Como Tratar uma Fratura Exposta Durante os Primeiros Socorros

Uma fratura pode ser uma ruptura ou rachadura óssea e apenas o som dessa frase é capaz de enviar arrepios de dor para sua coluna. Normalmente, essa lesão é acompanhada de um estalido e dor aguda e a horrível fratura exposta é o pior tipo que pode ocorrer, implicando em um ferimento aberto e, frequentemente, projeção óssea. Entretanto, com um pequeno esforço e grande cuidado, você pode tratar uma fratura exposta durante os Primeiros Socorros.

Passos

  1. Caso você suspeite de um osso quebrado - especialmente na cabeça, pescoço, costas, quadril ou coxa-, notar existência de sangramento severo ou um osso projetando-se através da pele, chame o serviço de resgate imediatamente. Caso o paciente esteja sangrando muito e você tenha que deixá-lo sozinho para fazer a ligação, peça a alguém que chame o resgate ou cuide primeiro do sangramento e depois da ligação.
  2. Conheça os sinais e sintomas de uma fratura. Este é o primeiro passo antes de iniciar qualquer coisa, pois você não pode começar um tratamento quando não sabe o que está tratando. Aqui estão os sinais e sintomas para um paciente consciente:
    • Ocorrência de estalido (que é sentido e ouvido). Entre a explicação do paciente sobre o local e circunstâncias do acidente ou incidente e o estalido subsequente que ele sentiu e ouviu, há pouco espaço para que exista outra possibilidade além de uma fratura.
    • O paciente será capaz de indicar o local exato da dor e sensibilidade; haverá uma inabilidade para movimentar a parte acidentada na mesma amplitude em que era possível fazê-lo antes do acidente ou incidente.
    • O paciente pode também relatar que sente os ossos se chocando, o que é chamado de “crepitação”. Este é outro sinal definitivo de uma fratura ou rachadura.
    • Movimento anormal também pode ser relatado na área em que ocorreu a lesão. Pode, por exemplo, parecer um “segundo cotovelo” ou um tornozelo que não deveria se movimentar daquela maneira.
  3. Remova ou corte a roupa do paciente ao redor da lesão. Lembre-se da privacidade e dignidade do paciente e remova apenas o que for necessário.
  4. Caso o paciente esteja sangrando severamente, e especialmente se o sangue estiver jorrando, estanque o sangramento como faria com qualquer outro ferimento, geralmente pressionando o local firmemente com um tecido ou mesmo com a mão. Caso não haja perigo de perda de sangue, evite pressionar a fratura exposta, pois isso pode acarretar mais danos do que aqueles que você está tentando consertar.
  5. Evite lavar o ferimento, investigá-lo ou apalpá-lo. Caso a área afetada esteja sensível ao toque, inchada e descolorida, e levando-se em conta os outros sinais e sintomas, considere que se trata de uma fratura e leve o paciente ao hospital.
  6. Caso haja projeção óssea através da pele, cubra todo o ferimento com uma atadura, compressa ou proteção acolchoada grande e estéril (ou o mais limpa possível).
  7. Chame o serviço de resgate ou transporte o paciente você mesmo até o hospital mais próximo.
    • A lesão deve ser movimentada o mínimo possível. Para evitar que a condição piore, chame uma ambulância; desse modo, haverá alguém disponível caso existam complicações.

Dicas

  • Trate e controle o sangramento antes de tentar cuidar do ferimento ou lesão. Tudo o que você fizer para o osso quebrado e saliente do paciente será em vão se ele sangrar até a morte; portanto, controle o sangramento antes de tudo.

Avisos

  • Nunca introduza seu dedo ou qualquer objeto em um buraco de uma projeção óssea.
  • Nunca tente substituir fragmentos de ossos que estejam faltando.
  • Não tente colocar o osso de volta ao lugar ou, em outras palavras, ajustá-lo você mesmo.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.