Como Pintar um Quadro

Pintar um quadro é um ótimo modo exercitar a criatividade. Se quiser canalizar seu Rembrandt ou Pollock interior, você pode aprender a começar a desenvolver as habilidades e adquirir todo o material necessário para pintar qualquer quadro que quiser. Aprenda como escolher tintas e pincéis, selecione um assunto apropriado e pense em como passá-lo para a tela. Veja o primeiro passo para mais informações.

Escolhendo tintas e pincéis

  1. Tente fazer uma pintura com aquarela. O jeito mais barato e fácil de usar uma variedade de tintas é pintar com aquarela, que está disponível em tubos, pequenos potes plásticos com múltiplas cores ou em paletas. Dependendo da qualidade da pintura, a aquarela pode ser leve e pastosa ou vibrante e vívida. É um jeito belo de começar, especialmente para paisagens e pinturas caprichosas de natureza morta.
    • Em seu estado básico, a tinta aquarela é grossa e pesada, e é trabalhada com um pincel molhado para afiná-la com água, ou misturando a tinta com água na paleta. É uma tinta clara, fácil de trabalhar para iniciantes, apesar de ser um pouco difícil de controlar.
    • Ter uma tinta de qualidade para começar ajudará a evitar frustrações quando começar. Tintas "sennelier" são aquarelas disponíveis em potes de tubos, de uma qualidade muito mais alta que a variedade de aquarelas usada na escola. Tente comprar um conjunto para não ter que comprar muitos tubos de tinta separadamente e você terá também a conveniência de ter todas as tintas no mesmo lugar. "Pentel" e “Faber-Castell" são marcas de boa qualidade que estão disponíveis em várias lojas de artesanato.
  2. Use tinta acrílica para versatilidade. Com secagem rápida e tão versátil quanto tinta a óleo, a tinta acrílica é a tinta mais comum tanto para amadores, quanto para profissionais. Tintas acrílicas com base de água são fáceis de usar e podem ser encontradas em lojas de artesanato, perfeitas para serem usadas em detalhes pequenos e obras de arte abstratas. Elas são bem mais baratas que a tinta a óleo, mas não menos profissionais. 

