Como Construir um Barco

Além de práticos, podendo ser armazenados em suportes puxados por carros, barcos de pequeno porte são excelentes para passeios curtos. Este artigo escreve um método para construir uma canoa (de 3,6 m x 76 cm, com uma profundidade de 28 cm) usando materiais específicos. Confira o Passo 1 para começar o processo.

Método 1 de 3: Construindo “o esqueleto” do barco

  1. Corte e una placas de madeira compensada. Corte duas placas de 1,2 m x 2,4 m x 3,1 mm em 60 cm. Empilhe-as e as prenda umas às outras nas partes superior e inferior com pregos pequenos.
  2. Marque as medidas. Disponha os painéis presos e marque uma linha vertical a cada 30 cm por toda a extensão da madeira.
    • Uma barra ou um sarrafo podem ser usados para desenhar a linha entre esses pontos, gerando os contornos dos painéis da canoa. Certifique-se de que as linhas são bem feitas.
    • Só é preciso usar três painéis de cada lado. Quatro placas de 2,4 m serão usadas para fazer 12 painéis. Depois, eles serão montados em pares – totalizando um total de 6 painéis (3 em cada lado).
    • Una os painéis com uma tupia. Faça com que as peças se sobreponham em 2,5 cm – isso dará ao barco um aspecto mais atraente.
    • Esse sistema fará com que o barco seja simples, mas de boa aparência. Uma canoa comum tem um formato de "V".
  3. Corte os painéis. Quando os painéis tiverem sido delineados e marcados, será preciso cortá-los usando uma serra de sabre.
    • Quando tiver cortado os painéis, use uma lima de madeira para lixar as extremidades do painel (aproximando-as das linhas).
    • Agora, você poderá montar os painéis. Faça pesquisas na internet para encontrar outros tutoriais de montagem.
  4. Faça perfurações nos painéis. Agora que os painéis estão prontos, é hora de fazer algumas perfurações nas suas extremidades inferiores – a cerca de 9,5 mm de cada extremidade dos painéis.
    • Essa tarefa será mais fácil e rápida se você posicionar os dois painéis correspondentes de cada lado e fazer as perfurações.
    • O barco só terá três painéis (semelhantes) de cada lado.
  5. Una os painéis. Vá a uma loja de materiais e compre fio para enfardamento, de cobre ou qualquer outro material que possa ser dobrado com facilidade. Corta várias seções curtas desse fio, com cerca de 7,6 cm. É melhor pecar pelo excesso de fios que pela falta.
    • Empilhe os dois painéis inferiores do barco e passe o fio por eles – sem puxar o material com muita força. Deixe-o solto (para que você consiga movimentar esses painéis como um 'livro'). Essa será a base da canoa.
    • Agora, começando do centro, "costure” o próximo painel, instalando algumas seções do fio em cada lado da linha central. Continue esse processo indo de lado a lado até chegar às extremidades.
    • Quando alcanças os painéis superiores, alinhe as suas extremidades e as una com os fios. Tente mantê-las o mais uniforme possível. Nesse ponto, você poderá ver a canoa tomando forma.
  6. Avalie o seu trabalho. Com os painéis montados, instale uma seção do fio de cerca de 2,5 cm2 e 70 cm de comprimento no centro superior do interior da canoa. Isso conferirá ao objeto a largura e o formato corretos. Agora, dê uma olhada no seu trabalho.
    • As linhas estão bem posicionadas e sem distorções? Se não, solte ou aperte os fios (se necessário, acrescente mais seções). Certifique-se de que o resultado tem um aspecto atraente.
    • Verifique se há alguma distorção na canoa e que as extremidades dos painéis ficam bem posicionadas, sem se sobreporem.
    • Por fim, certifique-se de que os painéis não se afastam uns dos outros em determinados pontos – a estrutura deve estar perfeita.

