Como Escrever com Eficácia

A escrita com eficácia deve ser clara e concisa, quer você esteja fazendo uma tarefa da escola, escrevendo uma carta ou um projeto criativo. Se quiser tornar sua escrita mais viva, aprenda a reunir suas ideias, a produzir rascunhos sólidos e a polir sua escrita da forma mais eficaz possível.

Organizando seus pensamentos

  1. Identifique seu objetivo. Você está escrevendo algo para uma tarefa da escola? Um e-mail ou uma carta para um amigo? Escrevendo de forma criativa? Tipos diferentes de escrita têm metas diferentes, e você precisa identificar o propósito do seu texto para fazê-lo de forma eficaz.
    • Em projetos escolares, veja as instruções da sua tarefa para encontrar seu propósito. Se houver uma pergunta, o objetivo é você responder essa pergunta.
    • Se estiver escrevendo uma correspondência, seu objetivo é atualizar a pessoa em relação à sua vida, se comunicar ou responder um escrito dela.
    • Se estiver escrevendo uma história ou um poema, seu objetivo é entreter.
  2. Identifique seu leitor. Se estiver fazer um cartão para seu cônjuge, é bom escrever de forma diferente do que faria em um bilhete para seu médico. O que o leitor vai esperar do seu texto? O que ele já sabe?
  3. Tente escrever livremente para encontrar suas ideias. Se não souber qual a melhor maneira de começar, vá escrevendo e veja onde chega com isso. Coloque um limite de 10 minutos e não pare de digitar até que ele acabe. Depois, volte e veja se encontrou uma ideia interessante a partir da qual construir um texto maior.
    • Se não gostar de escrita livre, tente falar em voz alta e gravar no seu telefone, fazer listas ou um mapa mental.
  4. Selecione uma ideia principal. Quando alguém ler seu texto, o que você vai querer que ele aprenda? Pode ser uma frase só ou algumas. A escrita eficaz começa com uma ideia principal complicada e interessante.
    • Se estiver partindo de uma pergunta na sua tarefa, a ideia principal deve ser responder o que foi questionado.
    • Se estiver escrevendo uma carta, deve ser algum tópico sobre sua vida.
    • Se for uma história ou poema, um enredo, tema ou estilo.
  5. Adicione vários detalhes de apoio a cada ideia. O que torna sua ideia principal verdadeira? Pense nela como o tampo de uma mesa. Não adianta muito ele estar lá sem as pernas que o sustentam. Uma boa ideia principal precisa de muitos detalhes convincentes e específicos, ou não será grande coisa.
    • Tente inventar ao menos três detalhes de apoio para cada ideia na sua escrita.
  6. Organize-as para formar um rascunho eficaz. A ordem com que você pensou em cada ideia originalmente, na certa, não é a mais eficaz. Para fazer com que fique assim, organize os pontos de modo que eles equivalham às expectativas do seu leitor e apoiem as ideias principais de forma lógica.
  7. Tente usar outra ferramenta organizacional, se necessário. Se você não gostar de um jeito de fazer rascunhos, há uma variedade de outros que podem ser usados para estruturar suas ideias:
    • Teias de ideias.
    • Tabelas de fluxo.
    • Mapas mentais.
    • Listas.
    • Diagramas.

