Como Aterrissar um Avião no Caso de uma Emergência

Você já se perguntou o que faria se o piloto do seu avião ficasse inconsciente? Se não houver mais ninguém capaz de pilotar o avião, a sua segurança pode depender de você tomar várias decisões importantes. Sua aterrissagem provavelmente será guiada por alguém no rádio, mas este artigo pode te ajudar a saber o que esperar. Embora tais situações sejam comuns em filmes e programas de televisão, não há notícias de que uma pessoa sem treinamento tenha pousado uma aeronave grande no "mundo real". Mas, com algumas habilidades básicas e orientação dos controladores de tráfego aéreo, é possível se preparar para o momento.

Passo 1 de 2: Medidas preliminares

  1. Tome o assento no cockpit. O capitão geralmente se senta no banco à esquerda, onde está concentrada a maioria dos instrumentos (especialmente para aviões monomotores leves). Aperte os cintos de segurança. Mesmo que a maioria das aeronaves tenha os mesmos instrumentos dos dois lados, é preferível que sente-se ao lado esquerdo. Não toque nos comandos ainda! O piloto automático provavelmente estará acionado. Deixe-o ativado por enquanto.
    • Certifique-se de que o piloto inconsciente não esteja inclinado sobre o manche (equivalente a um volante do avião). Algumas aeronaves podem ter um outro controle de direção, tipo um “joystick”, ao lado esquerdo do assento do capitão.
  2. Controle sua respiração. Você provavelmente estará tenso com a gravidade da situação. Manter o controle de sua respiração lhe ajudará a concentrar-se. Inspire e expire lentamente, dizendo ao seu corpo que você está no controle.
  3. Acerte o nivelamento da aeronave. Se o avião estiver visivelmente em ascenção, descenço ou virado para um dos lados, acerte suavemente o nível baseando-se no horizonte. Finalmente aqueles anos jogando videogame serão úteis!
    • Procure o indicador de “horizonte artificial”. Esse equipamento parece com a foto do horizonte e as asas do avião desenhadas. A parte superior do horizonte é azul (pelo céu) e a inferior é marrom. Em aeronaves mais sofisticadas, esse equipamento pode estar dentro de uma tela de computador em frente ao piloto. Em aeronaves mais antigas, está no centro da primeira fileira de instrumentos. Em aeronaves contemporâneas, existe um “display” chamado “Primary Flight Display” (PFD), que apresenta informações como “Indicated Airspeed” (IAS - velocidade no ar), que é apresentada em nós, “Ground Speed” (GS - velocidade em relação ao solo), altitude (medida em pés) e rumo. No PFD também haverá a indicação de piloto automático ativado, geralmente denotado por AP ou CMD.
    • Corrija os “pitch” (nível vertical) e “bank” (nível horizontal), se necessário, de modo que as asas em miniatura estejam em nível com o horizonte artificial. Se já estiverem niveladas, não mexa nos controles, seguindo ao próximo passo. Se você precisar nivelar o avião, ajuste-o puxando o manche (ou “joystick”) em sua direção para trazer o nariz para cima ou empurre-o para a frente para abaixar o nariz. Você pode corrigir “bank” (nível horizontal) virando o manche à esquerda ou à direita para virar nessas direções. Simultaneamente, você deverá excercer uma leve pressão no manche para evitar que o avião perca altitude.
  4. Ligue o piloto automático. Se você tentou corrigir o nível do avião, o piloto automático está provavelmente desligado. Ligue-o pressionando o botão que pode estar descrito como “piloto automático” ou “vôo automático”, “AFS” ou “AP” ou algo semelhante. Em aviões de passageiros esse botão está situado no centro do painel de controle, numa posição em que qualquer um dos pilotos possa acionar.
    • Se o fato de apertar esse botão resultar em movimentos ou qualquer outra coisa que você não queira, aperte-o novamente para desligá-lo. Mas lembre-se, normalmente, a melhor forma de fazer uma aeronave voar de forma estável é não apertar todos os botões, já que ela é projetada para se manter estável.

