Como Reduzir a Poluição Aquática

A água é um dos recursos mais importantes do mundo, e todos nós podemos fazer a nossa parte para parar de poluí-la. Mudanças simples, como usar produtos de limpeza naturais em vez de produtos tóxicos em casa e plantar mais árvores e flores no jardim, podem ter um impacto importante. Em larga escala, considere denunciar as indústrias que descartam lixo em riachos, rios e praias locais para reduzir a poluição da água na sua comunidade. Qualquer medida que você tomar pode fazer diferença.

Mudando os hábitos domésticos

  1. Use menos produtos químicos para limpar a casa. Essa é uma mudança fácil que faz muita diferença. O uso de produtos químicos tóxicos, como alvejante e amônia, para limpar a casa prejudica o abastecimento de água, além de ser desnecessário. Os produtos de limpeza naturais são eficazes na limpeza do lar e você não precisa se preocupar por estar contribuindo para a poluição da água ao usá-los.
    • A agência de proteção ambiental dos EUA fornece uma lista de produtos de limpeza (bem como uma variedade de outros produtos) que são considerados “verdes”, o que significa que eles não poluem o abastecimento de água. Consulte epa.gov/greenerproducts.
    • Produtos domésticos comuns, como vinagre branco e bicarbonato de sódio, podem ser usados para tudo, da lavagem das janelas ao esfregar do chão, e são completamente não tóxicos.
  2. Descarte o lixo adequadamente. Nunca despeje algo que não seja biodegradável pelo ralo. Quando for necessário usar algo tóxico para o abastecimento de água, como tinta ou amônia, descarte o produto de forma adequada. Se não souber como descartar algum produto, verifique no site do governo local ou entre em contato com o departamento sanitário para descobrir como descartar lixo tóxico na sua comunidade. Os seguintes materiais não devem nunca ser despejados no ralo:
    • Tinta
    • Óleo de motor
    • Solventes de limpeza
    • Amônia
    • Produtos químicos para piscinas
  3. Não descarte medicamentos no vaso sanitário. Os medicamentos são compostos de uma variedade de substâncias que podem ser prejudiciais ao abastecimento de água. Se tiver sobras de medicamentos, procure um programa de devolução que permita entregar os medicamentos para descarte adequado. Assim eles não acabarão na água potável, onde podem prejudicar pessoas e animais.
  4. Não jogue lixo no vaso. Jogar no vaso itens que não se desfazem, como fraldas, lenços umedecidos e aplicadores plásticos de tampão, pode causar problemas no sistema de esgoto. Esses itens acabam em riachos, rios e outras massas de água locais, onde podem prejudicar peixes e outras formas de vida selvagem. Em vez de jogá-los no vaso, jogue-os fora.
    • Você também pode ajudar usando fraldas de pano, papel higiênico reciclado e tampões biodegradáveis, o que reduz o número de itens que acabam indo para o aterro sanitário.
  5. Conserve o máximo de água possível. A conservação é uma forma importante de ajudar a preservar a água como um recurso global. Tratar a água de forma a torná-la limpa o bastante para beber e usar em casa requer muita energia, portanto é importante conservar o máximo possível, especialmente em áreas onde ocorrem secas. Adote os seguintes hábitos para conservar mais água em casa:
    • Tome banho de chuveiro em vez de na banheira, pois a banheira requer mais água.
    • Desligue a torneira quando não estiver usando água, por exemplo, quando estiver escovando os dentes.
    • Não exagere ao regar o gramado. Desligue os irrigadores quando chover.
    • Regue o jardim antes do sol nascer ou após ele se por para reduzir a evaporação, que leva ao desperdício de água.
  6. Evite usar plástico. Como não é biodegradável, o plástico acaba se acumulando em rios, lagos e oceanos quando não tem para onde escoar. A Grande Mancha de Lixo do Pacífico, por exemplo, é um imenso rodamoinho de lixo, principalmente plástico, que se acumulou no oceano por não ter para onde escoar. Esse lixo coloca em risco a vida marinha e afeta os seres humanos. Sempre que possível, use recipientes de vidro ou pano em vez de plástico.

