Como Escolher um Nome de Bebê

Precisa escolher aquele nome especial? Escolha bem e você dará ao seu bebê um nome que ele terá orgulho.

Pense nas Opções

  1. Decida se você quer um nome tradicional, popular ou único. Considere cuidadosamente se você quer que o nome do seu filho se destaque, seja convencional e clássico (resista ao teste do tempo), ou que ele seja chamativo.
  2. Considere suas histórias pessoais e tradições. Sua família pode ter tradições específicas para nomes de bebês que deseja continuar. Algumas famílias gostam de dar o nome do filho em homenagem ao pai, e outras famílias têm "esquemas" de nome, como usar a mesma primeira letra para todos os filhos. Qualquer que seja a tradição que você usa, certifique-se de que cada criança se sinta única e tenha um nome individual. Nomear um casal de gêmeos como Rafael e Rafaela, por exemplo, pode levar a dificuldades futuras.
  3. Faça listas com os nomes que você ama, de pessoas que você deseja honrar e nomes que tenham algum significado especial. Você e o seu parceiro devem fazer isso. Compare as listas — existem nomes que vocês dois gostam? Talvez o seu parceiro goste de um nome que você não suporta. Risque os nomes que você não gosta, e adicione os nomes que você gostar na sua lista. Estas listas provavelmente vão mudar ao longo do tempo.
  4. Pense sobre seus heróis. As pessoas que você tem como modelo, independentemente de serem reais ou imaginárias, podem ser uma fonte de inspiração. "Hermione" de repente se tornou popular com a escrita da série "Harry Potter", por exemplo. Se você admira a Madre Teresa, talvez você tenha uma pequena Teresa a caminho. Naturalmente, perceba que alguns heróis também podem ser controversos.
  5. Considere cuidadosamente “nomes étnicos”. Infelizmente, um nome que marca claramente um indivíduo como parte de um grupo que é frequentemente encarado com discriminação pode tornar a vida do seu filho mais difícil, como encontrar um emprego no futuro. Mas também pode ajudar a fomentar o orgulho dessa criança. Portanto, escolha com cuidado.
  6. Considere nomes inspirados por suas crenças com cuidado. De muitas maneiras, esta é uma bela maneira de afirmar suas crenças religiosas, ou suas esperanças para a criança. Mas às vezes a criança cresce, e isso não lhes convém. Ele ou ela pode se converter, ou pode não encarnar o próprio nome. (Por exemplo, a menina Graça pode vir a ser um pouco desajeitada!)
  7. Ignore as regras! Um nome tradicional e sonoramente seguro está ótimo, e talvez seja o preferido da maioria dos pais. Mas há muito espaço para o incomum, original e pouco frequente; a escolha é sua.

Decida o Nome

  1. Lembre-se que o seu filho terá esse nome por toda a vida. É o seu primeiro presente para o seu filho, então torne-o algo especial.
  2. Certifique-se de que é um nome que você e seu marido amem. Tente ficar repetindo o nome de seu filho para ver se você se cansará de ouvi-lo. Como pai, você dirá muito esse nome.
  3. Esteja ciente de filiações de gênero. Nos tempos modernos, os nomes frequentemente não são exclusivamente do sexo masculino ou feminino.
    • Evite nomear uma criança com um nome que seja usado mais tipicamente no gênero oposto. Seu filho Dominique pode não ficar feliz de ser presumido como uma menina no primeiro dia da pré-escola.
    • Historicamente, nomes masculinos são geralmente mais aceitáveis para as meninas (como Valdeci). Pode não ficar claro apenas olhando para o nome por si só se o seu filho é homem ou mulher, e isso pode causar confusão.
    • Alguns nomes são neutros em gênero ou soam masculinos, mas podem ser escritos de uma maneira feminina. Nomes como estes têm os seus próprios problemas, assim como vantagens.
  4. Lembre-se que o bebê vai se tornar um adulto. O nome envelhecerá bem? Um fator muito importante é se o nome vai envelhecer graciosamente. O que combina para uma criança ou bebê pode não ficar bom para uma pessoa mais velha. Você consegue ver um adulto sendo chamado de Nina? Ou um idoso?
  5. Verifique se o nome soa bem com o seu sobrenome. Você pode evitar o uso de um nome cuja última letra seja a mesma que a primeira letra de seu sobrenome (ou seja, Eva Andrade, Carlos Santiago, Vinicius Santos).
  6. Pense em como o nome pode ser encurtado. Muita gente encurta seus nomes, e você precisa escolher um que você gosta, e que ainda vai soar bem com o sobrenome.
  7. Não ignore a ortografia. Às vezes, há diversas variações e grafias para um mesmo nome. Uma ortografia original pode ajudar seu filho a se destacar, mas pode trazer dores de cabeça quando se tratar de corrigir as pessoas e papeladas!
  8. Considere se você realmente quer que os nomes de seus filhos — especialmente se eles forem do mesmo sexo — tenham as mesmas iniciais. Quando eles forem mais velhos e uma carta chegar para J. Silva, como você vai saber se é para João, Joaquim ou José? (Embora muitas famílias façam isso, e estejam felizes com o resultado.)
  9. Realize o teste da apresentação. Finalmente, depois de ter reduzido as suas escolhas de nomes, apresente-se como se você fosse seu filho usando apenas o primeiro e último nome. Será que o nome será capaz de crescer com a criança? Como ele soaria para um futuro empregador? Nina pode soar bonito como nome de um bebê, mas ela poderá ser uma CEO?
  10. Decida antecipadamente quando você deseja revelar o nome. Alguns casais esperam até que o bebê nasça, enquanto outros não veem problemas em contar para seus familiares e amigos.