Passo 2 de 2: Procedimento de aterrissagem

  1. Peça ajuda pelo rádio. Procure por um microfone de mão, que normalmente está à esquerda do assento do piloto, logo abaixo da janela lateral, e use-o como um rádio comunicador. Encontre o microfone ou o “headset” do piloto, pressione, segure o botão e repita "Mayday" três vezes, seguida de uma breve descrição de sua emergência (piloto inconsciente, etc.). Lembre-se de soltar o botão para ouvir a resposta. Um controlador de vôo do aeroporto irá ajudá-lo a pilotar o avião para uma aterrissagem segura. Ouça com atenção e responda às suas perguntas com o melhor de suas habilidades para que eles possam ajudá-lo melhor.
    • Alternativamente, você pode tirar o fone de ouvido do piloto e pressionar o botão push-to-talk (PTT), que está no manche. Cuidado para não pressionar outros botões no manche, especialmente o de piloto automático. Prefira o rádio comunicador.
    • Tente ligar na frequência que você está atualmente - onde o piloto já estava se comunicando com alguém - para buscar ajuda. Use as palavras "May-Day, May-Day", no início de sua chamada. Se isso não funcionar após várias tentativas, e se você souber como mudar as frequências de rádio, você poderá pedir ajuda na frequência de 121,50 MHz.
      • Se você vir uma luz vermelha no painel, avise o controlador. Abaixo da luz vermelha , haverá uma descrição do que ela indica, como voltagem baixa ou energia, e isso obviamente irá requerer sua atenção imediata.
    • Se você puder encontrar o Transponder no painel (um display com quatro números de 0 a 7, geralmente localizado perto da parte inferior do painel), configure-o para 7700. Este é um código de emergência que irá alertar rapidamente os controladores de tráfego aéreo sobre sua emergência.
  2. Use a numeração do avião (“call sign”) quando se comunicar com o controlador. Essa numeração deve estar no painel (infelizmente, sem localização padrão). Nos Estados Unidos essa numeração começa com a letra N, por exemplo N12345. Já que a letra “N” pode ser confundida com outras letras na comunicação pelo rádio, use o alfabeto de soletração internacional. Assim, para dizer “N”, fale “Novembro”. Indicar a numeração do avião vai ajudar os controladores de vôo a identificar o tipo de avião e a te ajudarem melhor nesse processo.
    • Se você estiver em um avião comercial (uma aeronave operada por uma companhia aérea, tal como United Airlines, American Airlines, etc.) a aeronave não será conhecida pela numeração. Ao invés disso, será chamada pelo seu número do voo. Às vezes, os pilotos podem colar um lembrete no painel para ajudá-los a lembrar do número do vôo. Pergunte a um comissário de bordo qual o número do vôo. Quando ligar o rádio, diga o nome da companhia em primeiro lugar, em seguida, diga o número do vôo. Se o número do voo for “123” e você estiver voando “United”, seu “call sign” seria "United um dois três". Não leia os números como “cento e vinte e três”.
  3. Mantenha uma velocidade segura. Procure o indicador de velocidade no ar (provavelmente indicados por “ASI”, “Airspeed” ou “Knots”) que estará localizado normalmente no canto superior esquerdo do painel de instrumentos, e mantenha um olho em sua velocidade. As velocidades estarão representadas em milhas por hora ou “nós”. Não voe um avião pequeno de 2 lugares a menos de 70 nós. Não voe uma aeronave grande (um Jumbo, por exemplo) em velocidade inferior a 180 nós. Em última instância, certifique-se apenas que a agulha permaneça na zona "verde" para o vôo normal, até que você consiga alguém no rádio para ajudar.
    • Se a velocidade começou a aumentar, e você não tocou o acelerador, provavelmente você estará descendo. Acerte o nível puxando levemente o manche. Se a velocidade estiver diminuindo, você estará provavelmente subindo. Abaixe o nariz do avião com o manche. Não deixe o avião voar muito devagar, especialmente perto do chão, já que ele pode dar “stall”, que é quando as asas não são mais capazes de dar sustentação.
  4. Inicie o procedimento de descida. O controlador com o qual estiver falando deverá informá-lo sobre os seus procedimentos de pouso e irá direcioná-lo para um lugar seguro para pousar. Ele provavelmente vai lhe alinhar com a pista em um aeroporto, mas em raras circunstâncias poderá ter de pousar em um campo ou uma estrada. Se você pousar fora do aeroporto, evite lugares com linhas de alta tensão, árvores ou outros obstáculos.
    • Para começar a descer o avião, puxe o acelerador para trás (para reduzir a potência) até ouvir o som dos motores diminuírem. É impossível generalizar, mas provavelmente o acelerador não deve ficar com menos de 1 centímetro do limite mínimo. Mantenha a velocidade dentro do arco verde. O nariz da aeronave deverá cair por conta própria sem que você mexa no manche.
    • Se você achar que está constantemente empurrando ou puxando o manche para manter o avião estável, você terá que usar o controle de compensação (“trim”) para estabilizar. Mexer muito no manche pode lhe tirar a atenção e ser cansativo. O controle do “trim” é como se fosse uma roda de 15 a 20 centímetros de diâmetro, que gira na mesma direção que as rodas do trem de pouso. Na maioria das vezes está localizado perto de seus joelhos. Ele é preto e tem pequenas saliências nas bordas externas. Enquanto segura o manche, movimente a roda de controle do “trim”. Se a pressão no manche aumentar, vire a roda na direção oposta, até que não tenha que exercer a mesma pressão original sobre o manche. Nota: Em alguns aviões pequenos, a roda de “trim” pode ser encontrada acima da sua cabeça e na forma de uma manivela. Além disso, em algumas aeronaves de maior porte, este controle estará em um botão no manche, normalmente perto do topo à esquerda. Se a aeronave estiver empurrando o manche para cima de você, puxe a manivela para baixo. Se o manche estiver indo em direção oposta à sua, puxe a manivela para cima.
  5. Proceda ao pouso. Você terá que usar uma série de instrumentos de alavanca no painel (“slats” e “flaps”, junto do acelerador) para desacelerar o avião sem perder a sustentação. Abaixe o trem de pouso se este for retrátil. Se o equipamento for fixo, você não precisará fazer nada. O controle dos trens de pouso (indicado por uma roda) está normalmente à direita do console central, acima dos joelhos do co-piloto. Se tiver que pousar na água, não abaixe o trem de pouso.
    • Pouco antes de tocar o solo, você precisará levantar o nariz para tocar o solo primeiro sobre as rodas traseiras. Sua inclinação deve ser normalmente de 5 a 7 graus em uma aeronave pequena. Em algumas aeronaves de maior porte, sua inclinação deve ser de cerca de 15 graus.
    • Se estiver à bordo de um grande avião comercial, ative o reverso, se ele estiver disponível. Em aeronaves da Boeing, você verá um controle de barras atrás do acelerador. Empurre as barras totalmente para trás e o reverso será direcionado à frente para ajudar a parar a aeronave. Se essas instruções não funcionarem, puxe o acelerador de volta o mais rápido e mais longe possível.
    • Reduza a potência para a marcha lenta, puxando o acelerador totalmente de volta à sua direção, até chegar o sinal marcado como “idle”. O acelerador é uma alavanca preta localizado entre o piloto e co-piloto.
    • Acione os freios suavemente, pressionando os pedais do leme. Use pressão suficiente para parar o avião sem derrapagens. Os próprios pedais são usados ​​para pilotar o avião no chão, por isso não use-os, a menos que o avião esteja virando para fora da pista.
  6. Parabenize-se. Depois de providenciar ajuda ao piloto inconsciente, você pode finalmente desmaiar. Vá em frente, você merece. E se você voltar a ver qualquer outro avião, ou mesmo entrar num, você realmente pode considerar se tornar um piloto, e fazer aulas de vôo com um instrutor certificado. Ou não! Não deixe de escrever um livro sobre essa experiência.

