Como Melhorar sua Agilidade

O conceito de agilidade se relaciona à rapidez de processamento de habilidades tanto físicas quanto mentais. Ela não é inerente e nem pode ser adquirida facilmente. Este artigo lista alguns métodos para aprimorá-la.

Melhorando sua agilidade física

  1. Melhore seu equilíbrio. Faça exercícios de equilíbrio para aumentar sua agilidade de modo geral. Isso não só poderá fortalecer os músculos, mas também o ajudará a focar a atividade nos pequenos detalhes.
    • Tente ficar de pé, apoiado em uma só perna, com a outra estendida à sua frente. Conte dez segundos e troque as pernas, repetindo o movimento. Se quiser, use um espelho para ver se seu corpo está ereto.
    • "Plante bananeiras" ou dê cambalhotas quando achar que dominou as técnicas básicas de equilíbrio. Esses movimentos também ajudarão a melhorar sua coordenação.
    • Distribua o peso de modo uniforme. Se trabalhar com todo o corpo, você poderá evitar lesões ou outros ferimentos em certas áreas.
  2. Treine com pesos. Há diversos tipos de exercícios que atingem grupos musculares específicos. Quando tentar fazê-los, use halteres e aumente a carga conforme fica mais forte.
    • Faça o agachamento e o levantamento terra para fortalecer os músculos das pernas e os isquiotibiais. Segure um haltere em cada mão quando fizer os exercícios (embora ambos, principalmente o levantamento, possam ser feitos com a barra). Se optar por fazer o agachamento com a barra, ponha-a sobre seus ombros.
    • Faça o supino e outros exercícios para os braços. Isso os fortalecerá, facilitando atividades como lançar e pegar objetos.
  3. Faça o exercício de disparos militares. Comece correndo cerca de seis metros. Assim que chegar ao destino, vire-se e corra de volta ao ponto de partida. Sem parar, vire-se mais uma vez e corra nove metros; depois, volte ao início. Por fim, ainda sem parar, vire-se e corra 12 metros, voltando ao ponto inicial.
    • Complete vários ciclos desse tipo de corrida para aprimorar seus resultados. Se quiser, aumente a distância quando o exercício ficar muito fácil.
    • Essas são ótimas formas de melhorar seu equilíbrio e sua força, velocidade e precisão. Repita os exercícios algumas vezes por semana para obter os melhores benefícios.
  4. Faça o treinamento funcional na escada. Com calma, passe por cada degrau de uma escada de agilidade — que tem cerca de nove metros e é segmentada em blocos de 45 centímetros. Em cada degrau, jogue os braços para cima e aproxime os joelhos do peito, alternando os braços e as pernas no caminho. Quando chegar ao fim, volte ao ponto inicial para completar uma série.
    • Faça cada série entre duas e quatro vezes, aumentando o número de repetições conforme fica mais habilidoso e ágil.
    • Se não tiver uma escada de agilidade, crie a sua com gravetos e cordas ou com pedaços de fita.
    • Se quiser uma alternativa, tente executar esse exercício de lado, em vez de frente. Pule para os lados entre os degraus antes de erguer as pernas e os braços (assim como faria no exercício original).
  5. Faça uma corrida de obstáculos. Organize uma linha reta com cerca de cinco a 10 obstáculos de 15 a 30 centímetros. Comece ao lado do primeiro obstáculo, pule sobre ele com a primeira perna, pause por alguns segundos e, depois, apoie-se em ambos os membros. Pule sobre o primeiro obstáculo mais uma vez, voltando à posição inicial. Depois, repita o pulo lateral pela barreira um e, depois, pela dois — antes de voltar mais uma vez ao início. Siga o mesmo movimento com todos os obstáculos e, por fim, volte à primeira posição. Refaça o exercício do outro lado, virando-se e usando a outra perna para começar.
    • Quando dominar esse exercício, tente aumentar a velocidade com a qual ultrapassa os obstáculos, eliminando a pausa que faz entre cada barreira.
    • Se quiser, troque os obstáculos por cones, blocos de ioga ou outros objetos de 15 a 30 cm que tenha à disposição. Lembre-se apenas que esses objetos devem ter um formato simples, para que você consiga pular sobre eles sem se machucar.
    • Se não tiver experiência, comece com obstáculos de 15 centímetros. Se essa altura ainda for demais, experimente algo menor (ou pule obstáculos imaginários). Após algumas semanas de prática, aumente a altura dos objetos.
    • O propósito desses exercícios é melhorar seu equilíbrio e o tamanho da sua pernada. Eles podem aprimorar seu desempenho em esportes, como futebol, tênis e afins.
  6. Faça exercícios com cones. Ponha um cone à sua frente. Erga uma perna, tocando o topo do objeto com a parte dianteira do pé, antes de voltar à posição inicial. Repita o movimento com o outro pé. Alterne as pernas em três séries de 30 segundos.
    • Esse exercício pode fortalecer os músculos dos pés e os tornozelos, além de deixar seus pés mais leves e coordenados.
    • Tente não derrubar o cone. Se isso acontecer com frequência, diminua a velocidade dos movimentos até conseguir eliminar esse hábito.
    • Após dominar o primeiro nível do exercício, aumente sua velocidade para aprimorar sua habilidade e seu equilíbrio. Se quiser, acrescente mais repetições de 30 segundos.

