Como Ser uma Lésbica Masculina

A lésbica masculina, também conhecida como butch, é aquela que se veste e se porta como homem. Mas a história não é tão simples — o que se entende por "masculinidade" pode variar muito de uma butch para outra. Algumas seguem uma ideia tradicional de masculinidade, ao passo que outras rompem com noções pré-concebidas de feminino e masculino. Em outras palavras, as butches frequentemente apresentam características masculinas ou andróginas. Se você quer ser vista como uma lésbica masculina, eis o que deve fazer:

Parecendo-se com uma lésbica masculina

  1. Deixe o cabelo curto. As butches raramente têm cabelo longos. Se quiser, você pode raspar partes do cabelo ou fazer um moicano, que oferece várias possibilidades de estilo — moicanos podem ser coloridos, espetados e finalizados de várias maneiras.
    • Não há necessidade de usar mullets, que são um pouco batidos. Raspar as laterais da cabeça é uma boa solução. Você também pode experimentar a variação feminina dos mullets, muito comuns nas décadas de 1970 e 1980. Esse penteado é mais curto na frente e no topo da cabeça, e atrás é ligeiramente comprido (até a altura dos ombros).
    • Experimente raspar a cabeça (totalmente ou apenas atrás e nas laterais) ou um corte militar. Outro penteado interessante é o de Shane, do seriado "The L Word": o corte é repicado em camadas e curto; para reproduzir aquela aparência de quem acabou de sair da cama, use gel ou mousse capilar.
  2. Dê adeus à moda feminina. Ou seja, despeça-se dos saltos altos, das blusinhas e de tudo aquilo que for muito feminino.
    • Use calças jeans e coletes. Esta é a indumentária básica da lésbica masculina. Use um colete por cima de uma camiseta estampada e calças skinny coloridas (vermelhas, por exemplo). Se quiser, você pode usar calças folgadas. É raro avistar uma lésbica masculina com calças boca de sino. Camiseta regata e blazer fazem outra combinação interessante.
    • Experimente camisas de flanela. Confira se coturnos e botinas caem bem em você. Evite roupas formais e afetadas. Camisetas largas, de aspecto punk ou grunge, são sempre boas escolhas.
    • Use gorro, moletom e bermuda. Suspensórios, jaquetas de beisebol, sapatos Oxford, tênis, jaquetas de couro e camisetas pretas ou acinzentadas são outras peças clássicas entre as lésbicas butch. Escolha tecidos resistentes, não seda.
  3. Use os acessórios certos. Lésbicas masculinas raramente usam joias delicadas, como as que você veria no pescoço de uma garotinha. Em lugar disso, elas usam peças mais grosseiras.
    • Esqueça temas femininos, como arco-íris, unicórnios, corações, flores etc. Evite joias suntuosas e qualquer coisa que remeta à antiga série de TV "Dinastia".
    • A prata, não o ouro, é sua melhor aliada, especialmente em detalhes de outras peças, como braceletes de couro. Para escolher joias e bijuterias, siga dois lemas: "menos é mais" e "quanto mais simples, melhor". Piercings são uma ótima ideia — principalmente no septo. Alargadores pretos ou prateados também são interessantes.
  4. Use uma gravata. Esta é uma parte essencial do guarda-roupa butch. A gravata é um item mais recorrente do que os ternos — algumas pessoas até gostam de combiná-la com a camiseta comum.
    • Use a gravata para dar um toque divertido ao visual. Essa peça revela a personalidade de quem a usa e expressa masculinidade ao mesmo tempo. Não tenha medo das combinações inusitadas: use a gravata em conjunto com uma camiseta listrada, por exemplo. Seja criativa!
    • Se você não souber fazer o nó, use uma gravata com zíper. Algumas butches deixam a gravata desamarrada, contudo aprender como se amarra uma gravata não lhe faria mal algum.

