Como Melhorar o Preparo Físico de um Cavalo

O condicionamento físico adequado em um cavalo é essencial tanto para a sua performance atlética quanto para a sua saúde em geral. Um animal em boa forma tem menos chances de se lesionar e muito mais resistência do que um cavalo que passa o dia inteiro pastando. Esse é o mesmo princípio que se aplica aos seres humanos. Assim como nós, os cavalos precisam de resistência cardiovascular e muscular para serem capazes de realizar atividades físicas, especialmente no caso de esportes equestres, como o CCE, o salto de obstáculos e as provas de resistência. Por último, mesmo os animais que não vão praticar nenhum desses esportes podem se beneficiar de uma rotina de exercícios.

Passos

  1. Depois de pesquisar um bom programa de exercícios, escreva a rotina personalizada do seu cavalo semanalmente. Lembre-se de começar devagar e aumentar o ritmo dos treinos gradualmente.
  2. As trilhas são uma ótima maneira de iniciar o seu animal. Elas não são tão monótonas e entediantes quanto as longas viagens e os diferentes tipos de terrenos e obstáculos são um excelente treino para o cavalo. Confira algumas dicas a seguir:
    • Suba morros e colinas com o seu cavalo. Isso fortalece a traseira do animal e treina o seu galope. Os cavalos podem subir colinas bastante íngremes, mas comece praticando em terrenos menos inclinados e não se esqueça de verificar os estribos.
    • Trote por cima de pequenos troncos derrubados. Isso faz com que o cavalo tenha que levantar as pernas mais alto, trabalhando músculos essenciais para uma boa postura. Para exercitar os músculos das costas, passe por cima de pequenos troncos em subidas e descidas. Isso faz com que os cavalos não contraiam os ombros e usem os músculos das costas, melhorando a sua postura e a sua capacidade de distribuir o seu peso corporal.
    • Trote lentamente ladeira abaixo. Isso fortalece as pernas traseiras, que são fundamentais para saltar, e ajuda o animal a saltar mais alto e a dar passadas maiores. Para uma variação desse exercício ainda mais difícil, comece com um trote ladeira abaixo em um ritmo médio-lento e, em seguida, desacelere para um trote bem contido. Dessa maneira, usamos a inércia para dificultar essa tarefa. Lembre-se trotar somente em descidas pouco íngremes.
    • Trote ao longo de leitos de rios, especialmente os arenosos. É mais cansativo caminhar sobre a areia e, dessa maneira, aumenta-se a resistência e fortalecem-se os músculos das pernas do animal.
    • Faça zigue-zagues em torno de árvores. Isso aumenta a flexibilidade e ajuda o cavalo a ter um melhor desempenho no geral.
    • As trilhas também são um ótimo lugar para a prática curvas. Tente evitar que o cavalo faça curvas muito fechadas. Em trilhas bem demarcadas, especialmente se houver árvores delimitando-as, o animal dificilmente sairá do caminho nas curvas, então esse é um excelente exercício para praticar viradas de diferentes graus e em várias velocidades. Essa atividade é um ótimo alongamento e trabalha os músculos do ombro do cavalo.
    • Ande lateralmente nas curvas. A maioria dos cavalos tenta seguir a trilha naturalmente, então aproveite disso. Passe reto em um curva e pare de maneira que a lateral do animal esteja virada para onde você deseja seguir. Feito isso, basta esticar a perna na direção da curva e manter a cabeça do animal olhando para frente. Esse exercício auxilia a construção de músculos laterais.
    • Trote e galope para cima de pequenas e médias colinas. Os cavalos vão naturalmente trotar e galopar em uma subida íngreme, aumentando a sua capacidade e preparo para realizar essas tarefas em um terreno plano.
  3. Adicione pesos extras à sela do animal, como garrafas de água ou sacos de areia, para um treino cardiovascular e muscular mais intenso.
  4. Trabalhar em arenas fechadas também é importante. A seguir, estão listadas algumas atividades que podem ser feitas nesse ambiente.
    • Ande bastante para trás, não se contentando com apenas um ou dois passos. Marchar para trás em um ritmo médio desenvolve a musculatura da perna e das costas, ajudando com a postura.
    • Pratique paradas bruscas. Trote em um ritmo acelerado em direção a uma parede e faça o cavalo parar repentinamente no menor intervalo de tempo possível. Isso melhora a postura e a desenvoltura do animal.
    • Trote e galope sobre postes no chão. Acostume o animal com os obstáculos aos poucos e vá adicionando novos postes gradualmente. Com o tempo, ele será capaz de percorrer longas distâncias com obstáculos no chão. Para o galope, uma distância de 2,75 metros entre os postes é ideal; já para o trote, 1,80 metros são mais apropriados. Essas distâncias podem variar de acordo com o passo do cavalo, então fique à vontade para ajustá-las, conforme julgar necessário. Naturalmente, esse exercício também pode ser utilizado para treinar marchas rápidas ou lentas, mas certifique-se de aumentar a distância entre os postes gradualmente.
    • Trote sobre cavaletes, como são chamados os postes elevados. Esse exercício trabalha os mesmos músculos que o anterior, mas de maneira mais intensa. Nunca alinhe mais de seis obstáculos em uma fileira.
    • Alongue antes de montar para prevenir lesões e aumentar a flexibilidade.
    • Salte! Saltar pode melhorar o preparo de qualquer cavalo, além de ser divertido. Comece com obstáculos baixos e aumente a altura gradualmente.
    • Pratique fazer curvas bruscas. Trote ou galope em velocidade em um reta e vire no último segundo. O cavalo terá que mudar de direção rapidamente e fortalecerá a a musculatura das costas com esse exercício. Tente realizar esse desafio sem quebrar a marcha.
    • Ande lateralmente por cima de um poste no chão. Trote em direção a um poste e tente passar lateralmente por cima dele. Primeiro, lentamente e, com a prática, tente fazer isso em um ritmo mais acelerado. Essa atividade ajuda os cavalos a andar lateralmente em uma linha reta e fortalece os músculos.
  5. Trotar por longos períodos é uma ótima maneira de melhorar o preparo físico do seu cavalo, mas certifique-se de deixá-lo descansar sempre que ele ficar sem fôlego.
  6. Sempre aqueça e alongue antes de cada cavalgada para evitar cólicas e distensões nos tendões.
  7. Se possível, monte diariamente. É extremamente desaconselhável deixar o animal passar a semana inteira na baia e montá-lo por longos períodos nos fins de semana.
  8. Verifique as patas do seu cavalo frequentemente. Se elas aparentarem estar muito desgastadas por conta dos exercícios, o animal pode precisar de cuidados veterinários ou de algum tipo de suplemento para os cascos.
  9. Alimente o animal com feno de alta qualidade e/ou com grama. A menos que o seu cavalo tenha problemas para manter o peso, não o alimente com muitos grãos. Na maioria dos casos, uma pequena quantidade de grãos é suficiente para fornecer todos os suplementos necessários.
  10. Jogue polocrosse (uma mistura de pólo com lacrosse). Esse esporte ajuda o cavalo a fazer curvas e parar mais rapidamente.
  11. Lembre-se sempre de se divertir com o seu cavalo e certifique-se de que ele também esteja se divertindo. O objetivo da equitação é criar uma parceria com o animal e não uma relação ditatorial.

