Como Lidar Com os Sintomas da Endometriose em Casa

A endometriose envolve o crescimento anormal dos tecidos do endométrio (os quais pertencem ao revestimento do útero) fora da cavidade uterina. É mais comum entre as mulheres em seus anos reprodutivos e parece ser hereditária. Como a condição pode causar dor, desconforto, sangramento e desconforto emocional, pode ser difícil de lidar. Tratamento médico profissional é importante, mas há também os passos que você pode seguir em casa para lidar com os seus sintomas de forma mais eficaz. Comece com o Passo 1 para saber mais.

Controlando a sua dor

  1. Atente-se ao momento de seus sintomas. Muitas mulheres acham que seus sintomas de endometriose aumentam durante os seus períodos menstruais; outras notam dor durante a ovulação ou depois da atividade sexual. Depois de conhecer os seus padrões, você vai ser capaz de antecipar e lidar com seus sintomas de forma mais eficaz.
    • Se você não reconhecer imediatamente um padrão, mantenha um diário durante alguns meses. Observe quais dias você sente maior desconforto, juntamente com qualquer outra coisa que possa ser relevante – o seu ciclo menstrual, a sua atividade sexual e sua dieta diária e exercícios. Depois de observar por um mês ou dois, os padrões poderão aparecer.
  2. Tome medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) sem prescrição médica. Os sintomas mais angustiantes da endometriose são a dor e as cãimbas que podem ocorrer na área abdominal e pélvica. Felizmente, muitas mulheres acham que a sua dor da endometriose pode ser aliviada por fármacos AINEs como o ibuprofeno, naproxeno sódico e aspirina. AINEs reduzem a inflamação e o inchaço, e reduzem a produção de prostaglandinas do seu corpo, que são responsáveis pela sensação de dor.
    • Se a dor aumentar durante o seu período menstrual, considere começar a tomar NSAIDs cerca de 24 horas antes de seu período esperado. A interrupção na produção de prostaglandinas do seu corpo irá deixá-la mais confortável.
    • Converse com seu médico sobre o melhor regime de AINEs para você. Em geral, porém, você pode tomar 200 a 400 mg de ibuprofeno por via oral, a cada quatro a seis horas.
    • Para o naproxeno sódico, normalmente você pode tomar 275 mg a cada seis a oito horas, não excedendo 1.100 mg em um único dia.
    • Se preferir, você pode tentar 300 a 325 mg de aspirina por via oral, três ou quatro vezes ao dia. Discuta os riscos da aspirina com o seu médico, no entanto. Pessoas com certas condições de saúde não deve tomá-la.
  3. Experimente paracetamol. Se AINEs embrulharem o seu estômago ou causarem vômitos ou diarreia, converse com seu médico sobre o uso de acetaminofeno sem prescrição (também conhecido como paracetamol).
    • A dosagem típica de acetaminofeno deve ser de 650 a 1.000 mg a cada quatro a seis horas. Não exceda 4.000 mg em um único dia. Não tome mais do que o seu médico recomenda, já que o paracetamol pode causar lesão hepática se usado incorretamente. A ingestão de bebidas alcoólicas aumenta esse risco.
  4. Medite. Embora a meditação não afete a sua endometriose ou os sintomas que ela produz, poderá ajudá-la a lidar com a dor de forma mais eficaz. Estudos têm mostrado que pessoas que meditam podem desenvolver limiares de dor mais elevados e um forte senso de paz e contentamento interior.

Controlando o sangramento excessivo

  1. Planeje adiante. O sangramento excessivo durante o período menstrual é um sintoma comum da endometriose. É aconselhável buscar opções de tratamento médico com seu médico, mas, além disso, você pode planejar com antecedência o seu período menstrual. Sempre que possível, evite programação exigente e eventos e atividades durante sua menstruação. Limite-se às atividades que sejam absolutamente necessárias.
  2. Mantenha os suprimentos à mão. Você vai querer manter uma abundância de absorventes extras em casa, no carro, no escritório e em qualquer outro lugar onde você passa uma quantidade significativa de tempo. Se o sangramento tende a aparecer rapidamente, você também deve considerar manter uma troca de roupa nesses locais.
  3. Peça ajuda. Solicite que o seu parceiro, outras crianças mais velhas, amigos e membros da família que forneçam alguma ajuda quando você estiver com forte sangramento. Seu parceiro, por exemplo, pode assumir a execução de determinados serviços; amigos podem ajudar a levar seus filhos para atividades extraescolares.
  4. Saiba quando o problema precisa de atenção médica. Se o sangramento menstrual está interferindo com a sua vida diária por mais de alguns dias por mês, ou se você está perdendo sangue suficiente para se tornar anêmica ou sofrendo de efeitos colaterais adicionais, fale com o seu médico. Pode ser necessário iniciar a terapia hormonal para lidar com a questão.

