Como Manter o Otimismo na Menopausa

Hoje em dia, a maior parte das mulheres vive cerca de 1/3 da vida (cerca de 34 a 40 anos) após o início da menopausa, mas as negatividades sobre a "mudança" ainda estão enraizadas na cultura moderna. Os profissionais médicos costumam ver a menopausa como uma fase focada na deficiência de estrogênio e não como um processo holístico. Existem muitas informações erradas por aí, motivadas pelo foco pesado na juventude e na negatividade associada a qualquer coisa que sugira "envelhecimento". Não pense assim! A menopausa é uma parte natural e inevitável da vida de qualquer mulher; ela deve ser celebrada e respeitada.

Criando uma atitude positiva

  1. Faça uma escolha. Você tem duas opções: enfrentar a menopausa com raiva e negação ou aceitá-la e aproveitar ao máximo o período de transição para se adaptar ao restante de sua vida. Lembre-se de que a menopausa acontecerá de qualquer jeito, o que muda é seu pensamento.
    • Ao sentir as emoções negativas chegando ou ficar sobrecarregada com os sintomas da menopausa, pare e respire fundo.
    • Repita em voz alta: "Eu aceito a mudança".
  2. Lembre-se de que ainda é uma mulher. Na sociedade atual, é muito fácil pensar que após a fase reprodutiva, sua feminilidade é reduzida. Você não é menos mulher por não poder ter mais filhos! A menopausa é uma experiência que deve unir as mulheres, não separá-las.
    • Aproveite a oportunidade para se conectar com mais mulheres.
    • Ao discutir as mudanças com amigas e pessoas novas, você criará laços novos e duradouros forjados através da feminilidade.
  3. Redescubra seu propósito. A menopausa é vista por muitas mulheres como uma época para se redefinir interesses, papéis e propósitos. Aproveite para refletir sobre onde está na vida e onde quer chegar.
    • Há algo que sempre quis fazer?
    • Chegou a hora de dar fim a um relacionamento negativo?
    • Agora é a hora de se colocar em primeiro plano e correr atrás do que sempre quis?
  4. Experimente técnicas de combate ao estresse. Caso sinta muito estresse durante a menopausa, a flutuação dos hormônios não ajudará muito. Em vez de recorrer aos medicamentos, experimente técnicas alternativas.
    • Consegue mudar algo no trabalho?
    • Consegue fazer aulas de ginástica, medicação ou ioga?
    • Pratique exercícios de respiração profunda para cuidar dos afrontamentos. É preciso praticar muito, mas você terá sucesso.
  5. Cuide da saúde. Um corpo saudável ajudará a manter a mente saudável e facilitará essa fase de transição. Alimente-se bem, mantenha-se hidratada e pratique exercícios para fortificar o corpo.
    • Melhore o humor através da alimentação. Alimentos não processados e sem açúcares, frutas, legumes, favas, grãos e peixes são boas opções para quem está entrando na menopausa.
    • Beba bastante água para manter-se hidratada. As mudanças nos níveis hormonais afetam o modo com o qual as células do corpo retêm a umidade.
    • Exercite-se para manter-se fisicamente saudável e de bem humor. A pratica de atividades físicas também reduz a intensidade e a frequência dos afrontamentos.

Abraçando a mudança

  1. Aceite-se. A partir de agora será mais difícil fazer algumas coisas, como manter o peso atual. Em vez de reclamar, simplesmente aceite a mudança. Talvez tenha chegado a hora na qual você merece ocupar um pouco mais de espaço em suas roupas.
    • Se estiver com dificuldade para aceitar uma mudança, olhe-se no espelho e diga algo como "Eu aceito meu novo corpo". Com o tempo, você acreditará em si própria.
  2. Ame a clareza de visão proveniente da menopausa. Agora é hora de rever sua visão, mudar de foco e explorar mais suas necessidades. Pare de sufocar suas necessidades pelos outros e comece a fazer as mudanças necessárias para um futuro positivo.
  3. Despeça-se do passado. Você está deixando para trás partes de sua vida que eram integrais a quem você era. Encontre um ritual adequado para se despedir da vida passada e receber o próximo estágio de sua vida.
    • Dê uma festa da menopausa!
    • Faça uma viagem.
    • Faça aquela tatuagem que sempre quis.
  4. Retome a vida de onde parou. Antes de encarar as realidades da vida adulta, você provavelmente tinha outros planos. Agora é hora de retomá-los! Reveja sua carreira, invista em outro ramo, faça uma viagem ou comece um negócio próprio.
  5. Apoie-se em suas amigas. Procure aquelas passando pelo mesmo que você, ou que já tenham passado pela menopausa. Tire esse peso de seus ombros! Converse com amigas compreensivas que possam aliviar suas preocupações e reafirmar que está em boa companhia.
    • Compartilhem histórias.
    • Apoiem-se mutuamente.
    • Riam juntas.

