Como Construir uma Bancada de Trabalho

A bancada de trabalho é o recurso mais importante que você pode ter em seu estúdio, ou em sua garagem. O mesmo se pode dizer da prateleira suspensa, que lhe permitirá ter mais espaço e organização em seu local de trabalho, não é verdade? Para fazer uma bancada de trabalho tradicional e uma prateleira suspensa, siga as instruções abaixo.

Construindo sua Bancada de Trabalho

  1. Determine as dimensões de sua bancada. Meça o comprimento desejado, a largura e a altura em relação ao solo. Anote essas dimensões.
  2. Escolha uma madeira para o tampo da mesa. Você pode usar a espessura que achar mais conveniente: desde a madeira de compensado, mais acessível, até as madeiras mais sólidas (que são mais caras). Você pode reciclar alguns pedaços de madeira restantes em sua garagem, unindo-os uns sobre os outros. Outra alternativa, a preços acessíveis, seria reciclar a madeira de uma porta. Busque em lojas locais, madeireiras, bem como em prédios em reforma alternativas de custo aceitável. A coisa mais importante, porém, é ter em mente é que o tampo de sua bancada de trabalho deve ser liso, reto e resistente.
    • Corte as madeiras para o tampo, se necessário.
  3. Serre as quatro “pernas” de sua bancada. O comprimento de cada perna deve ser a altura desejada, menos a espessura do tampo da bancada.
  4. Serre quatro caibros de apoio das pernas. Se você deseja que o topo da bancada de trabalho fique alinhado com o quadro debaixo dela (que você estará construindo nos Passos 8 e 9), cada par de caibros deve ser igual à largura da bancada, menos a largura das pernas cortadas no passo anterior. No entanto, se você gostaria que o quadro se projetasse um pouco para fora da bancada, o que pode ser útil para armazenar ferramentas, corte os caibros no mesmo comprimento que a medida da largura da bancada.
    • Verifique se a espessura das tábuas é uniforme, para um resultado final mais homogêneo.
  5. Posicione cada caibro de apoio sobre um par de pernas da bancada. Deite as tábuas de forma perfeitamente paralela, de modo que a distância entre a borda exterior da tábua esquerda até a direita (ou seja, as arestas do lado de fora) seja igual ao comprimento do caibro de apoio. Verifique o posicionamento com um nível, e se assegure de que tudo está em seu devido lugar. Repita o procedimento com o outro par de pernas da bancada.
  6. Fixe, com o auxílio de uma furadeira, cada par de pernas da bancada com seu respectivo caibro de apoio. Usando uma broca longa de dez milímetros, faça dois furos profundos em cada ângulo unido (como na representação acima). Certifique-se de fazer os furos com uma distância adequada, isto é, um no canto superior esquerdo, um no canto inferior direito do ângulo, para que mais tarde você seja capaz de encaixar um terceiro parafuso no espaço entre eles. Depois, deslize os parafusos através dos furos perfurados. Passe arruelas de metal sobre as extremidades dos parafusos, e finalize o processo aplicando porcas. Aperte tudo com uma chave inglesa na regulagem adequada. Quando tudo estiver pronto, parte das extremidades dos parafusos (alguns milímetros) devem ficar de fora do madeiramento. Repita o mesmo processo no par de pernas restante.
  7. Parafuse o caibro de apoio inferior nos dois pares de pernas pré-fixados. Sobraram dois caibros, não é mesmo? Eles serão utilizados neste passo. Vire ao contrário um dos pares fixados no passo anterior e repita o processo que você seguiu nas etapas 7 e 8 com um dos caibros restantes (assim como apresentado no esquema animado acima). Disponha o caibro de apoio um pouco distante da extremidade das pernas (alguns centímetros mais abaixo). Quando tudo estiver pronto, você terá um caibro de apoio nivelado com uma das extremidades de cada par de pernas e um caibro inferior, do outro lado, um pouco mais acima da extremidade contrária do par de pernas da bancada.
    • Se você gostaria de construir uma prateleira em baixo da bancada, posicione os caibros inferiores em conformidade, desde que eles não se elevem acima de 1/3 da extremidade inferior das pernas. Desta forma lhe restará um bom espaço a ser utilizado abaixo do tampo.
  8. Serre as duas longarinas da bancadas. Cada um dos suportes laterais deve ser igual ao comprimento lateral do tampo da bancada.
  9. Parafuse as longarinas. Fixe o par de longarinas nas pernas, na extremidade contrária ao caibro inferior, uma na lateral contrária da outra (como na animação acima). Os buracos para os parafusos devem ser feitos entre as furações de apoio das pernas da bancada. Fixe com um parafuso, e assegure-se de que ele esteja devidamente apertado. Vire a estrutura e repita o mesmo do outro lado. Quando tudo estiver pronto, note que as quatro pernas da bancada deverão ficar envoltas por uma moldura de madeira.
  10. Fixe, com o auxílio de parafusos, o tampo da bancada de trabalho. Coloque o tampo no lugar desejado, ou seja, sobre as pernas devidamente apoiadas com os caibros. Faça as furações e aperte os parafusos no lugar para prender tudo direitinho.
    • Se você tiver um espesso tampo de bancada, considere parafusar as estruturas de baixo para cima, de forma que o resultado final seja o tampo parafusado sem nenhuma cabeça de parafuso por cima dele (ele será preso por baixo). No entanto, se assegure de que o parafuso não irá “estourar” nenhum buraco sobre o tampo.
  11. Coloque uma prateleira baixa na bancada, se desejar. Basta medir as dimensões entre todas as quatro pernas, e cortar uma prateleira no tamanho indicado e parafusá-la no lugar.
  12. Dê um belo acabamento em sua bancada, se desejar. Lixe a madeira e aplique uma boa camada de verniz.