    • Tintas acrílicas geralmente são vendidas em tubos, como a tinta a óleo, e podem ser misturadas numa paleta com água para afiná-las, misturá-las e criar novas cores. Por secarem rapidamente, são perfeitas para pintar camadas, criar tons de base para profundidade e detalhe em paisagens, retratos e outras pinturas.
  3. Use tinta a óleo como os mestres. As tintas mais versáteis, profissionais e vibrantes disponíveis são as tintas a óleo. Elas também são as mais caras e levam mais tempo para secar, mas oferecem todos os tipos de técnicas de misturas avançadas e opções de camadas para pintores profissionais. Pode não ser o melhor para começar, mas é algo para considerar no futuro, ou experimentar se você estiver procurando um desafio.
    • Tintas a óleo também são frequentemente vendidas em potes solúveis em água, que podem ser trabalhados como a aquarela e secam mais rápido que as tintas tradicionais em tubos. Compre uma variedade de cores primárias e aprenda a misturá-las para criar novos tons e economizar um pouco.
    • A não ser que você queira tirar a tinta a óleo direto do tubo para a tela em pedaços viscosos e grossos como as pinturas de empasto de Kooning (belas em aparência, mas muito caras), será preciso usar um solvente, como tíner.
    • Se for pintar com tintas a óleo, será preciso aplicar um primer primeiro na superfície senão tinta destruirá a tela ou papel.
    • Pinturas com base de alimentos podem mudar com o tempo (ou não, dependendo do ponto de vista), o que pode dar à pintura um elemento temporal, mudando depois de terminada. Documente sua pintura de ovo antes que comece a feder e cair com o tempo, ou passe tinta acrílica por cima para mantê-la bem acabada.
  4. Escolha os pincéis certos para o trabalho. Dependendo do tipo de tinta que escolher para pintar, será preciso pincéis apropriados para trabalhar com ela.
    • Use pincéis de ponta redonda para pinturas em aquarela. Pincéis sintéticos de ponta chata são melhores para tinta acrílica, enquanto pincéis de ponta avelaneira são melhores para pinturas a óleo. Você pode experimentar diferentes fibras de pincéis, escolhendo algo que seja apropriado em sua gama de preços.
  5. Compre material necessário para começar a pintar. Para manter suas roupas limpas e suas tintas organizadas, você precisa de mais coisas do que tintas e pincéis para começar sua pintura.
    • Escolha uma tela apropriada para o tipo de tinta que escolher. Use tela esticada para acrílica pesada ou pinturas a óleo, e papel de aquarela para pinturas em aquarela. Papéis de aquarela lidarão com a umidade das tintas sem se enrolar ou enfraquecer.
    • Mantenha uma variedade de copos ao lado para molhar seus pincéis e limpá-los, e mantenha a água por perto se for usar aquarela. Use copos velhos.
    • Compre uma paleta ou bandeja de pintura, de preferência brancas. Isso permite que você tenha um fundo branco para checar a exatidão da cor. Usar pratos de vidro é uma alternativa comum. 
===Comece===
  6. Prepare seu espaço de pintura. Vista-se com roupas velhas e junte seus materiais para começar. Qualquer projeto de pintura resultará em um pouco de bagunça, então é importante se preparar para evitar manchas de tinta impossíveis de remover em seu tapete ou outras superfícies. Para começar a pintar, encontre uma área aberta com muita luz para você se ajeitar.
    • É comum usar um cavalete para pintar, mas não é necessário. Encontre uma superfície dura, como uma velha prancheta para prender seu papel de aquarela ou coloque uma tela numa mesa, coberta com um jornal ou lençol velho.
    • Coloque um lençol velho ou jornal no chão, e em qualquer superfície que entrará em contato com a tinta. Assim, você não precisará se preocupar com os respingos e poderá se concentrar em pintar.
  7. Faça um rascunho de sua pintura com lápis. Apesar de não ser um passo necessário — você pode começar a pintar diretamente — ajuda fazer um rascunho do formato básico de seu tema para ser usado como guia. Se quiser pintar um vaso de flores, você não precisa fazer os pequenos detalhes do pólen no centro, mas é uma boa ideia fazer o formato das pétalas no papel antes de começar a adicionar cores.
    • Use linhas de contorno para desenhar o formato básico e linhas de gesto para começar a ter um senso de relação de espaço entre os objetos do tema. O objeto será feito de muitas formas pequenas, como muitas pinturas pequenas. Tente focar na relação entre as coisas.
    • Localize a fonte da linha iluminando seu tema e comece a olhar como a sombra se forma sobre o tema, e como você precisa capturar com cores e linhas.
  8. Misture uma variedade de cores quando precisar. Na sua paleta, misture suas tintas e tente conseguir o tipo de cor que quer usar para capturar seu tema. Alguns pintores se preocupam em retratar a realidade, então buscam as cores com exatidão, enquanto outros mudam as coisas um pouco. Não existe um jeito certo de fazer.
    • Misture uma pequena quantidade de cor e pinte algumas listras de teste para ver como ela fica no fundo branco, ao invés de misturar todo o tubo de branco e azul juntos para fazer um azul claro, por exemplo. Faça apenas a quantidade que precisar.
    • Mude a tonalidade das cores com uma pequena quantidade de branco para suavizá-las, ou adicione preto para criar sombras de cores. Adicione a cor oposta da roda de cores a uma cor para criar um tom diferente. Há uma gama infinita de possibilidades.
    • Usar uma variedade de contrastes em sua pintura ajudará a criar um sentido mais dinâmico de cor. Use muitos tons e sombras, considerando as cores que estiver usando.
  9. Pratique o uso do pincel. Aprenda a usar, limpar e cuidar de seus pincéis antes de começar a pintar. Antes de cair de cabeça em sua obra prima, pratique um pouco, segurando um pouco de tinta e pintando suavemente. Não se preocupe com o que pintar, apenas pinte algum rascunho enquanto mistura as cores ou tonaliza as tintas.
    • Use pequenos movimentos de pincel e outros movimentos longos, com pouca tinta para não saturar. Use pincéis diferentes para escurecer, desenhar e pontilhar.
  10. Pinte o fundo primeiro. Geralmente, pinta-se o fundo primeiro, trabalhando de trás para frente na pintura. Isso permite que você vá dos detalhes gerais para os específicos, adicionando camadas para criar pequenos detalhes, ao invés de fazer ao contrário. Se começar das pétalas, a pintura pode acabar ficando sem equilíbrio. Experimente um pouco para ver o que funciona melhor para você.
    • Bob Ross, o pintor favorito da televisão, iniciava suas pinturas pelo fundo. Ele geralmente achava cores complementares e pintava o fundo com pincel seco num lindo pôr do sol, depois começava a encher de árvores e outras cenas naturais sem planejar muito. É um bom modo de pintar telas quando não se tem muita experiência.