Agindo como uma lésbica masculina

  1. Faça esportes. A prática de esportes é, algumas vezes, encarada como um estereótipo no mundo lésbico. Se tal é sua opinião, sinta-se livre para pular esta dica. Dito isso, alguns esportes são mais "másculos" que outros:
    • Arquearia, softbol, boxe, kickboxing, roller derby e outros esportes que exigem músculos e o uso da força física são boas escolhas.
    • Evite esportes de clube de campo, como o tênis e o squash, a não ser que você consiga praticá-los com uma roupa apropriada para uma lésbica masculina — em outros termos, evite a saia de tenista! A mesma regra se aplica ao golfe.
  2. Tome cerveja e bebidas fortes. Lembre-se de beber com moderação e preservar sua segurança. Evite bebidas frutadas e coquetéis decorados com sombrinhas de papel.
    • Daiquiris e outros coquetéis similares não são muito másculos, ao contrário de bebidas fortes como uísque, bourbon, conhaque, etc.
    • Melhor ainda: pegue uma lata de cerveja. Evite coquetéis com frutas ou que tenham suco na receita. E, não importa o que você faça, jamais beba um Cosmopolitan! No lugar dele, que tal um Martíni?
  3. Escolha um trabalho braçal. As butches muitas vezes escolhem ofícios que desafiam os estereótipos de feminilidade — alguns dos quais envolvem trabalho braçal e força física.
    • Lembramos, outra vez, que você deveria fazer o que gosta antes de obedecer cegamente a algum estereótipo ou àquilo que se espera das lésbicas masculinizadas. Mas, de modo geral, algumas profissões as atraem mais do que outras.
    • Elas costumam trabalhar como policiais, bombeiras, pilotos de corrida e em profissões relacionadas à lei e ao Direito.
  4. Leia livros sérios. Uma butch jamais seria vista à beira da praia com um livro da Danielle Steele ou de outros autores melosos. Fique longe da literatura feminina.
    • Procure livros policiais, de fantasia ou de espionagem, e autores como Michael Crichton e Stephen King.
    • Tente se interessar por questões sérias (história, política, movimentos sociais) e procure livros relacionados a elas. Evite ser vista lendo sobre temas frívolos.
  5. Toque um instrumento musical. Lésbicas masculinas apreciam e participam de bandas de metal, rock e hip-hop, entre outros estilos.
    • Bateria, baixo ou guitarra são boas opções. Se você quiser um visual roqueiro, faça uma tatuagem!
    • Instrumentos como flauta, violino, harpa e violoncelo — em resumo, todos os instrumentos de corda — não conferem muita masculinidade a quem os toca.
  6. Pratique os trejeitos masculinos. É difícil definir quais são os gestos tipicamente masculinos. As definições que circulam por aí (como "caminhar com confiança e a passos largos") são muito vagas, mais atrapalham do que ajudam. E, na verdade, tais traços também são observados em pessoas do sexo feminino. Em lugar de se prender a uma definição rígida, observe como uma pessoa máscula (homem ou mulher) se porta e se move, depois tente reproduzir essas características.
    • O ideal de masculinidade parece estar relacionado a um senso de auto-confiança (assim como o ideal de feminilidade também está relacionado, de um outro modo, à auto-confiança). Isso significa que o primeiro passo para vivenciar e expressar sua masculinidade é estar confortável com ela.
    • Tornar-se uma lésbica masculina, e se portar como uma, tem a ver com encontrar uma identidade sexual com que você se sinta confortável: a sensação de bem-estar gera uma autoconfiança que transparece através das suas atitudes para as pessoas à sua volta.

