Como Ser um Explorador

Todo mundo tem um explorador dentro de si. Se você quiser explorar seu bairro ou ser um explorador profissional, o wikiHow pode te ajudar. Desde a hora de preparar sua mochila até conseguir financiamento para o seu próprio projeto, o mundo está aos seus pés. Vamos lá!

Explorador Amador

  1. Escolha uma área para explorar. Pode ser uma porta escondida em sua casa, yn bosque, uma trilha ou apenas seu bairro. Sempre há coisas novas para serem encontradas, mesmo nos lugares mais "normais".
    • Em busca de aventura? Quais as opçãos disponíveis? Você vive perto de montanhas, reservas florestais ou bosques? Se for possível, se aventure em território não mapeado - mas se prepare para os obstáculos específicos de cada tipo de terreno!
  2. Coloque suas coisas em uma mochila. Você vai precisar de uma garrafa de água, alguns lanches, um caderno e uma caneta, uma lanterna, uma bússola e qualquer outra coisa que possa ser útil para a sua viagem específica. Mais ideias serão listadas na seção "Materiais Necessários"!
    • Mais uma vez, você vai precisar de itens diferentes para cada viagem. Se você for acampar durante um fim de semana inteiro, vai precisar de equipamento de camping, uma barraca e comida e água suficientes. Se for passar só uma tarde fora, pode viajar muito mais leve.
    • Use sua mochila corretamente para não machucar as costas durante a exploração! Ela não deve ser muito pesada também. Você vai desejar ter trazido menos coisas quando estiver carregando a mochila, percebendo que ela está te deixando mais lento.
  3. Convide um amigo para ir junto. Ter companhia vai fazer você se sentir mais seguro ‘’e‘’ vocês podem se ajudar; dois pares de olhos são duas vezes mais potentes (e duas vezes mais rápidos). Você também pode precisar de ajuda para subir em árvores, procurar algo ou apenas para manter o controle de notas e direções.
    • Escolha um amigo tão aventureiro quanto você. Alguém que tem medo de altura, insetos ou simplesmente não quer sujar as roupas pode acabar te atrasando!
    • Três ou quatro pessoas é um bom tamanho de grupo também, mas se você estiver apenas explorando por diversão, é melhor não juntar muita gente. É um desafio manter todos coordenados em grupos maiores do que quatro pessoas.
  4. Use roupas apropriadas para onde estiver explorando. Vai escalar no bosque em seu quintal? Use calça e tênis para andar na terra e proteger as pernas de arranhões. Vai explorar a praia? Traga botas para areia e não se esqueça do protetor solar!
    • Verifique se o seu amigo sabe o que vestir também! Se ele ficar mal porque não está bem preparado pode por a culpa em você.
  5. Se necessário, consiga um mapa da área que vai explorar. A última coisa que você quer é se perder e transformar sua aventura em uma emergência. Você também vai querer saber onde esteve. Dessa forma você saberá exatamente onde esteve e o que viu quando voltar - e será capaz de refazer seus passos quando quiser recriar essa experiência incrível.
    • Se não houver um mapa da área, faça o seu! É divertido e faz você se sentir um verdadeiro explorador. Você pode fazer seu próprio mapa de uma área que já está mapeada no papel adicionando detalhes extras ou corrigindo partes desatualizadas também.
  6. Estude os arredores. É uma boa ideia saber o que é normal, o que não é e conhecer os sinais da Mãe Natureza. Leia sobre constelações de estrelas, plantas, sinais meteorológicos e sempre tenha os pontos cardeais em mente também. Imagine visitar um país estrangeiro pela primeira vez, você estará muito melhor se pesquisar previamente!
    • Isso é especialmente importante quando se trata de coisas como hera venenosa ou pegadas de animais perigosos. Você precisa ser capaz de dizer "Vamos voltar!" quando for a hora certa. Explorar pode ser perigoso e quanto mais conhecimento você tiver mais seguro estará.
  7. Monte acampamento. Explorar é mais divertido quando você tem mais tempo. Se possível, escolha um local para chamar de "quartel general de exploração". Se puder passar a noite lá, ótimo! Monte a sua barraca em um local bonito, firme e plano, longe de sinais visíveis de animais. A partir daí, considere algumas das seguintes atividades:
    • Procurar rastros de animais
    • Identificar plantas, animais e insetos
    • Estudar rochas e terrenos
    • Escavar em busca de fósseis ou relíquias antigas