Dicas

  • Encoraje o seu cavalo. Se ele fizer algo certo, deixe isso bem claro dizendo-lhe o quão bom ele é.
  • Certifique-se de trabalhar com o seu cavalo diariamente ou tão frequentemente quanto possível, mas sem exagerar. Você e o animal irão se beneficiar, além de melhorar a relação entre vocês.
  • Comece sempre devagar e evolua gradualmente.
  • Seja paciente. Adestrar um cavalo leva tempo, então não desanime se os resultados não aparecerem rapidamente.
  • Não force demais o seu cavalo. Aprenda a entender os sinais que ele passa. Se o animal estiver com dificuldades em respirar ou com a temperatura corporal muito alta, caminhe com ele lentamente por alguns minutos, deixando-o recuperar o fôlego antes de voltar ao trabalho.
  • Não o tire do cercado somente para treiná-lo. Ele se cansará rapidamente dessa rotina. Dê um dia de folga a ele repleto de carinhos, guloseimas e amor. Lembre-se de que os cavalos são animais inteligentes.
  • Use um cabresto longo durante o treino para fazer o cavalo prestar mais atenção em você. Além disso, uma outra boa estratégia para esse mesmo fim é alimentá-lo com pequenos pedaços de grãos enquanto o escova.

Avisos

  • Colocar um cavalo em boa forma leva tempo, especialmente para animais mais velhos.
  • Esfrie o seu cavalo depois de atividades físicas intensas para diminuir o risco de cólica. Se ele estiver muito suado, use uma mangueira até que os seus ombros estejam frios ao toque. Se estiver ventando muito, cubra-o com algum cobertor para que ele não fique com muito frio.
  • Espere, pelo menos, uma hora para alimentar o cavalo depois de ele ter sido montado, pois comer logo após atividades físicas pode causar cólicas no animal.
  • Não faça treinos muito puxados no início, pois essa estratégia somente aumenta o risco de lesões. Construa sua resistência e força gradualmente.
  • Não é recomendado montar o seu cavalo até a exaustão todos os dias! O animal precisa de 1-2 dias de folga por semana. O excesso de exercícios pode causar claudicação e dores musculares.
  • Use um capacete durante a montaria para a sua própria segurança.
  • Lembre-se que cada raça é diferente. Pode ser mais fácil para um cavalo árabe ganhar massa muscular do que para um pônei. Aceite e compreenda o ritmo do seu animal.
  • Não salte com o seu cavalo antes de ele estar em boa forma, uma vez que esse exercício em um animal com sobrepeso pode danificar as articulações e toda a parte dianteira do corpo. No momento do pouso, é essa parte que recebe todo o impacto, mesmo que somente por alguns segundos.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.