Como Pintar com um Pulverizador de Ar Comprimido

Usar um compressor e um pulverizador de ar comprimido para pintar pode lhe economizar muito tempo e dinheiro, além de evitar a poluição causada pelos propulsores de aerossol das latas de spray. Para pintar com um pulverizador de ar comprimido siga as seguintes instruções.

Antes de Começar

  1. Escolha a tinta e o tinner de seu gosto. Recomenda-se o uso de esmaltes à base de óleo, pois são mais facilmente empregados com um pulverizador de ar comprimido. Tintas acrílicas e tintas de látex também podem ser utilizadas na pulverização. A adição de um solvente adequado permitirá que as tintas mais viscosas fluam com liberdade através do tubo de sucção e o bocal do pulverizador.
  2. Prepare a área onde você vai pintar. Coloque um pano, saco de lixo, jornal ou outro material no chão e nos móveis, para que eles não acabem pintados ou respingados de tinta. Para pinturas "fixas", como a ilustrada aqui, você vai precisar proteger as superfícies adjacentes e ventilar o ambiente.
    • Proteja as superfícies mais próximas da pulverização, com mascaramento de fita adesiva e jornal (por exemplo). Pode acontecer, com um vento desavisado, o direcionamento das partículas de tinta para locais inesperados;
    • Escolha a tinta e o tinner de forma compatível à superfície que será pintada, para uma boa aderência. Desta forma não haverão derramamentos.
  3. Para aplicar a tinta, use máscara, óculos de segurança e luvas. Estes irão mantê-lo limpo e protegido de gases e partículas perigosas.
  4. Prepare a superfície para a pintura. Limpe, escove ou lixe a área de aplicação, removendo toda a sujeira de forma que a superfície fique lisa. Certifique-se - antes de aplicar a tinta - que a área esteja seca. Para a aplicação de tintas à base de óleo, recomenda-se aguarrás para lavar a superfície. Para tintas de látex ou tintas acrílicas, use água e sabão mesmo. Enxágue bastante.
  5. Aplique uma primeira demão de tinta (opcional). Você pode usar o pulverizador para aplicar um primer de sua escolha (seguindo os passos abaixo, como se fosse uma pintura) ou você pode trocar o primer, simplesmente, por uma primeira demão: se quiser, pode usar um pincel ou rolo. Quando estiver pronto, você pode lixar as áreas que achar necessário.

Preparando o Compressor

  1. Ligue o compressor de ar. Use um pouco de ar para testar sua bomba. Deixe que ela crie pressão para quando você começar a sua pintura. O compressor deve apresentar um regulador com a finalidade de permitir que você defina a correta pressão do ar para o pulverizador, caso contrário, flutuações no fluxo de ar poderão ocorrer.
  2. Ajuste o compressor entre 12 e 25 psi. O valor exato vai variar dependendo do seu pulverizador: se tiver dúvidas, dê uma olhada no manual da máquina (ou o próprio equipamento) para mais detalhes.
  3. Coloque a mangueira de ar no acoplamento do pulverizador. Certifique-se que a fixação está justa. Se você achar necessário, use um veda rosca de Teflon para fixar melhor o bocal. Isto não se aplica se o pulverizador e mangueira estiverem equipados com acoplamentos de engate rápido.
  4. Despeje uma pequena quantidade de solvente (tinner) de tinta no reservatório. Ligado à parte inferior de sua pistola de pulverização existe um reservatório: é nele que você deve despejar um pouco de tinner, o suficiente para submergir o pequeno sifão de dentro do copo.
  5. Abra a válvula de ar do pulverizador, ligeiramente. Este é geralmente o mais baixo dos botões, acima da empunhadura do pulverizador.
  6. Limpe o pulverizador com o solvente. Aponte o bico em um balde e aperte o gatilho. Normalmente se leva alguns segundos para que o sistema lance o líquido do copo. Portanto, à primeira vista, apenas o ar vai sair do bocal. Depois de um tempo você verá que o solvente começará a sair, se não, você terá que desmontar o equipamento para verificar se há resíduos ou vedações pelo sistema.
  7. Esvazie o copo de pulverização, removendo o tinner restante. Tomando um funil como ferramenta, você pode devolver o tinner para o seu recipiente original. Aguarrás e terebintina (dois diluentes comuns) são dois solventes inflamáveis​​, e só devem ser armazenados em suas embalagens originais.

