Como Escolher Entre a Yoga e o Pilates

Você está se decidindo entre a ioga e o pilates? Parece confuso entender a diferença entre ambos? Existem diversos fatores que devem ser pensados, caso você queira determinar o seu tipo de exercício preferido. Talvez, você queira praticar algo relativamente novo, mas acha difícil decidir entre a ioga e o pilates. A atividade escolhida se tornará parte de sua vida e essa decisão dependerá dos objetivos que deseja alcançar.

Esclarecendo os objetivos

  1. Veja se você busca por algum tipo de reabilitação. Por exemplo, no caso de pessoas com lesões físicas, o pilates tem se mostrado um método legítimo para reduzir a dor e recuperar o organismo. A ioga, por outro lado, é usada frequentemente como parte de uma reabilitação mental e emocional.
    • Ao participar de aulas de ioga, o instrutor pode aconselhar em particular os alunos com problemas nas costas.
  2. Determine se tonificar o corpo é algo importante para você. Tanto a ioga como o pilates são excelentes para tonificar e fortalecer todos os grupos musculares do corpo, mas o pilates costuma ter um foco mais intenso nesse quesito. Por exemplo, se você está tentando perder peso, experimente alguns exercícios do pilates com diferentes máquinas, que acrescentarão elementos cardiovasculares e de boa forma às posições tradicionais, ajudando a queimar ainda mais calorias. Não há máquinas usadas na prática da ioga.
  3. Pense em que tipo de aprimoramento mental espera obter dos exercícios. A ioga é famosa pelos muitos benefícios que exerce sobre a saúde mental. Praticar ioga acalma o sistema nervoso simpático, ajudando a lidar com o estresse, e o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, responsável por controlar os níveis hormonais.
  4. Saiba se a busca por espiritualidade é algo que deseja encontrar nos exercícios. A ioga é uma prática milenar que envolve frequentemente a exploração da espiritualidade. Desse modo, a meditação representa uma grande porção de sua prática. Ambas as práticas envolvem o alinhamento do corpo e da mente, mas o pilates não tem como foco o lado espiritual do praticante, como é o caso da ioga.
    • Por outro lado, também é possível praticar ioga sem um grande foco na espiritualidade, caso essa não seja a sua preferência. Se tem interesse na ioga, mas não na espiritualidade, você pode optar por um local mais secular no momento da escolha.

