Como Falar com Estranhos

Abordar pessoas desconhecidas e iniciar uma conversa é, para muitas pessoas, o equivalente a pular de paraquedas: é divertido e interessante, mas arriscado. Também pode mudar sua vida. Se você se esforçar, apesar do medo de falar com estranhos, pode acabar vivendo momentos inesquecíveis. Leia adiante, aspirante a paraquedista social.

Lidando com a ansiedade

  1. Pratique até que falar com estranhos seja um hábito. O melhor jeito de superar a ansiedade social é confrontá-la de cabeça erguida. Falar com estranhos é como qualquer outra habilidade: quanto mais você treinar, melhor ficará. Com bastante prática, eventualmente será completamente natural para você. Você nem precisará pensar em como manejar essas conversas. O melhor jeito de treinar é estabelecer objetivos semanais.
    • Não se sobrecarregue. Se falar com estranhos é angustiante demais para você, pegue leve no início. Você pode começar se comprometendo a falar com dois desconhecidos por semana; depois, adicione uma pessoa por semana.
    • Continue se empenhando! Existe uma diferença sutil entre se esforçar demais e não se esforçar o suficiente. Ainda que você não queira se sobrecarregar, também não quer ceder ao seu medo. Saia da sua zona de conforto.
  2. Vá a eventos sociais sozinho(a). Isso mesmo – não chame ninguém para ir com você. Ponha-se em uma situação social em que não conheça ninguém. Sem nenhum amigo para se esconder, você terá de se expor. Vá devagar nas primeiras experiências. Se você não falar com ninguém nas primeiras vezes, não tem problema. Você já saiu e ficou entre estranhos, algo que nunca teria feito. Procure eventos pela cidade em que você poderá iniciar conversas com estranhos, como:
    • Mostras de arte
    • Saraus
    • Concertos musicais
    • Exibições em museus
    • Festivais ao ar livre
    • Convenções de quadrinhos, RPG, anime, etc.
    • Desfiles/passeatas/protestos
  3. Peça a ajuda de um(a) amigo(a). Se a simples ideia de falar com um desconhecido a sós é demais para você, solicite a ajuda de um(a) amigo(a) mais extrovertido(a). Assim, você pode praticar enquanto ainda tem um rosto familiar para se sentir confortável.
    • No entanto, não deixe que seu(a) amigo(a) domine a conversa. Certifique-se de que ele(a) saiba que você quer participar mais do que o normal.
  4. Não pense demais. Se você pirar pensando em como as coisas podem dar errado antes de começar a conversa, vai falhar miseravelmente. Quanto mais pensar a respeito, mais ansioso(a) ficará. Quando vir a pessoa com quem quer conversar, quebre o gelo imediatamente, antes de se convencer do contrário. A adrenalina do momento levará você além do seu medo.
  5. Finja até ser verdade. Falar com estranhos pode ser intimidante e cansativo, especialmente se o que estiver em jogo for importante. Se você vai participar de uma entrevista de emprego, ou quer falar com um homem ou mulher atraente, pode ficar preocupado(a) que todos vejam como você está inseguro(a). Mas ninguém sabe o que está passando pela sua cabeça além de você mesmo(a). Então finja que é mais confiante do que está se sentindo e a pessoa com que você está falando enxergará o que você quer que ela enxergue.
    • Lembre-se: quanto mais você praticar falar com estranhos, menos terá de fingir sua confiança.
  6. Não se abale pela rejeição. Quando você começar a dar a cara a tapa, pode ser esnobado(a) por alguém. Mas sendo a pessoa tímida que você é, sabe muito bem que, às vezes, a pessoa simplesmente não está a fim de conversar. Se alguém recusar sua abordagem, não leve para o lado pessoal.
    • Tente ver o fracasso como algo excitante - é uma chance para aprender e se aprimorar.
    • As pessoas não mordem. O pior que pode acontecer é alguém dizer que está ocupado(a) ou que quer ficar sozinho(a). Não é o fim do mundo!
    • Ninguém está vigiando-o ou pensando em você - só você mesmo(a). Não se preocupe se as pessoas vão rir da sua cara - elas estão todas ocupadas pensando em si mesmas.

