Como Tocar o Didjeridu

O didjeridu é um instrumento originário da Austrália bastante fácil de aprender, mas que oferece um mundo de variedades ecléticas à sua vida musical.

Passos

  1. Assente-se. Será mais confortável e fácil tocar o instrumento por um longo período de tempo estando assentado.
  2. Relaxe. Deixe a boca úmida, os lábios soltos e a respiração fácil. Tenha uma bebida pronta, para se hidratar.
  3. Segure o instrumento à sua frente. Encontre uma posição confortável para suportá-lo com firmeza. Algumas pessoas preferem segurar a extremidade do instrumento com os pés.
  4. Escolha o seu estilo de execução. Você pode tocar o didjeridu diretamente com a parte frontal da boca ou com a lateral dos lábios. Cada forma tem seus próprios benefícios, e uma delas pode parecer mais confortável a você.
  5. Afrouxe os seus lábios e assopre, fazendo-os vibrar como os de um cavalo. Se você tem familiaridade com a execução de instrumentos de metais, isso será algo próximo a tocar uma tuba.
  6. Coloque os seus lábios diretamente na embocadura, mas não muito pesadamente. Você precisa deixar algum espaço para mover os lábios.
  7. Assopre com os lábios soltos. Você pode acabar fazendo alguns ruídos estranhos a princípio, mas o didjeridu lhe ajudará a encontrar a nota certa pressionando ou soltando mais os seus lábios.
  8. Se você estiver apitando uma nota aguda, como em um trompete, pode talvez estar mantendo os lábios muito apertados, ou assoprando muito fortemente. Você não deve tentar mover o ar através do tubo, mas simplesmente mantê-lo vibrando.
  9. Não cantarole no tubo (ou, pelo menos, não ainda). Não é assim que se inicia seu som característico.
  10. Se você encontrar a vibração certa, deverá ouvir uma nota grave e ressoante do instrumento. Será fácil manter a nota apenas com um pouco de pressão aérea, também similar a um zumbido.

Dicas

  • Ao se sentir confortável com o zumbido básico, você pode alterar a forma de sua boca para extrair diferentes sonoridades do instrumento. Tente vocalizar vogais enquanto vibra o ar, como "Eeeeeeoooooeeeeooooo".
  • Se você gosta de desafios, tente agregar um pouco de vocalização enquanto mantém o zumbido equilibrado. Cantarolar, ladrar ou cantar pelo tubo pode conseguir alguns ótimos efeitos.
  • É possível conseguir um efeito de tremolo ao se contrair e relaxar rapidamente o diafragma.
  • Se você consegue rolar os seus R's, tente fazê-lo com e sem a vocalização. Se você não possui o fenótipo capaz de "dobrar a língua", ainda pode conseguir alguns bons efeitos apenas movendo-a pela boca.

Avisos

  • Lembre-se de respirar! Tome cuidado para não sentir vertigem ou desmaiar. Os tocadores mais experientes mantêm sua nota ininterruptamente respirando enquanto assopram, mas jamais deixando de respirar.
  • Confira o seu didjeridu na busca por rachaduras. Alguns dos modelos mais baratos, feitos em massa, são de qualidade ruim e se partem facilmente. Se houver qualquer rachadura considerável, é provável que você não consiga extrair um bom som do instrumento. Às vezes, ele poderá ser reparado com cera.
  • Não ande enquanto toca o didjeridu. Ele é bastante longo e, caso sua extremidade bata em algum objeto, acabará ferindo à sua boca e provavelmente danificando a estrutura do instrumento. É melhor manter-se assentado.

Materiais Necessários

  • Didjeridu
  • Bebida fresca
  • Algum lugar calmo e confortável onde você não incomodará a ninguém
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.