Como Evitar Relacionamentos Co dependentes

A melhor maneira de evitar relacionamentos co-dependentes é não sendo co-dependente você mesmo. Saiba o que significa ser co-dependente: é dar querendo receber. Quando você tenta fazer um relacionamento funcionar querendo obter tudo o que puder da outra pessoa, você logo vai falir a relação.

Passos

  1. Busque ajuda, se necessário, para tornar-se saudável. Para um relacionamento ser saudável, você tem que ser saudável em si mesmo. Entre num aconselhamento; encontre um amigo que possa ajudá-lo a crescer; alguém em quem você confia para dizer a verdade. Embora possa ser mais difícil de ouvir, um não amigo funciona bem aqui.
  2. Dê 100% para a relação sem esperar nada em troca. Este é o amor incondicional. Você tem que conhecer esse tipo de amor antes de poder doá-lo! Se vocês dois fizerem isso, a relação vai crescer. Isso significa gastar o tempo que você dá o seu parceiro com seu parceiro, apreciando e valorizando o relacionamento como ele é. Isso não significa centralizar sua vida em torno de seu relacionamento, negligenciando o seu trabalho, seus amigos, seus hobbies e suas próprias necessidades. Dê o que você pode dar livremente, sem sacrifício ou ressentimento, e cuide de si mesmo sem esperar que seu parceiro cuide de você. Se você não cuidar de si mesmo, você vai chegar ao ponto de não poder cuidar de seu parceiro ou qualquer outra pessoa.
  3. Aborde o que dói. Quando você sentir-se ferido e ficar com raiva, você tem que estar disposto a procurar a causa do comportamento que o machuca e solucionar o problema. Isto é como contar até dez, esperando para falar antes de agir. Se você precisar ficar com raiva, você pode sempre fazê-lo mais tarde. Quando chega na causa do comportamento, você pode ajudar a pessoa a entender o que aconteceu e dizer que você se machucou. Assim, você estará construindo a relação, não fazendo danos a ela.
  4. Compreenda a idéia de limites pessoais e mantenha os seus. Torne-os claros ao seu parceiro, incluindo as áreas sombrias negociáveis que fazem parte de qualquer relacionamento saudável. Respeite os limites do seu parceiro. Quando você estiver magoado ou com raiva, pare e reflita sobre o porquê de estar magoado ou irritado. Identifique se o problema é que você quer cruzar os limites do seu parceiro ou se é o seu parceiro invadindo os seus. Se você quer algo irracional, como atravessar os limites de seu parceiro, compreendê-los pode fazer você se esquecer esse desejo. Se você quer algo razoável, como manter seus próprios limites, então defenda-se assertivamente.
  5. Não insulte seu parceiro em quaisquer discussões. Não xingue, nem o apelide. Não diga "Você é preguiçoso". Foque em seus próprios sentimentos, necessidades e pontos. Dizer "Sinto-me como se eu tivesse que fazer toda a limpeza" não é um insulto. "Você é um porco preguiçoso, você nunca faz nada em casa" é um insulto. Se você se comportar desta maneira consistentemente, você pode estabelecer um padrão.
  6. Traduza qualquer insulto do seu parceiro no que realmente está sendo dito. "Estou zangada porque você não faz a limpeza suficiente para me agradar" é uma tradução do insulto acima. Aceitar que os insultos apenas dizem "Eu estou zangado e frustrado" é vital. Eles não são verdadeiros, são apenas uma descrição de uma situação que seu parceiro percebe como real. Comunicar-se sem insultos poderia ajudar a resolver esse conflito. Se você limpa mais eficientemente do que o seu parceiro e termina as mesmas tarefas em metade do tempo, pode parecer que você está fazendo menos, mesmo que você esteja realizando mais. Inversamente, se seu parceiro é melhor na limpeza, os seus resultados podem decepcionar seu parceiro mesmo que você dedique a mesma quantidade de tempo e esforço. Discutir estas questões sem culpar ou insultar é um "modo de resolução do problema" e um elemento importante de qualquer relacionamento saudável.
  7. Sempre haverá conflito em todos os relacionamentos. Quando ambos os parceiros são confortáveis e felizes com o mesmo método de resolução de conflitos, eles tendem a ser mais felizes juntos, não importa o que os outros pensam disso. Alguns casais se insultam constantemente de uma forma alegre, porque também não levam os insultos a sério - e sabem que se os insultos pararem, o problema é grave. Encontre a sua zona de conforto e do seu parceiro e explore diferentes maneiras de lidar com conflitos até você encontrar o que funciona para você.
  8. Identifique qualquer comportamento ofensivo ou vícios que façam parte da relação. Conscientize-se dos tipos de jogos mentais. Se você não cresceu em uma casa com um viciado ou alcoólatra, é fácil ser cego diante dos vícios. Leia sobre o vício e encontre listas de sintomas para examinar os comportamentos dolorosos dentro de seu relacionamento; tanto seus como de seu parceiro. O comportamento saudável às vezes pode doer muito quando uma relação está mudando, mas essa dor é necessária para superar isso. Quem tenta quebrar o padrão será visto como agindo de forma egoísta.
  9. Procure por formas através da quaisquer você esteja possibilitando comportamentos dolorosos ou vícios por dar demais.
  10. Veja se você pode estar tentando controlar a vida do seu parceiro. Se as decisões finais sobre as coisas sempre seguem seu caminho, isso é um sinal de co-dependência. Há doação e recebimento em uma relação saudável. Se seu parceiro nunca faz nada sem consultá-lo, isso é um sinal de perigo e algo em que trabalhar.

Dicas

  • Peça ajuda se sentir necessidade.
  • Cuide de si mesmo, conheça seus limites, defina seus limites, diga não. Se você respeitar a si mesmo, poderá esperar ser respeitado. Se você não estiver sendo respeitado, saia.

Avisos

  • Dar demais nunca é bom para o relacionamento.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.