Mantendo o jardim livre de poluição

  1. Não use pesticidas ou herbicidas. Esses produtos químicos são borrifados na superfície do jardim, mas, quando chove, eles penetram fundo no solo e se misturam à água do subsolo. A água do subsolo contaminada pode ter um efeito negativo sobre o ambiente e sobre as pessoas que dependem dela. Use métodos naturais para se livrar de pragas e ervas daninhas.
    • Estude as práticas de jardinagem orgânicas para descobrir formas criativas de lidar com as pragas de jardim. Por exemplo, é possível lidar com muitas pragas usando uma solução simples de detergente e água.
    • Plantar espécies nativas também pode ajudar, já que elas desenvolveram resistência às pragas e ervas daninhas da área. As espécies nativas de outras terras também são mais suscetíveis a doenças.
  2. Remova as superfícies de concreto e substitua-as por terra. Quando uma casa é cercada de pátios de concreto e outras superfícies, os produtos químicos formam poças e escorrem para a água do subsolo, em vez de se distribuírem uniformemente permanecendo mais perto da superfície. Pode ser tentador pavimentar todo o pátio para não precisar cortar a grama, mas manter a vegetação é muito melhor para o ambiente.
  3. Evite a ocorrência de erosão do solo. Quando o solo sofre erosão e invade riachos, rios e outros cursos de água, os produtos químicos existentes no solo se misturam com a água e criam problemas para as plantas e a vida animal. Por exemplo, quando os níveis de fósforo ficam muito altos em uma massa de água, eles levam à proliferação de algas que matam as populações de peixes. A melhor forma de evitar a erosão é manter o solo firme plantando muitas árvores nativas, arbustos, grama e cobertura vegetal. As raízes das plantas mantêm o solo firme e evitam que ele invada a água.
  4. Contenha e transforme em composto o lixo do jardim. Lixo do jardim acumulado pode ser levado facilmente por correntezas de temporais. Mesmo que o lixo não contenha produtos químicos como herbicidas e pesticidas, grandes quantidades de paus, folhas e grama podem entupir os cursos de água com quantidades desaconselháveis de nutrientes.
    • O composto deve ser colocado em uma caixa ou em um barril para evitar que os materiais sejam levados pela água. Algumas cidades fornecem esses recipientes de graça ou a preços baixos.
    • Use um cortador de grama em vez de ensacar tufos de grama. Os cortadores de grama adicionam uma camada natural de composto à grama e você não precisa lidar com o descarte de tufos de grama.
    • Descarte lixo do jardim e tufos de grama de forma adequada. Se você não produzir composto ou se tiver lixo de jardim que não pode transformar em composto, entre em contato com a agência de proteção ambiental ou de gerenciamento de lixo para determinar como descartá-lo.
  5. Mantenha o carro em ordem. Se o carro vazar óleo ou outros produtos químicos, eles podem penetrar na água do subsolo. Faça revisão no carro regularmente e repare os vazamentos assim que ocorrerem.
    • Além disso, não se esqueça de descartar o óleo do motor adequadamente em vez de derramá-lo pelo ralo.

Expandindo o alcance

  1. Envolva-se na escola e no trabalho. Você pode tomar as mesmas medidas no trabalho e na escola que tomaria em casa para reduzir a poluição da água. Examine as políticas no local de trabalho e na escola e descubra se há mudanças que você poderia ajudar a introduzir para criar um ambiente livre de poluição. Envolver professores, colegas de escola ou de trabalho é uma ótima maneira de educar os outros e fazer a diferença.
    • Por exemplo, você pode recomendar ao escritório ou à escola que mude para suprimentos de limpeza ecológicos e sugerir aqueles que funcionam bem.
    • Você também pode colocar sinais que lembrem às pessoas para conservarem água nas áreas de banheiro e cozinha.
  2. Ajude a recolher o lixo em áreas onde exista água. Se você vive perto de alguma massa de água, há muito o que fazer para reduzir a poluição. Veja se há um grupo trabalhando para limpar praias, lagos, oceanos e rios locais. Muitas cidades organizam dias de limpeza durante os quais voluntários podem se juntar e ajudar a retirar o lixo para purificar os cursos de água locais.
    • Se você não encontrar um grupo local que trabalhe para reduzir a poluição da água na sua área, organize um! Considere organizar um dia de limpeza. Defina uma data, divulgue o evento e tenha um plano para coletar e descartar o lixo.
  3. Denuncie os problemas da água que afetam a sua comunidade. As empresas que despejam lixo industrial nos cursos de água são as maiores culpadas pela poluição da água. Há regulamentações que impedem a ocorrência desse problema, mas essa prática ainda é comum. Descubra se existe alguma fábrica ou usina elétrica na sua área responsável por poluir os cursos de água locais e denuncie o problema.
    • Estude as leis locais e nacionais contra a poluição de água e junte-se a grupos que trabalham na proteção da água na sua área.
    • Votar em candidatos políticos que lutam para proteger os cursos de água é uma ótima forma de fazer a sua parte para reduzir a poluição.

Dicas

  • Pense grande. Você pode achar que um pequeno vazamento de óleo no seu carro não é nada demais. No entanto, o óleo de milhares ou milhões de carros com pequenos vazamentos se acumula rapidamente e em breve você se depara com um vazamento de óleo acumulado muito pior do que um desastre com um caminhão-tanque de óleo. Você não pode reparar todos os vazamentos de óleo do mundo, mas pode consertar o seu. Seja parte da solução.
  • Se não tiver certeza se algo é prejudicial, verifique com o departamento de proteção ambiental e gerenciamento de lixo local ou pesquise na internet.
  • Em algumas áreas, o escoamento de água da agricultura pode ser um problema de poluição muito maior do que o escoamento de água nos centros urbanos. Se estiver envolvido com agricultura, entre em contato com a agência de proteção ambiental local para descobrir mais sobre formas de redução do impacto no ambiente.
  • Eduque sua família, amigos e vizinhos sobre as formas de reduzir a contribuição deles para a poluição. Se sua comunidade ainda não tiver programas de educação ambiental, regulamentações de controle de poluição ou instalações de reciclagem de lixo perigoso, tome a iniciativa.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.