Como Saber se um Ovo Está Estragado

Alguma vez percebeu que os ovos que estava prestes a utilizar em uma receita passaram da "validade"? Possui ovos guardados em um recipiente sem data de validade e não sabe quando deve jogá-los fora? Felizmente, é fácil identificar um ovo estragado. Continue lendo para aprender a identificar ovos bons ou ruins e a determinar o frescor deles.

Utilizando as datas

  1. Confira a data de validade na embalagem. O prazo de validade também pode ser identificado como "Não vender após" ou "Válido até". O prazo deve ser até, no máximo, 30 dias após o dia em que os ovos foram embalados. Os ovos mantidos refrigerados e inteiros devem permanecer bons por pelo menos mais 30 dias além da data de validade.
    • A data de validade é expressa em dia/mês. Desse modo, os ovos que devem ser vendidos até o dia 15 de março devem ser identificados por 15/03.
    • A identificação "Não vender após" se refere ao último dia em que os ovos devem ser disponibilizados para a compra. Os produtos devem ser retirados das prateleiras dos mercados e mercearias após essa data. Isso não significa que eles estejam podres.
  2. Confira a data recomendada para o consumo. A melhor época para o consumo também pode ser identificada por "Consumir até" ou "Melhor até". O prazo deve estar dentro de 45 dias a partir da data de embalagem dos ovos. Utilize os ovos dentro de duas semanas após o fim desse prazo.
    • "Melhor até" se refere ao período em que os ovos estão mais frescos e apresentam melhor textura, sabor e propriedades de liga e espessamento. Isso não significa que os ovos estão estragados ou podres após a data.
  3. Utilize o código de três dígitos que indica a data em que os ovos foram embalados. Nem todas as cartelas indicam o prazo de validade, mas todas indicam a data em que os ovos foram embalados. Essa data normalmente aparece como um código de três dígitos utilizando o calendário Juliano. Isso significa que os ovos embalados no dia 01 de janeiro estariam identificados por 001, enquanto os ovos embalados no dia 15 de outubro estariam identificados por 288 e aqueles embalados em 31 de dezembro por 365.
    • Procure pela data Juliana no verso da cartela. Você verá um código indicando o lote dos ovos e o código com a data Juliana.
    • A União Europeia também requer que os ovos sejam marcados com a data de embalagem. Mesmo se eles estiverem soltos e não em uma cartela marcada, o consumidor deve ter acesso a essa informação.
  4. Jogue fora quaisquer ovos que sejam mantidos em temperatura ambiente por duas horas ou mais após terem sido refrigerados. Após guardar um ovo na geladeira, é importante mantê-lo na mesma temperatura. Um ovo frio em um ambiente quente começa a transpirar, o que estimula o crescimento de bactérias dentro e fora da casca. Como a casca é porosa, é possível que as bactérias encontradas nela passem para dentro e contaminem o ovo.
    • Para prevenir variações de temperatura, guarde os ovos na parte mais fria da geladeira, não na porta. A temperatura é mais propensa a variar na porta por conta das aberturas frequentes, o que pode fazer com que os ovos transpirem.
    • Se receber ovos não lavados e em temperatura ambiente, não é necessário refrigerá-los. Em muitos países, principalmente na Europa, as pessoas mantêm os ovos em temperatura ambiente. Isso é seguro porque os ovos não são lavados (como ocorre em alguns fornecedores no Brasil), logo, ainda possuem a barreira protetora conhecida como cutícula que mantém as bactérias afastadas.
  5. Siga as instruções da embalagem para determinar por quanto tempo manter os ovos. Caso crie galinhas e esteja na dúvida de por quanto tempo os ovos delas estarão bons, consulte as diretrizes do Ministério da Fazenda sobre o assunto. É seguro presumir que os ovos estarão bons por pelo menos dois meses.
    • Se não sabe por quanto tempo manteve os ovos frescos ou se acredita que eles tenham mais de dois meses, aprenda a identificar ovos estragados para decidir se deve utilizá-los ou não.

