Como Fazer Cerveja de Sorgo Caseira Livre de Glúten

Pessoas que possuem a doença celíaca precisam evitar comidas e bebidas que contêm glúten. Glúten ocorre naturalmente em cevada, trigo e centeio. Cerveja é normalmente uma bebida que deve ser evitada por pessoas com doença celíaca, pois é quase sempre feita com cevada. Cervejas de trigo são feitas de cevada e trigo. No entanto, cervejas sem glúten podem ser feitas de modo relativamente fácil, através de xarope de sorgo. Sorgo é um tipo de grão de painço que é usado na África para fazer bebidas tradicionais fermentadas. Há ainda uma versão nigeriana da Guinness Stout que é feita a partir de sorgo. A cerveja de sorgo Redbridge [1], feita pela Anheuser- Busch, é feita de xarope de sorgo. Métodos de fabricação de cerveja podem ser modificados dependendo do equipamento que está disponível, de modo que a cerveja de sorgo possa ser fabricada em uma cozinha ou no exterior.

Passos

  1. "Junte os ingredientes." Para cada fornada de 18,9 litros, você precisará de mais ou menos de 3 a 3,2 quilogramas de xarope de sorgo, de 28 a 56 gramas de lúpulo e 1 pacote de levedura de cerveja (ale) livre de glúten. Fontes adicionais de glúten de açúcares fermentáveis são frequentemente usadas, tais como mel, suco de fruta, sólidos de xarope de arroz e açúcar de bombom belga. É geralmente melhor adicionar apenas até cerca de 1 quilo de açúcares fermentáveis adicionais. Isto porque um teor muito elevado de açúcar requer cepas especiais de leveduras que podem produzir concentrações mais elevadas de álcool, e mais açúcar significa que o processo de fermentação irá demorar mais tempo.
    • O lúpulo está disponível como pequenas pelotas compactadas ou como "flores" inteiras e secas. Pelotas de lúpulo são geralmente mais fáceis de usar porque todo lúpulo vai precisar ser esticado para fora usando um coador grande higienizado. Diferentes tipos de lúpulo terão diferentes quantidades de ocorrência natural de compostos de amargor, chamados ácidos alfa. 28 gramas de lúpulo com um teor de ácido alfa de 4 por cento irá impregnar a cerveja com uma quantidade de amargura encontrada em uma Budweiser® quando fervida por 60 minutos. Use mais lúpulo ou lúpulo com um teor de ácido alfa superior para fazer cerveja a sorgo mais amarga. Ferver durante longos períodos de tempo também resulta em níveis mais elevados de amargor. Adicione mais lúpulo no final da fervura ou só após o término da fervura, para imbuir a cerveja com aroma e sabor de lúpulo, sem adicionar muita ou qualquer amargura.
  2. Limpe e higienize o local de fabricação da cerveja. É especialmente importante higienizar o equipamento, tal como o garrafão (o local de fermentação) ou o balde de fermentação que vai entrar em contato com a cerveja, depois que tenha sido fervida e arrefecida (conforme descrito nos passos subsequentes). Higienize também uma câmara e a rolha de borracha adequada, onde a câmara de ar vai ser ligada quando for colocada na boca do garrafão, para vedar o recipiente. Uma mangueira ou um funil será utilizado para transferir a mistura fervida e arrefecida de sorgo para o garrafão esterilizado. Esses itens também devem ser higienizados. Equipamentos como o jarro de fervura. que é aquecido por 20 minutos ou mais. não precisam ser higienizados. Use um desinfetante Iodofor ou algum outro tipo, tais como os à base de ácido. Sanitizadores estão disponíveis em lojas equipamentos para cervejeiros.
    • Mergulhe equipamento durante 2 minutos na solução desinfetante de Iodofor diluído e, em seguida, deixe para secar ao ar logo antes do uso. Adicione uma ou duas tampas cheias de concentrado de iodoforo para 20 litros de água.
    • Preencha completamente um garrafão de 22.7 ou 24.6 litros com a solução desinfetante diluída. Pode ser necessário colocar a mangueira de jardim higienizada na torneira da cozinha, para encher o garrafão de forma segura e higiênica.
    • Despeje a desinfetante, deixando um pouco para reutilizar, se desejar. Inverta o garrafão com suporte para que desinfetante residual possa escorrer para fora do mesmo.
  3. Prepare uma cobertura da água se necessário. Se você estiver usando um pequeno jarro de fervura que tem uma capacidade inferior a 32,2 litros, você provavelmente irá precisar adicionar água engarrafada adicional esterilizada ou sanitizada para elevar o volume final no garrafão fermentador para cerca de 20,8 litros. Pré-ferva e deixe esfriar a quantidade necessária de água, ou use água de alguma nascente. Não utilize água destilada, pois o fermento que vai fermentar a mistura sorgo precisa dos minerais que estão na água não destilada.