Escrevendo um rascunho

  1. Comece com a ideia principal mais importante, chamada de tese. A declaração da tese é uma única frase que resume o que o leitor aprenderá com seu texto. Precisa ser clara, concisa e estar no primeiro parágrafo, de um modo geral.
  2. Vá direto ao ponto. A escrita ineficaz muitas vezes cria um "suspense" ou atraso nas ideias principais e tenta incluir "ganchos" no começo do texto. É muito melhor simplesmente ir direto ao ponto e deixar suas ideias fortes fazerem o serviço.
  3. Use um parágrafo para cada ideia importante. Sempre que escrever tudo de cada uma e seguir para a próxima, é hora de fazer um novo.
  4. Conecte cada ideia principal à sua tese. À medida que for escrevendo, inclua todos os detalhes de apoio para cada ponto-chave e certifique-se de fazer essa conexão. Deixe-a explícita e clara.
  5. Seja específico. Evite linguagem vaga e abstrata. Em vez de escrever, "Um clima realmente muito louco é registrado às vezes na Flórida", use detalhes concretos. Escreva, "O clima de verão na Flórida é, muitas vezes, extremamente úmido e molhado".
  6. Mostre "sinalizadores" ao leitor. De vez em quando, é importante lembrar ao leitor que o que ele está lendo é relevante. Ajuda na transição entre frases e parágrafos.
    • Depois de introduzir um detalhe de apoio, use frases sinalizadoras, como "Isso mostra que..." ou "É importante notar que...".
  7. Explique mais que menos. Muitos escritores inexperientes escrevem pouco e não explicam por completo as conexões entre suas ideias principais, de apoio e sua tese. Se estiver preocupado com encurtar demais as coisas, foque-se em explicar mais, não em enfeitar o rascunho com qualquer palavra.
  8. Foque-se em escrever suas ideias, não em florear. À medida que escrever seu rascunho, não se preocupe com "soar inteligente". O primeiro esboço de qualquer texto precisa mostrar foco na comunicação de ideias, não impressionar alguém com seu vocabulário.

Revisando seu texto

  1. Corte qualquer coisa que não fizer as ideias avançarem. Depois de terminar o rascunho, leia-o com um lápis na mão ou com o dedo no botão "Delete". Se vir algo que repete uma ideia já apresentada ou que desperdiça o tempo do leitor, apague. Qualquer coisa que não esteja lá para provar a ideia principal é um desperdício inútil de espaço.
    • Às vezes, é necessário eliminar frases, ideias, pontos, seções ou mesmo parágrafos desnecessários para deixar um texto mais eficaz.
  2. Substitua verbos fracos por fortes. Certifique-se de que o verbo concorde com o sujeito e evite voz passiva. Verbos fracos incluem "estar", "ser", "ter". Aprenda a substituí-los por verbos mais ativos para tornar seu texto mais vigoroso.
    • Em vez de escrever, "Uma grande multidão foi atraída para o centro", use um verbo mais forte que "foi". Tente, "O festival atraiu uma grande multidão para o centro", trocando para o verbo mais ativo "atraiu".
    • Procure por frases que comecem com voz passiva para encontrar verbos fracos.
  3. Elimine palavras inúteis. A escrita ruim é verbosa e desperdiça o tempo do leitor. A boa é concisa, indo direto ao ponto. Não use duas palavras quando uma adequada for o bastante.
    • Em vez de escrever, "A festa estava muito divertida e animada", escreva, "A festa estava animada".
  4. Procure por frases muito longas. Qualquer uma que possuir muitos "e"s e ponto e vírgula deve ser cortada em duas ou mais. Em geral, evite ponto e vírgula e frases com mais de uma oração.
  5. Volte para seu propósito inicial e veja se está tudo certo. Sua escrita alcança o que você queria? Explica a ideia principal completa e claramente? Se sim, você pode seguir em frente e buscar outros problemas.
  6. Revise, por fim. Releia o rascunho melhorado e procure por erros de ortografia, de digitação e de pontuação. Esta deve ser uma das últimas coisas a serem feitas antes de terminar o texto.
  7. Consiga a opinião de alguém, se possível. Peça a um amigo ou membro da família para ler seu texto e para lhe dizer se sabe qual é a ideia principal ou escrevê-la no final. Ele entendeu? Se não, continue trabalhando para deixar o texto mais eficaz.

Dicas

  • Sempre revise o que escreveu para procurar erros! Se não fizer isso, terá problemas com a gramática e com a ortografia, e isso não é legal, certo?
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.