Entendendo as diferenças principais

  1. Leia mais a respeito de ambas as práticas. No processo de decisão, pode ser muito útil fazer pesquisas online e aprender sobre as origens da ioga e do pilates. Alguns dos pontos principais incluem:
    • A prática da ioga começou há 5.000 anos, na Índia. O que popularmente é conhecido como ioga é, na verdade, parte de uma filosofia e de um estilo de vida muito mais amplos. Ela foi desenvolvida a fim de estimular um melhor entendimento do eu e do alinhamento entre mente, corpo e espírito.
    • O pilates foi inventado no início do século 20 como um método de reabilitação e fortalecimento corporal. Ele começou como uma ferramenta para reabilitar os soldados da Primeira Guerra Mundial, mas se popularizou quando dançarinos passaram a usá-lo a fim de aperfeiçoar o desempenho na dança.
  2. Avalie os diferentes focos de cada prática. A ioga e o pilates são similares em vários pontos. Ambos incluem movimentos e poses destinados a incrementar força, flexibilidade e a conexão entre mente e corpo. No entanto, a ioga é uma prática com foco na mente e na sensação do praticante, com força e flexibilidade vindo como efeito colateral. O pilates é uma prática destinada a tonificar o corpo e melhorar a postura e a movimentação.
  3. Pese as diferenças relativas ao uso da respiração em ambas as práticas. As técnicas de respiração usadas no pilates e na ioga diferem consideravelmente.
    • No pilates, a respiração é mais usada como técnica para dar aos músculos a energia de que necessitam para se exercitarem de modo eficaz. Concentrar-se na técnica do pilates o ajudará a quantificar o oxigênio que entra no corpo e nos músculos a fim de mantê-los mais relaxados.
    • Na ioga, os exercícios de respiração ajudam a atingir um estado de relaxamento. Através das rotinas de ioga, é importante concentrar-se continuamente na forma como a respiração está sendo usada. Conduzir o ar para áreas que possam estar contraídas ou com tensão e estresse pode ajudar a relaxar esses grupos musculares específicos no corpo.
  4. Avalie o desejo de aperfeiçoar a flexibilidade. Uma das principais diferenças entre as duas práticas está no fato de que a ioga pode ser usada para melhorar a flexibilidade do corpo e também aumentará gradualmente a flexibilidade das articulações. Alongar-se e manter-se em poses estáticas é algo muito presente na ioga. O pilates, por sua vez, é mais dinâmico e, embora a flexibilidade possa aumentar, ela não representa um ponto focal.
  5. Determine quão importante é o aumento de força para você. O pilates se concentra em relaxar os músculos tensos e em fortalecer os vários grupos musculares do corpo. Diferente da ioga, o pilates inclui o uso de máquinas de resistência em conjunto com os feitos no colchonete, se assemelhando muito mais à musculação do que à ioga.
    • Ambas as práticas contêm várias poses adequadas à tonificação dos músculos abdominais. No entanto, os exercícios do pilates são muito mais intensos e os resultados podem ser atingidos muito mais rapidamente do que com a prática da ioga. Com a prática frequente do pilates, você poderá conseguir um abdome mais tonificado e firme.
  6. Entenda as diferenças entre benefícios mentais oferecidos por cada prática. Saiba que a ioga se concentrará mais em sua mente. Já se comprovou que exercícios físicos podem ajudar pessoas que têm sofrido de depressão ou ansiedade. A ioga pode ser a atividade mais eficaz para combater esses males, pois se concentra na mente e no espírito, além de treinar o corpo. Refletir e meditar em silêncio são um grande alicerce nessa prática. Muitas pessoas começam a fazer aulas de ioga justamente com o objetivo de reduzir os níveis de estresse.

Experimentando as duas

  1. Faça pilates em casa. Embora seja impossível conseguir uma experiência plena da prática do pilates em casa, você pode ter uma ideia de como ela acontece. Talvez a melhor forma de começar é através do YouTube. Lá, você encontrará uma imensa variedade de vídeos gratuitos de instrutores dando lições básicas de pilates para iniciantes.
    • Algo de que você não poderá desfrutar na prática caseira é o uso das máquinas de pilates — tenha isso em mente.
  2. Faça ioga em casa. Não é necessário nada além de espaço e tempo livre para a prática da ioga, o que a torna um exercício excelente para começar em casa. Comprar um colchonete ou uma esteira pode ser de grande ajuda, mas não é uma medida necessária. Procure na internet por instruções para realizar as poses e posturas básicas. Há diversos vídeos e tutoriais em texto que permitirão a você ter uma sensação de como se dá, de fato, a prática da ioga.
  3. Procure por aulas perto de você. Se desejar, você pode continuar a prática em casa, sem jamais pisar em uma aula especial. No entanto, encontrar uma boa aula pode ajudá-lo a desfrutar da experiência plena e, ainda, a extrair o máximo possível do exercício. Procure na internet por aulas em locais próximos, compare os preços e leia avaliações de pessoas que tenham participado delas. Depois, escolha algumas opções e confira-as pessoalmente.
    • Ao chegar em um salão para a prática na qual tem mais interesse, converse com o instrutor sobre os seus objetivos e diga o que espera conseguir das aulas. Isso ajudará a decidir qual opção é a melhor para o seu caso.
  4. Participe das aulas de ambas e decida qual a melhor para você. Se ainda não decidiu, invista tempo fazendo aulas de ambas. Procure por locais que ofereçam um período de teste ou uma aula experimental para iniciantes. Participe de algumas boas aulas tanto de ioga como de pilates e, então, você será capaz de tomar uma decisão plenamente informada sobre o que melhor serve as suas necessidades.

Avisos

  • Consulte um médico antes de participar de aulas de ioga ou pilates. Algumas das poses podem ser perigosas se você houver passado por uma cirurgia ou sofrer de algum problema de saúde.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.