  4. Traga pelo menos 9,5 litros de água de torneira, mas não mais que 28,4 litros. Se usar 26 ou mais litros de água, não há necessidade de adicionar mais. A quantidade de água que você deve aquecer no recipiente de fervura vai depender de quão grande é o recipiente, como você pretende aquecê-lo, como pretende arrefecer a mistura, bem como o quão grande o garrafão é. Os menores chaleiras podem ser aquecidas em um fogão de cozinha, enquanto chaleiras maiores devem ser aquecidas ao ar livre usando queimadores de propano. Além disso, chaleiras de fervura menores podem ser arrefecidas em um banho de gelo na pia, enquanto os volumes maiores, que não podem ser pegos com segurança enquanto quentes, devem ser resfriados com um resfriador de mosto (veja abaixo). É melhor usar uma chaleira de fervura que tenha pelo menos 18,9 litros de capacidade, e a chaleira de fervura deve ter pelo menos 20 por cento de sobrecapacidade para evitar ferver demais. Considere o volume que o xarope de sorgo ocupará na chaleira.
    • Permita 20 por cento de evaporação durante a fervura. A quantidade real de evaporação irá variar. Use mais água, se a taxa de evaporação for elevada, e menos água se for baixa.
    • Uma solução mais diluída irá assumir mais facilmente a amargura do lúpulo enquanto ferve, então será mais rentável em termos de lúpulo. No entanto, mais energia será necessária para ferver uma mistura diluída. Os recipientes maiores são também mais difíceis de levantar.
      1. Método alternativo. Adicione 7,6 litros de água filtrada para um pote de estoque de aço inoxidável de 11,4 litros. Leve a 70 °C e adicione o sorgo, o lúpulo para dar o sabor e 1/3 do lúpulo aromático. Deixe ferver e mantenha lá por 10 minutos. Adicione o restante do lúpulo aromático e ligue o fogo para que ferva por 5 minutos. Agora você possui uma mistura totalmente pronta. Despeje 7,6 litros e um litro de água mineral filtrada, mais um saco de gelo comercial, em um fermentador de 18,9 litros (esse é o balde branco que você verá na imagem mais tarde. É apenas um método alternativo do garrafão). Despeje o conteúdo na mistura de água e gelo no fermentador. A temperatura deve estar agora perto de 80°. É o momento perfeito para lançar o fermento. Agora você possui uma mistura totalmente pronta. Cubra, coloque a câmara no lugar e posicione o fermentador em um lugar fresco e escuro, por 10 a 14 dias.
  5. Adicione o xarope de sorgo na água quente.
    • Adicione também açúcares fermentáveis adicionais, se desejar.
  6. Leve a mistura (também chamada de mosto) para ferver.
    • A mistura pode transbordar neste momento. Fique de olho nela e desligue o fogo (ou remova-a da fonte de calor) se necessário, para evitar que transborde. Agite para reduzir a espuma que se vai formar.
  7. "Adicione o lúpulo e leve para ferver por completo. O lúpulo pode desencadear fazer com que a mistura transborde, portanto esteja pronto para impedir e / ou desligar o fogo.
  8. Continue a ferver durante 60 minutos. Mantenha a fervura durante os 60 minutos inteiros. Durante este tempo, o lúpulo irá impregnar a mistura em ebulição com a amargura desejada, que é característica de cerveja. Use mais lúpulo ou um lúpulo com um teor de ácido alfa superior para fazer uma cerveja de sorgo mais amarga.
  9. Esfrie a mistura de xarope e lúpulo fervida. Retire da fonte de calor ou desligue o fogo. Use um termômetro higienizado para manter o controle da temperatura. O objectivo é trazer a mistura fervida para uma temperatura entre 18 e 27 graus centígrados, de modo que a levedura de ale possa fermentá-la. Se a temperatura for muito alta, o fermento pode ser morto. Se a temperatura for muito baixa, o fermento não será capaz de fermentar a mistura corretamente.
    • Ao usar uma pequena chaleira de fervura que pode ser pega facilmente, arrefeça-a em um banho de gelo em uma pia ou recipiente grande. Basta misturar gelo com água fria e colocar a panela no banho de gelo, tomando cuidado para não espirrar o líquido quente sobre si mesmo.
    • Quando ferver quantidades maiores que não podem ser apanhados devido a alta temperatura, use um refrigerador de mosto. Se o refrigerador do mosto é do tipo que fica submerso no caldeirão de fervura, ele deve ser colocado lá por 20 minutos enquanto a mistura ainda está fervendo, para esterilizá-lo.
  10. Transfira a mistura arrefecida ao garrafão drenado e higienizado. Isso pode ser feito simplesmente despejando a mistura fria e cozida através de um funil grande no garrafão, usando um sifão ou, se o aparelho possuir uma torneira, uma mangueira apertada higienizada. Tente colocar a mistura arrefecida enquanto você a transfere, pois isso fará com que ela pegue um pouco de ar. O fermento que será adicionado requer oxigênio para fermentar corretamente a mistura. É melhor para deixar cerca de 10 a 20 por cento do espaço para a espuma de levedura (krausen) que vai formar quando a mistura começar a fermentar ativamente. No entanto, o krausen não pode ocupar tanto como o volume ou ser tão perceptível quanto o krausen que ocorre com a cerveja que é feita a partir de malte de cevada.
