Como Cultivar Epiphyllum Cactus

O epiphyllum cactus é uma planta nativa brasileira que nasce nas laterais e bifurcações de copas de árvores nas florestas tropicais. Ele dá belas flores que se abrem tipicamente durante a noite e se mantêm por dias. Cultivar um epiphyllum cactus fora do seu habitat nativo é bem simples mas envolve atenção especial a temperatura, luz e clima. Os passos seguintes te mostrarão como cultivar um epiphyllum cactus.

Plantando seu Cacto

  1. Obtenha estacas de epiphyllum cactus. Você pode comprar estacas de epiphyllum cactus em uma floricultura ou em uma loja de plantas online.
    • Estacas de cacto são seções de um galho maduro que é plantado e usado para cultivar uma nova planta inteira.
    • Se você já tem um epiphyllum cactus que é forte e saudável, você pode fazer suas próprias estacas. Escolha uma folha saudável de aproximadamente 10 cm e corte-a do galho abaixo da base da folha. Repita esse processo até que tenha obtido o número desejado de estacas.
  2. Armazene as estacas em um local fresco e seco longe do sol por 10-14 dias. Bons lugares incluem galpão de jardinagem, banheiro ou porão. Já que o epiphyllum cactus é uma planta suculenta, as estacas podem se manter boas por mais de um mês.
    • Armazenar as estacas permitirá que elas se curem. O propósito de curar as estacas é permitir que calosidades se formem sobre as pontas das estacas. As calosidades evitam que as estacas mofem.
    • Se você comprou as estacas e não sabe exatamente quando elas foram feitas, cure-as por uma semana antes de plantar.
  3. Plante três estacas em um pote de 10 cm com um buraco de drenagem no centro da base. Isso dará espaço adequado para o cacto se desenvolver enquanto o buraco de drenagem evitará o excesso de água.
    • Potes de plásticos são preferíveis a potes de terracota, já que eles permitirão que o solo retenha umidade por um período mais longo de tempo.
    • Escolha um composto para epiphyllum cactus. Ele consiste de três partes de composto misturado com uma parte de material não-orgânico grosso como perlita, também chamada de argila expandida. O material não-orgânico deve ter de 0,75 a 1,25 cm de diâmetro. Você também pode acrescentar de 1 a 1 1/2 colher de sopa de substrato para orquídea por pote.
    • Opcionalmente, você pode plantar as estacas em perlita pura. No entanto, assim que as estacas tenham desenvolvidos raízes, você terá que transplantá-las para um composto para epiphyllum.
    • O composto deve estar sempre úmido, nunca encharcado. Isso garantirá um crescimento saudável e mais rápido.
  4. Evite regar as estacas até que estejam bem enraizadas. Se as regar antes disso, as estacas apodrecerão.
    • Para conferir se há apodrecimento, aperte gentilmente cada estaca. Se sentir qualquer resistência, isso é bom porque significa que as estacas estão enraizando. Você pode regar as estacas.
    • Se uma estaca tiver apodrecido, retire-a do pote, corte a parte apodrecida, deixe a estaca curar e coloque-a no pote de novo.