Método 2 de 3: Unindo os painéis

  1. Aplique uma quantidade de epóxi. Use o bastante para cobrir os pontos de união dos painéis. Para misturar o produto, use um recipiente de 230 ml e um bastão. Depois, use um pincel para aplicá-lo aos painéis.
    • Tente cobrir cada extremidade em cerca de 2,5 cm de cada lado dos painéis, certificando-se de que o material assenta e prende bem as placas. Lembre-se de aplicar o epóxi somente no lado interior dos painéis.
    • Repita esse processo com cada uma das uniões dos painéis. Tente não deixar o epóxi escorrer pelas laterais. Se isso acontecer, use outro pincel para limpar o excesso. Assim, será mais fácil lixar o material da parte interna do barco. Lembre-se de verificar o exterior da canoa.
    • Aplique duas camadas de epóxi nos pontos de união e nas extremidades do barco, deixando o material secar entre cada aplicação. Certifique-se de que essas extremidades estão justas. Use somente os fios de enfardamento para unir o material.
    • Cada camada de epóxi precisa de cerca de 24h para secar. Por isso, seja paciente.
  2. Remova os fios de enfardamento. Quando o epóxi estiver seco, verifique o material para garantir a qualidade da aplicação. Se ela estiver bem feita, comece a cortar e a remover os fios.
    • Tenha cuidado, pois as uniões dos painéis ainda estão frágeis nesse ponto. Tente não quebrar o epóxi aplicado na área e não deixe os restos dos fios no barco.
    • Se, ao puxar um fio, a união das placas se desfizer, reinstale o enfardamento e aplique o epóxi novamente no local.
  3. Aplique uma mistura de epóxi e farinha de madeira. Quando todos os fios tiverem sido removidos, misture uma quantidade de epóxi e farinha de madeira (um tipo de serragem bastante fina), substância vendida em qualquer loja de materiais.
    • Misture a farinha de madeira e o epóxi até obter uma massa cremosa – que não esteja totalmente líquida. Aplique esse material aos pontos de união das placas (em que você aplicou as camadas de epóxi anteriormente).
    • Forme um “fio” com o material de cerca de 2,5 ou 5 cm de largura pelo centro de cada ponto de união. Depois, aplique outro fio ao interior das extremidades da canoa.
    • Forme fios nas extremidades com cerca de 1,9 cm de espessura. Embora isso aumente o peso do objeto, pode fortalecer o barco.
    • No entanto, tenha cuidado para não exagerar na aplicação do epóxi – ele pode ficar quebradiço.
  4. Acrescente fita de fibra de vidro ao interior do barco. Agora, acrescente uma fita de fibra de vidro de 7,5 cm (que tenha a textura de um tecido) aos pontos de união e às extremidades do barco.
    • Aplique outra camada de epóxi, alisando-a sobre a fibra de vidro até ficar transparente. Para isso, acrescente uma quantidade suficiente de epóxi e use um rodo para remover os excessos. Lembre-se de que usar o epóxi em excesso pode ser tão ruim quanto aplicar pouco do material.
    • Conduza esse processo com cuidado, pois você não quer remover o fio recém-aplicado da união ao usar o rodo.
    • Quando você chegar às extremidades do barco, acrescente uma tira de 7,5 cm de largura de fita de fibra de vidro ao seu interior. Deixe que essa aplicação caia sobre a tira central da fita. Isso formará uma união resistente e completa.
    • Você terá de adicionar uma segunda camada e epóxi a essas fitas após a primeira camada curar (novamente, esperando 24h entre cada aplicação).
  5. Lixe o barco. Quando a segunda camada de epóxi secar, vire o barco. Peça ajuda de alguém – lembre-se de ser cuidadoso, pois o objeto ainda está frágil nesse ponto.
    • Agora, com cuidado, use uma lima de madeira para aplanar as extremidades dos painéis interiores e os seus pontos de união. Depois, use uma lixa de grão 80 para aplanar a extremidade.
    • Com cuidado, lixe toda a superfície externa do barco usando uma lixa de grão 120. Lembre-se de limpar os excessos de epóxi que escorrerem.
    • Quando terminar de lixar o material, remova o excesso de pó usando um compressor de ar e um pano limpo. Limpe o chão e espere que o pó assente antes de prosseguir.
  6. Aplique epóxi e fibra de vidro ao exterior do barco. Quando o pó assentar, aplique uma camada fina e uniforme de epóxi à madeira externa da canoa usando um pincel de espuma. Novamente, espere o epóxi secar por 24 horas.
    • Passe uma lixa de grão 120 levemente na parte exterior do barco. Fazê-lo melhorará a aplicação da próxima camada.
    • Agora, é hora de acrescentar a fibra de vidro ao exterior do barco. Esse material pode ter pesos diferentes, entre 120 e 240 ml – depende do uso da canoa. Quando maior a fibra, mais pesada a canoa será.
    • Use a mesma técnica de aplicação do epóxi para aplicar a fibra de vidro ao exterior do barco. Depois, aplique mais epóxi na parte superior do material. Se você nunca tiver feito isso, leia e pesquise sobre o processo com antecedência. Se você se informar, o trabalho poderá ser mais bem feito.
  7. Apare a fibra de vidro e o epóxi. Será preciso aparar o epóxi e a fibra de vidro cerca de duas horas após a aplicação, bem antes de o material começar a endurecer.
    • Se você esperar até que o epóxi endureça, pode ficar muito difícil fazer esses cortes.
    • Para aparar a fibra de vidro, use um estilete e corte pelas extremidades. Tenha cuidado – tente não exercer muita força no material, pois ele ainda estará úmido.
  8. Acrescente outra camada de epóxi e lixe o barco. Após a primeira camada de epóxi ter sido aplicada à fibra de vidro e já estiver seca, acrescente mais uma camada. Ela deixará o barco mais liso e com um melhor aspecto.
    • Tenha em mente que pode ser necessário aplicar mais de duas camadas para preencher o objeto - depende do tipo e do peso do material usado.
    • Com a fibra de vidro aparada, passe uma lixa de grão 220 no exterior do barco. Depois, remova o pó. Agora, você poderá limpar e pintar o barco.