Explorador Professional

  1. Leia, estude e converse com outras pessoas. Saber que você quer ser um explorador não é suficiente, você precisa saber o que pode ser explorado mundo afora. Descubra todas as oportunidades que esperam por você no nosso pequeno planeta azul, leia livros sobre terras inexploradas e exóticas. Se instrua sobre geografia e conhecimento de outras culturas. Converse com outras pessoas sobre suas experiências e lugares que considerar interessantes. Quanto mais você souber, mais vai saber exatamente o que quer fazer e mais estará preparado para fazê-lo.
    • Explorar profissionalmente não trata apenas da exploração, também é uma questão de fazer uma contribuição para o conhecimento do mundo. Para isso você precisa ter uma ideia de trabalho. Você quer apresentar uma pesquisa? Escrever um livro? Pesquisar vai ajudar a refinar essa ideia.
  2. Defina um projeto. Todo essa leitura e estudo têm um motivo - agora que você tem uma ideia boa das opções, precisa escolher o que quer explorar. Os rios congelados da Sibéria? As cabanas do povo Nagas no sul da África? Além disso, o que você quer fazer com esse projeto? Você quer chegar a novas formas de irrigação para tribos africanas? Ou será que vai ser um livro sobre viver em climas árticos?
    • Quanto mais original e interessante for o seu projeto, mais fácil será começar. Quando a exploração tiver acabado, você ainda terá esse trabalho para concluir - e será capaz de reviver suas viagens de novo depois que elas terminarem.
  3. Apresente seu projeto para patrocinadores. Em resumo, explorar custa dinheiro. Pilhas e pilhas de dinheiro, especialmente se você for fazer isso no longo prazo ou precisar de materiais caros para chegar no local desejado de estudo. Para isso você terá que encontrar patrocinadores, parceiros de mídia e almas caridosas para manter seu projeto e dar a validade que ele precisa; quando você voltar, vai querer compartilhar seu trabalho com os outros e não deixá-lo morrer!
    • Sites de financiamento coletivo, como o Kickstarter e o Catarse são ótimos para isso. Eles estão cheios de gente apresentando projectos como o seu e as pessoas doam dinheiro para as causas em que acreditam. Quando terminar o projeto, cite os patrocinadores no seu livro recordista de vendas ou coloque-os na primeira fila para assistir a estreia do documentário.
    • Você precisa vender o projeto muito bem. Você vai precisar mostrar aos outros a sua paixão e ser capaz de indicar claramente sua visão, por que ela é importante e o que traz de novo. Quanto mais você acreditar no seu projeto, mais os outros o farão também.
  4. Prepare seu corpo para a exploração. A maioria das expedições é incrivelmente desgastante do ponto de vista psicológico "e" físico. Muitos exploradores começam rotinas de treino intenso anos antes do projeto começar. Isso inclui exercícios de levantamento de peso e cardivasculares e mudança de dieta. Você ficará grato por isso depois!
    • Escolha os exercícios de acordo com seu projeto. Você vai escalar árvores ou montanhas? Fortaleça bem os braços. Vai cobrir quilômetros e quilômetros de tundra estéril todos os dias? Comece a caminhar, trotar e correr diariamente. Quanto mais preparado você estiver, mais confiante vai se sentir durante a sua viagem.
  5. Participe de grupos e sociedades dedicadas a exploração. Existem várias associações cobrindo interesses diferentes, como geografia, escalada, viagem, ciclismo, que podem melhorar sua reputação como explorador. Esses grupos poderão ser potenciais doadores para suas explorações futuras e também vão estar cheio de pessoas que podem ser recursos inestimáveis mais para frente.
    • Você vai precisar contar o que está fazendo para esses grupos também, assim como fez para os patrocinadores. Mas agora você é um profissional. Desde que eles vejam o seu profissionalismo e dedicação, você será recebido de braços abertos.
  6. Se acostume a ser chamado de louco. A reação da maioria das pessoas para "vou passar o próximo ano vivendo nas margens do rio Congo com o povo pigmeu!" vai ser de descrença e julgamento crítico, falando de forma leve. Eles podem pensar que você está louco e isso é bom - a maioria dos exploradores são um pouco loucos, mas eles nunca são chatos!
    • A frase "ninguém disse que seria fácil, só que iria valer a pena" definitivamente se encaixa aqui. Você está literalmente escolhendo o caminho menos percorrido, o que muitas pessoas desaprovam. Não deixe que eles te derrubem - o que você quer fazer é possível.
  7. Acredite em si mesmo nos momentos bons e ruins. Esse é um caminho difícil para trilhar; na verdade, você vai estar literalmente abrindo sua própria trilha. Para vencer todos os opositores, a papelada e as noites passadas em uma tenda com os dedos congelando, você precisa acreditar em si mesmo e seu trabalho e saber que está fazendo algo importante Alguns dias essa será a única coisa te fazendo seguir em frente.
    • Conviva com pessoas positivas para facilitar o processo. Mantenha sua família e amigos por perto nas semanas antes da expedição para manter um bom estado de espírito e não deixar as dúvidas surgirem. É muito normal pensar "No que estou me metendo?!", mas a dúvida vai desaparecer assim que você mergulhar no trabalho.

