Como Controlar a Rosácea

A rosácea é uma doença de pele comum que afeta pessoas de todas as idades. Essa condição costuma se apresentar em forma de áreas de vermelhidão na pele, podendo piorar com o tempo e ao ficar sem tratamento. Não existe cura para a doença, mas é possível controlá-la ao minimizar o potencial de episódios e tratá-los.

Diminuindo os episódios

  1. Evite gatilhos. Os especialistas não sabem afirmar com certeza quais são as causas da rosácea, mas sabem que certos fatores podem desencadeá-la ou piorá-la. Em muitos casos, tais elementos intensificam o fluxo sanguíneo na superfície da pele. Evite algumas das seguintes coisas que podem exacerbar a condição:
    • Comidas e bebidas quentes;
    • Comidas apimentadas;
    • Bebidas alcoólicas;
    • Luz solar;
    • Estresse, vergonha ou raiva;
    • Exercícios ou atividades intensas;
    • Banhos quentes e saunas;
    • Remédios como corticoides e medicamentos para pressão alta;
    • Vento;
    • Frio;
    • Umidade;
    • Alguns produtos de cuidados com a pele ou cosméticos.
  2. Proteja a pele. A exposição a fenômenos climáticos pode desencadear ou intensificar episódios. Proteja a pele de sol, vento e frio para diminuir a ocorrência de crises e ajudar a controlar a rosácea.
    • Use um protetor solar que ofereça proteção contra raios UVA e UVB com um FPS mínimo de 30. Não deixe de reaplicá-lo com frequência.
    • Mantenha a pele fresca: não se exponha diretamente ao sol, use ventilador e ar condicionado no verão.
    • Use um cachecol ou gorro facial no inverno para se proteger do vento e do frio.
  3. Lave o rosto com sabonetes suaves. Lave o rosto e as regiões com tendência à rosácea com um produto delicado. Essa medida, além de evitar episódios, pode também diminuir o risco de infecções ao eliminar as bactérias do local.
    • Use um sabonete suave com pH neutro de uma marca respeitada.
    • Procure produtos sem fragrância e dermatologicamente testados. Lembre-se de que “hipoalergênico” não é a mesma coisa que “dermatologicamente testado”, sendo que a última é a opção correta.
    • Use a ponta dos dedos para se lavar e evite usar toalhas e esponjas, pois elas podem irritar a cútis.
    • Enxágue com água morna para evitar a ocorrência de vermelhidão e impedir que os óleos naturais sejam retirados da pele, o que pode causar irritação.
    • Seque o rosto com lenços para não irritar a pele.
    • Considere a ideia de fazer um teste cutâneo antes de usar um produto para ter certeza de que não haverá nenhuma reação.
  4. Hidrate a pele. Os médicos acreditam que a hidratação, além de formar uma barreira para evitar episódios de rosácea, ajuda a amenizar a condição. Aplique um hidratante específico para seu tipo de pele depois de lavar o rosto.
    • Peça a receita ou a sugestão de um hidratante ao dermatologista. Há diversos produtos no mercado formulados especialmente para pessoas com rosácea.
    • Espere cerca de dez minutos depois de lavar o rosto ou de aplicar medicação no local para passar o hidratante. Dessa forma, é possível minimizar a queimação e a ardência.
    • Considere a ideia de usar um creme com filtro solar. Os produtos com múltiplas funções podem diminuir os ricos de crises.
  5. Fique atento a produtos com substâncias irritantes conhecidas. Alguns estudos demonstram que certos ingredientes em produtos de pele podem desencadear a rosácea ou lesar a região. Leia os rótulos das embalagens para localizar tais ingredientes e evitar episódios. Tome cuidado com:
    • Álcool;
    • Hamamélis;
    • Fragrância;
    • Mentol;
    • Hortelã;
    • Óleo de eucalipto;
    • Agentes esfoliantes.
  6. Mantenha os dedos e mãos longe da pele. Ficar tocando ou coçando a pele pode provocar irritação e originar crises. Faça um esforço consciente para não tocar a face e outras áreas da pele com tendência ao problema.
    • Evite cutucar ou estourar as lesões que pareçam espinhas.
    • Fique atento para não ficar apoiando o rosto ou o queixo nas mãos.