Construindo uma resistente Prateleira Suspensa

  1. Fixe - com o auxílio de uma furadeira - uma tábua longa na parede, horizontalmente. Se a sua parede for de concreto ou pedra este método pode não ajudá-lo. O comprimento de sua prateleira pode ser o mesmo da lateral de sua bancada, para que elas se harmonizem em seu espaço de trabalho, ou mesmo ser do tamanho que você achar mais conveniente. Use um nível de bolha para se certificar de que a tábua seja fixada paralelamente ao chão.
    • Dependendo dos suportes de aço que você possuir, pode ser necessário uma tábua mais larga. Atente-se a este detalhe.
    • No esquema animado acima, a distância entre a tábua fixada e o solo é de aproximadamente 1 metro e meio. Se você precisa estacionar um veículo em sua garagem, ou mesmo deseja uma prateleira mais alta, fixe-a numa altura maior, se necessário for.
    • Use parafusos resistentes para fixar a tábua, distribuídos ao longo de distâncias regulares para um adequado equilíbrio do apoio.
  2. Prenda outra tábua de madeira, com as mesmas dimensões, logo abaixo da primeira. O espaço entre as duas tábuas paralelas deve ser determinado pelo comprimento do suporte de aço da prateleira.
  3. Instale os suportes da prateleira usando as duas tábuas. Quanto mais seguros e adequadamente fixados os suportes de prateleira, melhor. Assegure-se, portanto, de fixá-los adequadamente usando um nível ou um esquadro de marcenaria. A furação superior do suporte de metal deve estar nivelada com a furação inferior. Use um pedaço de compensado como prateleira temporária, para testar o nível. Use parafusos de 4 cm para, em seguida, anexar os suportes. O resultado final será duas faixas de madeira, fixas contra a parede, com uma fileira de suportes de prateleira (como na animação acima). Os suportes de prateleira devem ser espaçados cerca 60 cm de distância, uns dos outros.
    • Se desejar, você pode alternar os suportes de prateleira, entre suportes para pesos maiores e suportes para pesos menores. Desta forma você pode acomodar a colocação de ferramentas com durabilidade, sabendo qual prateleira suporta mais peso e qual suporta menos peso.
  4. Fixe as prateleiras. Parafuse as prateleiras, adequadamente, e use um anteparo de madeira abaixo de sua junção para reforçar a estrutura.
  5. Fixe uma segunda tábua de apoio acima da prateleira fixada no passo anterior, e parafuse-a na parede.
  6. Fixe uma tira frontal, ao longo da borda inferior da prateleira. Cole e parafuse uma tira de madeira na borda da prateleira. Isto reforçará a prateleira, absorvendo seu desgaste ao longo do tempo de uso.
  7. Fixe pequenas gavetas, lado à lado, abaixo da prateleira (opcional). Essas gavetas estreitas podem acomodar todas as pequenas ferramentas que você possa ter. Verifique, em concordância com a largura da prateleira fixa, as dimensões da gaveta de acordo com o espaço à sua disposição. Anexe às prateleiras:
    • As peças laterais de madeira, que vão receber os trilhos da gaveta.
    • Fixe os trilhos da gaveta de metal nas peças laterais (como na animação acima). Para uma maior praticidade, fixe as peças laterais já com os trilhos. Tome cuidado, porém, com as medições necessárias, para não acabar errando.
    • Use madeira de compensado para construir as gavetas, para uma maior economia e praticidade.

