Como Aprender a Usar um Software de Escrita Técnica

Os escritores e comunicadores técnicos documentam produtos e processos escrevendo manuais e arquivos de suporte para softwares, manuais de recursos humanos, instruções de montagem e manuais do proprietário, entre outros documentos. Muitos desses textos requerem o uso de softwares especiais para facilitar o processo de escrita técnica. Tornar-se um escritor técnico muitas vezes significa se tornar proficiente em vários desses programas para conseguir uma posição de escrita técnica e ser eficiente nela. É fácil aprender os tipos de software de escrita técnica e como utilizá-los.

Passos

  1. Conheça os tipos de programas que os escritores técnicos usam. Os softwares de escrita técnica podem ser divididos em vários tipos, listados abaixo. O conhecimento sobre os vários tipos de ferramentas, bem como os vários programas de cada tipo, pode ajudar você a encontrar uma vaga como escritor técnico.
    • Programas de processamento de texto: embora muitos serviços de escrita técnica exijam softwares especiais, também há vários documentos que podem ser escritos em programas de processamento de texto como o Microsoft Word, o Corel Word Perfect ou o OpenOffice Writer. Um software de processamento de texto completo inclui a habilidade de criar estilos de texto para designar fontes para títulos e para o corpo do texto, bem como a habilidade de incluir imagens.
    • Softwares de desenvolvimento de sistemas de ajuda: ferramentas especializadas no desenvolvimento de sistemas de ajuda incluem o Adobe RoboHelp, o Madcap Flare, o Help and Manual, o Doc-2-Help, o Help Logix, o Author-it e o Wink. Esses aplicativos automatizam o processo de criação de tópicos de arquivos de ajuda e os hiperlinks para passar por eles, além de organizar os tópicos em livros e criar palavras-chave de busca para os usuários encontrarem informações rapidamente. Muitas dessas ferramentas também incluem capacidades de edição gráfica como captura de tela, redimensionamento de imagem e inserção de hiperlinks em figuras.
    • Programas para layout de página e editoração eletrônica (desktop publishing): embora os programas de processamento de texto possam lidar com algumas funções de layout, softwares mais robustos como o Adobe InDesign (sucessor do antigo PageMaker), o Adobe FrameMaker e o Microsoft Publisher facilitam a criação de manuais, brochuras, panfletos, informativos e guias para referência rápida.
    • Softwares de edição de imagens: o Adobe Photoshop é a ferramenta gráfica mais conhecida, embora outras incluam o Illustrator, o Paint Shop Pro e o Gimp. Os programas de edição de imagens permitem aos escritores técnicos criar e capturar recursos gráficos. Relacionados a eles estão as ferramentas de desenho assistido por computador como o AutoCAD, que normalmente são usadas por ilustradores técnicos para desenhos arquitetônicos e mecânicos.
    • Utilitários para captura de tela: programas como o SnagIt são dedicados a criar capturas de tela, redimensioná-las e adicionar legendas e descrições. Costumam ser mais fáceis de usar do que programas de edição de imagens completos, especialmente quando os escritores técnicos só precisam criar e usar capturas de tela.
    • Utilitários para captura de vídeo: embora a maior parte da escrita técnica seja feita na forma de documentos estáticos com texto e imagens paradas, tutoriais de vídeo estão se tornando mais comuns graças ao número de vídeos instrutivos disponíveis na internet. Programas de captura como o Adobe Captivate e o Camtasia Studio são para capturar vídeo, enquanto o SnagIt é para capturar imagens paradas.
    • Outros programas para escrita técnica que podem ser úteis incluem softwares de apresentação como o Microsoft PowerPoint e programas de criação de tela e fluxograma, como o Microsoft Visio.
  2. Faça aulas sobre o software que o interessar. As aulas sobre programas de escrita técnica podem estar disponíveis em faculdades locais ou em instituições privadas especializadas em treinamento para o uso de softwares, e muitas vezes são a melhor maneira de aprender sobre programas de edição de imagens completos como o Photoshop ou sobre softwares para layout como o FrameMaker. As aulas podem ser oferecidas em um desses formatos:
    • O treinamento tradicional em sala de aula conta com uma sala equipada com computadores ou com uma sala padrão e um laboratório computadorizado, além de um instrutor que fornece uma mescla de palestras e experiências práticas. As sessões variam de explicações curtas a "workshops" de um dia inteiro e aulas de várias sessões que duram de um a três meses.
    • As aulas personalizadas são dadas em salas com computadores, porém os estudantes se dirigem no aprendizado do software, com os instrutores servindo de guias para responder às perguntas que surgem. Elas podem ser oferecidas em combinação com as aulas tradicionais.
    • As aulas virtuais são estruturadas como as tradicionais, com os instrutores dando palestras. Algumas sessões podem ser transmitidas em certos momentos, permitindo aos alunos perguntarem e receberem respostas durante esses períodos por e-mail ou por mensagem instantânea enquanto usam o software em seus computadores ou guiam computadores de sala de aula remotamente. Outras sessões podem ser dadas por podcast, permitindo aos alunos rever a apresentação em seu tempo livre.
  3. Aprenda com o uso. Às vezes, você pode aprender um pouco sobre um software de escrita técnica usando-o. Os recursos principais da maioria das ferramentas de desenvolvimento de sistemas de ajuda e de utilitários de captura de tela como o SnagIt podem ser aprendidos usando esses programas por uma a duas horas por dia, ou até durante uma tarde. Você provavelmente levará meses para chegar ao domínio da ferramenta, mas deverá se tornar capaz de criar algo útil em pouco tempo.
    • As circunstâncias mais prováveis para você aprender a usar um software de escrita técnica com o uso são se já tiver um cargo de escrita técnica na empresa ou se estiver sendo treinado em um departamento com um escritor técnico na equipe. Você poderá suplementar esse treinamento com aulas virtuais, como descrito acima, usando o computador do seu escritório.
  4. Aprenda sozinho. Se tiver a habilidade de aprender a usar softwares rapidamente, pode aprender os programas de escrita técnica menos complicados por conta própria dedicando o mesmo tempo que dedicaria em um escritório. Alguns, como o RoboHelp, custam caro, no entanto. Você pode preferir tentar um programa de código aberto ("open-source") para ver se fica confortável com esse tipo de software de escrita técnica antes de seguir para as ferramentas comerciais mais comuns.

Avisos

  • Não tente substituir o aprendizado de uma ferramenta comercial por seu equivalente open-source. Embora as funções e comandos possam ser semelhantes, algumas empresas investem tanto em certos programas que não considerarão você para um cargo se usar outro. Além disso, alguns softwares comerciais podem exigir um bom tempo de treino para serem usados de modo eficaz.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.