Como Perder a Voz

A rouquidão ou a perda total da voz podem ser causadas por uma condição denominada "laringite", a qual é uma inflamação na laringe. A laringite surge por conta de diversos fatores, portanto, se pretende perder a voz propositadamente, existem muitas opções. Entretanto, tenha cuidado! Normalmente, a perda de voz é acompanhada de dor e irritação. Continue lendo para saber mais.

Recomendações

  1. Fale, fale e fale. A maneira mais eficiente de perder a voz é usar a laringe até não poder mais. Atividades como falar, gritar e cantar fazem as cordas vocais vibrarem suavemente; com o uso excessivo, elas inflamam e perdem a capacidade de emitir o som. Fale bastante e bem alto, dependendo de onde estiver. Com um pouco de persistência, sua voz vai começar a ficar cansada.
    • Se quiser oportunidades para falar mais alto, tente se matricular num curso de oratória ou manter uma conversa num bar bem lotado.
  2. Cante! O canto exige muito das cordas vocais. Cantar alto, num tom muito agudo ou muito grave, exige ainda mais. Esses riscos são maiores ainda se você não for um cantor profissional. Portanto, se quiser prejudicar a voz, cante bem alto num tom que seja bem difícil de alcançar.
    • Obviamente, evite aquecer a voz antes de cantar.
    • Se tiver vergonha de cantar perto das pessoas, cante no carro com todas as portas e janelas fechadas. Os outros motoristas vão pensar que você está cantando junto com o rádio.
  3. Tussa. É comum as pessoas com resfriado tossirem até perder a voz, mas você não precisa estar resfriado para tossir. A tosse repetida pode irritar a laringe e causar inflamação, o que vai acabar deixando-o rouco. Combine a tosse com outros métodos recomendados neste artigo para atingir o alvo em cheio.
    • Assim como gritar e cantar, o excesso de tosse pode causar dor e danos à garganta.
  4. Mantenha a boca aberta. A garganta seca é mais fácil de desgastar, por isso, para acelerar o processo, deixe a boca aberta durante o dia para que a garganta fique ressecada. Esse método é bem eficiente, principalmente se você morar num local de clima seco.
    • Se não quiser passar o dia com a boca aberta em público, tente fazer isso durante o sono.
  5. Não beba água. As cordas vocais bem lubrificadas são as inimigas de quem deseja perder a voz. Se você observar bem, as pessoas que usam a voz profissionalmente sempre mantêm um copo de água por perto. Por isso, você precisa fazer o contrário! Não alivie as cordas vocais com água após conversar, gritar e cantar.
    • Seja sensato em relação a essa regra: não evite totalmente os líquidos.
    • Se quiser algum líquido para substituir a água e, ao mesmo tempo, machucar ainda mais a garganta, beba sucos cítricos ou leite (veja mais informações abaixo).
  6. Consuma laticínios e alimentos cítricos. Certos tipos de alimentos e bebidas, principalmente aqueles muito ácidos (limão, vinagre etc.), além dos laticínios, favorecem a produção de muco. Ele em si não irrita a garganta, mas provoca a tosse. Portanto, se quiser perder a voz, consuma esse tipo de alimento e bebida, combinando com outros métodos expostos neste artigo.
  7. Beba água gelada. A água gelada, em algumas pessoas, tem o mesmo efeito das bebidas cítricas e do leite. Experimente beber um copo de água bem gelada e veja os efeitos na laringe; se produzir bastante muco, pode usar esse método para incentivar a tosse.

Dicas não recomendadas

  1. Grite! Quanto mais forçar as cordas vocais, mais rápido vai perder a voz. Gritar e berrar podem irritar a garganta com muito mais força do que falar, o que vai atingir o objetivo final muito mais rapidamente. Para um resultado melhor, grite o mais alto que puder. Saiba, entretanto, que gritar pode causar dores na garganta e deixar danos subsequentes.
    • Se estiver preocupado com o incômodo que os gritos poderão causar, participe de algum evento no qual as pessoas gritem normalmente, como jogo de futebol ou show de rock.
  2. Fique resfriado. Geralmente, quando as pessoas ficam resfriadas, acabam perdendo a voz. Por isso, coloque-se em situações nas quais possa ficar resfriado. Por exemplo, fique perto de pessoas que estejam resfriadas e durma menos do que o normal. Obviamente, pegar um resfriado de propósito pode trazer muitas consequências desagradáveis, como febre, náuseas, dores e mal-estar geral, portanto, fique longe dessa dica, a não ser que a situação seja urgente!
    • Pode parecer óbvio, mas é bom deixar bem claro: ficar exposto a doenças nunca é uma boa ideia. Use o bom senso.
  3. Provoque as alergias. Sob certas circunstâncias, elas causam rouquidão e irritações na garganta. Se tem um histórico de alergia leve e irritação na garganta por conta disso, provoque a situação para ajudar na perda da voz. Por exemplo, se for alérgico à pólen, vá até um parque e cheire algumas flores!
    • Se seu problema for muito forte, não brinque com o perigo provocando uma reação só para perder a voz. Crises alérgicas muito graves podem ser fatais.
  4. Não deixe a voz descansar. Com o tempo, o corpo cura sozinho as irritações da garganta, mas, se quiser perder a voz, não deixe isso acontecer! Quanto menos a laringe descansar, mais rápido a voz vai sumir. Insista no cansaço!
    • Saiba que corre riscos fazendo esse tipo de coisa. O desgaste vocal (principalmente por longos períodos) pode causar danos permanentes. Por exemplo, muitos cantores têm problemas vocais depois de muitos anos de desgaste da laringe.

Dicas

  • Se for gritar para perder a voz, grite num travesseiro para não assustar ninguém.

Avisos

  • Outra coisa que se deve evitar ao tentar perder a voz é o refluxo, uma condição dolorosa na qual os ácidos estomacais atingem a garganta e causam irritação. Como o refluxo é algo muito desagradável, é bem improvável que alguém tente essa tática para perder a voz, porém vale mencionar que o refluxo repetitivo pode levar ao câncer no esôfago.
  • Alguns fatores que causem a perda de voz podem ser muito prejudiciais à saúde, portanto é bom evitá-los. Por exemplo, o cigarro pode causar rouquidão, mas é um péssimo hábito, pois o tabaco é o causador de muitos problemas, como câncer, doenças cardíacas, derrame, enfisema e muitos outros.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.