Como Amansar uma Calopsita

Pode ser muito divertido amansar calopsitas para acariciá-las, fazê-las brincar ou até mesmo dançar ao som de música, mas pode ser necessário dedicar tempo e esforço para chegar nesse ponto. Durante o amansamento, é importante ir com calma, treinando a calopsita em sessões curtas e em um local silencioso. Se ela é jovem, você provavelmente terá mais sorte e avançará mais rapidamente no treinamento.

Socializando a calopsita

  1. Mantenha-se em silêncio e respeite o espaço da ave. Não tente começar a amansá-la antes que tenham se passado algumas semanas, para que ela se acostume com o novo ambiente. Deixe-a em um local silencioso e calmo.
  2. Converse com a calopsita de fora da gaiola. Você pode dizer o que quiser, desde que mantenha a voz calma e sem quaisquer variações súbitas de volume. Além disso, tente falar de maneira suave e sem muito barulho. Desça até a altura dos olhos da calopsita se você estiver em uma posição mais alta, colocando-se em uma posição menos ameaçadora e sem adotar uma aparência submissa. Continue dessa forma por alguns dias antes de tentar treinar o pássaro.
  3. Espere até que a calopsita se sinta confortável com você. Em algum momento, depois que ela estiver habituada ao som de sua voz, ela começará a caminhar em sua direção quando você se assentar e conversar com ela. Nesse ponto, você pode começar a treiná-la, mas lentamente.
  4. Dê à calopsita uma recompensa. Geralmente, uma porção de painço costuma ser usada para amansar calopsitas, já que os pássaros ficam bastante entusiasmados pela comida, mas também é possível usar qualquer ração para calopsitas em pequena quantidade. Segure-a fora da gaiola, mas não diretamente à frente do bico do pássaro. Isso faz com que ele caminhe em sua direção voluntariamente. Mantenha a mão firme enquanto a calopsita bicar uma ou duas vezes ou deixe-a comer durante cinco segundos, quando ela se comportar bem.
    • Use como recompensa apenas essa porção de painço ou de outra guloseima apropriada. A calopsita se sentirá menos motivada para o treino se ela puder comer o mesmo alimento sem nenhum esforço.
  5. Repita essa rotina diariamente. Diariamente, separe algum tempo para conversar com a calopsita, mantendo a mão próxima a ela e dando uma recompensa quando ela se acalmar. Separe não mais do que 10 a 15 minutos por sessão, uma a duas vezes por dia, para evitar deixá-la ansiosa. Ao fim de cada sessão, estimule a calopsita a se aproximar de sua mão antes de receber a recompensa.
    • Mesmo se um pássaro jovem se dispuser a brincar com você e parecer alegre, reserve não mais do que 15 minutos para cada sessão, pois ele precisa voltar para a gaiola, comendo e descansando frequentemente.

Ensinando a calopsita a subir no dedo

  1. Abra a gaiola somente quando a calopsita se sentir confortável. Assim que o pássaro se mostrar confortável com sua presença, ele se manterá calmo à medida que você se aproxima e pode até mesmo comer a recompensa diretamente de sua mão. Isso pode levar semanas ou até meses para pássaros adultos que não se acostumaram a interagir de forma próxima com seres humanos. Assim que tiver alcançado esse estágio, talvez seja possível convencer a calopsita a sair da gaiola, embora alguns pássaros mais velhos que não se socializaram possam não fazê-lo voluntariamente.
    • Antes de abrir a gaiola, verifique se todas as portas e janelas estão fechadas e nenhum outro animal de estimação está presente.
  2. Continue a aproximar a mão durante as sessões de treinamento. Assim que o pássaro se aproximar de você e comer de sua mão, comece a abordá-lo de uma forma semelhante com a mão vazia, estendendo dois dedos horizontalmente. Mantenha a mão nessa posição até que ele se acalme, dando uma recompensa se ele mantiver a calma. Novamente, lembre-se de não exceder 10 a 15 minutos por sessão, uma ou duas vezes por dia.
  3. Faça com que o pássaro suba no dedo. No momento oportuno, mova a sua mão diretamente para o peito do pássaro ou, ainda, toque seus pés. Assim que puder manter a mão no lugar sem perturbar a calopsita, empurre gentilmente a parte baixa de seu peito, com os dedos. Uma leve pressão deverá ser o suficiente para desequilibrá-la e incentivá-la a subir em seu dedo com um pé.
  4. Encoraje esse comportamento. Sempre que o pássaro começar a dar um passo sobre o dedo, diga uma ordem curta, como “sobe” ou “para cima”. Elogie-o e dê a ele uma pequena recompensa quando ele seguir a direção. Mantenha as sessões de treinamento limitadas a poucos minutos de cada vez, lembrando-se sempre de terminar de forma positiva.
    • A calopsita pode querer usar o bico para testar a estabilidade de seu dedo. Tente não balançar a mão quando ela tocá-la.
  5. Ensine a calopsita a descer e a usar uma escada. Assim que o pássaro subir em seu dedo com a ordem, ensine-o o comando “desce”, colocando-o em outro poleiro com o mesmo método. Reforce esses hábitos ensinando-o a usar a “escada” ou repetindo o comando “sobe”, levando-o da mão esquerda para a direita e vice-versa. Treine-o a fazer esses movimentos diariamente, até que os possa executar apenas com a ordem e sem nenhuma recompensa.
    • Você não precisa de um comando especial para a escada. Basta usar o comando “sobe”.

