Como Explicar uma Demissão em uma Entrevista de Emprego

As razões podem ser várias – a decisão da empresa de renovar, reduzir, ou reestruturar, uma performance infeliz, má conduta, uma lacuna crescente em termos de conjunto de habilidades e as demandas da indústria - mas seja o que for, é difícil de explicar em uma entrevista de emprego. Você quer ser honesto, mas você não quer perder o trabalho em potencial, então como você lida com isso? Com confiança e calma, é assim que se faz. Tudo começa com a etapa 1 abaixo!

Abordando o assunto

  1. Seja sincero. Você vai se sentir mais seguro se for honesto e admitir o verdadeiro motivo. Você vai se sentir não só mais confiante (o que torna as coisas muito mais fáceis de serem ditas), como também poderá ficar tranquilo quando qualquer coisa que eles chequem na empresa anterior seja compatível com sua história. Inventar histórias tolas e improváveis como, "Eles só precisavam de um motivo para me ver fora da empresa, então alegaram má conduta da minha parte", só vai dizer ao seu entrevistador que lhe falta integridade e responsabilidade.
    • Independentemente de você conseguir ou não o trabalho, sua honestidade será apreciada e pode ser recompensada no futuro. Você pode acabar construindo uma relação com o empregador. Qualquer pessoa respeitável vai valorizar sua honestidade.
  2. Tenha em mente que se você mentir, eles vão descobrir de qualquer jeito. É muito fácil buscar informações sobre uma pessoa no mundo corporativo de hoje. Um boato rápido no ouvido de alguém e as fofocas começam. Mesmo se você conseguir o emprego depois de mentir, a verificação do seu background vai colocar sua reputação, credibilidade e integridade em jogo.
    • Além disso, fora os métodos formais de verificação do seu histórico de trabalho, os empregadores têm seus próprios meios informais de checar o histórico profissional de uma pessoa. Você tem que ser claro sobre isto ou o tiro vai sair pela culatra.
    • Ás vezes o empregador, mesmo sabendo da razão, vai trazê-la à tona de qualquer forma. Nunca se sabe!
  3. Seja breve. Não há absolutamente nenhuma necessidade de explicar a eles tudo sobre os motivos que levaram à sua demissão. Isso pode levar a divulgação excessiva – o que não é preciso! Seja o mais breve possível.
    • O entrevistador pode parecer muito interessado ou compreensivo com o que você está dizendo, mas ele realmente está interessado em avaliar você e no que pode trazer a este trabalho, não o que aconteceu no emprego anterior.
    • Não se sinta pressionado em agradar ele em cada detalhe – não é para isso que você e ele estão lá. Concentre-se em afirmações (o que você fez, o que faz) e não o que não fez ou não poderia.
  4. Não fuja da pergunta. Pode passar a impressão de que realmente falta alguma coisa na sua performance ou que você tem culpa se se recusar a responder a pergunta. Não tente evitar uma resposta no que se refere à sua demissão. Diga simples e concisamente o que aconteceu e continue para o próximo tópico.
    • Se você tiver culpa, não hesite em assumi-la. Não entre em detalhes de como você se sentiu, como você foi mal interpretado ou de como você foi injustiçado – isto só vai fazer você parecer imaturo e incapaz de assumir a responsabilidade.
