Como Endireitar Dentes Tortos

Além de ser constrangedor, ter dentes tortos também pode indicar problemas. Por exemplo: eles podem dificultar a mastigação e provocar ferimentos devido à falta de suporte na mandíbula. Endireitar dentes assim pode ser caro; felizmente, existem várias opções de tratamento.

Consulte um ortodontista

  1. Consulte um ortodontista. Ele poderá examinar os problemas em sua boca e sugerir as melhores opções de tratamento.
  2. Pergunte quais são as opções. Talvez você possa recorrer a algo barato ou colocar aparelhos discretos. Diga o que quer ao profissional.
  3. Pergunte se terá de usar aparelho. O ortodontista avaliará se seus dentes estão causando (ou podem vir a causar) problemas.
  4. Reflita sobre suas opções. Se não for necessário usar um aparelho, você pode decidir não aderir a ele, principalmente quando esse acessório for caro.

Use um aparelho retentor

  1. Use um retentor para corrigir problemas leves, como espaços entre os dentes ou um único dente torto. Essa opção é mais barata que as demais, principalmente quando usada após a remoção de aparelhos ortodônticos mais "pesados".
  2. Peça que o ortodontista instale o retentor nos dentes. Esse acessório será específico de acordo com sua boca, já que todas apresentam diferenças umas das outras.
    • Durante o processo, o ortodontista fará um molde da boca com uma substância espessa chamada alginato. Depois, o usará para construir o retentor.
  3. Ajuste-se ao retentor. Você pode demorar alguns dias para se habituar ao aparelho; não se assuste. Ele também pode afetar a fala e aumentar a produção de saliva. Tente, por exemplo, ler em voz alta para se acostumar a falar com o aparelho na boca.
    • Se sentir dores moderadas ou intensas ou se o retentor machucar sua gengiva, entre em contato com o ortodontista.
  4. Remova o retentor quando for se alimentar e escovar os dentes para facilitar os processos. Faça o mesmo quando for praticar esportes, pois o aparelho pode machucar a boca.
  5. Guarde-o na caixa. Proteja o retentor quando não o estiver usando.
    • Além disso, mantenha-o umedecido, quando estiver guardado, para evitar danos. O dentista mostrará como fazer isso.
    • Evite deixar o retentor próximo a fontes de calor, pois ele pode rachar.
  6. Limpe o retentor diariamente. Ele virá com instruções de limpeza; de qualquer forma, use um enxaguante bucal ou até um limpador de dentaduras para remover acúmulos de sujeira.
  7. Não deixe de usar o retentor. Use-o por todo o período recomendado pelo dentista — mesmo que esse período seja de anos, o que vai depender de seus dentes.

Use facetas de porcelana

  1. Use facetas de porcelana para corrigir problemas leves. Basicamente, esses acessórios cobrem as áreas atingidas com uma "prótese" de porcelana ou resina. Sua função não é exatamente endireitar os dentes.
    • Quando feitas de porcelana, as facetas são resistentes a manchas e se parecem muito com dentes naturais.
  2. Pergunte ao ortodontista se pode usar facetas. Essa opção é mais simples que recorrer a aparelhos ortodônticos ou retentores, já que o dentista as colocará nos dentes e as deixará. Não é necessário removê-las; elas também podem cobrir áreas manchadas e rachadas, bem como espaços entre os dentes.
    • As facetas são permanentes e não podem ser reparadas. Além disso, são mais caras do que as coroas.
  3. Peça que o ortodontista faça a instalação das facetas. Antes, ele removerá parte do esmalte dos dentes para criar "espaço" para os acessórios. Nesse ponto, as facetas já estarão prontas, e o profissional examinará como elas ficarão na boca. Por fim, fará a aplicação.
    • Você provavelmente terá de consultar o dentista uma segunda vez para verificar o posicionamento do acessório; se perceber algum problema, como um desalinhamento ou alguma rachadura, entre em contato com ele imediatamente.
  4. Escove os dentes normalmente. As facetas não precisam de cuidados especiais, mas é ideal passar o fio dental e escovar os dentes como sempre.
  5. Proteja as facetas de defeitos. Os acessórios de porcelana podem se quebrar; se você range os dentes pela noite, recorra a um protetor.
  6. Troque as facetas a cada cinco ou dez anos. Elas não duram para sempre; substitua-as em até uma década.