Lidando com os efeitos psicológicos da endometriose

  1. Eduque-se. Conhecimento é poder. A endometriose pode ser uma doença perturbadora, frustrante e estressante, mas você estará melhor equipada para lidar com os desafios que se apresentarem se aprender tudo que puder sobre sua condição. Tente sites confiáveis e pergunte ao seu médico para obter informações adicionais.
    • Saber mais sobre a sua condição também vai ajudá-la a explicar os seus sintomas para sua família, amigos e colegas de trabalho. Isso pode ajudá-la a obter o apoio de que necessita.
  2. Junte-se a um grupo de apoio. Conversar com outras pessoas que lutam com a endometriose pode ser extremamente útil. Discutir a condição, compartilhar técnicas de manejo e liberar seus sentimentos em um ambiente de apoio vai fazer você se sentir melhor.
  3. Tome um tempo para pensar sobre o futuro. Você planeja ter filhos no futuro? Se assim for, você pode querer avaliar suas prioridades e decidir quão importante a maternidade é para você.
    • Se a maternidade é muito importante, e você está em uma posição de obtê-la, considere ter filhos mais cedo do que mais tarde. Dessa maneira, você pode tratar a sua endometriose de forma mais agressiva, talvez com a cirurgia. Considere, além disso, se está disposta a adotar uma criança em vez de ter uma de forma natural.
    • Se a maternidade não é tão importante, ou se você já tem filhos, fale com o seu médico sobre todas as suas opções, inclusive as cirúrgicas. Você pode ser uma boa candidata para o tratamento médico mais decisivo.
  4. Considere a terapia. Se está lutando com sintomas graves em uma base regular, você também pode se beneficiar da terapia individual. Um conselheiro ou psicólogo treinado pode ajudá-la com os seus sentimentos sobre a sua condição e pensar sobre as várias opções de tratamento. Ele ou ela também pode ajudá-la a lidar com seus sentimentos sobre a maternidade.
  5. Divida tarefas maiores em partes menores. Você pode não ser capaz de limpar a sua casa em um determinado dia, se estiver experienciando sintomas graves. Concentre-se em realizar uma ou duas das tarefas mais urgentes – aspirar, por exemplo, e limpar as bancadas – e deixe o resto para quando você se sentir melhor.

Mudando o estilo de vida

  1. Exercite-se diariamente. O exercício faz o seu cérebro a liberar endorfinas, como a serotonina, que fazem você se sentir bem. Esses hormônios estimulam os seus neurônios, fazendo você se sentir mais calma e com mais energia, e eles podem ajudar a reduzir a sua dor. E, claro, o exercício também é fisicamente bom para você – ele fortalece e tonifica os músculos e ajuda a manter um peso saudável.
    • Para começar, tente obter 40 minutos de atividade diária. Você pode correr, andar, nadar, praticar um esporte ou tentar uma aula – contanto que faça você se mover.
  2. Reduza sua ingestão de carboidratos refinados e açúcares processados. Mudar a sua dieta não vai afetar a sua endometriose, mas reduzir a ingestão de carboidratos refinados e açúcares processados poderá melhorar os sintomas como náuseas, distensão abdominal e fadiga. Esses alimentos são um pouco difíceis de digerir e produzem gás e inchaço abdominal; além disso, eles interagem com a insulina para liberar triptofano em seu corpo, aumentando o seu cansaço e sonolência.
  3. Coma uma variedade de alimentos saudáveis. Manter o corpo o mais saudável possível pode ajudar você a gerenciar seus sintomas de forma mais eficaz. Busque consumir uma grande variedade de frutas, legumes, grãos integrais e proteínas magras.
    • Se você está insegura sobre como comer de forma saudável, considere fazer uma consulta com um nutricionista. Ele ou ela pode ajudá-la a montar um plano de dieta ideal.

Dicas

  • Mantenha-se em contato com o seu médico. A endometriose é melhor tratada com uma combinação de tratamento médico e com as formas de lidar com ela.
  • Entenda que as melhores abordagens para tratar os sintomas da endometriose podem depender, em certa medida, da sua idade. Quanto mais jovem for, mais agressivo o seu médico pode querer ser. Você também precisa considerar se você planeja ter filhos. Soluções cirúrgicas e alguns tratamentos médicos podem prejudicar suas chances de engravidar, e certos medicamentos terão que ser interrompidos quando você começar a tentar engravidar.
  • Tente manter uma perspectiva positiva. A endometriose é estressante, mas também é tratável. Você tem todos os motivos para esperar viver uma vida normal e saudável.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.