Método 3 de 3: Finalizando o projeto

  1. Vire o barco novamente. Com cuidado, vire o objeto para cima e o coloque sobre um suporte. Se necessário, use alguns cavaletes de suporte para a canoa.
  2. Prenda as bordas da canoa. Essas bordas são os trilhos superiores do barco, instalados nas extremidades internas e externas de ambos os lados.
    • As bordas dão um aspecto completo à canoa, também servindo para proteger as laterais do objeto.
    • Cada borda deve ter cerca de 2,5 – 2,5 – 0,6 cm x 1 – 1,3 cm2, com as extremidades superiores externa e interna arredondadas. Use epóxi e parafusos de bronze ou latão para prender as bordas a 60 ou 75 cm na frente do barco.
    • Nas extremidades da canoa, instale pequenas plataformas sobre/entre os trilhos. Basta ter paciência e dedicação. Plataformas uniformes têm um belo aspecto.
  3. Aplique uma segunda camada de verniz ou tinta transparente. Tenha em mente que você terá de usar um desses dois materiais, pois o epóxi por si só não durará muito tempo quando exposto ao sol. Quando você terminar de pintar ou envernizar o exterior do barco, vire a canoa novamente e pinte o seu lado interno.
  4. Lixe, aplique o epóxi e pinte o interior do barco. Lixe o interior da canoa, removendo quaisquer falhas.
    • Quando terminar de lixar o objeto, aplique outra camada de epóxi ao interior do barco. Para obter melhores resultados, faça esse processo em duas ou três camadas finas (esperando 24h entre cada aplicação).
    • Quando esse processo estiver finalizado, use uma lixa de grão 120, e, depois, de grão 220 no barco para melhorar o seu aspecto.
    • Limpe o pó; depois, pinte e envernize o interior do barco.
  5. Acrescente os assentos. Você poderá acrescentar os assentos antes ou depois de aplicar a camada de epóxi no interior do barco.
    • Todos os assentos devem ficar a 2,5 – 2,5 – 1,3 cm da base da canoa. Além disso, não devem ficar sustentados pelas bordas.
    • Em canoas leves (como esta), é melhor manter o centro de gravidade no menor nível possível.
  6. Espere que o barco seque. Deixe o conjunto inteiro secar por cerca de uma semana – tempo suficiente para o projeto ser finalizado completamente.

Dicas

  • Use epóxi somente em locais onde há uma boa ventilação. Essa substância é tóxica e inalá-la pode causar danos aos nervos.
  • Pesquise bastante sobre o processo de construir barcos. Quanto mais você souber, menos problemas terá.
  • Não tenha pressa. Esse processo é difícil, mas possível.

Avisos

  • Um barco de madeira não irá afundar; ele pode, no máximo, inundar – o que não o impedirá de flutuar.
  • Quando estiver a bordo, sempre use equipamentos de segurança, como coletes.
  • Mantenha o seu local de trabalho limpo, bem ventilado e com um extintor de incêndios por perto.
  • O epóxi é tóxico. Se você ficar exposto a ele por muito tempo, pode sofrer danos. Tente não inalar a substância e evite que ela entre em contato com a sua pele. Use equipamentos de proteção, como óculos, para evitar respingos nos olhos. Um filtro de ar e uma boa ventilação também são recomendados, assim como o uso de luvas de borracha ou vinil e uma camiseta velha de manga longa.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.