Ensinando outros truques

  1. Considere fazer o treinamento com um clicker. À medida que o treinamento avança e fica mais complicado, o pássaro talvez tenha dificuldades em saber por que razão você está dando uma recompensa. Tente usar um “clicker” ou faça um efeito sonoro curto e distinto ao bater uma caneta, sempre que ele exibir um bom comportamento. Isso chama a atenção do pássaro enquanto você busca a recompensa para presenteá-lo. Assim que ele estiver bem treinado, você poderá apenas usar o clicker ou a caneta como efeito sonoro, mas, até lá, a recompensa será parte essencial do treinamento.
    • É recomendável usar um clicker ou outro efeito sonoro distinto em vez de uma ordem verbal, pois ele sempre soará da mesma forma e dificilmente será encontrado fora do horário de treinamento.
  2. Continue a usar o treinamento com clicker para ensinar truques adicionais. O treinamento com clicker continua a ser uma excelente ferramenta no adestramento de animais. Sempre que começar a ensinar um novo comando para a calopsita, use um clicker ou faça um efeito sonoro distinto batendo uma caneta no momento em que ela demonstrar um bom comportamento. Pegue uma recompensa imediatamente a seguir, continuando o treinamento diário até que ela consiga responder ao comando tendo apenas o clicker como prêmio final.
  3. Ensine a calopsita a ficar confortável com uma toalha. Se ela se sente confortável estando fora da gaiola, coloque-a sobre uma toalha branca ou bege no chão, durante cada sessão de treino diário. Gradualmente, eleve as pontas da toalha, mas pare se o pássaro se sentir perturbado. Repita o processo diariamente, recompensando-o sempre que ele mantiver a calma, até ser possível fechá-lo completamente dentro da toalha. Esse treinamento tornará muito mais fácil levar a sua calopsita ao veterinário ou tirá-la de uma situação perigosa.
  4. Ensine a calopsita a falar. Repita uma frase algumas vezes com expressão facial e tom de voz animados, quando a calopsita estiver relaxada e feliz. Se ela olhar para você esboçando uma reação, empertigando a cabeça ou dilatando as pupilas, ela talvez esteja interessada naquela palavra. Repita-a com frequência, mas pare se a calopsita se entediar. Quando ela tentar imitar você, recompense-a com uma guloseima apropriada.
    • Os machos são capazes de produzir uma gama sonora mais variada do que as fêmeas, já que usam uma maior variedade de sons para atrair parceiras. As fêmeas também podem falar, mas a voz talvez não tenha tanta clareza.
    • A maioria das calopsitas pode falar a partir dos oito meses de idade, embora seja possível ensiná-las desde os quatro meses, se o pássaro estiver interessado. Pode ser mais difícil treinar um adulto que não se acostumou a falar.
  5. Encoraje o pássaro a assobiar e dançar. Enquanto observa a calopsita, balance a cabeça ou um dedo para frente e para trás, mantendo ao fundo uma música de batida constante. Quando ela começar a se balançar para frente e para trás, recompense-a com um clicker e uma guloseima. À medida que avança o treinamento e descobre novas músicas que chamam a atenção de sua calopsita, ela talvez passe a se balançar mais energicamente e a elevar as asas no processo. De modo similar, assobiar durante essas sessões de dança podem encorajá-la a produzir sons por conta própria.

Trabalhando com bicadas

  1. Tente não reagir ao ser bicado. Se a calopsita bicar você, tente reagir o mínimo possível. Afastar-se violentamente, reagir com barulho ou terminar a sessão de adestramento pode encorajá-la a bicar ainda mais. Isso pode ser difícil de evitar por conta da dor da bicada e, por isso, é melhor tentar evitar as bicadas mais graves em primeiro lugar, deixando a calopsita quieta quando estiver chiando ou houver estendido completamente a cresta ou, ainda, quando a cresta estiver achatada contra a cabeça.
    • Use luvas grossas se a bicada for um problema recorrente.
  2. Não tente punir a calopsita. Calopsitas normalmente não entendem o que você está fazendo quando tenta puni-las. Elas talvez gostem de você gritar com elas, colocá-las de volta na gaiola ou reagir de outro modo ao mau comportamento. Em vez disso, concentre-se em elogiar a calopsita durante o bom comportamento ou use formas leves de punição, como ignorar o pássaro ou retirar gentilmente o brinquedo que ela está mordiscando.
  3. Acaricie a calopsita apenas se ela se mantiver calma. Muitas calopsitas apenas deixam que você acaricie a cresta ou o bico, enquanto outras não gostam de qualquer forma de carícia. Faça-o lentamente e pare imediatamente se o pássaro chiar, ameaçar bicar ou achatar a cresta.

Dicas

  • Treine o pássaro em uma área silenciosa sem ninguém além de vocês dois para minimizar distrações.
  • Calopsitas testam aquilo que as interessa usando o bico e a língua. Se a cresta está meio elevada e o bico está explorando, e não bicando com força, esse comportamento é provavelmente um sinal de curiosidade, e não de hostilidade.

Avisos

  • Jamais pegue a calopsita à força, especialmente por trás. Elas são capazes de se voltar para bicar a sua mão.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.