Mestre Explorador

  1. Seja um sobrevivente. Sem dúvida onde quer que você vá, você vai cair em alguma área inexplorada. É provável que você esteja sozinho em um tipo de situação pela qual nunca passou antes. Como você vai lidar com isso? Com habilidades de sobrevivência, é claro.
    • Aprenda a arte da camuflagem. Em muitas situações, você vai precisar se confundir com o ambiente apenas para evitar que os animais selvagens fujam e conseguir estudá-los (além de proteger a si mesmo!)
    • Aprenda a acender uma fogueira. Isso é básico: você precisa de calor e precisa cozinhar alimentos (pelo menos para manter sua energia). O fogo também afasta animais silvestres se necessário.
    • Pense em formas de coletar água. Se seu estoque se esgotar você estará em apuros, a menos que seja capaz de coletar água da natureza. Saber que você tem essa uma opção vai te deixar mais tranquilo.
    • Aprenda a construir abrigos. Para se proteger de animais, insetos e mau tempo, você vai precisar de um abrigo. Também é bom ter um lugar para chamar de lar.
    • Aprenda primeiros socorros básicos. Seja por causa de um corte ou de um tornozelo quebrado, você será seu próprio médico. Aprenda primeiros socorros básicos, saiba quando e como certos medicamentos são úteis, além de aprender a imobilizar membros com tala ou esterilizar se necessário.
  2. Esteja sempre atento. Não importa se você está em seu próprio quintal ou remando entre as ilhas de Papua-Nova Guiné - um bom explorador está sempre à procura. Se você não estiver, a viagem vai acabar e você vai voltar sem nada. Esse projeto envolve estar sempre atento.
    • Se você for com uma equipe, use bem os membros. Todo mundo deve ter sua área para cobrir para ter certeza de que tudo foi explorado.
  3. Mude de rumo se sentir vontade. É bom ter um plano para explorar. Mas você vai seguir esse plano? Provavelmente nunca. Quando você notar algo intrigante que te faça fugir da rota, vá atrás. Às vezes as menores coisas levam às maiores aventuras.
    • É aqui que as suas habilidades de mapeamento e rastreamento virão a calhar. Quando você sai do rumo, precisa ser capaz de conseguir voltar. Deixe um rastro para seguir de volta e/ou trace o seu novo curso em um mapa com a maior precisão possível.
  4. Faça anotações sobre suas descobertas. Qual é a graça de explorar se você voltar e não lembrar direito do que viu, ouviu e fez? Você quer manter suas memórias vívidas - então faça anotações! Você vai precisar delas para o projeto quando voltar.
    • Faça gráficos também. Eles representam e ilustram de forma mais vívida o que você passou - e são mais rápidos do que escrever um ensaio sobre cada pequeno detalhe que você estiver vendo. Você também pode usá-los como referência depois para procurar anomalias e padrões.
    • Tire um tempo do dia (ou da noite) para fazer isso. Não fique com a cabeça enterrada dentro de um livro toda hora - ou você pode perder exatamente o que foi procurar.
  5. Pense sobre origens, padrões e conexões. Pegue um galho quebrado no chão. Por fora, ele é muito insignificante. Mas se você realmente pensar sobre de onde ele veio e como chegou ali, ele pode levá-lo a uma série de conclusões. Há um animal selvagem nas proximidades? Houve uma forte tempestade recentemente? A árvore está morrendo? Pegue pequenos detalhes, junte as informações e você pode encontrar respostas.
    • No fim das contas essa viagem será sobre conclusões. Você vai precisar pegar tudo o que viu e juntar até que vire um quebra-cabeça gigante e coerente (no mundo ideal, é claro). Ao montar as peças você verá o que se sobressai e merece atenção.
  6. Sente-se e apenas observe de vez em quando. Além de sair e explorar o mundo com paixão, às vezes você precisa apenas se sentar e deixar a vida te levar. Fique parado. Observe. O que você está começando a perceber de novidade conforme os segundos passam?
    • Use todos os seus sentidos. Pense neles, um por um. O que você está sentindo na sola dos pés, nas palmas das mãos e em todo o resto? O que você pode ver a partir do chão até o céu? O que você pode ouvir ao longe? Sente algum cheiro? Sente algum gosto?

Dicas

  • Não tenha medo de arriscar!
  • Confira a previsão do tempo para o dia para saber que tipo de roupa levar em suas expedições.
  • Antes de sair para sua aventura, conte para alguém que não vai junto para onde você está indo.

Avisos

  • Não saia para explorar sozinho. Os grupos são mais fortes, se alguma coisa acontecer com você, as chances de sobreviver ileso são maiores se você estiver acompanhado.

Materiais Necessários

  • Muita água
  • Bússola
  • Relógio
  • Guia de constelações
  • Alimentos
  • Muda de roupa
  • Guarda-chuva
  • Lanterna
  • Binóculos
  • Mapas
  • Papel e caneta
  • Máquina fotográfica
  • Fósforos ou isqueiro
  • Corda
  • Canivete suíço
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.