Como Trabalhar com Pessoas Difíceis

Ao longo da sua carreira profissional, você provavelmente terá de lidar com algumas pessoas difíceis. Esses indivíduos podem ter egos inflados, gostar de reclamar ou espalhar boatos ou que apenas se recusar a cumprir suas funções. De qualquer maneira, compreender tipos de personalidades de convivência mais complicada pode ajudá-lo a aprender a se adaptar a situações adversas no ambiente de trabalho com mais eficiência.

Lidando com colegas de trabalho hostis

  1. Entenda o que significa ser hostil. Colegas de trabalho são considerados hostis quando assediam os outros (verbal ou sexualmente), tiram sarro e/ou assediam as pessoas com frequência. Essa hostilidade pode ser intimidadora ou desmoralizante, impedindo que aqueles que convivem em determinado ambiente se sintam seguros.
  2. Pense nos motivos que levam uma pessoa a agir com hostilidade. Esse tipo de comportamento costuma ser um mecanismo de defesa usado por aqueles que são inseguros ou sentem inveja de alguém — ou mesmo por quem rejeita os outros por causa de determinadas habilidades. Em outros casos, um indivíduo pode ser hostil por causa de situações de abuso ou negligência em sua vida. Não importa a motivação do seu colega de trabalho, entenda que, no fundo, o problema não é você.
  3. Tente se aproximar do seu colega de trabalho hostil. Às vezes, ter uma comunicação eficaz pode amenizar uma situação — se isso não for deixado para lá. Fale com calma e diga ao colega que ações ou comportamentos específicos são problemáticos, assim como o motivo para isso. Não retribua hostilidade com "a mesma moeda"; apenas converse com a pessoa e fale que gostaria de ser tratado de modo calmo e claro.
    • Fale com seu colega hostil a sós. Pessoas assim podem se sentir ameaçadas se confrontadas em frente a grupos.
    • Não aborde seu colega e tente conversar com ele sobre o comportamento exibido caso você se sinta ameaçado. Nesses casos, pode ser melhor falar com um supervisor ou gerente. Seu superior poderá amenizar a situação e, talvez, até indicar um tratamento de controle de raiva para seu colega, que possa ajudá-lo a lidar com seus problemas.

Trabalhando com colegas que se queixam de forma crônica

  1. Entenda o que significa reclamar de forma crônica. De tempos em tempos, todos precisam de uma "sessão de descarrego" após situações estressantes ou irritantes; no entanto, há aqueles que parecem gostar de reclamar. Psicólogos veem uma diferença ter entre esse tipo de comportamento e viver lamentando devido à natureza da queixa e à motivação da pessoa para expressar tal inconformismo. Em outras palavras: há ima diferença entre expressar preocupação ou frustração quanto a determinado problema e lamentar com um ar de "vitimismo".
  2. Pense no motivo que leva a pessoa a adotar esse comportamento. Embora queixas sobre problemas comuns (como o trânsito ou o clima) sejam normais e possam ajudar na criação de vínculos sociais com os outros, ouvir reclamações crônicas sobre todos os aspectos da vida pode ser cansativo e desmoralizante. Muitas vezes, as pessoas começam a fazer esse tipo de lamento porque se sentem impotentes em relação ao trabalho ou à vida. Essa sensação pode, com o tempo, ficar "grudada" na mente.
  3. Tente escutar. É possível que essa pessoa só precise conversar com alguém sobre um problema específico da sua vida. Também pode ser que ela se sinta sozinha e solitária no trabalho e, por isso, esteja tentando se aproximar de você porque imagina que vocês têm os mesmos problemas e frustrações.
  4. Crie um diálogo. Pergunte ao seu colega o que ele acha que deveria fazer. Se ele tiver algum problema com outra pessoa que trabalhe com vocês, incentive-o a conversar com calma com um supervisor sobre a situação em questão.
    • Não aquiesça às queixas do seu colega, nem peça desculpas. Essas reações só o incentivarão a continuar reclamando com frequência.