Falando com estranhos

  1. Seja abordável e amigável. Se você parecer ansioso(a) ou triste quando começar uma conversa, deixará a pessoa na defensiva automaticamente. Mesmo que você se sinta péssimo(a) por dentro, tente parecer relaxado(a) e amigável para deixar a pessoa à vontade. Isso resultará em conversas melhores e mais longas.
    • Faça contato visual. Em vez de ficar mexendo no celular, olhe o ambiente e observe as pessoas. Faça contato visual com as pessoas para descobrir quem mais está a fim de um papo.
    • Sorria sempre que fizer contato visual com alguém, mesmo que não queira conversar. Isso aumenta as chances de alguém se abrir a uma conversa e também melhora sua prática em comunicação não verbal.
    • Tenha uma linguagem corporal receptiva. Ponha os ombros para trás, estufe o peito e erga o queixo. Quanto mais confiante parecer, mais as pessoas se interessarão em conversar com você.
    • Não cruze os braços. As pessoas podem interpretar que você é antipático(a) ou que não está disposto(a) a conversar.
  2. Mantenha uma postura aberta antes de começar uma conversa. Os outros podem achar estranho se você começar a conversar sem dar nenhum sinal prévio. Em vez de simplesmente de aproximar e começar a conversar de surpresa, indique fisicamente. Faça contato visual e sorria para estabelecer uma conexão antes de tudo.
  3. Comece com uma interação mais básica. Você pode querer conhecer alguém, mas iniciar com uma conversa séria do nada pode desencorajar a pessoa. Se você utilizar uma abordagem fria, vá devagar. Em vez de começar perguntando sobre os objetivos de vida da pessoa, faça uma simples observação ou peça um favor:
    • Nossa, o bar está super cheio hoje. É dia de dar boas gorjetas pros garçons!
    • O trânsito está péssimo hoje. Você sabe se está rolando algum evento por aqui?
    • Você pode colocar o cabo do meu notebook na tomada que está atrás de você, por favor?
    • Você sabe me dizer que horas são?
  4. Apresente-se. Depois que tiver iniciado com uma interação básica, você quer saber o nome da pessoa. O melhor jeito de fazer isso é simplesmente dizer o seu. A educação vai forçar a pessoa a se apresentar também; se ela ignorar, pode ser que ela seja mal-educada ou simplesmente esteja de mau humor. De qualquer forma, você já sabe que essa conversa não vai rolar.
    • Depois da interação básica, diga "Meu nome é [...].", estenda a mão e cumprimente firmemente ao se apresentar.
  5. Faça perguntas abertas. Se você fizer perguntas cujas respostas sejam "sim" ou "não", a conversa acabará em um instante. Em vez disso, faça perguntas que encorajem a se abrir. Por exemplo:
    • "O que você fez hoje?" em vez de "Como está o seu dia?"
    • "Eu sempre vejo você por aqui. Por que você gosta tanto daqui?" em vez de "Você vem sempre aqui?"
  6. Peça para a pessoa explicar alguma coisa. Todo mundo gosta de se sentir um expert em alguma coisa. Mesmo que você saiba bastante sobre o assunto em pauta, peça para que a pessoa explique coisas para você. Por exemplo, se estão conversando sobre uma notícia que saiu na internet, diga "Eu vi alguma coisa sobre isso, mas não tive tempo de ler a matéria inteira no trabalho. Você sabe me dizer o que aconteceu?". As pessoas tendem a curtir mais uma conversa se sentirem que podem ensinar algo a respeito.
  7. Não tenha medo de discordar. Encontrar um meio termo em uma conversa é importante. Por mais estranho que pareça, discordar pode ser um ótimo jeito de construir um novo relacionamento. Mostre à pessoa com quem você está conversando que sair com você não é um tédio. Inicie um debate que permita a ambos demonstrarem inteligência.
    • Mantenha o debate leve. Se você perceber que a pessoa está se exaltando, pare imediatamente.
    • O ideal é uma troca saudável de argumentos, não uma briga.
    • Certifique-se de sorrir e rir frequentemente enquanto estiverem debatendo, para que todos saibam que você está se divertindo e não se aborrecendo.
  8. Fique com os tópicos mais tranquilos. Ao mesmo tempo em que você quer um debate, não quer entrar em assuntos que levem a uma discussão de verdade. Uma discussão sobre religião ou política pode gerar ofensas, mas uma sobre os melhores destinos turísticos será leve e divertida.Outros temas seguros são filmes, música, livros e comida.
  9. Deixe a conversa fluir. Você pode se sentir tentado(a) a ficar nessa lista pronta de temas. Fazer isso limitará o potencial da conversa. Deixe que ela evolua organicamente. Você pode tentar direcioná-la sutilmente para falar de temas que não o obriguem a sair de sua zona de conforto, mas não seja afobado(a). Se a pessoa quer conversar sobre um assunto do qual você não sabe muito, admita. Peça para que ela explique para você e aproveite para aprender algo novo!

