Como Prevenir uma Infecção Urinária em um Cão

A infecção do trato urinário (ITU) em cães ocorre quando uma bactéria infecta o sistema imunológico do animal. Em muitos casos, essas infecções não são detectáveis, pois não exibem sintomas discerníveis. Entretanto, elas podem causar dores durante a micção e levar a diversos outros problemas de saúde em potencial. Para prevenir dores e desconfortos nos cães, experimente prevenir as ITUs.

Prevenindo as ITUs

  1. Mantenha o animal bem cuidado. Mantenha a região traseira do cão o mais limpa possível. As ITUs são mais comuns nas fêmeas por conta do formato da vulva e da proximidade que ela tem com o ânus. Por conta da largura, esse é um ponto de entrada comum para a contaminação fecal do ânus.
    • Não importa se o animal é macho ou fêmea, apare os pelos ao redor dos genitais dele. Isso diminui as chances de que fezes ou bactérias da terra fiquem grudadas nas partes íntimas do animal.
    • Se o cão ficar sujo, dê um bom banho nele e limpe bem os pelos da genitália.
  2. Encoraje a micção regular. Quanto mais tempo a urina fica na bexiga, maiores são chances das bactérias se multiplicarem. A micção regular remove as bactérias da bexiga, diminuindo as chances de infecções. O ideal é que o cão esvazie a bexiga pelo menos uma vez a cada quatro horas.
    • Um cão adulto pode segurar a urina por 8-10 horas, mas essa não é uma boa ideia. Dê várias oportunidades para que ele possa urinar e relaxar a bexiga.
    • Leve o cão para urinar antes de dormir e logo após acordar para minimizar o tempo que ele precisa segurar a urina durante a noite.
  3. Forneça bastante água limpa para o cão. As toxinas inflamam o revestimento da bexiga e permitem que bactérias invadam o órgão e se prendam nele. Caso o cão beba muita água, ele diluirá as toxinas e diminuirá as chances de infecções.
    • Escolha recipientes de água grandes e profundos e mantenha-os sempre limpos.
    • Mantenha os recipientes com água o tempo inteiro – não deixe que eles sequem!
    • Limpe as tigelas diariamente e troque a água completamente.
    • Caso o cão seja idoso ou tenha problemas de locomoção, coloque uma tigela d'água em cada cômodo.
  4. Não dê suco de laranja ou outros produtos ácidos para o cão. Algumas pessoas alegam que esse é um ótimo remédio caseiro para as ITUs, pois melhora o equilíbrio do pH da urina e mata as infeções. Há um risco, entretanto, de que o nível de ácido seja elevado demais e crie pedras nos rins do animal.
    • Atenha-se a dietas prescritas em vez de remédios caseiros. Consulte um veterinário para saber como proceder.
  5. Alimente o cão com uma dieta especializada. Caso o animal seja suscetível a ITUs, considere pedir uma prescrição de alimentos especiais para o veterinário. O pH ideal para a urina de um cão varia entre 6,2 e 6,4. Uma dieta especializada deve ajudá-lo a manter o pH nesse nível.
    • Caso compre uma ração de prescrição, encoraje o cão a beber água deixando tigelas em diversos locais pela casa.
    • As rações úmidas ajudam o cão a manter-se hidratado por mais tempo. Os recipientes desse tipo de ração ocupam muito mais espaço, entretanto, e esses alimentos normalmente resultam em fezes mais fedidas.

Reconhecendo e reagindo a uma infecção do trato urinário

  1. Fique de olho no aumento da urgência da micção. O cão pode pedir para sair com mais frequência ou ser mais insistente, como se todas as vezes fossem emergências. Essa urgência aumentada é um sinal clássico de ITU.
    • Você também pode notar um comportamento de micção (agachar ou levantar a pata) repetido sem a liberação de urina. O cão pode sentir como se precisasse urinar mas ser incapaz de fazê-lo.
  2. Preste atenção à presença de sangue na urina. Isso pode ser difícil, pois os cães normalmente urinam na grama. Caso suspeite que o animal possua ITU, entretanto, observe a urina antes dela chegar ao solo. Caso ela pareça conter sangue, leve o cão ao veterinário imediatamente.
  3. Faça exames regulares em animais mais velhos. Cães idosos com problemas de saúde, como problemas renais ou diabetes, tendem a beber mais água para lidar com as condições que possuem. Isso pode levar à infecções subclínicas devido ao aumento na micção. As bactérias estarão presentes, mas não em quantidade suficiente para demonstrar sinais observáveis de desconforto.
    • O único modo de verificar a presença de uma infecção subclínica é realizando um exame de urina em um veterinário. Alguns profissionais recomendam que isso faça parte da rotina médica de cães mais velhos.
    • Caso o animal possua um histórico de infecções subclínicas, examine a urina dele a cada três ou seis meses.
  4. Leve o animal ao veterinário caso suspeite de uma ITU. A infecção do trato urinário sinaliza a presença de um agente infeccioso como uma bactéria, o que requer tratamento médico, portanto, leve o animal ao veterinário o mais cedo possível. Se puder, leve uma amostra da urina do cão com você, pois isso pode acelerar o diagnóstico.
  5. Peça que um veterinário investigue infecções repetidas. Caso esteja tomando as medidas necessárias para prevenir as ITUs sem sucesso, algum problema subjacente de saúde deve estar presente no cão. Algo pode estar enfraquecendo o sistema imunológico ou o tecido da bexiga dele, resultando em um aumento de infecções do trato urinário. Identificar e tratar o problema reduzirá a chance das ITUs. Peça que o veterinário realize alguns exames para identificar causas em potencial para os problemas do cão, que podem incluir:
    • Exames de sangue: o veterinário pode procurar problemas que podem fazer com que o cão beba mais água e possua uma urina mais fraca (problemas no rim e no fígado ou diabetes).
    • Imaginologia: um ultrassom pode checar a existência de pólipos, câncer de bexiga, cálculos vesicais e outros problemas que podem afetar o revestimento da bexiga.
    • Exame de sedimento da urina: o veterinário examina os sedimentos em um microscópio para tentar encontrar cristais que possam explicar o problema do cão.

Dicas

  • As bactérias podem infectar o trato urinário mais rapidamente caso você possua uma cadela castrada, pois a uretra dela é mais curta. Limpe os órgãos genitais dela com uma toalha de papel após a micção para prevenir uma ITU.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.