Dicas

  • Pesquise sua escolha na internet para se certificar de que o nome não está associado a uma stripper ou estrela pornô.
  • Se você estiver esperando múltiplos, veja se os nomes soam bem um com o outro, porque você dirá os dois juntos muitas vezes. Mas, ao mesmo tempo, eles são muito parecidos? Isso pode prejudicar no desenvolvimento da identidade individual de cada um. Os gêmeos Carlos e Carla nunca irão perdoá-lo! O mesmo vale para Isis e Iris.
  • Lembre-se, a criança sempre poderá ter um apelido, independentemente do que estiver na certidão de nascimento. Por exemplo, Mariana pode ser Mari, Rafaela pode ser Rafa, Fernanda poderia ser Fê, Patrícia pode ser Pati, Raquel pode ser Quel, e assim por diante.
  • Teste o nome escolhido para garantir que ele não seja motivo de bullying. Rime com qualquer coisa que você consiga pensar, procure palavras escondidas no nome etc. Peça a ajuda de uma criança em idade primária ou mais velha para ajuda-lo se você não conseguir pensar em nada. As crianças são muito rápidas para detectar coisas estranhas nos nomes e explorá-las.
  • Como todos os nomes soam juntos? Embora eles possam soar bem no início, isso pode mudar quando você adicionar um nome do meio.
  • Provavelmente, a melhor dica é não ir para o hospital com apenas um nome. Quando o bebê chegar, sua segunda opção pode acabar se tornando a primeira. Alguns nomes e bebês combinam!
  • Escolha um nome fácil de soletrar e pronunciar.
  • Também tente não nomear todos os seus filhos de acordo com um tema, como Esmeralda, Rubi e Safira. (Embora algumas famílias façam isso e apreciem o resultado.)
  • Se você tem uma árvore genealógica, tente navegar por ela para pesquisar a lista de nomes, ou tente falar com os membros da família para mais ideias. A vovó pode lhe dar uma ótima opção.
  • Nomes curtos vão melhor com sobrenomes longos e vice-versa. Um nome longo com um longo sobrenome vai soar estranho.
  • Se você tiver o nome e sobrenome escolhidos, misture-os e combine-os. Você pode se surpreender com o resultado.
  • Tente colocar "tia" ou "tio" na frente do nome. Se o seu filho tiver irmãos, ele ou ela provavelmente será um tio ou tia no futuro.
  • Verifique na internet sobre a popularidade dos nomes.
  • Não invente diversos apelidos para uma criança, pois isso pode ser confuso.
  • Se você estiver escolhendo um nome étnico de seu país de origem, mas não tem certeza de como ele vai cruzar as culturas, pergunte aos seus sogros, a uma garçonete em um café, um lojista ou seu vizinho para pronunciá-lo e escrevê-lo. Aoife, Padraig ou Sadhbh podem ser nomes comuns na Irlanda, mas podem causar problemas para o seu filho no exterior. Considere uma ortografia aportuguesada ou se contente com um nome que sugira algo de seu país de origem, como Patrick ou Erin. Esteja ciente de que, em algumas áreas, tais nomes podem marcar o seu filho como um estrangeiro ou um como um “falso morador” ao retornar ao país de origem. Como alternativa, escolha um nome que facilmente se traduz em sua língua nativa. Maria pode viver sua vida como Maria e só mudar para Máire se você voltar para "casa".

Avisos

  • Confira as iniciais, e certifique-se de que elas não enunciam uma palavra inadequado ou constrangedora.
  • Não dê ao seu filho um nome com uma conotação negativa.Colocar o nome de seu bebê de Hitler pode causar problemas mais tarde na vida dele.
  • Tenha cuidado ao colocar expectativas sobre o seu filho através da escolha do nome. Se você der o nome de seu avô ao seu filho, perceba que ele pode não ser nada parecido com seu ente querido.
  • Tenha cuidado ao dar um nome de celebridade ou personagem ao seu filho para não soar estranho com seu sobrenome.
  • Tome cuidado ao dar um nome de criança que já está antigo ou antiquado, como Francis.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.