Como Cuidar do seu Cavalo

Os cavalos são animais lindos, mas de criação complicada, necessitando de muito cuidado e atenção. É necessário cuidar da higiene, da alimentação, do treinamento e da conexão com o animal para mantê-lo saudável. Continue lendo para aprender a cuidar bem de seu cavalo.

Cuidando da higiene do cavalo

  1. Leve o cavalo até a área de tratamento no celeiro. É preciso ter um estábulo separado para os cuidados de higiene do animal. Amarre-o para que ele não fuja durante o processo.
    • Vista roupas que possam ser sujadas, pois o processo criará uma bagunça.
  2. Utilize uma escova de borracha para soltar a sujeira na pelagem do animal. Faça movimentos circulares e não utilize a escova sobre a face ou as pernas do cavalo para não machucá-lo.
  3. Utilize uma escova rígida para remover a sujeira da pelagem do animal. Faça movimentos de vai e vem, chacoalhando a escova, e você deve ver uma nuvem de fumaça sair da pelagem do cavalo.
    • Não esqueça de chacoalhar a escova ou a sujeira continuará no corpo do animal, causando irritação.
  4. Utilize uma escova macia para suavizar os pelos do cavalo. Faça movimentos longos e uniformes para remover o restante de sujeira e alisar os pelos. O uso das cerdas macias manterá os pelos bonitos e brilhantes.
  5. Apare os pelos do cavalo com um cortador elétrico. Caso alguma área precise ser aparada, utilize um aparador elétrico. Não utilize o aparelho próximo do rosto do animal, pois você pode assustá-lo ou machucá-lo.
  6. Utilize um pente para crina para desembaraçar os fios da crina e da cauda do animal. Seja cuidadoso e evite puxar ou quebrar os fios do cavalo. Também é possível utilizar a escova rígida para ajeitar a cauda dele.
  7. Limpe os cascos do cavalo. Fique na lateral do animal e utilize uma mão para dobrar e apoiar um dos cascos dele. Remova pedras, matinhos e outros objetos que possam ter ficado presos utilizando uma pinça. Limpe o casco no sentido oposto ao do seu corpo para evitar que os objetos voem em sua direção.
    • Apare os pelos dos cascos a cada seis ou oito semanas. Nem sempre é necessário colocar ferraduras nos cascos: muitos especialistas acreditam que isso pode gerar mais problemas do que benefícios.
  8. Lave o cavalo conforme necessário. Caso o animal pareça sujo, é uma boa ideia dar um banho: com uma mangueira, jogue água quente no cavalo para remover o excesso de sujeira e preparar a pelagem para o shampoo. Em seguida, aplique o shampoo utilizando uma escova de borracha. Enxágue, aplique condicionador com a escova de borracha e enxágue novamente.
    • Evite passar shampoo e condicionador nos olhos do cavalo. Limpe o rosto dele com um pano úmido.

Alimentando o cavalo

  1. Dê bastante água ao cavalo. Forneça água limpa e com boa temperatura e limpe o cocho diariamente.
  2. Disponibilize feno de boa qualidade para o animal. Os cavalos comem enormes quantidades de grama e feno – algo entre 6 kg e 9 kg, ou 1% a 2% do peso corporal – diariamente, portanto, garanta que o animal tenha bastante comida disponível.
    • Verifique se o feno dado ao cavalo não está mofado ou empoeirado.
  3. Dê também pequenas quantidades de grãos para o cavalo no decorrer do dia. Os cavalos podem comer 200 g de grãos para cada 45 kg de peso corporal. Sirva os grãos em duas ou três refeições durante o dia.
    • Meça bem as porções de grãos para garantir que está servindo a quantidade correta.
    • Em dias quentes, sirva os grãos nos horários mais frescos, como pela manhã e no fim da tarde.
  4. Aumente ou diminua as porções conforme as necessidades do cavalo. As necessidades nutricionais do animal variarão de acordo com a quantidade de grama fresca que ele consumiu no pasto e com os níveis de atividades físicas realizadas. Avalie as necessidades do cavalo diariamente para aumentar ou diminuir as quantidades servidas regularmente.
    • Caso o cavalo esteja pastando o dia inteiro e comendo muita grama, não é necessário servir muito feno.
    • Caso o cavalo tenha trabalhado bastante, é preciso servir mais comida para repor as calorias extras queimadas.
  5. Alimente o cavalo uma hora antes ou depois de cavalgar. Não alimente-o logo antes ou depois de uma atividade cansativa, pois o fluxo sanguíneo estará desviado dos órgãos, o que pode interferir com a digestão. Alimente o cavalo de acordo com as atividades agendadas.
    • Alimente o cavalo três horas antes da realização de uma atividade muito cansativa.
  6. Faça mudanças graduais na dieta do animal. Caso seja preciso mudar a alimentação do animal, não faça isso de uma hora para a outra. Comece substituindo 25% da porção pelo novo alimento no primeiro dia. No segundo dia, substitua 50% da porção e no quarto dia, 75%. No sexto dia já é possível alimentar o cavalo apenas com a nova comida.
    • Além de realizar as mudanças gradualmente, tente alimentar o cavalo no mesmo horário todos os dias para aumentar o rendimento dele.
    • Mudar drasticamente a comida ou a rotina de alimentação pode causar cólicas e problemas de circulação. As cólicas equinas causam dores abdominais bastante fortes e requerem cirurgias em alguns casos. Os problemas de circulação nos cavalos podem separar o casco da pata e são fatais em muitos casos.

