Como Investir em Fundos Mútuos

Independentemente do tamanho ou dos objetivos do seu portfólio de investimentos, adicionar títulos de fundos mútuos pode ajudá-lo a diversificar seus investimentos enquanto mantém uma estrutura de baixo custo e uma meta concentrada em investimentos. Investidores de todos os portes e níveis de habilidade podem se beneficiar da aprendizagem de como investir em fundos mútuos.

Passos

  1. Selecione a instituição financeira que você planeja usar para adquirir fundos mútuos pesquisando com cuidado e solicitando referências de amigos e familiares que investem regularmente dinheiro no mercado.
    • As empresas de investimento online costumam ter estruturas de taxas competitivas e seleções de fundos variados para os investidores que desejam assumir uma abordagem independente de investimento em fundos mútuos. Essa abordagem exige que você faça sua própria pesquisa e monitore com cautela o desempenho e a alocação dos seus títulos de fundos mútuos. Muitas empresas de gerenciamento de investimentos online possuem ferramentas úteis e seções de orientação para investidores iniciantes.
    • Se você tiver um portfólio mais considerável, talvez prefira contar com a orientação de um profissional. Os pagamentos a consultores financeiros independentes costumam ser feitos por hora ou mediante um adiantamento bem como na forma de um percentual dos ativos gerenciados. A escolha desta opção alivia o peso de seleção e monitoramento de cada fundo mútuo em várias contas.
    • Os bancos e as uniões de crédito às vezes também oferecem recursos de compra de fundos mútuos. No entanto, eles costumam cobrar taxas e/ou comissões mais altas que consultores independentes, enquanto fornecem uma seleção bastante limitada de fundos mútuos disponíveis para compra. Alguns bancos só permitem que os clientes comprem fundos de sua própria família de investimentos.
  2. Determine a tolerância a risco com a qual você se sente confortável e que está disposto a aceitar para seus investimentos.
    • Os fundos mútuos variam quanto ao nível de risco de muito conservadores a altamente arriscados. Você deve desenvolver uma cesta diversificada de fundos mútuos que atenda ao seu nível preferido de risco. Visite sites financeiros nos quais você consiga encontrar uma avaliação de riscos para cada fundo mútuo, em geral em uma escala de 1 a 5.
    • Mesmo que seja um investidor conservador, talvez você queira adicionar, pelo menos, uma pequena parte de fundos mútuos mais arriscados para garantir que seu portfólio total consiga crescer e preservar o capital. Entretanto, não coloque todos os seus fundos em investimentos de alto risco. Reserve, no mínimo, uma pequena parte (2% a 5%) em dinheiro para aproveitar as oportunidades à medida que elas aparecem.
  3. Diversifique os investimentos em fundos mútuos, pois isso é essencial para o êxito do desempenho.
    • Embora possa parecer uma qualidade casada que os fundos mútuos sejam suficientes para compor um portfólio, uma cesta adequadamente diversificada de investimentos representa a melhor mistura de crescimento e estabilidade. A maioria dos consultores recomenda não investir mais de 10% do portfólio em qualquer classe específica de ativos ou fundo mútuo.
    • Seu portfólio de fundos mútuos terá a melhor probabilidade estatística de sucesso no longo prazo se você diversificar seus fundos entre muitas classes de ativos que não sejam correlacionados. Esse portfólio pode incluir fundos de ações domésticos, fundos de ações internacionais, fundos de títulos e até fundos de setores específicos, como empresas de utilidade pública ou imóveis. Distribuir o dinheiro entre classes de ativos impede que o portfólio seja afetado pelo movimento de um setor específico.
  4. Não tente determinar o tempo do mercado. Nem os melhores especialistas conseguem determinar o tempo do mercado com certeza. O mercado subir ou descer no curto prazo não o afeta, já que seu investimento é de longo prazo.

Dicas

  • Invista no longo prazo (mais de cinco anos). Você não ficará decepcionado.
  • Nunca decida qual fundo mútuo adquirir com base no retorno referente a menos de um ano ou dois. Esses números podem ser enganosos e não devem ser usados no caso de investimentos de longo prazo.
  • Alguns fundos mútuos também possuem taxas de resgate no curto prazo e costumam cobrar uma taxa de 1% a 2% para manter uma posição em um fundo mútuo por menos de 60 dias.
  • Os fundos mútuos são oferecidos em várias classes de participação, incluindo geralmente as classes A, B, C e I. Cada classe de participação tem uma estrutura de taxas diferente, que inclui taxas de vendas adiantadas, taxas adiadas e taxas (de vendas) 12b-1. Sua linha de tempo de investimento o ajudará a decidir a classe de participação mais adequada.

Avisos

  • Tome cuidado com taxas de fundos mútuos. Os fundos mútuos têm três custos principais: carregamentos (taxas cobradas quando você compra ou vende um fundo mútuo), manutenção anual (taxa cobrada como percentual do investimento total) e giro (spreads, comissões de corretores e ganhos de capital incorridos pelos gerentes dos fundos mútuos ao girar o respectivo portfólio que são passados para os investidores de fundos mútuos). O giro é um custo oculto, geralmente estimado em 1,24% dos ativos para cada 100% de giro. Por exemplo, se investir R$ 100.000 em um fundo mútuo que cobra um carregamento de 5%, manutenção de 1% e tem giro anual de 100%, você pagará R$ 5.000 de carregamento, investindo somente R$ 95.000 no fundo, e todo ano a manutenção e o giro custarão R$ 2.128, sem que você veja, porque essas taxas são deduzidas automaticamente do valor de ativos líquidos do fundo mútuo.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.