Identificando um ovo ruim

  1. Quebre o ovo e veja se ele exala um odor forte. Esse é o melhor indicador de um ovo podre. Um ovo estragado possuirá um odor acre e podre quando aberto. O cheiro sulfuroso será percebido assim que o ovo for quebrado (e possivelmente antes) e ele deve ser jogado fora.
    • Um ovo estragado possuirá odor podre mesmo estando cozido.
  2. Quebre o ovo em um prato pequeno e inspecione a cor dele. A cor da gema mudará com base na dieta da galinha, portanto, ela não está associada ao frescor do ovo. Em vez disso, inspecione a clara. Se ela estiver rosa, verde ou iridescente, o ovo foi contaminado por bactérias e não deve ser consumido. Se encontrar pontos pretos ou verdes dentro do ovo, ele foi contaminado for fungos e deve ser jogado fora.
    • Se a gema de um ovo cozido tiver um contorno verde, ela foi cozida demais ou cozida em água com grandes concentrações de ferro. O ovo ainda pode ser consumido.
    • Se houver uma mancha de sangue no ovo, isso não significa que ele está contaminado ou estragado. Uma mancha de sangue ocorre quando um vaso sanguíneo se rompe na formação do ovo e não está associada ao frescor. O ovo pode ser consumido com segurança.

Testando o frescor do ovo

  1. Coloque o ovo em uma tigela ou um copo largo com água fria e veja se ele flutua. Há uma pequena bolsa de ar dentro dos ovos e, com o tempo, cada vez mais ar passa pela casca e se instala dentro dela. Conforme isso ocorre, a bolsa se expande e faz com que o ovo flutue mais.
    • Se o ovo afundar de lado na base do copo, ele está no pico do frescor.
    • Se o ovo afundar de pé na base do copo, ele já passou do pico, mas ainda pode ser consumido com segurança.
    • Se o ovo estiver flutuando, ele não está fresco. Isso não significa necessariamente que ele está estragado ou não pode ser consumido. Teste-o abrindo e procurando por sinais de que ele estragou.
  2. Segure o ovo ao lado do ouvido e chacoalhe-o. Conforme o ovo envelhece e a umidade e o dióxido de carbono escapam pela casca, a clara e a gema começam a se ressecar e encolher, o que faz com que a bolsa de ar se expanda dentro do ovo. Uma bolsa de ar maior dá mais espaço para o conteúdo se mover dentro da casca, emitindo um som de líquido se movendo.
    • Um ovo fresco não deve emitir sons ao ser chacoalhado.
    • Os sons emitidos indicam que o ovo está velho, não que não pode ser consumido com segurança.
  3. Quebre o ovo em um prato ou tigela para verificar a qualidade da clara e da gema. A integridade do ovo será menor conforme ele envelhece, de modo que o conteúdo dele não se manterá tão unido com o passar do tempo. Veja se o ovo tende a se espalhar muito no prato ou se permanece relativamente compacto. Um ovo que se espalha muito ou parece aguado já passou do pico de frescor.
    • Se a gema estiver plana e quebrar com facilidade, o ovo está velho.
    • Se a gema se move com facilidade, isso significa que a calaza (o filamento da clara que segura a gema no lugar) enfraqueceu e que o ovo está envelhecendo.
    • Cheque a cor da clara. Uma clara grossa e cinzenta indica que o ovo está bastante fresco. Uma clara muito transparente significa que o ovo está velho (mas ainda pode ser comestível).

Avisos

  • Sirva apenas ovos no pico do frescor para indivíduos de alto risco (como crianças pequenas e idosos). Apesar dos ovos continuarem bons por algumas semanas após a data de validade, você deve precaver-se ao alimentar pessoas com sistemas imunológicos mais fracos e ater-se aos ovos mais frescos.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.