      • Não diga "Todo mundo naquela empresa violava as normas dela de vez em quando e nunca foram pegos. Eu só tive o azar de ser pego". Culpar os outros pelos os seus próprios erros apenas mostra que você é hipócrita e irresponsável.
    • Mostre que você aprendeu com os seus erros! O que é mais importante é que você entendeu a gravidade do seu erro e trabalhou para melhorar a si mesmo. Diga isso a eles! Isto é particularmente importante se você cometeu uma falha séria conscientemente.
      • Se você violou as políticas de uma empresa, seja uma pessoa honesta e diga, "Aquele foi o meu primeiro emprego. Eu violei as políticas da empresa achando que era apenas um pequeno desvio. Não percebi que uma política é uma política e que violá-la seria levado a sério. Mas este incidente me ajudou a me tornar mais responsável e respeitoso com as regras. Eu entendo a gravidade do que fiz, e como resultado, tenho um respeito maior pela empresa, pelo cargo e responsabilidade que vem com ele." Se você for sincero na sua explicação, vai ser menos provável que seu entrevistador mantenha seus erros contra você.
  5. Não demonstre raiva do seu antigo empregador. Dizer agressivamente que você estava certo e que todo mundo estava errado, não mostra que você trabalha em equipe ou que é uma pessoa que respeita as ideias e ações dos outros. Lembre-se de que a entrevista é um processo de filtragem – não um local para você expressar todos os sofrimentos e injustiças que enfrentou no mercado de trabalho.
    • O empregador dificilmente está interessado em saber a história toda. E mais, ele não se importa em saber o quão certo você estava e quão errado seu chefe estava – isto não vai te ajudar em nada. Tudo que ele quer é te sondar, avaliar você, suas capacidades, sua personalidade, suas qualidades e se você vai ser um bom funcionário para a empresa. Tenha isso em mente.
      • Dizer "Eles foram injustos na forma que lidaram comigo. Eu fui um bode expiatório " só prova que você não simpatiza com as perspectivas dos outros.
    • Também é uma má ideia tentar alegar que você era qualificado demais para seu cargo anterior, e sua partida foi recebida com grande pesar.
      • Não diga, "Eu era o melhor funcionário deles, e sou um grande trunfo para qualquer empresa em que eu trabalhar. Mal posso esperar para ver como eles se sairão agora que eu fui embora". Vai soar imaturo e rancoroso.
      • Da mesma forma, também é uma má ideia dizer, "Estou feliz de não estar mais naquela empresa. Não havia espaço para mudança e crescimento. Eles ainda estão presos à velhas tecnologias e sistemas enquanto eu estou a frente deles em me adaptar às mais novas tecnologias". Isto vai fazer você parecer pretensioso e egocêntrico.
  6. Não se irrite. Quanto mais você entrar nos pormenores da questão, mais perguntas lhe serão feitas referente à rescisão. As perguntas podem se tornar embaraçosas e difíceis de lidar. Para manter a sua elegância e dignidade, não entre em detalhes que te incomodam, para que você possa ficar calmo, relaxado e impassível.
    • As perguntas podem abordar um ponto sensível. Você pode ficar emocionado, se sentir insultado, humilhado e perder o controle. Isto pode arruinar suas chances de conseguir a vaga.
    • Também pode prejudicar suas chances em outros empregos porque a palavra se espalha como fogo; leva “menos” tempo ainda no mundo corporativo. Mai uma razão para abordar isso sucintamente e continuar.