Aderindo ao estilo de vida da lésbica masculina

  1. Seja natural. As butches raramente exageram na maquiagem. Esqueça a sombra com purpurina, o blush, os cílios postiços etc.
    • Se você quiser usar maquiagem, limite-se ao delineador preto, marrom ou grafite — uma maquiagem parecida com a que um vocalista de banda de rock usaria.
    • Cuide da pele. Use um hidratante facial com protetor solar todos os dias. À parte disso, pode dispensar os outros itens de maquiagem.
  2. Deixe as unhas curtas e limpas. Lésbicas masculinas não usam unhas compridas ou postiças, nem esmaltes coloridos.
    • Os esmaltes em tons pastéis ou com purpurina são especialmente evitados por elas. Na maioria das vezes, a mulher butch mantém as unhas curtas e naturais.
    • Algumas delas, por outro lado, pintam as unhas de preto. Se você não gosta de deixar as unhas limpas, use um esmalte de cor escura ou neutra.
  3. Providencie um animal de estimação apropriado. Andar por aí com um poodle miniatura dentro de uma bolsa não é algo muito másculo.
    • Dê preferência a raças maiores: mastiff, dogue alemão, São-Bernardo etc. Se possível, tenha um cão e não um gato.
    • Leões e felinos de grande porte (se as leis do seu país permitirem), tartarugas, cobras, insetos e lagartos são outros animais interessantes.
  4. Descubra que tipo de lésbica masculina você quer ser. O butch é um dos setores da cultura lésbica, dentro do qual há diversas ramificações. Muitas vezes, a lésbica masculinizada é aquela que tem características tipicamente encontradas em homens.
    • A butch moderada tem uma aparência andrógina — preserva alguns aspectos femininos e fica em algum lugar entre a lésbica feminina e a masculina.
    • Quase sempre vista a trajar moletom esportivo e um boné de beisebol, a lésbica atlética é uma butch que se dedica à pratica de esportes. A stone butch gosta de tomar a iniciativa nas relações sexuais e de proporcionar prazer a si mesma.
    • A lésbica stud ("garanhão", em inglês) é uma homossexual dominante em seus relacionamentos. Muitas vezes identificada como butch, veste-se e porta-se como homem, a ponto de quase eliminar todos os traços de feminilidade.
  5. Seja encantadora. A mulher butch pode se comportar de um modo tradicionalmente masculino, mas não é obrigada a tanto. Não finja ser alguém que não é. As pessoas devem amá-la por quem você é, não por traços artificiais de personalidade.
    • No entanto, explorar aspectos latentes da sua personalidade pode ser divertido e esclarecedor. Para descobrir sua masculinidade, melhore sua assertividade: se aderir à moda butch exige que você afirme suas preferências de vestuário, ter a personalidade butch exige que você afirme seu estilo de vida.
    • Não limite a si mesma. A liberdade de se vestir e agir como quiser, e não como a sociedade espera, está no coração da cultura butch. Não há nada errado em vestir um blazer num dia e um vestido no outro. A maneira como você expressa sua masculinidade pode mudar dia a dia, minuto a minuto.
  6. Pense na sua "lesbianidade" como algo além da masculinidade e das roupas. Ser uma butch está menos relacionado aos trejeitos e à moda do que à maneira como você se insere na cultura lésbica.
    • As lésbicas masculinizadas — e seus esforços para expandir os limites do que é aceito no comportamento sexual e na identidade de gênero — tiveram um papel determinante no panorama geral do lesbianismo, contribuindo para o surgimento de comunidades onde as mulheres homossexuais são respeitadas.
    • Para algumas pessoas, ser butch é uma maneira de expressar para o mundo sua identidade sexual. Quando age como butch, você esta afirmando que é lésbica, o que pode ser libertador para mulheres que são vistas como heterossexuais. Além do quê, você terá mais facilidade para arrumar encontros!

Avisos

  • Por não entenderem que lésbicas masculinas são mulheres, algumas pessoas as tratam como homens. Se isso acontecer com você, decida como vai reagir.
  • Pela razão acima, tome cuidado ao usar banheiros públicos. As outras mulheres podem confundi-la com um homem.
  • As lésbicas masculinizadas são menos aceitas pela comunidade em algumas regiões. Seja razoável e ponha sua segurança em primeiro lugar.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.