Endireite os dentes com aparelhos ortodônticos

  1. Use um aparelho ortodôntico para endireitar os dentes e corrigir outros problemas sérios, como a sobremordida, o prognatismo e a mordida cruzada.
  2. Discuta as opções com o ortodontista. Ele recomendará o melhor tipo de aparelho para seu caso.
  3. Escolha que aparelho quer usar: visível, invisível ou quase invisível.
    • Os aparelhos visíveis são os mais comuns — aqueles que vêm à cabeça quando se pensa em "aparelho". Eles são compostos de braquetes presos à parte dianteira dos dentes e conectados por arames de metal. Os braquetes em si podem ser de metal, plástico ou cerâmica. Ademais, essa opção costuma ser a mais barata. Os aparelhos visíveis são ideais para a correção de problemas sérios.
    • Os aparelhos quase invisíveis consistem de "moldes" de plástico que cobrem os dentes. A marca Invisalign é muito conhecida para esse tipo de solução. Assim como os retentores, esses aparelhos podem ser retirados da boca para que você se alimente; além disso, não são tão dolorosos quanto outras opções. No entanto, não são tão bons para resolver problemas sérios e devem ser usados por pelos menos 22 horas a cada dia. Seu preço é um pouco maior do que o de aparelhos tradicionais.
    • Os aparelhos invisíveis são presos atrás dos dentes (enquanto os visíveis são presos à frente). Cada braquete é customizado de acordo com os dentes para gerarem um efeito mais rápido. No entanto, pode ser difícil ajustá-los e até falar com eles na boca. Essa opção é mais cara do que as outras.
  4. Vá ao ortodontista para fazer a instalação do aparelho. Lembre-se: a maioria dos ortodontistas aceita pagamentos parcelados para pacientes que não podem pagar o tratamento de uma vez. Se quiser, contrate um seguro dentário que possa arcar com os custos dos procedimentos (ou pelo menos com parte deles).
  5. Escove os dentes e o aparelho. Se usar elásticos, retire-os da boca de antemão. Quando se usa um aparelho tradicional, é preciso escovar os dentes e o acessório em si para remover a placa e os resíduos de alimentos. Só é seguro recolocar os elásticos após a limpeza.
  6. Evite certos alimentos. Principalmente se usar aparelhos com braquetes tradicionais, evite alimentos duros (como castanhas, alguns doces etc.) e pegajosos (como caramelo, chiclete etc.). Corte frutas e verduras duras em pedaços menores; produtos do tipo podem danificar ou quebrar o aparelho. Por fim, não consuma alimentos crocantes (como batatas fritas) nem ácidos (como refrigerante e vinagre).
    • Já que os aparelhos invisíveis podem ser tirados da boca durante a alimentação, não há problema em ingerir esses produtos — embora o ácido lançado sobre os dentes ainda possa afetar os acessórios.
  7. Consulte o ortodontista regularmente. Ele ajustará o aparelho e ficará atento ao surgimento de outros problemas.
  8. Remova o aparelho. O tempo de uso do acessório dependerá da intensidade do problema. Mesmo que você remova o aparelho comum, pode ser necessário usar um retentor.
  9. Use o retentor. Depois de remover o aparelho, use esse outro acessório para ajudar a manter os dentes alinhados.
    • No passado, os profissionais aconselhavam seus pacientes a usar o retentor por um ano após a remoção do aparelho comum; hoje, recomenda-se o uso do retentor por mais tempo, embora ele possa ser usado somente à noite.

Evite que os dentes fiquem tortos

  1. Escove os dentes regularmente. A gengivite, que costuma ser provocada por maus cuidados com os dentes, pode entortá-los. Escove-os pelo menos duas vezes ao dia.
    • Geralmente, os dentes ficam tortos por problemas genéticos, e e isso é inevitável.
  2. Use o fio dental uma vez a cada dia para ajudar a evitar a gengivite.
  3. Consulte o dentista regularmente. Isso ajudará a evitar a gengivite e permitirá que o profissional detecte outros problemas que possam entortar os dentes.
  4. Não deixe crianças chuparem os dedos com frequência. Com o tempo, esse hábito pode entortar os dentes.
    • Além disso, limite o uso de chupetas e mamadeiras quando as crianças passarem dos três anos.

Dicas

  • Muitos adultos optam pela discrição e, por isso, escolhem usar aparelhos invisíveis ou quase invisíveis.
  • Quando for escolher o tipo de aparelho, não vá automaticamente ao invisível; faça sua escolha de acordo com a necessidade.

Avisos

  • Não tire o retentor da boca por períodos muito longos. Caso contrário, você pode ter de voltar a usar o aparelho convencional.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.