Lidando com colegas de trabalho fofoqueiros

  1. Entenda o que significa ser fofoqueiro. Assim como fazer queixas, espalhar boatos tem certo valor social. Ao longo da história, o ser humano recorreu à fofoca por motivos de segurança, usando-a como meio de descobrir quem é confiável. No entanto, fofocas crônicas sobre outras pessoas podem ser distrativas e prejudicar reputações no ambiente de trabalho.
    • Fofocar sobre colegas de trabalho pode deixar as pessoas magoadas, diminuir o moral e até levar a processos por calúnia ou invasão de privacidade.
  2. Evite compartilhar informações pessoais com alguém que tenha o hábito de espalhar boatos. Se um colega tiver essa reputação, qualquer revelação que você fizer a ele pode ser combustível para uma nova fofoca.
  3. Desminta as fofocas de modo informal e cômico. Se souber que um colega de trabalho está espalhando boatos a seu respeito — ou até contando mentiras sobre você —, tente amenizar a situação com humor.
    • Não confronte seu colega com raiva. Isso pode piorar a situação ou fazê-lo querer se vingar.
    • Lide com o problema de que seu colega está falando; no entanto, não se esqueça de esclarecer os fatos.
    • Tente dizer algo como "Tenho medo que as pessoas pensem certas coisas de mim, mas essas coisas são inverdades" ou "Ouvi alguém dizer algo sobre isso, mas não fui eu".
  4. Não se envolva. Se outras pessoas estiverem fofocando sobre um colega, é melhor se abster. E, se alguém disser algo sobre você, tente não se sentir incomodado. Provavelmente, esses indivíduos ficarão entediados e partirão para outro assunto em pouco tempo.

Trabalhando com uma pessoa preguiçosa

  1. Pense no que leva seu colega a evitar responsabilidades. Não fique irritado e nem guarde rancor. É possível que essa pessoa esteja passando por problemas pessoais e, por isso, esteja sendo afetada no trabalho. Talvez ela tenha se deparado com uma situação estressante e não esteja sendo totalmente sincera.
  2. Converse com seu colega de trabalho. Não o acuse ou seja maldoso com ele. Use provas factuais em vez de conjecturas e, além disso, seja calmo e claro ao dizer à pessoa que seu comportamento está afetando os outros.
  3. Tenha postura de líder. Não tente encrencar seu colega, pois isso pode fazê-lo adotar um comportamento hostil ou de retaliação. Opte por conversar com ele para tentar ajudá-lo a encontrar uma estratégia mais eficaz para lidar com o trabalho que precisa ser feito.

Trabalhando com clientes exigentes

  1. Entenda as expectativas do seu cliente. Talvez haja um problema de comunicação e um de vocês não entenda o que o outro queria. Essas situações podem ser resolvidas por meio de conversas calmas e diretas.
    • Tente entender seu cliente em um nível pessoal.
    • Pergunte a ele: "Quais são as suas expectativas para que avancemos?"
    • Depois, pergunte: "O que eu posso fazer diferente?"
    • Se necessário, imponha limites razoáveis para o que é e o que não é aceitável. Lembre-se: mantenha a calma e o profissionalismo, mas não deixe de comunicar suas aflições.
  2. Não faça promessas que não poderá cumprir. A melhor maneira de lidar com as expectativas do seu cliente é se superar nas promessas que fez. Isso fica impossível se você não cumprir suas metas.
  3. Faça anotações detalhadas durante reuniões e guarde todas as mensagens de e-mail trocadas. Assim, se houver algum problema, você poderá mostrar suas conversas anteriores com calma ao cliente.
    • Memorize as datas, os detalhes o que foi dito (assim como quem disse).
  4. Não perca a paciência. Lembre-se que lidar com as expectativas do cliente é parte do seu trabalho. Seja profissional e aceite as críticas construtivas.

Dicas

  • Seja respeitoso. Trate seus colegas com educação e deixe claro que admira o trabalho árduo que realizam.
  • Goste do que faz. Tente não deixar os problemas alheios arruinarem o ambiente de trabalho.
  • Seja prestativo. Sempre que possível, ofereça ajuda — mas não faça o trabalho dos outros sem motivo. Você deve se sentir parte de uma equipe.
  • Trabalhe bastante. Não se esquive das suas responsabilidades por causa dos maus hábitos ou atitudes das pessoas.

Avisos

  • Não incentive qualquer mau comportamento no trabalho. Participar (ou até apoiar) esse tipo de atitude só fará com que os hábitos negativos se desenvolvam e proliferem.
  • Não confronte um colega de trabalho que tenha problemas de controle de raiva. Fale sobre a situação com um gerente ou supervisor e espere que o conflito seja resolvido profissionalmente.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.