    • Complete com água refrigerada, fervida ou mineral (se necessário) para trazer o volume final para entre 19 e 23 litros.
    • Adicione o suco de fruta pasteurizado ou uma fruta totalmente enlatada e pasteurizada, se desejado. Frutas também podem ser adicionadas após a mistura ter terminado de fermentar (consulte sobre fermentação abaixo). Quando adicionada após a cerveja ter terminado a fermentação, o sabor de fruta mais é mantido. No entanto, a fruta causará uma nova fermentação e deve ser deixada para fermentar no garrafão de 1 a 3 semanas. Também tenha em mente que, como o suco de fruta é uma fonte concentrada de açúcares fermentáveis, adicionar muito pode fazer com que o teor de açúcar seja demasiado elevado. O fermento pode não ser capaz de fermentar completamente os açúcares no álcool.
  11. Lance o fermento. Coloque suavemente a levedura de cerveja seca na mistura já refrigerada.
  12. Fixe uma câmara de vácuo no garrafão. Isso garante que o ar e as bactérias não irão entrar no garrafão e estragar a mistura de sorgo durante a fermentação. Não se esqueça de encher a câmara com um líquido, como água sanitária, desinfetante diluído ou vodka. O líquido faz com que a câmara se torne a prova de bactérias suspensas no ar, mas permitirá que o dióxido de carbono produzido na fermentação escape. Nunca fermente cerveja em um recipiente que não permite o escape do CO2, pois isso pode causar uma explosão.
  13. Fermente a cerveja. Permita que a cerveja fermente em local de temperatura média (não totalmente quente ou frio) e escuro, até a câmara parar completamente de borbulhar. O tempo de fermentação será cerca de 1 semana, dependendo da concentração de açúcar e da temperatura. A cerveja recém fermentada pode fermentar por mais um tempo extra, até 3 semanas, para adquirir um processo de fermentação mais completo e envelhecer.
  14. Coloque a cerveja em um barril ou garrafa.
    • Para preparar-se para engarrafamento ou embarrilamento, limpe e desinfete todo o equipamento que irá entrar em contacto com a cerveja e prepare uma solução fervida de dextrose para engarrafamento (também referido como açúcar de escorvamento). O açúcar vai fornecer ao fermento que está vivendo na cerveja uma pequena quantidade de açúcar fermentável que será convertido pelo fermento em dióxido de carbono, além de uma pequena quantidade de álcool. O dióxido de carbono fará com que a cerveja que está selada nas garrafas ou nos barris tornar-se com gaseificada.
    • Caso esteja engarrafando, prepare de 1/2 a 3/4 de xícaras de açúcar de engarrafamento, misturando-as com cerca de 3 xícaras de água. Ferva a solução por 20 minutos para esterilizá-la. Deixe-a esfriar, então, cuidadosamente derrame ou coloque a cerveja no balde de engarrafamento através de um sifão, tentando não molhá-lo. Misture a solução de açúcar com uma colher grande. Anexe um tubo de vinil de 1,2 ou 1,5 m de comprimento, com de 3/8" polegadas na torneira do balde e anexe uma varinha de engarrafamento na outra extremidade do tubo.
      • Esses baldes são feitos com tampas para acomodar uma câmara e uma torneira que se encaixa a tubulação para o engarrafamento. Eles são adequados para todo o processo de fermentação.
    • Usando a varinha de engarrafamento, preencha as garrafas de cerveja secas ao ar e higienizadas de modo que cerca de 3/4 de polegada do espaço com ar seja deixado no pescoço de cada garrafa. A varinha de engarrafamento só vai liberar a cerveja nas garrafas quando tocar o fundo ou a lateral das garrafas.
    • Coloque as tampas cada garrafa usando um engarrafador portátil ou de bancada, e armazene as garrafas recém-cheias e tampadas em uma área quente e escura por um período de 2 a 3 semanas. Durante esse tempo, elas vão carbonatar naturalmente.
    • Caso esteja engarrafando, prepare xícaras com 1/2 a 3/4 de açúcar de engarrafamento, misturando-as com cerca de 3 xícaras de água. Ferva a solução por 20 minutos para esterilizá-la. Deixe-o esfriar, então, cuidadosamente derramar ou use um sifão para colocar a cerveja no barril. Misture a solução de açúcar. Sele o barril e pressurize a 10 PSI usando CO2 comprimido e um regulador de gás. Permita o processo de carbonatação da cerveja uma área quente por 2 a 3 semanas. Barris também podem ser carbonatados mais rapidamente usando uma garrafa de gás comprimido de dióxido de carbono. Sirva com um kegerator ou uma bomba de mão.

