vocês fizeram. Exemplos:
    • Se você concordar sobre algo, faça exatamente isso. Não o altere, a menos que seja absolutamente necessário, e de preferência devido a circunstâncias que você não pode controlar. Se isso acontecer, ligue e informe o seu cônjuge sobre a mudança imediatamente - não espere até que ele ou ela esteja preocupado ou com raiva.
    • Apesar de que "conferir" ou relatar mudanças nos planos podem te colocar no caminho errado, saiba que você deve sacrificar algumas coisas se quiser ser bem sucedido como uma equipe - lembre-se de que isso ajuda o seu cônjuge a manter a confiança que ele ou ela tem em você. Comprometer-se perante seu cônjuge ajuda a mantê-los próximos, e isso ajuda a construir a fidelidade e a confiança.
  3. Entenda que seu cônjuge não está tentando te colocar em uma coleira. É simplesmente uma questão de honrar seu compromisso, e de deixar o seu cônjuge saber quando ele/ela deve começar a se preocupar. Se você não queria se preocupar ou se comprometer com uma outra pessoa, não deveria ter casado.
  4. Use seu anel de casamento em todos os momentos. Evite tirar a aliança na maioria das situações, mesmo que os seus amigos te digam para fazer isso. Algumas exceções são quando se pratica algum esporte, lavasse louças ou exista alguma situação que poderia danificá-la ou te causar alguma lesão no trabalho. Não se esqueça de colocá-la novamente logo após o término dessa atividade!
    • Usar sempre a sua aliança envia um sinal claro para todo mundo sobre a sua união. Ela lembra que você está "compromissado", e a maioria das pessoas não vai tentar violar isso.
    • Se alguém deixar de perceber o sinal da sua aliança, mostre a eles de perto e certifique-se de que eles saibam que isso significa que você realmente é casado ,e que não está interessado em flertar de forma alguma. Se mostrar a sua aliança e claramente declarar que você é casado e feliz ainda não funcionar, e essa determinada pessoa continuar a persegui-lo, corte o contato com essa pessoa totalmente, se possível. (Se essa pessoa é a esposa do seu irmão, você pode ter dificuldades em fazer isso, mas limite o contato com grupos e nunca fique sozinho com ela. Se ela conseguir te isolar do resto da família, livre-se rapidamente dessa situação - gentilmente se possível, mas rudemente, se necessário. Em qualquer caso, seja totalmente claro.)
  5. Alimente a sua intimidade com o seu cônjuge. Se qualquer um de vocês está enfrentando problemas com a intimidade, conversem sobre isso – e quanto mais cedo, melhor. Ser íntimo através de gestos de amor, abraços, beijos e relações sexuais é uma parte vital para manter vocês dois ligados. Mesmo palavras doces diárias sussurradas para o outro, e elogios sobre as coisas que você ama no outro em uma base regular são maneiras de manter o fogo queimando e as memórias originais do porque vocês se apaixonaram verdadeiramente sempre vivas.
  6. Não provoque problemas onde não existe nenhum. Tornar as coisas dolorosas somente para ver como o seu cônjuge vai reagir é uma má ideia. O problema é que testar a reação do seu cônjuge sobre paquerar ou prestar muita atenção em outras pessoas cria um clima de dúvidas sobre a sua honestidade, e introduz a ansiedade e a turbulência. Não escolha brigas só para ver o que ela/ele vai dizer ou fazer.
  7. Evite até mesmo a aparição do delito. Se você se encontrar com alguém que tenta se aproximar de você, e que talvez até mesmo seja atraente para você, não entre em pânico. Simplesmente não mostre interesse e diga isso claramente a essa pessoa. Explique que você está muito feliz em seu casamento e não tem a intenção de sair dele. Diga exatamente essas palavras. Depois, retire-se e vá a algum lugar onde há outras pessoas por perto. Não permita-se ser encurralado por essa pessoa novamente.
    • Não se meta em nenhuma situação em que mesmo um sopro de luxúria está próximo. É natural se sentir atraído por outras pessoas, mesmo que essa pessoa não seja o seu cônjuge. Mas não se permita ficar a sós com alguém assim, e não saia do seu caminho para encontrá-lo(a). Não devaneie ou envie mensagens, não alimente a ideia de estar com outra pessoa - a menos que seja alguém como a Katy Perry ou o Ryan Reynolds. Alguém inatingível é uma queda boba (e mesmo assim, você não deve ficar obcecado com uma paixão como essa em detrimento do seu casamento). Alguém no trabalho ou em uma festa (ou seja, no mesmo ambiente que você) é uma "ameaça'' ao seu casamento feliz.