Usando a demissão como uma vantagem

  1. Seja e soe positivo. Não denigra seu antigo empregador, seus colegas ou quem quer você ache que foi responsável pela sua demissão. Mesmo que não goste muito de uma pessoa por causa do que você passou, não traga isso à mesa. Apenas se atenha ao assunto principal e seja positivo sobre isso. A demissão ficou no passado!
    • Se foi vítima da conspiração ou dos planos de alguém, apenas expresse isso. Vá direto ao ponto. Não entre numa discussão ou explicação prolongada sobre isso. Diga a eles que você não podia lidar com esse tipo de pessoas ou com aquela atmosfera, então achou que era melhor sair! Continue soando positivo.
    • Não soa bem se você reclamar e jogar a culpa nos outros. As chances são de que o seu próximo empregador está procurando por alguém que encara um desafio, não alguém que aponta o dedo para outros quando as coisas ficam difíceis.
      • Por exemplo, não diga, "A culpa não é só minha. Meu gerente fez isto deliberadamente para acertar as contas comigo. Nunca nos demos bem". Isto vai te fazer parecer infantil e irresponsável de novo.
  2. Trate isto como uma oportunidade para projetar suas qualidades. Nem todo mundo tem a chance de dar a volta por cima e mostrar que podem fazer algo valer a pena a partir de uma experiência negativa. A maioria das pessoas ficariam acanhadas com esta pergunta, ficariam vermelhas e balbuciariam alguma coisa vagamente verdadeira. Mas não você! Você pode tomar isto como uma oportunidade para mostrar o quanto cresceu por causa disso.
    • Mostre o que você fez para superar as desvantagens ou como você diminuiu suas fraquezas, quais lições aprendeu e como você poderia usar essas lições neste novo emprego. Soe entusiasmado, motivado, enérgico, resignado e confiante. Afinal, quem iria argumentar contra isso?
  3. Se não puder atender as expectativas, seja honesto.
    • Diga, "Eu admito que foi meu erro. Apenas superestimei a mim mesmo e minhas habilidades, e portanto não poderia dizer ‘não’ a ninguém. Não consegui entregar o trabalho que prometi e cometi erros quanto às prioridades. Mas isso é algo do passado agora, e esse incidente me forçou a me fortalecer e reavaliar minhas qualidades e capacidades. Sou melhor agora em avaliar minhas forças e limitações". Falhas são parte do processo de aprendizado e todo mundo foi ingênuo em algum ponto. Ser muito ambicioso é melhor do que não ter ambição, e sua vontade de melhorar será evidente.
  4. Mostre a eles que você está confiante de suas capacidades, qualificações, habilidades e experiência. Deixe-os ver sua confiança, não seu histórico profissional. Mostre sua parte que é cheia de charme. Deixe-os saber que você aceita bem as críticas e pode lidar habilmente com falhas. Você aceitou um desafio e superou-o. Incrível!
    • Não seja muito crítico consigo mesmo. Isto mostra que você não tem confiança e está desesperado por um emprego. Fale apenas das lições que aprendeu de uma maneira sutil e positiva, nunca se menosprezando para mostrar uma falsa modéstia. Você tem que se vender, não se subestimar.
  5. Conte sobre as suas realizações e conquistas desde a demissão. Fale sobre o valor e as contribuições que você trouxe para a empresa, o trabalho, os projetos e como você lidou com seus papéis e responsabilidades. É muito importante também falar sobre seus esforços para diminuir a lacuna entre os requerimentos do trabalho e suas habilidades. É de extrema importância mostrar que você realmente tentou fazer a sua parte. Nem todo mundo faz!
    • Conte a eles sobre suas várias habilidade e expertise. Estas podem ser variadas e ás vezes irrelevantes para o emprego que está buscando, desde que sejam interessantes! Isto vai dar a eles a chance de darem uma espreitada no conhecimento e habilidades diversas que você tem – e te faz parecer uma pessoa fascinante. Desta forma, você não está estreitando suas opções e está ajudando eles a entenderem como você é uma pessoa flexível.
    • Por exemplo, diga ao seu entrevistador: "A lacuna entre minhas competências e as expectativas deles estava aumentando. Eu estava avançando nas minhas habilidades e aperfeiçoando meu conhecimento adotando novas tendências que não eram compatíveis com o que eles esperavam. Mas eu entendo que minhas habilidades, conhecimento e capacidades seriam melhor valorizadas na sua empresa." Reconhecer suas limitações, provar sua vontade de melhorar e ser atraente para as necessidades da nova empresa, vão lhe fazer parecer uma pessoa consciente e trabalhadora.
  6. Se possível, fale bem da antiga empresa. Sempre enfatizando sua importância, deixando-os saber que você ainda valoriza a empresa, o empregador e seus colegas. Não há ressentimento porque não foi grande coisa.
    • Fale sobre como valoriza o que aprendeu trabalhando na empresa anterior. Isto mostra que você é uma pessoa que não carrega rancor e pode compor o forte de uma empresa. Há muito mais nesta entrevista para se discutir do que suas fraquezas passadas!
  7. Se de fato não houve nenhuma transgressão em particular da sua parte e não há ressentimentos entre você e seu antigo empregador, sinta-se livre para explicar (brevemente). Por exemplo, se você foi demitido como resultado de uma nova liderança, diga, "Não foi um problema de mau desempenho. Um novo diretor entrou na empresa e decidiu nos substituir por uma equipe antiga e de confiança da sua antiga empresa." Isto vai colocar sua demissão no melhor e mais verdadeiro aspecto possível.
  8. Mostre que podem confiar e contar com você. A outra empresa te demitiu, é verdade, mas você ainda tem boas memórias. Se você falar tão positivamente, seu novo empregador vai pensar nada da sua demissão.

Dicas

  • Quanto mais positivo e confiante você é, menos este empregador em potencial vai suspeitar de alguma coisa incriminadora.
  • Demissões acontecem o tempo todo. Você não é a primeira pessoa a passar por isso. Não é fim do mundo.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.