Dicas

  • Muitas receitas de cerveja recomendam a "impermeabilização" do fermento antes de adicioná-lo ao mosto. 10 minutos antes de colocar o fermento, despeje-o em uma xícara higienizada com cerca de 3 colheres de sopa de açúcar e meia xícara de água. Coloque em um local escuro (como um forno de micro-ondas) e deixe o fermento "voltar à vida". "Impermeabilizar" o fermento assegura que este esteja vivo e saudável para começar a fermentar a sua cerveja.
Para evitar erros durante o processo de adição do fermento enquanto estiver fervendo a água; Aqueça uma xícara de água a 40 graus centígrados em um recipiente higienizado. Quando atingir 40 graus, despeje a levedura seca e espere 15 minutos (neste ponto, deve começar a borbulhar). Durante este tempo, esterilize uma colher de sopa de seu xarope de sorgo no micro-ondas e deixe esfriar. Após os 15 minutos iniciais, adicione a calda esterilizada e espere mais 15 min. Em seguida adicione 2 a 4 colheres de sopa do mosto resfriado que você ferveu no fogão. Espere mais 15 min.. . Você pode aumentar as quantidades de mosto refrigerado adicionado e continuar esse processo até adicionar o fermento para o fermentador, este processo revive e condiciona o fermento para o mosto que foi preparado. ***O segredo é sempre adicionar aos -9 graus Celsius da mistura de fermento em si, ou você pode matá-lo.
  • Garrafões, baldes de fermentação e fermentadores feitos sob encomenda fazem o mesmo trabalho. Vários são retratados neste artigo. Vários outros estão disponíveis no mercado.
  • As leveduras são fungos que, na verdade, se alimentam dos açúcares do mosto de fermentação. Leveduras são muito diversas em sua origem e tipo. Eles flutuam livres no ar, e como tal são usadas por alguns monges que fazem cerveja em galpões abertos. Outras leveduras são coletadas a partir de processos de fermentação anteriores e cresceram por gerações. Certifique-se de que o fermento é livre de glúten, pois alguns são cultivados na cevada.
  • Uma cerveja mais clara pode ser produzida usando uma fermentação secundária. Para fazer isso, coloque a cerveja fermentada do garrafão inicial para um segundo. Permita que a cerveja para fique clara naturalmente de uma a três semanas antes de ser colocada em garrafas ou barris.
  • Muitas pessoas não deixam ferver por 60 minutos. O tempo de fervura ideal é de 7 minutos para o aroma e 20 minutos para o sabor. [2] Você tem que encontrar o seu melhor tempo de acordo com sua receita. Quanto menor for fervida, melhor ficará o aroma e o sabor.
  • Uma boa regra é a chamada "o 2-2-2". 2 semanas no fermentador, 2 semanas de carbonatação na garrafa e 2 semanas de condicionamento. O condicionamento é de 1 semana à temperatura ambiente e 1 semana no frigorifico. A maioria das cervejas de moer em casa vão começar a quebrar e degradar após 3-4 meses.

Avisos

  • Mantenha sanitizantes e outros produtos químicos fora do alcance de crianças e longe de animais.
  • Somente as pessoas que estão em idade de ingerir bebida alcoólica podem legalmente fazer cerveja em no Brasil.
  • A um adulto é permitido preparar 380 litros por ano, e 2 ou mais adultos em uma casa podem fazer um máximo de 760 litros por ano.
  • Mantenha as crianças longe do processo de fervura ou de líquidos quentes em geral.
  • Use luvas e óculos de proteção quando manusear sanitizantes e outros produtos químicos, mesmo depois que estes tenham sido diluídos.
  • As garrafas de vidro podem explodir durante o processo de fermentação. Mantenha as crianças e os animais de estimação longe das garrafas durante a fermentação.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.