Como Debater

Existem incontáveis tipos de Debates. Eles podem ser escolares, políticos ou daqueles que acontecem numa roda de amigos em um bar. Independente de você estar em um time ou sozinho, este artigo tratará sobre fatos gerais acerca da arte de debater, assim como oferecerá dicas para melhorar sua técnica.

Debate Formal em Time

  1. Esteja preparado para receber um assunto. Um time precisa debater a forma “afirmativa”, enquanto outro cuidará da “negativa”. O time que concorda com o assunto é chamado de afirmativo. O time que discorda é chamado de negativo.
    • Ambos os times estarão sentados perto da frente do local onde falarão – time afirmativo à esquerda, negativo à direita. O condutor do debate e o cronometrista sentarão entre os times, enquanto que o juiz estará no fundo da sala.
    • O condutor dará início ao debate, e o primeiro discursador apresentará sua tese. A ordem dos debatedores é geralmente: afirmativo, negativo, afirmativo, negativo, e daí por diante.
  2. Defina o tópico quando necessário. Debater “que a pena de morte é uma punição justa e eficiente” é um tema bastante claro, mas receber um assunto como “a felicidade é a característica mais nobre da sabedoria” o fará ter de dar uma definição antes de prosseguir.
    • O time afirmativo sempre terá a primeira oportunidade de definir o assunto. A primeira afirmativa oferece “a pessoa na rua”
      • Como uma pessoa qualquer na rua definiria o assunto? É razoável esperar que uma pessoa “normal” pense no assunto de determinada maneira?
    • O time negativo recebe a oportunidade de refutar a definição e oferecer uma original, mas apenas se a definição do time afirmativo for irracional ou se tornar obsoleta a posição negativa. O primeiro debatedor deve refutar a definição afirmativa caso deseje desafiá-la.
  3. Escreva seu argumento de acordo com o tempo limite designado. Dependendo da posição comentada, você deve seguir certo protocolo – como definir o tópico ou apresentar um argumento principal.
    • Suporte suas contenções/opiniões. Ao dizer “Eu acho que a pena de morte deveria ser banida”, esteja preparado para provar o porquê de esse ser o melhor caminho.
    • Use religião apenas quando apropriado. Coisas escritas na Bíblia, no Torá, no Corão, etc., não são fontes confiáveis para se provar um argumento, já que nem todos as aceitam como verdade.
    • Evite debater caso não saiba o que dizer. Não sabendo sobre o assunto, tente dar uma informação vaga e ambígua que dificulte o trabalho do time opositor. Eles não podem responder algo que não conseguem compreender. Mantenha em mente que o juiz provavelmente não lhe entenderá, mas saberá que isso é melhor do que dizer: “Não sei nada. Eu cedo o caso aos meus oponentes”.
    • Não utilize perguntas retóricas. Sempre dê uma resposta clara a todas as perguntas. Deixar uma questão em aberto dará espaço para que os oponentes refutem.
  4. Apresente seu argumento. Na sua vez, dê um passo à frente e apresente seu argumento. Tenha paixão em seu discurso – uma voz monótona gerará desatenção, fazendo com que as pessoas percam o fio da meada. Fale de maneira clara, lenta e em bom tom.
    • Faça contato visual com quem decide os vencedores do debate. Apesar de ser bom olhar os oponentes de vez em quando, tente direcionar seu argumento ao juiz.
    • Forneça um esboço de seu discurso antes de dá-lo. Desse jeito, a audiência saberá o que esperar. Além disso, o juiz só lhe cortará se seu tempo acabar.
  5. Equilibre o jogo apresentando os argumentos do seu time e respondendo aos do oponente. Visto que o debate entre times se dá por turnos, é sempre possível oferecer refutações quando não se é o primeiro orador afirmativo. Eis um resumo sobre como ambos os times poderiam organizar uma estratégia de debate:
    • Primeiro Afirmativo:
      • Defina o assunto (opcional) e apresente a principal tese de seu time.
      • Delineie, brevemente, qual assunto será tratado por cada orador afirmativo.
      • Apresente a primeira metade do argumento de afirmação.
    • Primeiro Negativo:
      • Aceite ou rejeite a definição (opcional) e apresente a principal tese de seu time.
      • Delineie, brevemente, qual assunto será tratado por cada orador negativo.
      • Refute alguns dos pontos apresentados pelo primeiro afirmativo.
      • Apresente a primeira metade do argumento de negação.
    • Segundo Afirmativo:
      • Reafirme a principal tese afirmativa.
      • Refute alguns dos pontos apresentados pelo primeiro negativo.
      • Apresente a segunda metade do argumento de afirmação.
    • Segundo Negativo:
      • Reafirme a principal tese negativa.
      • Refute alguns dos pontos apresentados pelo segundo afirmativo.
      • Apresente a segunda metade do argumento de negação.
    • Terceiro afirmativo:
      • Reafirme a principal tese afirmativa.
      • Refute qualquer argumento restante do time negativo.
      • Resuma o caso afirmativo.
      • Conclua o debate pelo time afirmativo.
    • Terceiro Negativo:
      • Reafirme a principal tese negativa.
      • Refute qualquer ponto restante do time afirmativo.
      • Resuma o caso negativo.
      • Conclua o debate pelo time negativo.
  6. Lembre-se sempre das três regras da refutação. Ao refutar o argumento de um time, lembre-se do seguinte:
    • Demonstre evidências para sua refutação. Não confie apenas no discurso sozinho. Mostre ao condutor do debate o porquê do argumento do outro time ser fundamentalmente falho.
    • Ataque as partes mais importantes do argumento deles. Não é muito eficiente se concentrar em uma parte obscura do argumento do oponente. Mire aspectos fortes e destrua-os com a eficiência precisa de um cirurgião.
    • Esqueça ataques ad hominem. Um ataque ad hominem é aquele que crítica a pessoa em vez das ideias dela. Combata o pensamento, e não o ser humano.
  7. Use todo seu tempo (ou maior parte dele). Quanto mais você falar, mais conseguirá convencer o juiz. Note que isso significa demonstrar muitos exemplos, e não apenas um discurso bonito. Quanto mais o juiz escutar sobre o porquê de você estar correto, mais ele/ela lhe dará crédito.
  8. Descubra sob quais aspectos você será julgado, se apropriado. Na maior parte do tempo, os debates são julgados em três áreas principais: matéria, modo e método.
    • Matéria:
      • Quantidade de evidência. Quanta evidência o orador utiliza para dar suporte às suas ideias?
      • Relevância da evidência. A evidência utilizada apoia fortemente o argumento?
    • Modo:
      • Contato visual. O orador cativa a audiência? Ele lê muito durante o discurso?
      • Voz. A voz do orador acentua bem seus argumentos? Ele ou ela oferece uma diversidade de volume, tom e velocidade para ressaltar partes importantes?
      • Linguagem corporal. O orador usa o corpo para enfatizar argumentos e demonstrar autoridade e calma?
      • Hábitos nervosos. O orador evita tiques físicos e verbais quando fala? Ele gagueja, impacienta-se, ou muda o ritmo?
      • Elocução. O orador pronúncia claramente suas palavras? Ele utiliza as palavras? Ou são as palavras que utilizam ele/ela.
    • Método:
      • Coesão em time. O time organiza bem os argumentos e refutações. Os argumentos individuais se misturam, assim como as refutações? A principal linha discursiva é clara e consistente?
      • Capacidade individual. Como que o indivíduo age ao falar? Ele marca claramente o fim de argumento e o início de outro?

