Como Aumentar a Força do seu Soco

A força empregada no soco é o que define a eficiência de seu ataque a um adversário. Ela é importante para a autodefesa, para ganhar uma luta ou só para a satisfação pessoal de saber esmurrar. Há quem nasça com o talento de usar os punhos para causar estrago, mas se esse não é seu caso, não se preocupe; basta aprimorar suas técnicas, fortalecer os membros superiores e manter a concentração na hora H e logo estará distribuindo socos como um verdadeiro lutador.

Aperfeiçoando o soco

  1. Posicione o corpo para dar um soco potente. A postura e a posição do corpo fazem toda a diferença entre o murro fazer o efeito desejado ou sair desajeitado e fraco.
    • Seus pés devem estar alinhados com os ombros e bem firmes no chão.
    • Os joelhos devem ficar levemente flexionados.
    • As mãos, braços e torso devem ficar relaxados.
  2. Respire direito. Uma boa respiração o ajudará a focar a mente e o corpo para encaixar um soco eficiente. Com isso em mente, inclua técnicas de respiração em seu roteiro de treino.
    • Inspire antes de soltar o soco.
    • Não seja óbvio quando inalar, para seu adversário não perceber. Respire regularmente o tempo inteiro.
    • Quando chegar a hora de soltar o soco, expire.
  3. Mire direito. Existem diversos tipos de soco e você deverá mirar de acordo com o que escolher. Lembre-se de que é necessário acertá-lo em cheio para causar o efeito desejado.
    • Uma maneira para causar mais dano é fechar bem o punho quando ele estiver prestes a acertar o alvo.
    • Mire para acertar além do seu alvo, como se quisesse socar algo atrás dele.
    • O punho deve estar perfeitamente alinhado na hora do impacto e somente os nós dos dedos indicador e médio devem tocar o adversário.
    • Os socos mais populares são o jab, o cruzado de direita e o glorioso gancho de esquerda.
  4. Solte o soco. A técnica é fundamental para potencializar o soco, o que requer um bom raciocínio e a execução certa. Parece difícil, mas essa é a fórmula para derrotar um oponente; existem alguns aspectos que devem ser observados:
    • Quando socar, gire os quadris na direção do adversário, para impulsionar o impacto.
    • Esse movimento deve ser feito à medida em que seu braço se aproxima do alvo, usando a física em seu favor.
    • O soco não vem do braço, mas do ombro. Deixe-o relaxado e levemente erguido.
    • Feche os punhos para transformá-los em pedras logo antes de iniciar o soco.
  5. Não use somente os braços e punhos, inclua o resto do corpo nesse movimento. A intenção é mover o corpo com os braços, adicionando seu peso à força do soco.
    • Se seu braço avançar meio metro para atingir o alvo, o seu corpo deve acompanhá-lo e avançar também.
    • Socar usando somente os braços remove uma boa parcela de força do murro e você ficará em uma situação desfavorável.
    • Fique de olho em seu oponente para saber quando avançar com o corpo e não chegue tão perto que seja difícil escapar de um contra-ataque. O tempo é fundamental nessa situação, preste atenção e fique pronto para atacar com os braços e com o corpo quando a abertura surgir.
  6. Use suas pernas. As pernas têm os maiores músculos do corpo, são grandes aliadas para potencializar um murro e devem ser usadas. Seu soco perderá muita força se você não aproveitá-las.
    • As pernas moverão seu corpo inteiro para frente e para trás e, dependendo do tipo de soco que pretende dar, você pode se lançar para frente e acertar o alvo com mais potência.
    • Use-as para dar impulso para o soco. Elas ajudarão a carregar o peso do seu corpo até finalizar o golpe.
    • Nunca corra em direção do adversário.
  7. Não avance demais. Os socos mais potentes serão os que você der dentro de seu alcance básico de ataque; estender essa área tirará a força do murro, portanto estabeleça uma área de alcance limitada.
    • Soque usando toda sua mobilidade.
    • Quando tiver certeza de que seus braços não estão esticados demais, avance ou se afaste do oponente.
    • Socar com os braços esticados também tira a vantagem de usar seu peso corporal para dar força; além de um murro mais fraco, isso pode facilitar a perda do equilíbrio.
    • O alcance certo para seus braços depende do cumprimento deles e do seu tipo físico, mas a regra de ouro é sempre deixá-los flexionados em algum grau. Nunca lute com os braços esticados.

