Como Plantar Sementes de Rosa do Deserto

A rosa-do-deserto (Adenium obesum) é uma planta forte que prefere temperaturas altas e solos secos. Elas se desenvolvem melhor em vasos e recipientes dentro de casa, pois assim doenças podem ser monitoradas mais de perto, o que faz delas boas plantas caseiras. Existem muitas maneiras de plantar rosas-do-deserto: há quem, por exemplo, comece a criá-las a partir de uma semente. Entretanto, será necessário trabalhar com as sementes dentro de casa, pois são delicadas e são jogadas longe até mesmo por brisas leves.

Obtenha sementes

  1. Obtenha vagens de sementes frescas de uma planta viva. Sementes frescas têm uma maior probabilidade de se desenvolverem, mas as secas têm uma baixa taxa de sucesso.
    • Outra alternativa é obter sementes frescas de uma loja de materiais de jardinagem ou de outro comerciante confiável.
  2. Quando vagens de semente aparecerem em uma planta adulta, envolva-as com arame ou barbante. Se elas se abrirem, as sementes se dispersarão e você não conseguirá usá-las para cultivar uma nova planta.
  3. Remova as vagens da planta assim que amadurecerem. Elas precisam ficar maduras antes da remoção, senão talvez as sementes não estejam desenvolvidas o suficiente para crescerem. Quando as vagens tentarem se abrir, estão maduras e prontas para a remoção. Corte-as com uma faca afiada ou uma tesoura.
  4. Disponha as vagens em uma superfície plana e deixe-as secar.
  5. Retire os laços da vagem e abra-a cuidadosamente com a unha do polegar. Cada uma deve conter várias sementes felpudas.

Inicie as sementes

  1. Prepare uma bandeja plástica para plântulas ou pequenos vasos. Se os recipientes que você usar não tiverem furos de drenagem, será necessário fazer um furo no fundo deles antes de prosseguir. Para fazer isso em bandejas plásticas, enfie a ponta de uma caneta ou agulha grande no fundo de cada compartimento. O furo não precisa ser grande.
  2. Encha os recipientes com um meio de plantio de boa drenagem. Vermiculita funciona bem, do mesmo modo que uma mistura de terra e areia ou terra e perlita trarão bons resultados.
  3. Espalhe as sementes sobre o meio de cultivo. Se for usar recipientes ou bandejas de plântulas com um diâmetro de 10 centímetros ou menos, plante apenas uma semente por compartimento. Se for usar um vaso maior, espalhe várias sementes uniformemente sobre a terra.
  4. Cubra as sementes com terra. Use apenas a quantidade suficiente para cobri-las apenas um pouco, impedindo que sejam sopradas. Elas não devem ser enterradas profundamente.
  5. Encha uma bandeja grande com pedras e água. As pedras devem cobrir totalmente o fundo da bandeja e a água não deve ficar acima do nível das pedras.
  6. Disponha a bandeja para plântulas sobre as pedras. Troque a água diariamente para fornecer às sementes a quantidade suficiente dessa substância.
  7. Borrife o solo com água por cima uma vez a cada três dias. Use um borrifador até a superfície do solo ficar úmida ao toque.
  8. Coloque toda a estrutura sobre uma almofada térmica em potência baixa. Durante a germinação, a terra e as sementes devem ser mantidas em uma temperatura entre 27 e 29 graus Celsius. Teste a terra periodicamente com um termômetro para monitorar a temperatura com precisão.
  9. Pare de regar por cima assim que as sementes germinarem em plântulas, o que deve ocorrer dentro de uma ou duas semanas. Ainda será necessário regar as plântulas por baixo pelo primeiro mês.
  10. Transplante as plântulas para recipientes permanentes. Cada plântula deve ter cerca de seis "folhas verdadeiras" no momento do transplante.