Se adaptando a contextos específicos

  1. Seja leve durante uma conversa rápida. Conversar com as pessoas numa fila de supermercado ou em um elevador é um ótimo jeito de começar a conversar com estranhos. Já que vocês estão no mesmo lugar por pouco tempo, você saberá que pode sair da conversa rapidamente, o que pode ser calmante. Não entre em assuntos complexos nesse tipo de interação. Seja superficial e observe: "Cara, esse elevador fede muito!" ou "Nossa, me segura pra eu não comprar todos os doces tentadores que ficam no caixa!"
  2. Divirta-se em conversas mais longas. Se você está em um café, bar ou só relaxando no sofá de uma livraria, tem mais tempo para ficar conversando. Tente se divertir! Faça piadas e mostre o lado divertido que só os seus amigos íntimos conhecem.
  3. Tente conhecer uma pessoa por quem você esteja interessado(a) romanticamente. Se você encontrar uma pessoa que quer chamar para sair, faça perguntas um pouco mais pessoais. Além de deixar a relação mais íntima rapidamente, tal atitude também lhe dá oportunidade de aprender um bocado sobre ela. Também é útil porque você pode ter uma noção se vocês dois realmente fariam um bom par ou não.
    • Não vá muito longe. Perguntar para a pessoa se ela quer ter filhos na primeira conversa seria um exagero.
    • Em vez disso, dê detalhes quase pessoais sobre você mesmo(a) e deixe que a pessoa decida se quer compartilhar também. Por exemplo: "Eu sou super apegado(a) ao meu pai/minha mãe. Se não nos falarmos todos os dias, o dia parece incompleto".
  4. Seja profissional em uma oportunidade de fazer contatos de trabalho. Você pode se ver em uma festa com alguém influente da sua área. Você pode estar em uma conferência. Em qualquer interação profissional, você quer que as pessoas tenham a impressão de que você é confiante e capaz. Mesmo que você se sinta ansioso(a) para falar com estranhos, finja até ser verdade.
    • Não faça as piadas vulgares que funcionariam em um bar.
    • Fale principalmente sobre sua área profissional. Mostre para as pessoas que você entende do assunto e é bom(a) no que faz.
  5. Tente ser marcante durante uma entrevista. A entrevista em si é importante, mas aquele papo de antes e depois também. Entrar em uma conversa agradável mostra que você é alguém legal de se ter como colega de trabalho. Além disso, todos os candidatos responderão às exatas mesmas perguntas. Isso acaba confundindo o(a) entrevistador(a). Puxe um papo informal que faça com que ele(a) se lembre de você.
    • Fale algo único sobre você mesmo(a): "Eu faltei ao treino de basquete para vir a essa entrevista. Eu só posso querer muito esse emprego!"

Dicas

  • Não prenda as pessoas nas conversas. Se alguém parece desinteressado(a) em continuar, não pressione.
  • Se você decidir sair sozinho(a) para um lugar diferente, é uma boa ideia avisar alguém sobre aonde você vai e quando pretende voltar.
  • Se você é usuário(a) do Facebook, dê uma olhada no seu calendário de eventos para ver o que tem para fazer na sua região, onde e quando.
  • Tente ter uma reputação de pessoa amigável e gentil. Pode ajudar muito em interações e encontros futuros.
  • Você pode usar sites de contatos de trabalho como o meetup.com, que encoraja interações na vida real. Você pode encontrar grupos em sua região que tenham interesses em comum e se envolver socialmente, você se sentirá mais confortável para conversar com as pessoas.
  • O segredo é se sentir confortável com você mesmo(a), não importa se a situação é esquisita, besta ou desconfortável. Se você se sentir confortável, tudo ficará menos embaraçoso.

Avisos

  • Você pode se deparar com alguns dos seguintes problemas, mas verá que eles são inofensivos se enfrentá-los de uma vez:
    • Você pode não saber o que falar quando se aproximar das pessoas.
    • Você pode acabar ficando parado(a) com cara de sem graça.
    • Você tremerá tanto que será quase visível nas primeiras tentativas.
    • Você pode começar uma boa conversa, mas ter um branco e não saber mais o que dizer (silêncios desconfortáveis).
    • Você dirá para si "É difícil demais, eu vou alugar um filme e pronto."
    • Algumas pessoas vão achar que você está flertando.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.