Desenvolvendo força física

  1. Faça sequências de soco. A melhor maneira para dar socos potentes e efetivos é a prática, como qualquer habilidade. Treinar desenvolve a força física e aperfeiçoa a técnica do golpe.
    • Use um saco de areia ou algo similar.
    • Pratique séries de socos por até meia hora.
    • Soque devagar, lembrando que a intenção é desenvolver força e finalização, não velocidade.
    • Treine vários tipos de soco.
    • Seu corpo precisa de tempo para repousar e se recuperar entre treinos, portanto faça intervalos de um ou dois dias.
  2. Nade. A natação é um excelente exercício para desenvolver os músculos do torso e dos braços, além de ser ótimo para manter o condicionamento. Para quem tem o corpo em forma, a natação pode fortalecer mais os músculos dos membros superiores do que a musculação.
    • Inclua a natação à sua rotina de exercícios. O ideal é nadar duas ou três vezes por semana.
    • Esse é um exercício completo e pode render resultados melhores do que praticamente qualquer exercício isolado.
    • Além disso, a natação é ótima para aprimorar a coordenação entre os membros superiores e os inferiores.
  3. Faça treinos de força usando o peso de seu próprio corpo. Esse tipo de exercício é ótimo para desenvolver a força e provavelmente um dos mais eficazes para potencializar seus socos. Uma série que trabalhe com seu equilíbrio aumentará a vitalidade dos membros superiores e inferiores, além de ser um bom aeróbico. Existem vários estilos de exercícios, mas eis algumas coisas que podem ajudar em qualquer um deles:
    • Use halteres de 1 kg a 2,5 kg ou luvas com peso.
    • Tenha uma rotina consistente de treino. Os rounds de uma luta de boxe costumam durar entre três e cinco minutos, portanto treine por esse tempo e faça intervalos de um minuto. Repita essa série três vezes.
    • Fortaleça suas pernas e os membros superiores, pois ambos serão usados para dar força ao seu soco.
    • Bons exercícios que usam o peso do corpo são agachamento hack, levantamento de halteres, levantamento terra, salto em distância, agachamento com peso e agachamento com pulo.
  4. Use uma bola medicinal. Levantar pesos é muito útil para desenvolver músculos e força, mas não servirá para nada se você não treinar a coordenação e a agilidade de suas mãos. Uma bola medicinal fará isso por você; faça essa sequência:
    • De frente para a parede, erga a bola à altura dos ombros.
    • Flexione os joelhos até ficar agachado e jogue a bolar no ar.
    • Pegue-a com as mãos e arremesse-a contra a parede.
    • Pegue-a rapidamente, erga-a acima da cabeça e jogue-a no chão. Faça cinco séries com 30 repetições dessa sequência e passe para uma bola mais pesada. Esse exercício fortalece todos os músculos abdominais.
  5. Pule corda. Pular corda não é tão fácil quanto parece; fazer isso três vezes por semana durante 15 minutos melhora o condicionamento cardíaco, a agilidade e os reflexos, além de desenvolver mais controle e coordenação muscular.

Desenvolvendo autocontrole

  1. Tenha foco. Para dar murros potentes é essencial se concentrar. É o autocontrole que permite executar uma sequência de técnicas corretamente, aplicando toda a teoria que você aprendeu durante os treinos.
    • Nunca deixe as emoções controlarem você. Perder os treinos de vista e se deixar tomar pelos sentimentos fará com que você se distraia e não dê socos eficientes. Tente se concentrar só no que está acontecendo.
    • Nunca se esqueça de seu objetivo. Seja para ganhar uma única briga ou para enfrentar uma série de competições, o seu objetivo deve sempre estar por trás de seus movimentos.
    • Nunca se esqueça dos treinos de respiração e posicionamento. Lembre-se de que sem eles, seus socos serão fracos e molengas.
  2. Não telegrafe. “Telegrafar” é puxar a mão levemente para trás antes de soltar o soco. Isso avisa o oponente que você está para atacar.
    • Se ele souber que você está para dar um soco, poderá se preparar e desviar do golpe.
    • Existe ainda o risco de ele armar um contra-ataque mais coordenado do que o seu.
    • Para evitar isso, grave um video de si mesmo treinando. Quando assistir a gravação, observe se costuma telegrafar, seja puxando a mão ou fazendo outros gestos que denunciem suas intenções.
  3. Velocidade não é poder. É comum confundir velocidade com força, mas isso está longe de ser verdade. Saiba a diferença entre os dois para dar socos potentes.
    • A velocidade só é vantajosa para o soco se ela estiver acompanhada de força e coordenação.
    • Dar vários socos rápidos em sequência dificulta encaixar um com força e precisão.
    • Além disso, você pode ficar vulnerável a um contra-ataque e acabar sendo acertado, dificultando ainda mais suas chances de dar um soco decente.

Dicas

  • Treinar em excesso é tão ruim quanto não treinar. Seus músculos precisam de tempo para se recuperarem dos treinos; pratique três vezes por semana, no máximo.
  • Quando soltar o soco, encolha ligeiramente o queixo; colocá-lo para baixo o deixará alinhado aos ombros e, caso o oponente tenha um golpe pronto, você estará mais protegido.

Avisos

  • Fale com o médico antes de começar uma dieta ou uma rotina de atividades físicas.
  • Socar machuca. Um murro na cabeça pode ser letal. A violência só deve ser usada em casos extremos e para autodefesa.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.