Escolhendo temas

  1. Pinte uma paisagem. Paisagens são um dos temas mais clássicos e amados universalmente para mostrar suas habilidades e apreciar o mundo natural. Valores de perspectiva e profundidade de paisagens, encontrar um ângulo no mundo natural e transformar em pinturas — são tarefas que alguns artistas devotam a vida toda.
    • Você não precisa viver no pé de uma montanha ou no meio do deserto para pintar lindas paisagens. Vá para o quintal e encontre um bom ângulo no galpão, ou num campo adjacente com uma perspectiva interessante.
#*Com a ascensão do Transcendencialismo e Naturalismo nos anos 1800, a pintura de paisagens se tornou de alto nível de apreciação e status, apesar de que pintar em campos abertos seja comum desde o período da Era do Bronze na história da arte. Hoje em dia, é comum para paisagens mostrarem as influências humanas — estradas, letreiros, até carros.
  2. Pinte um retrato. Encontre um tema humano ou animal, ilumine-o bem e coloque-os contra um fundo branco para estudar a forma de vida. Será necessário um pincel firme para pegar bem os detalhes, mas você pode ir para um caminho mais impressionista e tentar pegar a essência deles, se não uma representação perfeita da imagem.
    • Em geral, o retrato deve ser sobre detalhes: alguns dos artistas de retratos de mais sucesso da Renascença foram originalmente treinados em gravura de água forte e trabalho com ouro para se acostumarem com trabalhos pequenos. Não existem jeitos errados de pintar um retrato.
    • Estude o desenho de vida para aprender a capturar a forma humana em proporções certas e movimentos. Considere trabalhar a partir de uma foto para evitar que seu modelo permaneça parado por horas. Ou vá à moda antiga e deixe-o sentado com uma taça de vinho e música clássica para mantê-lo relaxado.
    • Auto-retratos também são uma forma comum e vibrante de explorar. Coloque-se na frente de um espelho e pinte o que vê. Encontre seu Rembrandt interior.
  3. Pintar natureza morta. Monte um grupo de objetos numa mesa para estudar e pintar. Flores, frutas e vegetais, brinquedos e outros itens são todos perfeitos para uma pintura moderna de natureza morta. Monte-os de um jeito esteticamente belo numa mesa, com luz suficiente para fazer sombra e criar profundidade, e comece o trabalho.
    • A pintura clássica de natureza morta envolve sua tradicional simbologia e temas próprios, com paisagens de mesa simples representando tableaux metafóricos chamados "vanitas" — latim para vaidade. Coleções de flores e comida, coisas naturais e efêmeras, são feitas para significar mortalidade, enquanto a era clássica do Ouro de pintura de natureza morta use exemplos mais opulentos para celebrar saúde. Em algumas regiões, muitas coleções eram montadas para celebrar o trabalho completo e a agricultura.
  4. Pinte “musicalmente”. Quebre as regras. Pinte experimentos expressionistas abstratos. Coloque um jazz para tocar e pinte o que ouvir, misturando suas cores e providenciando visuais para os sons, ou capture outros temas abstratos em cores.

Dicas

  • Sempre trabalhe em uma área que você possa sujar. Se pintar em bancadas de granito, você pode estragá-las!

Materiais Necessários

  • Paleta
  • Água
  • Tinta
  • Superfície para pintar
  • Pincéis
  • Papel toalha
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.