Pinte a Superfície Escolhida com o Pulverizador

  1. Misture tinta suficiente para o seu projeto. Depois de abrir sua lata de tinta, a misture bem. Em seguida, despeje o suficiente para o seu projeto em um recipiente separado e limpo. Se ela tiver sido armazenada em sua casa durante um longo período de tempo, é uma boa ideia coar a tinta por meio de um filtro especial, para remover eventuais grumos que possam ter sido formados. Estes nódulos podem entupir o sifão ou a válvula dosadora do seu pulverizador, interrompendo o fluxo de tinta.
  2. Adicione na tinta um solvente adequado. A proporção exata de tinner a ser adicionado vai depender de sua tinta e do tipo de bico do pulverizador. Recomenda-se, porém, que a tinta seja diluída em cerca de 15 a 20% para um bom fluxo. Portanto, adicione - em quantidade de tinner, ou de solvente - um pouco menos de um quarto da medida de tinta utilizada. Observe o quão fina a pintura sairá ao acionar o seu pulverizador. A partir daí, então, vá dosando a quantidade de solvente da forma mais adequada ao efeito desejado.
  3. Encha um pouco mais da metade do reservatório com tinta, e depois, encaixe-o na pistola do pulverizador. Certifique-se de ter fixado o reservatório de maneira correta, ou ele poderá cair de repente durante o uso. Você não vai querer que isto aconteça.
  4. Mantenha o pulverizador cerca de 5 a 10 cm da superfície. Pratique a pulverização ideal, que é aquela que vai “de um lado para o outro”, ou “de cima para baixo”, em movimentos de varrimento paralelos à superfície a ser pintada. Se você nunca usou este tipo de aplicador de tinta antes, treine o processo para ganhar noção de equilíbrio e peso de aplicação.
  5. Aperte o gatilho para pulverizar a tinta. Mantenha o pulverizador em movimento sempre que o gatilho for apertado. Desta forma, você evitará respingos e excessos.
    • É melhor testar sua habilidade em um pedaço de madeira ou papelão, antes da parede. Ajuste o bocal do pulverizador, se necessário, para obter um padrão de pulverização mais suave e homogêneo.
  6. Sobreponha ligeiramente cada camada de tinta aplicada. Usando este padrão de pulverização, não ficarão manchas translúcidas em seu trabalho de pintura. Cuidado com os respingos e excessos: mova o aplicador rápido o suficiente para manter a pintura homogênea.
  7. Vá enchendo o reservatório, conforme necessário, até que a pintura se conclua. Não deixe tinta no interior do pulverizador se você não quiser danificar seu aparelho. Caso queira dar um intervalo, retire o reservatório e pulverize um pouco de solvente pelo sistema, antes de deixá-lo sem uso (veja o passo 6 da seção “prepare o compressor”).
  8. Aguarde a tinta secar, e aplique outras demãos se achar necessário. Para a maioria das tintas, uma boa e bem seca demão é mais do que suficiente. Muito porém, um segundo revestimento pode oferecer um acabamento mais durável e homogêneo. Lixar um pouco a superfície - entre as demãos - é bastante recomendado ao usar vernizes, revestimentos de poliuretano, e outras tintas brilhantes de acabamento ou de selamento entre as camadas.

