Como Criar um Site de Comércio Virtual

Na era da Internet, os comércios virtuais (também conhecidos como e-Commerce) atraem cada vez mais e mais clientes. Uma loja online hoje é crucial para qualquer negócio, mas sua criação pode parecer uma tarefa monumental. Esse artigo o ensinará como montar sua loja rapidamente.

Passos

  1. Decida o que irá vender. Considere diminuir sua área para capturar um nicho do mercado, mas não a ponto de ser difícil de encontrar clientes. Por exemplo, caso queira vender livros, uma boa opção pode ser o foco em livros antigos . Por outro lado, se deseja vender apenas livros de fantasmas do século XVII, você provavelmente morrerá na praia. Caso queira montar uma loja de verdade, será necessário investir muito tempo na construção e no aperfeiçoamento do site, além da divulgação. Por isso, escolha algo de seu interesse.
  2. Decida qual tipo de loja você precisa. Existem muitas opções, então escolha bem e decida quais características quer e quais não quer em sua loja. Existem três tipos principais de sites para se escolher, listados abaixo:
    • Caso procure algo com pouca manutenção e não deseje lidar com suprimentos e envio de seu próprio inventário, existem sites grandes que permitem que você monte uma loja especializada e venda os produtos deles por uma comissão.
    • Caso queira um inventário próprio e esteja disposto a pagar uma taxa mensal, utilize o "Yahoo! Merchant Solutions". Ele possui muitas opções e o plano mais barato custa apenas $26 dólares, com taxas de transações de cerca de 1.5%. Caso vá pagar mensalmente, pesquise antes. Veja se o site é fácil de utilizar e organizar, pois se quiser trocar depois, terá desperdiçado todo seu dinheiro. Além disso, ao escolher um site que cobra taxas de transações, considere as margens de lucro, pois elas tem como base o valor do item e não seu lucro.
    • Caso queira um inventário próprio e não esteja disposto a pagar uma taxa mensal, ou deseja ter um pouco de experiência antes de se comprometer com um pagamento mensal, procure por um site gratuito que possua opção de melhorias pagas. Assim, você pode montar sua loja, lucrar um pouco e se acostumar com o site antes de decidir se deseja pagar pelas opções extras. Essa é a melhor opção, pois se decidir que não deseja pagar, basta não pagar, mas se decidir que deseja as opções extras, não será necessário migrar sua loja. Um exemplo desse tipo de site é o MiiDuu, que é gratuito para lojas comuns e cobra cerca de $30 dólares por mês para uma loja profissional. A loja padrão já possui muitas opções e é fácil de se gerenciar, sendo uma ótima entrada para o comércio virtual.
  3. Monte sua loja. É agora que o trabalho começa e você precisa finalizar os detalhes e preencher todas as informações necessárias. Todos os sites citados acima são fáceis de se utilizar e não requerem grandes conhecimentos de tecnologia. Insira todos os produtos, as opções de pagamento e envio, impostos, etc. Confira os itens duas vezes, pois a funcionalidade do site é mais importante do que a aparência. Apesar disso, a aparência é extremamente importante. Além da página ser profissional e agradável visualmente, ela precisa ser de fácil navegação. Organize os produtos em categorias e sub-categorias intuitivas e, caso a hospedagem possua uma opção de "Produtos Mais Procurados" ou "Produtos Mais Vendido", utilize-as. Sempre visite a loja e tente navegar por ela durante o processo de montagem. Peça que seus amigos e familiares a testem para verificar problemas com o layout ou com o processo de finalização de pedidos.
  4. Divulgue sua loja. Existem muitas lojas por aí e, para se destacar no mercado, é necessário divulgar seu trabalho. Uma loja online é diferente das lojas físicas, em que as pessoas passam na frente mesmo sem divulgação. Utilize muitas palavras-chave nos textos e também muitos backlinks (links para sua loja a partir de outros sites) para aumentar o tráfego e melhorar a posição da loja nas ferramentas de busca. Pesquise palavras-chave no Google ou no Yahoo! para medir a popularidade delas. Caso uma palavra dê milhões de resultados em menos de um segundo ou quase não dê resultados, será difícil se destacar com ela, portanto, escolha uma palavra média. Após definir as palavras-chave, lembre-se de utilizá-las! Os blogs são ótimos modos de se fazer isso, principalmente através de posts relevantes e que não sejam propagandas puras. Por exemplo, caso você possua uma loja de livros antigos, crie um blog para discutir passagens interessantes ou artigos sobre livros antigos com links para sua loja. Utilize as palavras-chave com frequência no blog e consiga muitos assinantes e pessoas que divulguem seu comércio.
  5. Mantenha o site. Agora que a loja está montada e possui um fluxo de clientes fixo, lembre-se de mantê-la! A ideia é que os clientes retornem, então atualize regularmente o inventário e os produtos em destaque. Atualize também as palavras-chave para aumentar sua eficácia. Para isso, cadastre-se em um serviço como o Google Analytics para visualizar as pesquisas que levaram até sua página. Assim, você pode ver quais palavras-chave funcionam e quais não e melhorá-las de acordo com isso.

Avisos

  • Leia as letras miúdas ao escolher um serviço de hospedagem para saber exatamente quanto será cobrado e o que está incluso no preço para evitar taxas escondidas.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.