Melhorando sua agilidade mental

  1. Consuma os alimentos corretos no café da manhã. Começar o dia com uma dieta cheia de vitaminas, minerais e antioxidantes pode aumentar sua capacidade mental com o tempo, além de beneficiar seu sistema imunológico e sua saúde.
    • Comer, por exemplo, um ovo cozido (que é rico em colina, um tipo de vitamina B) — embora, no Brasil, não seja costumeiro consumir ovos no café da manhã — pode melhorar seus desempenhos verbal e visual. Um estudo recente também provou que essa vitamina pode ajudar a diminuir a demência.
    • Consuma alimentos ricos em zinco, como cereais de trigo. O zinco tem um papel importante na estabilidade cognitiva e na formação da memória, além de beneficiar a pele.
    • Consuma frutas e verduras ricas em antioxidantes. Eles dão ao cérebro os nutrientes essenciais, que podem estar em falta na dieta. Além disso, ajudam a melhorar a capacidade mental e a memória.
    • Tomar um pouco de cafeína pela manhã (como uma xícara de café ou chá cafeinado) pode ajudar a melhorar seu desempenho mental, sua memória e sua concentração.
  2. Faça exercícios durante o dia. Uma sessão breve de exercícios físicos em qualquer horário pode melhorar o desempenho mental. Além disso, também beneficia a saúde do cérebro e a agilidade — reduzindo o estresse, intensificando a distribuição de produtos químicos que melhoram o humor, aliviando a ansiedade, aumentando a sensação de relaxamento e incentivando a criatividade.
    • Fazer exercícios aeróbicos e afins libera neurotransmissores essenciais, que aumentam o nível de concentração e a energia do cérebro e, assim, podem mantê-lo focado. Exercícios cardiovasculares, por sua vez, também podem intensificar a produção de células no hipocampo, parte do cérebro que é responsável pela aprendizagem e pela memória.
    • Se preferir algo ao ar livre, faça caminhadas leves ou corra. Se preferir algo em ambientes internos ou se o tempo estiver fechado, use uma bicicleta ergométrica ou uma esteira. Faça esses exercícios por 45 a 60 minutos, quatro dias por semana. Isso melhorará seu estado mental, além de deixar seu corpo mais ágil.
  3. Leia mais. Seja uma obra de suspense, um clássico ou a sua revista favorita, a leitura ativa muitas partes do cérebro ligadas à memória, à cognição e à imaginação. O cérebro imagina ambientes e pessoas e, assim, dá vozes aos diálogos. Para se desenvolver e compreender até as frases mais simples, a mente precisa ter noção dos significados de palavras e de conceitos. Ler também melhora o humor e pode deixá-lo mais relaxado.
    • Escolha o tipo de leitura que mais agradar. Desde que você fique entretido e goste da obra em questão, sua mente ficará ativa.
  4. Entretenha-se com jogos, eletrônicos ou tradicionais (como quebra-cabeças). Eles testam diversas habilidades do cérebro e, assim, abrem vários caminhos neurais. Escolha opções que exijam habilidade e vários níveis de cognição para ajudar o cérebro a ficar mais concentrado e a reter mais lembranças. Dedique-se a determinado jogo por alguns dias para ativar a mente e melhorar sua capacidade cognitiva.
    • Divirta-se com partidas de Sudoku, palavras cruzadas ou outras opções que testem suas habilidades de raciocínio para deixar a mente ágil. Experimente também brincadeiras de conhecimento geral para fortalecer os músculos do cérebro e melhorar sua memória.
    • Mesmo que seja mais velho e não tenha experiência, escolha um jogo eletrônico que pareça divertido, como simuladores de corridas ou quebra-cabeças. Isso o deixará entretido, além de melhorar sua capacidade mental.
    • Há também plataformas online, como o Luminosity.com (em inglês), que disponibilizam vários títulos que podem testar e melhorar sua agilidade mental. O Luminosity, por exemplo, baseia seu acervo de jogos em pesquisas científicas e, assim, oferece opções que trabalham as áreas da mente que seus usuários desejam aprimorar.
  5. Aprenda algo novo. Familiarize-se com uma nova maneira de completar sua rotina e suas tarefas diárias. Aprenda a tocar um instrumento ou a falar um novo idioma, viaje para lugares novos ou experimente pratos exóticos. Essas atividades podem ajudar seu cérebro a criar novos caminhos neurais.
    • Tarefas novas e difíceis aumentam a função cerebral e a retenção de lembranças. Assim, seu cérebro passa a trabalhar de maneiras desconhecidas e chega a territórios mentais estranhos.
  6. Colabore com as pessoas, seja no trabalho ou em casa. Isso poderá tirá-lo da sua zona de conforto mental e forçá-lo a atuar em conjunto com outras mentes. Tente encarar o projeto pelo ponto de vista desses indivíduos ou incorporar suas ideias às deles. Assim, será incentivado a ver tudo por novas perspectivas e a abordar as situações que vive por um novo ângulo, agilizando o cérebro.

Dicas

  • Não faça intervalos muito longos entre seus exercícios físicos. Caso contrário, seu corpo se acostumará e seus batimentos cardíacos voltarão ao normal. O ideal é que o coração fique acelerado para que seus resultados sejam positivos.
  • Sempre comece sua sessão de treino com os exercícios mais difíceis. O corpo não estará tão fadigado e você poderá se concentrar na postura (evitando ficar exposto a possíveis lesões).
  • Descanse por 48 horas entre sessões de exercícios físicos de alta intensidade. Assim, seu corpo e seu sistema nervoso central terão tempo para se recuperar e se acostumar à nova rotina. Faça exercícios de baixo impacto ou menos extenuantes no meio tempo para não perder o ritmo — e não ficar propenso à fadiga a longo prazo.
  • Faça algo para aprimorar suas agilidades física e mental todos os dias para otimizar seus resultados.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.