Criando laços com o cavalo

  1. Passe um tempo com o cavalo e deixe que ele se aproxime de você. De vez em quando, fique sentado no cercado (sentado na cerca ou em uma cadeira, não no chão) e deixe que o animal venha até você por conta própria. Observe o comportamento do cavalo e veja como ele age quando não está trabalhando para você. Ao observá-lo em seu próprio ambiente, você aprenderá mais sobre a personalidade do animal e ganhará mais a confiança dele.
  2. Aproxime-se do cavalo com movimentos calmos e lentos. Em vez de caminhar na direção dele, jogar a sela e cavalgar, vá devagar. Deixe o cavalo farejar sua mão enquanto você conversa com ele. Demonstrar calma criará mais confiança entre vocês.
  3. Acaricie o cavalo e demonstre que gosta dele. Massageie as orelhas, acaricie o focinho e dê batidinhas leves na cabeça dele. Vá descobrindo os locais que o cavalo gosta que sejam acariciados e inclua-os nas interações diárias com ele.
  4. Dê petiscos com moderação. Recompensar os bons comportamentos com petiscos é uma ótima maneira de se criar laços com o cavalo, mas é preciso tomar cuidado para não exagerar, pois o cavalo pode ficar condicionado a esperá-los. Em alguns casos, ele pode até mesmo tentar roubar os petiscos escondidos em suas roupas.
    • Maçãs e cenouras são ótimos petiscos para cavalos.
  5. Encoraje o cavalo a abaixar a cabeça. Este é um ato que demonstra confiança ou submissão. Um cavalo disposto a abaixar a cabeça em sua presença possui um laço especial com você.
    • Para conseguir que o cavalo abaixe a cabeça, puxe levemente a corda guia para baixo da cabeça dele.
    • Caso ele não abaixe a cabeça sem esforço, continue construindo o laço de vocês e tente novamente outro dia.

Treinando o cavalo

  1. Siga as regras básicas de segurança durante o treinamento. Em todas as interações com o cavalo é possível ensinar algo: aproveite esses momentos ao máximo e mantenha-se seguro seguindo algumas regras básicas do convício com cavalos.
    • Jamais caminhe ou fique parado atrás ou na frente de um cavalo.
    • Ao manusear a cabeça do cavalo, fique do lado esquerdo dele em um ângulo.
    • Converse com o cavalo e toque no corpo dele conforme você sai do campo de visão dele.
    • Quando precisar fazer algo nos cascos do cavalo, curve-se, não agache.
  2. Vá devagar. Um cavalo não é capaz de aprender um truque ou comando em apenas um dia: é preciso dar um passo de cada vez. Divida o objetivo do treinamento de modo que seja possível conquistar uma pequena parte dele de cada vez.
    • Por exemplo, se deseja ensinar o cavalo a se curvar, comece ensinando-o a seguir um alvo com o nariz primeiro.
  3. Seja paciente. Ensinar um novo comando ou lidar com a desobediência pode ser complicado, mas é preciso manter a paciência. O cavalo pode ficar assustado ou frustrado caso você pareça irritado ou nervoso, portanto, mantenha-se calmo e positivo mesmo quando o animal não estiver respondendo bem ao que está tentando ensinar.
  4. Mantenha uma voz suave e baixa ao falar com o cavalo. Jamais grite ou levante a voz perto do cavalo para não assustá-lo. Mantenha o animal calmo e responsivo conversando com ele com um tom de voz calmo.
  5. Utilize reforços positivos para reconhecer as conquistas do cavalo. Os petiscos são os reforços positivos mais comuns para quando o cavalo faz o que é pedido. Desse modo, você deixará claro que ele está fazendo o que deve.
  6. Utilize os reforços negativos. Aplique uma leve pressão nas rédeas ou dê um leve tapa no cavalo como reforços negativos. Repita-os até que o cavalo faça o que foi pedido.
    • Jamais assuste ou machuque o cavalo. O reforço negativo deve ser apenas irritante para o animal.
  7. Aumente o potencial dos treinamentos com uma sela de alta qualidade. Caso o cavalo fique desconfortável com a sela, ele pode ficar distraído ao receber os comandos, portanto, escolha uma sela de tamanho adequada e de boa qualidade para evitar machucar o animal.
    • Colocar um acolchoado sob uma sela de baixa qualidade não resolverá o problema de desconforto do animal.
    • Espere gastar mais de R$ 1000,00 em uma sela de boa qualidade.
    • Se você tem mais de um cavalo, será necessário comprar uma sela customizada para cada um.