Cuidando do seu Cacto

  1. Coloque os cactos em cestos suspensos sob luz do sol filtrada.
    • O epiphyllum cactus ama crescer em cestos suspensos, e ao fazer isso providenciará uma boa base para o crescimento pendente da planta. Como um bônus, cestos suspensos dificultam que caramujos – a praga número 1 de epiphyllum — cheguem às plantas.
    • Um ponto sombreado de baixo de uma árvore ou abaixo de uma estrutura de sombra feita de tecido ou de ripas providenciará a quantidade correta de luz. Se crescer sob luz solar direta, o cacto pode se queimar. Se posto em área muito sombreada, o cacto pode se tornar excessivamente exuberante e será constrangido a produzir flores. Além disso, os galhos grandes podem não ser fortes o bastante para se manterem para cima e poderá tombar, prejudicando a sustentação.
    • Se possível, escolha paredes ou beirais virados para leste ou norte para a melhor iluminação.
    • Assegure boa circulação de ar, mas proteja as planta de tempestades e fortes ventos. Tempestades de ventos podem fazer com que os cestos suspensos se balancem uns contra os outros e ramos longos se choquem, causando quebras.
  2. Regue seu cacto de alguns em alguns dias ou todo dia em climas quentes. O solo não deve nunca ficar completamente seco, mas também não deve nunca ficar molhado depois de regar.
    • Confira o solo regularmente para medir se você precisa acrescentar água.
    • Ao regar, certifique-se de acrescentar água o bastante assim o excesso de água escorre pelos buracos de drenagem. Isso lavará o solo e evitará o acúmulo de sais solúveis no solo.
  3. Fertilize levemente seu cacto com fertilizante de liberação controlada. Epiphyllum cacti florescem melhor quando você os dá aplicações regulares e leves de fertilizantes.
    • Nutra seu epiphyllum cactus a cada temporada de chuvas de Novembro a Fevereiro. Depois desse período, só fertilize a cada outro período de chuvas.
    • Somente use cerca de um terço a metade da quantidade de fertilizante que é recomendado no rótulo. Já que cactos naturalmente crescem em ambiente relativamente de poucos nutrientes, eles não precisarão de tantos nutrientes para crescerem saudáveis.
    • Durante o inverno, fertilize com um fertilizante com pouco ou nenhum nitrogênio. Use uma formulação de 2-10-10 ou uma 0-10-10. Depois que a temporada de florescência passar, fertilize com uma formulação equilibrada como 10-10-10 ou 5-5-5.
  4. Mova seu cacto para áreas mais quente durante períodos de frio. Geadas e temperaturas abaixo de 4,5 graus Celsius prolongadas são prejudiciais para epiphyllum cacti.
    • Cubra seu cacto com um cobertor ou caixa de papelão para melhor proteção. Epiphyllum cacti também são vulneráveis a granizo, as pedras não precisam ser grandes o bastante para quebrar os galhos, mas podem causar desagradáveis marcas onde cada uma bateu.
    • A melhor época para plantar cactos é durante o período de Setembro a Abril. Isso garantirá uma atmosfera quente e ensolarada ao mesmo tempo em que evita luz do sol direta o que pode limitar o crescimento.
  5. Replante as plantas depois de 1 a 2 anos. Trocar o composto fornecerá novamente os nutrientes que terão sido absorvidos pelo cacto naturalmente.
    • Cada tamanho de planta determinará quando você precisa replantá-la. Uma planta que está crescendo bem e está começando a ficar grande demais para o pote precisará ser trocada para um pote maior, enquanto uma planta que permaneça pequena pode ficar no mesmo pote por mais tempo.
    • Use potes plásticos de 17,5 a 20 cm com os mesmos buracos de drenagem e composto.
    • Enrole jornais em volta do galho de cada planta para evitar estragá-los.
    • Segurando a plante em volta da base do tronco, vire-a de cabeça para baixo e cuidadosamente bata o pote contra uma superfície dura, como a parte de baixo de uma mesa, para soltar o solo de dentro do pote. Gentilmente puxe o pote para fora da planta e remova o solo antigo.
    • Examine as raízes. Se alguma mostrar sinais de apodrecimento ou qualquer outro dano, corte-as o mais perto da planta quanto possível.
    • Não se desencoraje se não tiver visto quaisquer flores; um epiphyllum cactus não florescerá até que tenha crescido até o tamanho do seu pote, o que geralmente ocorre 3 a 4 anos após plantar as estacas.