Informando-se sobre a menopausa

  1. Leia livros sobre o assunto. Dê preferência para as obras escritas por mulheres que já tenham passado pela menopausa ou que estudem o fenômeno. Você compreenderá melhor as várias possibilidades da menopausa e se lembrará de que não está sozinha!
    • Um bom livro para começar: A Sabedoria da Menopausa. Curando e Criando Saúde Física e Emocional, de Christiane Northrup.
  2. Saiba o que esperar. Use os livros e a internet para identificar os sintomas físicos e emocionais da menopausa. O conhecimento a ajudará quando estiver sentindo a irritação, a impaciência e a insatisfação com a menopausa. Traga tais emoções de volta à realidade da menopausa para trabalhá-las e não simplesmente se veja como mal-humorada.
  3. Procure mais histórias. Existem muitas matérias sobre a "terrível" jornada da menopausa em revistas e publicações femininas. Na verdade, tais textos refletem as experiências menos comuns da menopausa; quanto mais sensacionalista e estranha a experiência, maiores são as chances de ela ser publicada. Isto não significa que ela seja comum.
    • Procure livros e artigos que mostrem experiências boas e neutras.
  4. Converse com outras mulheres. Se não souber o que esperar da menopausa, você ficará mais vulnerável às histórias terríveis, à pressão de realizar tratamentos desnecessários e às preocupações de que as mudanças estão fora de controle. Para combater tais noções, ouça em primeira mão os efeitos da menopausa de mulheres que conhece. Assim, você conhecerá várias experiências únicas e se tranquilizará.
  5. Confie no conhecimento. A informação é poderosa! Conforme absorve informações sobre a menopausa, use e abuse da intuição e do seu próprio corpo para descobrir o que vale para você ou não. Você provavelmente sabe muito mais do que pensa!

Dicas

  • A menopausa começa quando não se menstrua por um ano inteiro.
  • Conheça os fatos. A maioria das mulheres passa pela menopausa aos 40 anos, com a última menstruação ocorrendo entre os 49 e os 51 anos de idade. As fumantes costumam parar de menstruar antes, além de apresentar menor densidade óssea. Tais dados são médios; a menopausa chega bem antes para muitas mulheres. O importante é não ouvir os outros sem fazer suas próprias pesquisas. A experiência de sua tia não é necessariamente a mesma que a sua.
  • Identifique os sintomas. Todas as mulheres são diferentes. Algumas apresentam poucos sintomas, outras muitos. Os sintomas típicos da menopausa incluem:
    • Afrontamentos ou ondas de calor (cerca de 40% das mulheres não sentem tal sintoma).
    • Suores noturnos.
    • Ressecamento vaginal.
    • Variação menstrual: fluxos mais leves, fluxos mais pesados, irregularidade e desaparecimento da menstruação.
  • Você ainda produzirá estrogênio após a menopausa, a diferença é que a produção não será mais nos ovários e será em um volume bem menor. O androgênio (produzido pelos ovários e pela glândula adrenal) continuará sendo transformado em estrogênio e a conversão ocorre na gordura corporal, logo, mulheres com maior taxa de gordura tendem a produzir mais estrogênio após a menopausa.
  • A terapia de reposição hormonal é um bom exemplo da necessidade de se fazer pesquisas sobre o assunto. Há um tempo, ela era considerada segura e adequada para todas as mulheres na menopausa. No início dos anos 2000, entretanto, foram descobertos riscos de algumas doenças como consequência da terapia, incluindo o câncer de mama e problemas cardíacos. Por mais que ainda existam discussões legais e médicas sobre o assunto, o número de mulheres que realizam o tratamento caiu significativamente, assim como caíram os números de câncer de mama. Barbara Ehrenreich, famosa escritora americana, sofreu com câncer de mama após a terapia e alega que a "ciência provavelmente produziu o câncer". Se deseja medicar a menopausa em vez de tratá-la como um processo natural, aprenda o máximo que puder e sempre faça perguntas .
  • A menopausa é o fim da menstruação, mas normalmente é chamada de "a mudança". Assim como ao fim de cada menstruação, os níveis hormonais podem mudar, assim como o humor.

Avisos

  • Abandone o que não funcionar. O fato de algumas coisas funcionarem para suas amigas não significa que funcionarão com você. Experimente o que julgar necessário, mas prepare-se para abandonar os "tratamentos" que não ajudarem.
  • Não confunda a menopausa com o estresse ou o envelhecimento. São processos diferentes com desafios diferentes — irritabilidade, esquecimento, depressão, ansiedade, perda da libido, etc. Diversos estudos tentam conectar tais sentimentos à menopausa, mas não há relação causal. Na realidade, há uma mistura de todas as questões, afinal, a menopausa faz refletir sobre o envelhecimento, o que por sua vez aumenta o estresse. Se estava estressada antes da menopausa, isso não mudará! Sua perspectiva pode mudar, obviamente, desde que esteja interessada.
  • Não descarte a gravidez durante a menopausa. Por mais improvável que seja, é possível engravidar. As grandes possibilidades de malformações congênitas e o fato de se criar uma criança em uma fase da vida onde se espera estar livre após muitos anos criando filhos são coisas que podem desgastá-la bastante, portanto, previna-se.
  • Existem muitas coisas que podem ou não ser causadas pela menopausa. Os suores noturnos, por exemplo, também podem sinalizar doenças como o câncer. Se não tem certeza de algo e está preocupada, procure aconselhamento médico. Imponha-se caso o médico queira culpar tudo na menopausa, principalmente quando seu instinto disser outra coisa. Peça uma segunda opinião e faça exames.

Materiais Necessários

  • As melhores fontes de informação sobre a menopausa são livros escritos por mulheres com experiência médica e pessoal no campo.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.