    • Tenha um plano de fuga. Por exemplo, considere que se uma determinada pessoa que te atrai chegar perto de você, é melhor se dirigir para o banheiro e, logo depois, talvez até a um outro grupo de pessoas - ou até mesmo ir para casa.
  8. Diga a qualquer pessoa que tentar te seduzir em um caso com ela que você não está interessado, e ponto final. Não dê uma resposta hesitante como: "Poxa, eu estou realmente atraído por você, mas eu sou casado". Isso envia uma mensagem errada - ela diz: "Se ao menos o meu esposo/esposa idiota não estivesse no caminho, então poderíamos ficar juntos." Qualquer pessoa que sabe que você é casado e persiste em se aproximar, não hesitará em passar por cima do seu cônjuge, se ele/ela achar que você também está ao menos um pouco interessado. O que importa é que você é casado, e seu compromisso é com o seu parceiro ou cônjuge. Coloque os seus pés no chão e vá embora, não deixando espaço para dúvidas ou esperança. Não se preocupe em ferir os sentimentos dessa pessoa.
    • As pessoas que tentam encorajar uma pessoa a flertar com elas sabendo muito bem que a outra pessoa é casada, muitas vezes são pessoas muito infelizes, e que não se importam em ver ninguém feliz. Faça a si mesmo esta pergunta: "Por que não existe alguém especial na vida delas?" Muitas vezes isso ocorre porque elas simplesmente não ficam felizes em se sentirem felizes. Lembre-se de que se elas não se importam em prejudicar o seu casamento, também não vão ficar por perto depois da emoção de estar com você desaparecer.
  9. Leve sua esposa ou marido com você. Se você sabe que estará em uma situação onde não poderá evitar uma pessoa que sempre está dando em cima de você, leve seu marido ou esposa junto com você. Saber que seu parceiro(a) está observando tudo vai te manter na linha e, com sorte, vai impedir quaisquer atos questionáveis por parte da outra pessoa.
  10. Saia da situação. Não importa se é um emprego ou um círculo de amigos. Se você já fez tudo o que podia para cessar o interesse que alguém tem por você - e, pior ainda, se você já começou a retribuir esses sentimentos - você precisa deixar a situação imediatamente. Se trata-se de algo relacionado ao trabalho, solicite uma transferência ou que a outra pessoa seja transferida, já que isso está colocando seu casamento em risco. Se trata-se de um círculo de amigos, pare de andar com os amigos que te fazem continuar vendo essa pessoa. Não lamente e nem reclame - lembre-se, seu objetivo é o 40º aniversário de casamento, e muitos outros depois deste. Nenhum emprego, nenhuma mulher e nenhum cara, e nenhum impulso de ego valem o risco de destruir sua chance de alcançar isso. Lembre-se: alguns momentos de prazer não recompensam se desfazer de uma vida de felicidade com aquela pessoa especial.
  11. Fique em casa. Estudos têm mostrado que homens que traem começam a passar mais tempo longe de casa, como trabalhando até tarde no escritório, saindo para beber depois do trabalho, etc. Reduza esse hábito – leve o trabalho para casa com você, agende discussões remotas com outros colegas de trabalho após o horário usando uma videoconferência em sua internet banda larga, e leve sua esposa ou marido para jantar ao invés de fazer isso com seus colegas.
  12. Faça planos para o futuro de vocês dois e reveja esses planos regularmente. Certifique-se de não apenas planejar, mas também de fazer as coisas interessantes e excitantes que vocês sonharam fazer juntos. Agite as coisas de vez em quando e faça coisas que nenhum de vocês já tenha feito antes. Vá a lugares que te surpreendam e te animem, façam coisas que te assustem e o peguem desprevenidos e se joguem em aventuras inesperadas, passeios e surpresas em diferentes lugares.
    • Quando os filhos chegarem, não se esqueça de manter o seu marido ou esposa como sua primeira prioridade. Você pode amar seus filhos absolutamente sem abandonar seu amor para com o seu cônjuge. Tem havido uma tendência em nossa cultura atual obcecada por filhos (em parte, trata-se de apoiar-se na infância dessas pessoas) em colocar os interesses das crianças antes do amor na vida do casal. Isso é algo desequilibrado e vai acabar esgotando os limites de todos na família, deixando inclusive as crianças sufocadas. Seja um modelo de amor para os seus filhos, para que eles cresçam vendo os pais se amarem e se respeitarem através do tempo, mesmo com as fraldas sujas, jovens mandões e adolescentes rebeldes!