Limpe o Ambiente

  1. Despeje de volta na lata a tinta não utilizada. Se sobrar uma quantidade significativa de tinta, você pode devolvê-la na lata. Lembre-se, porém, que a quantidade que você devolver foi diluída com tinner. Da próxima vez que você for usá-la então, se recorde que você já adicionou solvente nela (indiretamente).
    • Tintas de epóxi e tintas que utilizam catalisador não podem ser devolvidas; ao invés disto, elas devem ser usadas ​​inteiramente ou eliminadas de forma adequada, uma vez misturadas.
  2. Lave o reservatório com tinner. Limpe e escorra qualquer excesso de tinta.
  3. Depois, encha ¼ do reservatório com tinner, agite um pouco, e pulverize-o através da pistola até que o jato saia limpo. Se houver ainda muito resquício de tinta no sistema, você pode ter que repetir este passo mais de uma vez.
  4. Remova toda a fita adesiva e o papel de sua área de trabalho. Faça isto logo que a tinta tiver secado. Deixar a fita adesiva sobre a superfície por muito tempo pode dificultar sua remoção.

Dicas

  • Pinte ou horizontalmente, ou verticalmente. Não tente usar os dois métodos no mesmo projeto, pois o resultado final pode não agradar (os ângulos de observação da pintura não ficarão homogêneos);
  • Leia as instruções ou manual do operador de seu pulverizador. Você deve estar familiarizado com a capacidade, viscosidade e tipo de tinta que seu equipamento suporta. As fotos deste artigo podem lhe auxiliar neste processo: lembre-se que a primeira válvula regula o volume de ar e a válvula inferior o fluxo de tinta. No bico do pulverizador existe um anel ajustável, que ao ser operado, muda o padrão do esguicho (para vertical ou horizontal);
  • Sempre limpe o pulverizador após o uso. Para tintas à base de óleo, você pode usar acetona ou solvente de verniz;
  • Usar um pulverizador de ar comprimido em vez de latas de aerossol permite que você pinte com cores personalizadas, diminua a poluição atmosférica e economize dinheiro. Muito porém, infelizmente, não é uma alternativa completamente sustentável, visto que os solventes também liberam vapores danosos para o meio ambiente;
  • Misture, se possível, a quantidade de tinta suficiente para o trabalho completo de pintura. Lembre-se que cada mistura ocasionará uma cor ligeiramente diferente;
  • Use - se quiser - um catalizador para acabamentos de pintura automotiva. Este produto é especialmente formulado para acelerar o tempo de secagem sem afetar o acabamento, cor ou a pintura realizada;
  • Use água quente como solvente em tintas à base de água (numa temperatura à cerca de 50 graus C). Você só precisará solver em 5%, desta maneira (isso significa que você deve colocar uma medida de solvente equivalente à 5% da medida de tinta utilizada);
  • Você pode comprar como acessório para seu pulverizador, um filtro para remover a umidade e a sujeira do fluxo de ar comprimido.

Avisos

  • Nunca desligue a mangueira de ar enquanto o compressor estiver pressurizando;
  • Pinte somente em uma área bem ventilada;
  • Use uma máscara de proteção ou um respirador, ainda que sua pintura demore pouco. O preço das máscaras não é tão elevado e evita infecções pulmonares (o que realmente não tem preço). O respirador irá filtrar completamente todo o vapor da pintura de forma que você nem vai conseguir sentir o cheiro da tinta quando estiver trabalhando dentro de casa;
  • Alguns produtos à base de tinta ou solventes são altamente inflamáveis​​, particularmente as bases para verniz. Evite trabalhar onde faíscas e chamas abertas possam causar incêndios.

Materiais Necessários

  • Máscara (ou respirador);
  • Óculos de segurança;
  • Luvas;
  • Fita crepe;
  • Jornal, sacos de lixo ou panos velhos;
  • Um compressor de ar com regulador (e um filtro de ar acoplado, de preferência);
  • Mangueira de ar e engates;
  • Pistola pulverizadora;
  • Tinta e tinner;
  • Lixa.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.