Debate Conversacional ou Informal

  1. Faça perguntas para revelar gradualmente um argumento. Já que você não está em um debate formal, não há como saber qual será o lado preferido do outro ou quais as crenças dele. Faça perguntas para afunilar o tema.
    • ”Então você acredita que a falha no conhecimento acerca de fósseis significa algo sério no que tange o Darwinismo?”
    • Você tem alguma opinião quanto à natureza do inato versus adquirido?”
    • ”Então, qual sua opinião em relação a ações afirmativas?”
  2. Compreenda claramente o posicionamento do outro e peça para que ele esclareça quaisquer áreas confusas. A Weltanschauung nem sempre é perfeitamente coerente. Mas é difícil de debater quando não há uma única linha de argumento. Tente fazer o oponente aderir gentilmente a uma linha de argumentos que seja mais ou menos consistente.
    • Se não souber direito qual o argumento do oponente, ajude-os de uma maneira pouco ameaçadora: ”Então, se eu entendi o que você está dizendo, quer dizer que os centavos devem ser abolidos pelo fato de a produção deles ser mais cara que eles próprios?”
  3. Apresente seu contra-argumento. Apresentar o contra-argumento após a opinião do outro faz com que as poucas pareçam menos antagonísticas, ainda que isto seja um debate.
    • Ofereça exemplos durante o discurso:
      • Eis o que acho: Penso que a abundância do politicamente correto está fazendo com que tenhamos medo de dizer qualquer coisa. Em vez de dizer o que queremos, preferimos expor aquilo que os outros querem ouvir. Preocupamo-nos mais em não ofender o outro do que dizer aquilo que vemos como verdadeiro.”
  4. Refute o argumento do outro. Demonstre seus contra-argumentos primeiro e demonstre quaisquer refutações pensáveis.
    • ”Faz realmente sentido dizer que qualquer forma de governo – municipal, estadual ou federal – deveria legislar a moralidade sexual? Não é uma questão de “poderia” – eles são mais do que capazes de fazê-lo; é uma questão de dizer se é certo que eles digam como deveríamos tratar nossos próprios corpos na privacidade de nossos próprios lares. Onde é que isso vai parar caso deixemos eles nos comandarem? Eles não julgariam e proibiriam mais e mais aspectos de nossas vidas privadas? Quando que nossas vidas deixariam de ser propriedade deles?”
  5. Responda a todas as refutações do outro. É provável que o outro veja algum problema em algumas coisas ditas por você. Lembre-se das refutações deles e atinja-as após a conclusão dos discursos opositores.
  6. Lembre-se da etiqueta conversacional informal. Ser legal com o outro durante o debate é algo memorável. Lembre-se de:
    • Cortar a conversa. Um debate é uma troca livre de ideias – e não uma troca de reclamações sobre o porquê de você estar certo e do outro estar errado.
    • Assimile bem os modos do outro. Ele/ela pode se enganar, ou quem sabe o debate poderia inflamar-se rapidamente. É melhor assumir que a intenção do outro é trocar ideias amigavelmente, sem a intenção de feri-lo.
    • Não erga a voz ou deixe a situação esquentar. Tente não se ligar tanto ao debate ao ponto de perder a cabeça. Um debate deve ser iluminador e civilizado, e não uma troca de farpas.
  7. Não repita os mesmos argumentos várias e várias vezes. Alguns debates geram um ciclo vicioso quando nenhum dos lados está disposto a admitir a derrota. Não prossiga em debates intermináveis. Apenas diga: ”Eu respeito sua opinião. Não concordo com você, mas talvez concorde no futuro. Pode me dar um tempo a mais para pensar?”
  8. Encerre o tema amigavelmente. Ninguém irá querer debater com alguém que é um mau perdedor ou que se recusa a respeitar o outro. Independente do calor do debate, tente ser amigável ao encerrar as coisas. Não é impossível ser amigo de alguém que discorde de você.

Dicas

  • Quando o condutor do debate lhe chamar, esteja pronto imediatamente ou dentro de cinco segundos.
  • Haverá um aviso quando seu tempo estiver próximo de expirar.
  • Jamais discuta com o juiz.
  • Estude debates prévios. Com isso dito, não plagie inteiramente os argumentos vistos.
  • Durante o agradecimento, agradeça as pessoas nesta ordem: o time opositor, o juiz, o condutor, o cronometrista e o público.
  • Não existem regras para o debate. Faça o que pareça ser lógico. Faça mil argumentos se o desejar. Quer fazer e defender apenas um argumento durante o debate? Faça-o. Não existe “certo” ou “errado”.
  • Tente praticar sempre para se sentir confortável durante o debate.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.