  13. Comunique-se! Se você está se sentindo excluído devido à falta de atenção ou contribuição, comunique esses sentimentos com o seu cônjuge. Seu marido ou esposa pode até estar se sentindo da mesma forma, e a maioria dos relacionamentos que eu já vi se transformarem em traições ocorreram pela falta de comunicação. Um dos parceiros vai encontrar apoio para suas emoções com uma outra pessoa que vai ouvi-lo. Isso pode levar a um grande erro, que terá de ser trabalhado mais tarde. Se pudermos evitar tudo isso, então a tentação de desviar-se da fidelidade será menos provável.

Dicas

  • Sempre se lembre do que faz você amar a sua outra metade. Doces lembranças tendem a manter os sentimentos mais firmes.
  • Se outras pessoas ao seu redor falam com você sobre outras mulheres/homens que podem ser do seu interesse, diga a elas que você realmente não está interessado nisso, pois está muito feliz com sua esposa/marido e ela/ele te oferece tudo o que você precisa. Isto irá enviar uma mensagem à elas, e elas vão parar de tentar influenciá-lo a fazer uma escolha errada, e que poderia levar ao seu divórcio. Lembre-se: você não quer estar perto de pessoas que não levam os votos de um casamento a sério. É possível que elas sejam traidoras que não podem se comprometer com alguém e odeiam as pessoas que conseguem fazer isso, procurando "rebaixá-las" ao nível delas.
  • Lembre-se que você ama o seu cônjuge por causa das pequenas coisas que ele ou ela faz, e mesmo se alguém parecer ser uma melhor opção em algum momento, seu cônjuge te ama por todas as pequenas coisas que você faz.
  • Você pode conhecer pessoas que são atraentes e que podem provocá-lo para ver o quanto você ama o seu cônjuge. Não se engane em acreditar que flertar com essas pessoas é algo inofensivo. Antes que você perceba, estará indo para um tribunal resolver um divórcio. Você tem a obrigação de retirar-se de tais situações. Lembre-se dos seus votos.
  • Não fique com raiva se você perceber que alguém acha seu cônjuge atraente, especialmente se o seu cônjuge não fizer nada para incentivar isso. Tenha prazer em pensar no fato de que ela/ele está voltando para casa com você .
  • Não use o fato de que "50% dos casamentos acabam em divórcio" como uma desculpa. Eles são 50% dos CASAMENTOS... não de PESSOAS CASADAS. Pessoas que já encararam um divórcio são estatisticamente mais propensas a enfrentar outro, elevando esse percentual. Comprometa-se a não ter sequer um divórcio, ou se você já é divorciado, comprometa-se em não passar por outro.
  • Se você, alguma vez traiu, isso será um duro golpe para o seu casamento. Você terá que decidir se quer confessar ou levar esse segredo para sua a sepultura. Muitas pessoas são a favor da honestidade total, mas algumas acham que confessar irá simplesmente ajudar o traidor a desafogar a culpa dele/dela. Seja qual for a sua decisão, não a faça pensando em você. Faça-a pensando no que é realmente melhor para o seu casamento.

Avisos

  • Lide com as coisas que não estão funcionando em seu relacionamento antes delas se tornarem enormes obstáculos. E evite ser condescendente, rude ou desleal nos pensamentos e palavras que você usar quando falar com ou sobre a sua esposa ou marido. Se você começar a se sentir dessa forma, procure ajuda para trabalhar com o que está acontecendo de errado.
  • Não se esqueça que um bom casamento exige trabalho. Se você entrar em um casamento pensando na felicidade plena, definitivamente precisa considerar as suas "pequenas diferenças", e se elas são aceitáveis a longo prazo. De fato, tudo se resume à vontade que vocês dois, JUNTOS, têm em manter o casamento de vocês feliz.
  • Trate seu cônjuge como você quer ser tratado.
  • A suspeita e a dúvida na mente do seu cônjuge vai minar e destruir a fé e a confiança. Evite esses sentimentos a todo o custo, e evite entrar em situações que criam esses sentimentos.
  • Divulgar uma infidelidade passada para o seu cônjuge carrega o risco real de acabar com seu casamento. Isso também pode fazer com que seu cônjuge sofra uma enorme dor emocional, trauma e problemas de confiança que nunca poderão ser superados, mesmo que ele se separe ou não de você. Considere se você está contando isso ao seu cônjuge pelas razões certas - se é apenas para aliviar qualquer culpa que você está sentindo sobre o assunto, então essa é uma razão muito ruim. Se o caso extra-conjugal já acabou e você se manteve fiel desde que ele terminou, mas ainda se sente culpado e acha que deveria contar ao seu cônjuge, você precisa decidir assumir a sua culpa vai valer o trauma que você vai causar ao seu cônjuge. Às vezes, o preço que uma pessoa paga por cometer adultério contra um cônjuge que essa pessoa ama verdadeiramente, é que ela deverá viver com a culpa silenciosamente para sempre.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.