Mantendo o cavalo saudável

  1. Agende exames veterinários regulares. A avaliação física e dentária do cavalo é necessária para garantir que ele esteja saudável e em dia com as vacinas. As vacinas comuns devem prevenir doenças como tétano, encefalite equina ocidental e oriental, influenza equina, rinopneumonite equina (herpes equina) e raiva. Também é necessário desparasitar o cavalo regularmente.
    • Os dentes dos cavalos não param de crescer. Por mais que o consumo de grama ajude a controlar o tamanho deles, é importante levar o animal a um dentista veterinário para que ele cheque quaisquer problemas que possam causar desconforto ao cavalo.
  2. Separe espaço suficiente para que o cavalo deite no estábulo. Por mais que os cavalos consigam dormir de pé, eles precisam deitar para cair no sono de verdade. Limpe o estábulo do cavalo para que ele possa deitar sem ficar sujo.
  3. Socialize o cavalo. O contato entre cavalos é importante para esses animais, portanto consiga uma ou duas companhias para interagir regularmente com seu animal. Se possível, faça com que os cavalos interajam nos estábulos também.
  4. Proteja o cavalo de condições climáticas extremas. Por mais que seja importante manter o cavalo aquecido no inverno, o frio não o incomoda tanto quanto o calor. Os cavalos são incapazes de eliminar o excesso de calor do corpo, portanto tome precauções extras no inverno. Não esgote o cavalo em climas muito quentes.
  5. Esteja ciente das plantas tóxicas para cavalos. Caso acredite que o cavalo tenha sido intoxicado por algo que comeu, entre em contato com um veterinário ou com o Centro de Controle de Intoxicações de sua cidade. O cavalo pode ficar assim ao consumir alguns tipos de plantas e insetos, incluindo:
    • Folhas murchas de bordo vermelhas.
    • Nozes pretas.
    • Folhas de carvalho.
    • Espécies do gênero Taxus (como teixos e oleandros).
    • Rododendros e azaleia.
    • Plantas nativas da América do Norte do gênero Ageratina Altissima, como white snakeroot, richweed, white sanicle, jimmy weed, rayless goldenrod e burrow weed.
    • Cardo amarelo, cardo santo e russian knapweed.
    • Besouros (encontrados em feno de alfafa nos Estados Unidos).
    • Senecio jacobaea.

Dicas

  • Não compre um cavalo caso você não tenha tempo, espaço e recursos para cuidar dele. Esses animais precisam de muita atenção e investimento, então analise bem sua situação antes de comprar um cavalo.
  • Durante a limpeza do animal, não esqueça da região da sela. O cavalo não ficará confortável ao ser cavalgado com sujeira sob a sela.
  • Disponibilize bastante espaço para o cavalo correr e lembre-se de limpar o estábulo todos os dias.

Avisos

  • Jamais tente manusear um cavalo "turbulento" demais para seu nível de experiência.
  • Ao cavalgar em estradas sem luz, utilize roupas com reflexos.
  • Jamais manuseie um cavalo desconhecido sem outra pessoa presente.
  • Sempre utilize um capacete ao cavalgar.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.