Transplante

  1. Selecione um vaso ou um recipiente de tamanho médio com um ou mais furos de drenagem. Ele deve ter entre 15 a 20 centímetros de diâmetro. As rosas-do-deserto não se importam que suas raízes fiquem emaranhadas; na verdade, geralmente crescem melhor dessa forma. Entretanto, será necessário trocar a planta de vaso enquanto cresce.
    • Vasos de cerâmica não esmaltados funcionam melhor, pois o solo pode ressecar entre as regas.
    • Se for usar um vaso de argila, escolha um que seja um pouco mais largo do que o necessário para fornecer espaço extra para que as raízes se expandam. A argila tem uma maior probabilidade de rachar com a pressão das raízes se expandindo.
  2. Encha o vaso com uma mistura de plantio com boa drenagem. Uma mistura feita com partes iguais de areia grossa e terra de plantio para cacto funciona muito bem. Evite terras pesadas que não drenam bem, pois as rosas-do-deserto preferem raízes um pouco secas e podem apodrecer rapidamente se permanecerem saturadas.
    • Areia grossa, ou areia de construção, tem bordas irregulares cortantes e parece com pedrinhas de aquário. É frequentemente utilizada para preparar concreto e geralmente é possível encontrá-la em lojas de melhorias para casa.
  3. Misture um punhado de fertilizante de liberação lenta em uma mistura de plantio. Verifique as instruções fornecidas na etiqueta produto para obter medidas mais precisas.
  4. Cave um buraco pequeno no meio da terra. Ele deve ter a mesma profundidade do recipiente atual da plântula.
  5. Retire cuidadosamente a plântula do seu recipiente atual. Se estiver sendo cultivada dentro de uma bandeja plástica fina para plântulas, esprema cuidadosamente as laterais do compartimento até a mesma sair, com terra e tudo.
  6. Coloque-a no buraco e dê batidinhas na terra ao redor. Ela deve ficar bem fixa.

Cuidados

  1. Coloque o vaso em um local bem ensolarado. Uma janela voltada para o norte que receba bastante luz solar direta é o ideal e sua rosa deve receber ao menos oito horas de sol por dia.
  2. Considere uma iluminação artificial se não puder fornecer luz solar o suficiente. Coloque as plantas 15 centímetros abaixo de lâmpadas fluorescentes para plantas e deixe-as receberem 12 horas de luz por dia.
  3. Regue a rosa-do-deserto regularmente. Deixe o solo secar entre as regas e apenas adicione água assim que os 2,5 a 5 centímetros do topo da terra ficarem secos ao toque. Regue cuidadosamente quando necessário, deixando a terra úmida sem saturá-la.
  4. Mantenha suas plantas aquecidas. A temperatura diurna ideal varia entre 24 °C a 29 °C e a noturna pode cair para até 8 graus Celsius. Nunca deixe a terra atingir uma temperatura abaixo dos 4 graus Celsius. Nessa temperatura, a planta pode sofrer danos graves ou até mesmo morrer.
  5. Alimente a rosa-do-deserto com aplicações frequentes de um fertilizante líquido até florescer. Use um fertilizante de concentração 20-20-20 diluído à metade da força. Esse fertilizante tem níveis equilibrados de nitrogênio, fósforo e potássio. O nitrogênio estimula o crescimento de folhagem, o fósforo ajuda principalmente com o desenvolvimento da raiz e o potássio mantém as flores que brotam. Se o fertilizante conter uma porcentagem mais alta de um desses elementos, sua rosa pode ter dificuldade para se desenvolver.
  6. Continue alimentando sua rosa-do-deserto com boas quantidades de fertilizante mesmo após o florescimento.
    • Forneça à rosa um fertilizante líquido solúvel à água a cada duas semanas durante a primavera.
    • No verão, mude para uma única aplicação de um fertilizante de liberação lenta para palmeiras.
    • Alimente a planta com outra aplicação desse fertilizante durante o início do outono.
    • Forneça à flor algumas doses de fertilizante líquido durante o inverno, contanto que você consiga manter a temperatura da terra no mínimo em 27 graus Celsius.
    • Após três anos, quando a planta amadurecer, pare de usar fertilizante líquido. No entanto, ela ainda pode se beneficiar de um fertilizante de liberação lenta.

Dicas

  • Se você tiver dificuldade em cultivar rosas-do-deserto a partir da semente, talvez queira tentar propagá-las a partir de mudas. Este é considerado o meio mais fácil e popular de plantar rosas-do-deserto.
  • Tenha cuidado com pestes e doenças. Ácaros-aranha e cochonilhas estão entre os insetos que de vez em quando atacam essa planta. Entretanto, são poucas as pestes que a incomodam. Doenças apresentam um problema mais grave, sendo o apodrecimento da raiz a maior ameaça de todas.

Avisos

  • A rosa-do-deserto é uma planta venenosa. Não consuma nenhuma parte dela e lave bem as mãos após tocá-la, pois a seiva que produz também é tóxica.

Materiais Necessários

  • Sementes frescas de rosa-do-deserto
  • Tesoura
  • Laços de arame
  • Bandeja plástica para plântulas
  • Borrifador
  • Regador
  • Almofada térmica
  • Bandeja rasa
  • Pedras
  • Lâmpadas fluorescentes para plantas
  • Mistura de plantio
  • Vaso de tamanho médio ou outro recipiente
  • Termômetro
  • Fertilizante
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.