Dicas

  • Adicionar os caibros de apoio às pernas da bancada vai aumentar muito a sua força e resistência. Isto é especialmente importante quando você precisar da bancada para martelar algo, ou dispor ferramentas com grande peso.
  • Considere a instalação de uma luz sobre a bancada de trabalho recentemente montada. Estas luzes suspensas, além de servirem muito depois (quando você for colocar a mão na massa, sobre sua bancada nova) também são belas peças de decoração para sua garagem.
  • Sempre traga consigo uma fita métrica, não só para medir a madeira no momento da compra, mas para se assegurar que as distâncias estejam adequadamente orientadas no momento da instalação das peças. Você também pode economizar um pouco de tempo comprando as madeiras já devidamente serradas.
  • O uso de parafusos é mais recomendado do que o emprego de cantoneiras ou grampos de madeira. Além de serem mais baratos, eles podem vir em tamanhos mais adequados à segurança de seu projeto. Outro adendo é o que eles são fáceis de lidar. Quando comprar suas ferramentas e demais acessórios necessários à construção de sua bancada e prateleira, sempre preze pela qualidade.
  • Em vez de usar pregos de aço, que tendem a empenar com o tempo, use parafusos. Eles são significativamente mais fáceis de remover e são mais resistentes também.
  • Use uma lixadeira orbital para dar acabamento no tampo, se você tiver uma. Note que o verniz ficará muito mais brilhante e homogêneo após sua devida aplicação no tampo lixado. Use um verniz de alta densidade, para um melhor efeito.
  • Use uma lixadeira circular para dar acabamento nas bordas, oferecendo à sua bancada uma aparência mais profissional de construção.
  • Combine o verniz com outros tipos de tinta impermeabilizante para a devida proteção da madeira do tempo e da estrutura. Considere passar algumas camadas a mais de verniz do tampo, tendo em vista que ela será castigada um pouco ao longo do tempo de uso.

Avisos

  • A indústria madeireira pode oferecer tábuas de tamanho padrão. Verifique caso a caso, e lembre-se de que você sempre pode solicitar tábuas já devidamente cortadas.

Materiais Necessários

Bancada de Trabalho
  • Tampo de Madeira (de compensado, madeira reciclada, ou madeira de porta);
  • Quatro tábuas para as pernas;
  • Quatro caibros de apoio;
  • Serra elétrica ou serrote;
  • Furadeira;
  • Broca comprida (10mm);
  • Doze parafusos de 10mm com arruelas e porcas;
  • Parafusos para fixações diversas (o número pode variar);
  • Madeira para a prateleira inferior (opcional).
Prateleira Suspensa
  • Ferramentas necessárias:
    • Serra circular.
    • Furadeira / chave de fenda.
    • Nível.
  • Ferramentas opcionais, para acabamento:
    • Lixa Orbital.
    • Lixa Circular.
  • Para as prateleiras:
    • Tiras longas, para fixação do suporte.
    • Madeiras para as prateleiras;
    • Suportes de aço;
    • Parafusos para fixar os suportes à parede;
    • Parafusos (para fixar os suportes a parte de baixo de mesa);
    • Cola;
    • Verniz;
  • Para Gavetas :
    • Tábuas de compensado;
    • Trilhos no tamanho adequado.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.