Como se Adaptar aos Pais Idosos e que Estão Envelhecendo

Ao envelhecermos, nossos pais tendem a se tornar um desafio, e às vezes uma interferência ao tentarmos moldar e criar uma vida nós mesmos. Com a idade, nossos pais perdem a memória, ficam teimosos e questionam quaisquer sugestões feitas pelos filhos e netos. Eles têm o direito de estarem "certos", porque estão vivos há muito mais tempo e a sabedoria e as experiências deles superam as suas. A vida pode se tornar frustrante quando os ideais e valores conflitantes vindos dos pais importunam nosso próprio sistema de valores. A paciência se esgota ao ficarmos irritados e incomodados, o que perturba a paz mental, pois qualquer problema relacionado a um pai é sensível e particular, improvável de ser discutido abertamente com outras pessoas. Essas emoções reprimidas logo começam a irromper, pois somos inclinados a jogar a culpa em nossos pais e magoá-los, simplesmente porque não temos outro jeito de lidar com a situação. Ao acalmar as águas e adicionar um pouco de gentileza e compreensão à situação, você pode e irá ajudar muito a aliviar as frustrações e mantê-las sob controle.

Passos

  1. Lembre-se sempre que discordâncias são uma parte normal da vida cotidiana. Se todos concordassem em tudo, a vida se tornaria monótona. Respeite as decisões e os valores das gerações anteriores. Eles simplesmente têm uma visão diferente da vida, que pode não estar acompanhando a tecnologia e os tempos modernos. Eles criaram você, então dê-lhes um pouco de crédito pela pessoa que você se tornou. Tente chegar no meio termo ao juntar seus ideais com os deles. Você pode acabar criando uma solução fantástica na qual nunca havia pensado antes.
  2. Não marginalize o pai ao excluí-lo completamente das tomadas de decisão importantes. Muitas vezes, nós tendemos a dar muito pouco crédito para a vasta experiência e sabedoria de nossos pais idosos. Marginalização faz o pai se sentir sem esperanças e indesejado, o que em troca o deixa sem escolhas a não ser se rebelar e procurar outras pessoas para receber conforto e se sentir útil e aceitado.
  3. Perceba que a memória tende a falhar com a idade. Ao envelhecerem, a capacidade de memorizar dos nossos pais tende a enfraquecer. Com bastante frequência eles irão esquecer de realizar pequenas tarefas ou anotar adequadamente uma mensagem para você por telefone. Por favor, seja paciente como seria ao lidar com uma criança. O curso natural do tempo está tendo um efeito nas memórias deles e isso raramente é devido a descuido ou desleixo. Evite se tornar agitado ou fazer comentários sarcásticos e que magoam.
  4. Entenda que pais idosos irão sofrer um declínio geral na saúde. Seja solidário quando eles reclamarem de pequenas dores. Evite adotar a atitude de negligência ou simplesmente ignorar todas as reclamações que ouvir. Leve-os para a clínica, o hospital ou até mesmo um doutor particular se a necessidade aumentar. Você pode poupá-los de maiores danos à saúde e ao bem estar geral deles. Isso também prova a eles que você se importa, e pais se sentem reconfortados sabendo que o filho deles se importa com eles.
  5. Lembre-se que um dia você também alcançará a terceira idade. O ciclo da vida continua, assim como todas as outras coisas. Você não quer ser tratado mal pelos próprios filhos, então evite fazer o mesmo com seus pais.
  6. Dê-lhes o respeito e a dignidade que merecem. Pais idosos podem ser difíceis e às vezes até mesmo completamente irracionais. Ouça com atenção e encontre humor para ajudar você a relaxar ou acalmar a situação. Lembre-se sempre que você é o que é por causa deles, devido ao cuidado apropriado que deram a você. A responsabilidade não acaba aqui. É o dever de todo filho agir com responsabilidade com os pais idosos e que estão envelhecendo.
  7. Torne-os parte de sua vida cotidiana. Ao estar ocupado com sua própria vida e família, tente incluir seus pais nessa rotina diária. Outros problemas como horários de remédios precisam ser agendados junto com suas outras atividades, para suprir as necessidades de pais doentes. Se necessário, use ajuda profissional onde possível. Incorpore a ajuda de outros irmãos ou membros da família.
  8. Deixe-os orgulhosos de si mesmos e de você. Há conforto quando os pais sabem que os filhos estarão presentes quando ou se houver necessidade. Os sorrisos e a felicidade voltam, deixando você se sentindo repleto e contente.
  9. Apenas como último recurso você deve considerar colocá-los em um asilo ou casa de retiro. Muitas vezes, essas casas levam solidão e desconforto aos pais que estavam acostumados a ter sua própria independência e vida. Isso os restringe muito, pois a vida nesses centros tende a se tornar bastante controlada, girando em torno de horários, medicamentos e hora de dormir. Isso os deixa alienados, trazendo-lhes mais crises emocionais e decepções. Ouça e seja sensível com todos os problemas antes de considerar uma casa de retiro.

Dicas

  • Busque conselhos e orientação de outras pessoas que têm pais idosos. Você pode perceber que seus problemas não são tão únicos, e que há outras pessoas que enfrentam dificuldades similares.
  • Contemple em silêncio e avalie todas as possibilidades antes de agir de forma rude e insensível.
  • Espere o melhor e mostre extrema paciência e compreensão.
  • Não se estresse por coisas pequenas e insignificantes. Não faça as coisas parecerem piores do que são. Por exemplo, se a sua mãe insistir que o nome da sua melhor amiga do colégio era Angélica quando na verdade era Ângela, deixe pra lá.
  • Preserve as histórias deles para futuras gerações. Monte uma câmera de vídeo e deixe-os falar sobre suas infâncias, família e dias de escola. Pergunte onde eles estavam quando a história estava sendo feita: Pearl Harbor, Dia D, o assassinato do presidente Kennedy, a primeira viagem à lua.
  • Se houver a necessidade, aja como o pacificador entre seus filhos e seus pais. Muitas vezes, crianças mais novas acham as atitudes e os hábitos das gerações mais velhas intoleráveis.
  • Lembre-se sempre daquele velho ditado que diz que o que vai, volta.
  • Ouça aos mais velhos. Não porque eles estão sempre certos, mas porque têm mais experiência em estar errados.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.