Dicas

  • Mexa nos controles lentamente e aguarde as mudanças. Mexer rápida ou bruscamente pode deixar o avião fora de controle.
  • Antes da decolagem, pergunte ao piloto onde estão os controles básicos. Instrumentos, manche, acelerador, “transponder”, rádio comunicador, pedais. Atenção: se estiver numa companhia aérea e fizer essas perguntas, a tripulação pode ficar estressada com a segurança do vôo e você pode ter que se explicar às autoridades de segurança. Considere usar jogos como “X-Plane”, “Flight Sim”, ou mesmo o Google Earth (no menu ferramentas).
  • Não dá para generalizar sobre como se deve controlar o manche, qual a pressão necessária sobre ele. Mas, mexa-o de forma suave porém decisiva.
  • Encontre um piloto que tenha um jogo “X-Plane” ou “Flight Sim”. Peça a ele para configurar o avião que você está em vôo reto e nivelado. Em seguida, pouse o avião. Depois de ler este artigo, vai ser muito fácil!
  • Faça o curso “Pinch Hitter” da “Air Safety Foundation” para ter informações desenvolvidas por profissionais de segurança aérea sobre o que fazer se o seu piloto estiver incapacitado.

Avisos

Apesar de todos os conselhos acima serem bons de conhecer (e parecerem assustadores), a coisa mais importante a lembrar é "PILOTE O AVIÃO". Até mesmo pilotos experientes ao lidar com uma situação de emergência tornam-se tão focados em um ou dois itens - seja de velocidade ou à procura de um local de pouso ou usar o rádio ou o que for - que se esquecem de simplesmente pilotar o avião - com resultados catastróficos. Mantenha-o no ar. Enquanto o avião estiver no ar você terá todo o tempo que precisa para descobrir o que mais precisa.
  • Este artigo serve apenas para situações de emergência. Não use-o como instruções de pilotagem convencional; procure um instrutor de vôo certificado.
  • Preste atenção à sua escolha de locais de pouso. Aeronaves de maior porte requerem uma distância de aterrissagem maior. Além disso, certifique-se de que haja poucos ou nenhum obstáculo no local (linhas de energia, edifícios, árvores, etc). Você também pode pousar o avião em uma grande rodovia, desde que não haja qualquer obstrução.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.