Controlando episódios de rosácea

  1. Vá ao médico. Marque uma consulta caso os episódios sejam graves, incontroláveis ou caso você não saiba se tem rosácea ou não. O profissional pode sugerir um tratamento que funcione para o tipo específico da doença. Os quatro tipos de rosácea são:
    • Eritêmato-telangectásia, que se apresenta na forma de vermelhidão facial permanente ou vasos sanguíneos visíveis.
    • Pápula pustulosa, que se apresenta na forma de vermelhidão facial persistente e lesões parecidas com espinhas.
    • Fimatosa, que consiste no engrossamento e aumento da pele, principalmente em homens e na região do nariz.
    • Ocular, que dá aos olhos um aspecto lacrimejante e injetado, sensação de que há um corpo estranho, queimação, ardência, secura, coceira, sensibilidade à luz e visão borrada.
  2. Aplique um creme emoliente na pele. Há evidências de que cremes emolientes vendidos sob prescrição médica possam ajudar a reparar a pele com rosácea. Use um desses em conjunto com o hidratante para controlar melhor e evitar episódios.
    • Leia os rótulos dos produtos para procurar ingredientes emolientes. Alguns exemplos de emolientes são o estearato de glicerol, lanolina, estearato de soja e óleo de semente de girassol.
  3. Tome remédios. Muitas pessoas precisam tomar medicação e evitar gatilhos para controlar a rosácea. Tomar ou aplicar remédios pode ajudar a controlar a inflamação e a infecção que pode se originar a partir de episódios da maioria dos tipos da doença. Os remédios que o médico pode receitar são:
    • Antibióticos. Geralmente, vêm em forma de cremes, loções ou gel para controlar a inflamação. Espere meia hora depois de lavar o rosto para diminuir a sensação de queimação. Antibióticos em forma de comprimidos podem ser um pouco mais eficazes, mas também têm mais efeitos colaterais.
    • Remédios para acne. Muitos profissionais receitam a isotretinoína, um medicamento que costuma ser usado em casos graves de acne cística, para ajudar a amenizar e curar episódios de rosácea do tipo parecido com espinhas. Evite a isotretinoína se você estiver grávida, já que pode causar defeitos congênitos.
  4. Faça uma cirurgia. Em alguns casos, como quando a pele engrossa ou os vasos sanguíneos aumentam, pode ser preciso passar por uma cirurgia. Considere essa opção caso os tratamentos convencionais não consigam dar conta da questão.
    • Faça dermoabrasão para remover a pele mais grossa.
    • Disfarce os vasos sanguíneos e a pele engrossada ou o acúmulo de tecido com laser.
    • Discuta outras opções cirúrgicas com o médico, tais como a criocirurgia, ablação por radiofrequência e enxertos de pele caso você não se sinta bem com laser.
  5. Experimente probióticos. Pesquisas recentes mostram que o uso de probióticos pode ajudar a livrar a pele da rosácea. Experimente cremes tópicos ou probióticos orais para controlar e evitar a situação.
    • Aplique o creme, sabonete ou máscara de probióticos. Todos esses produtos podem formar uma barreira, acalmar e proteger a pele.
    • Tome probióticos orais, ou seja, suplementos diários contendo Lactobacilos e/ou Bifidobactérias. É possível encontrá-los na maior parte das farmácias e lojas de produtos naturais.
  6. Tome iogurte. Também há algumas evidências de que o iogurte possa controlar a rosácea. Experimente comer iogurte com culturas de bactérias vivas diariamente ou faça uma máscara de iogurte grego.
    • Leia o rótulo para saber se o iogurte tem mesmo uma cultura de bactérias vivas. Apenas esse tipo pode ajudar na rosácea.
    • Faça uma máscara de iogurte grego. Não existe atualmente nenhuma pesquisa que ateste a eficácia dessa máscara, mas alguns médicos relataram que seus pacientes obtiveram sucesso com tal solução caseira.
    • As máscaras de iogurte têm o benefício de hidratar a pele, o que também pode acalmar e amenizar a rosácea.
  7. Mantenha a pele hidratada. Muitos especialistas acham que a hidratação constante é o segredo para lidar com a condição. Não deixe de hidratar a pele mesmo durante os episódios para que eles passem mais rapidamente e para diminuir o risco de surtos futuros.
    • Use um hidratante sem fragrância e testado dermatologicamente durante os episódios de rosácea para evitar a irritação na pele.
    • Aplique hidratante todos os dias para formar uma barreira protetora contra gatilhos e substâncias irritantes.
  8. Tome suplemento. Também há comprovação científica de que suplementos podem controlar a doença, mas é melhor tomar algum em conjunto com outra forma de tratamento. Tente tomar:
    • Um suplemento com ácido gama-linolênico, como o óleo de prímula ou de cassis. Tome 500 mg duas vezes ao dia e saiba que pode demorar no mínimo seis semanas até que se obtenha algum resultado.
    • Suplementos naturais contendo gengibre ou cúrcuma. Também é possível adicionar tais ingredientes na forma natural a comidas.
  9. Considere outros tratamentos alternativos. Há provas de que outras terapias alternativas possam ajudar no controle e prevenção da rosácea. Pense nessas opções e discuta com o médico antes de aplicá-las. Você pode experimentar:
    • Prata coloidal;
    • Óleo de emu;
    • Madeira do loureiro;
    • Óleo de orégano;
    • Vitamina K;
    • Uma dieta com alimentos anti-inflamatórios.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.