Poda e Combate de Pestes

  1. Desinfete as tesouras de poda com solução de água sanitário. Isso evitará que seu cacto pegue doenças ou outras infecções que podem afetar o crescimento.
    • Use uma solução de alvejante diluído a 10%, misturando 1 parte de alvejante a base de cloro com 1 parte de água.
  2. Retire as flores depois que as pétalas tenham caído. Faça o corte logo abaixo da coroa da flor.
    • Podar as partes mortas da planta não apenas melhora sua aparência, isso encorajará novo crescimento e florescimento saudável.
  3. Corte todos os galhos mortos, machucados e quebrados de volta ao ponto de origem do galho principal. Ao localizar um galho para remover, siga-o até a base do galho e faça um corte reto logo ao lado da junta do galho principal.
    • Imediatamente desinfete as tesouras depois de cortar os galhos mortos ou machucados. Isso evitará que a doença se espalhe por toda a planta.
    • É melhor presumir que qualquer galho morto morreu como resultado de uma doença. Desinfetar após cada sessão de poda pode necessitar de mais alvejante, mas manterá seu cacto saudável e bonito.
  4. Remova qualquer galho longo que atrapalhe o equilíbrio do cacto. Siga-o de volta até o galho principal e corte na base.
    • Esses galhos geralmente são localizados ao longo das bordas externas. Remova todos galhos necessários até que todos os lados da planta estejam quase uniformes.
  5. Inspecione seu cacto procurando por cochonilhas, cochonilhas-de-escama e ácaros. Caramujos são bem simples de encontrar e remover (use isca de caramujo comprada em loja), mas os insetos mencionados antes requerem medidas específicas para evitar infestação.
    • Colchonilhas tem uma aparência encerada, branca e algodoado. Elas são lentas e usualmente estão em grupos ao longo dos veios de folhas ou espinhos, sob a parte de baixo de folhas e em áreas escondidas nas junções.
    • Colchonilhas-de-escama têm conchas pequenas, em forma de domos algodoados. Elas se prendem aos galhos e folhas mas podem ser retiradas.
    • Ácaros são difíceis de ver a olho nu, mas sinais de infestação incluem teias e pequenos pontos marrons, especialmente nas partes mais jovens. Se você bater a área afetada da planta sobre um pedaço de papel branco, os ácaros parecerão poeira.
    • Esses insetos tendem a sugar a seiva da planta resultando em folhas fracas, enrugadas ou murchadas. Fortes infestações podem resultar na morte da planta. Os primeiros sintomas podem incluir mofo grudento ou preto sobre ou perto da planta.
  6. Remova colchonilhas e colchonilhas-de-escama com cotonete mergulhado em álcool. Você também pode borrifar uma solução de álcool diluída em 1 parte de álcool e 3 partes de água.
    • Borrifar é melhor para combater infestação de ácaro e outros insetos difíceis de localizar. No entanto seja cuidadoso, pois também pode estragar a epiderme do cacto. Teste em uma pequena área antes de borrifar a planta inteira.
  7. Use sabão inseticida para cobrir a planta. Sabão inseticida pode ser comprado na floricultura local ou loja de artigos para casa.
    • Esse tratamento também pode danificar o cacto. Uma vez que cactos têm óleos e ceras que os tornam suscetíveis a estragar, é melhor usá-lo parcimoniosamente e testar em uma área pequena antes de lavar o cacto inteiro.
  8. Borrife com inseticidas para matar insetos e parar sérias infestações. Use inseticidas como Neem ou piretrinas para insetos visíveis. Inseticidas sistêmicos como imidaclopride ou acefato são melhores para controlar pestes que não estejam facilmente acessíveis.
    • Consulte o rótulo para ver quanto você deve usar no seu cacto e se o uso prolongado é seguro ou não.
  9. Coloque as plantas novas de quarentena longe das plantas infestadas. Lembre-se de que as infestações não são apenas danosas, elas são contagiosas e se espalharão de planta para planta até ser parada.
    • Confira as novas plantas cuidadosamente procurando os sintomas mencionados previamente e insetos. Se estiver totalmente seguro de que estão livres de insetos, mantenha-as em uma área longe das plantas infectadas. Se encontrar pestes nas suas plantas novas, pode ser melhor simplesmente descartá-la em vez de tratá-la para poupar seu tempo, dinheiro e esforço.

Dicas

  • Use um fertilizante controlado para melhorar as flores da sua planta. No inverno, use solução com pouco ou nenhum nitrogênio como uma fórmula 2-10-10 ou um 0-10-10 e depois do período de florescência, acrescente nitrogênio à mistura com uma solução como um 10-10-10 ou um 5-5-5. Só use cerca de um terço da quantidade recomendada no rótulo do produto para imitar o ambiente natural de poucos nutrientes do epiphyllum cactus.
  • Plante um mínimo de 3 estacas da mesma variedade em um pote de 17,5 a 20 cm o que a fará florescer mais rápido.

Avisos

  • Procure por pragas como colchonilhas, pulgão, lagartas, caramujos, lesmas e colchonilhas-de-escama. Use iscas de caramujo e lesma e controle infestações menores de colchonilhas-de-escama ao aplicar álcool hospitalar diretamente sobre ele com cotonete ou bola de algodão.

Materiais Necessários

  • Estacas de Epiphyllum cactus
  • Potes plásticos de 10 cm
  • Composto para epiphyllum cacti
  • Perlita
  • Composto para orquídea.
  • Cestos suspensos
  • Água
  • Potes plásticos de 17,5 a 20 cm
  • Jornal
  • Fertilizante com pouco ou nenhum nitrogênio
  • Fertilizante 10-10-10 ou 5-5-5
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.