Como Usar um Pincel de Pintura

A chave para um trabalho de pintura bem-feito é usar tinta de alta qualidade e um bom pincel. Compre o melhor pincel que puder e certifique-se de que ele seja o certo para o tipo de tinta que você está usando. Os pincéis de látex não são bons para tinta a óleo, nem os pincéis para tinta a óleo são bons para tintas à base de água. Assim que encontrar o pincel certo, você poderá se concentrar na técnica!

Passos

  1. Despeje 1/4 de galão da tinta em um balde de 4 ou 5 quartos de galão. Essa é a tinta que você levará consigo durante o trabalho. Para obter o resultado ideal, não mergulhe o pincel diretamente na lata.
  2. Prepare as bordas (opcional). Se as bordas que você estiver pintando forem limitadas por uma parede ou cor de tinta diferente, cubra as bordas com fita crepe, pressionando bem a superfície para impedir que a tinta molhada escorra para baixo da fita.
  3. Mergulhe as cerdas de 2,5 cm a 5 cm na tinta para molhar o pincel. Quanto mais tinta o pincel carregar, mais rápido você cobrirá a madeira. Mas evite pingar tinta. Bata levemente a ponta do pincel contra o balde. Para secar um pouco o pincel, tente arrastar um lado dele pela borda do balde.
  4. Comece no alto da tábua com o pincel carregado de tinta e pincele para baixo em direção ao meio. A tinta deve fluir com suavidade pela superfície sem muito esforço da sua parte. Quando o pincel começar a se arrastar pela superfície, pare e recarregue-o. Consulte as dicas abaixo.
  5. Dê pinceladas longas. Evite pincelar pequenas áreas para não marcar a pintura. O pincel deixa um leve rastro de pinceladas paralelas em relevo, mas elas se assentam antes que a tinta comece a criar uma nova camada.
  6. Cubra rapidamente uma área com várias pinceladas e depois misture e alise a pintura correndo levemente a ponta do pincel sobre a área. Tente cobrir uma tábua ou seção inteira, mas não deixe a pintura descansar por mais de um minuto antes de alisá-la com a ponta do pincel. Alise a pintura úmida tocando a ponta do pincel no alto da tábua e pincelando levemente a tábua até a base. Segure o pincel quase na perpendicular à superfície para essa pincelada.
  7. Faça o acabamento nas bordas. (Este passo só se aplica se você não usou fita crepe.) Aprenda com um pincel menor (3,8 cm) e depois use um pincel mais largo a medida que for obtendo controle. Mergulhe o pincel e raspe um lado no balde. Aponte o lado seco do pincel na direção da linha e passe o pincel devagar. Mantenha o braço firme e pincele sem parar. Aplique uma leve pressão para baixo; as cerdas devem se abrir levemente à medida que você pincela. Você descobrirá que consegue controlar a linha da tinta variando a pressão que aplica ao pincel. Quando o pincel estiver seco, recarregue-o e comece onde a pincelada anterior terminou. Às vezes você precisa retornar a uma seção onde a tinta está recuada em relação à linha. Termine o acabamento e cubra o restante da área.
  8. Limpe o pincel logo após parar. Lave pincéis de látex em água quente com sabão e enxágue com água limpa, depois agite-o até secá-lo. Alise as cerdas até retornarem ao formato original. Enxágue os pincéis para tinta a óleo com cuidado em tíner e agite-os até secarem. Com a limpeza adequada, um pincel de qualidade dura muitos anos.

Dicas

  • Se a nova cor não ocultar a antiga, é melhor aplicar uma segunda camada do que aplicar uma camada muito grossa.
  • Se precisar interromper a sessão de pintura com tinta látex por muitas horas e não quiser usar um pincel encharcado de água de limpeza ao voltar, enrole o pincel (ainda com tinta) em plástico e coloque no freezer. Quando voltar, deixe a tinta derreter por alguns minutos e tudo estará pronto para você retomar a pintura de onde parou.
  • É melhor pincelar para cima do que para baixo, de modo que a tinta se descole do pincel pelo efeito da gravidade e da fricção em vez de penetrar nas cerdas.
  • Se você achar que a tinta a base de água está secando muito rápido e não está ficando suficientemente lisa, aplique um aditivo como Floetrol para tornar a secagem lenta e fazer a tinta fluir melhor.
  • Um erro comum é retirar à força a tinta do pincel depois de seca. A meta é obter uma espessura uniforme, sem que a tinta fique muito grossa a ponto de escorrer ou cair.
  • SEMPRE compre os melhores pincéis que conseguir. Use nylon/poliéster para tintas à base de água e cerdas naturais para tintas à base de óleo.
  • Para limpar bem um pincel, use um pente para pincel e um pequeno pincel de arame para esfregar o cabo do pincel e as cerdas.
  • Você não TEM de pressionar bem a fita na parede, pois isso só consome mais tempo e energia. O que importa é manter as partes externas longe da tinta.

Avisos

  • Nunca armazene pincéis voltados para cima sobre as cerdas, pois isso vai estragá-los. O ideal é armazená-los de cabeça para baixo, SEM pendurá-los pelo cabo, como se costuma aconselhar. Ao armazenar o pincel de cabeça para baixo, resíduos de tinta podem escorrer para o anel de metal e a madeira do cabo, limpando as pontas das cerdas e ajudando a prender ainda mais as cerdas ao anel de metal. Para armazená-los de cabeça para baixo, use um pote ou faça um suporte com orifícios cortados em uma tábua de madeira.
  • Nunca deixe um pincel em água por um longo período, se puder evitar. Mergulhar o pincel em água faz com que a madeira se expanda. À medida que o pincel seca, a madeira se contrai, mas o metal não, por isso as cerdas ficam frouxas e começam a cair.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.