Como Fazer seu Marido Parar de Ver Pornografia

Muitas pessoas gostam de ver pornografia, o que não significa que elas são "más" ou têm a moral distorcida de alguma forma. No entanto, se pornografia é algo que não a deixa à vontade e você sabe que seu marido gosta, o casamento poderá ser negativamente afetado. A melhor maneira de resolver tal problema e se comunicando de forma aberta e honesta com ele, adotando vários passos para encontrar uma solução a esse problema.

Conversando de forma honesta com seu marido

  1. Anote os principais pontos que causam desconforto. Às vezes, a mulher poderá ficar incomodada com o costume do marido, independentemente de ser algo que descobriu recentemente ou que já é “antigo” no relacionamento. De qualquer forma, é hora de bater um papo honesto em relação a seus sentimentos.
    • Prepare-se para ter uma conversa aberta sobre o problema. O primeiro passo é entender seus sentimentos.
    • Pergunte a si mesma o porquê de não gostar que ele veja pornografia. É um problema religioso ou vai contra sua moral?
    • Escolha algumas palavras que descrevam como você está se sentindo. Descreva bem a situação, usando palavras como “frustrada”, “preocupada” ou “nervosa”.
    • Faça uma lista das coisas que precisa dizer. Isso a ajudará a não se perder durante a conversa, transmitindo a mensagem que deseja passar.
  2. Escolha o momento certo. A conversa com seu marido sobre o hábito de ele assistir pornografia é importante; é necessário garantir que ambos tenham tempo para lidar com esse assunto delicado. Aborde-o no momento mais adequado.
    • Evite conversar tarde da noite ou logo cedo. Ambos não estarão no melhor nível emocional caso se sintam cansados.
    • Dê um “aviso” a ele. Diga “tenho algo importante para conversar. Qual é a melhor hora para você?".
    • Não apresse a conversa. Escolha um momento que souber que nenhum dos dois precisará sair correndo para ir trabalhar ou será interrompido pelos filhos.
  3. Não julgue. É normal ter uma grande aversão à pornografia; são seus sentimentos e não há nada de errado com isso. No entanto, não tente conversar baseando-se apenas no que você acha certo.
    • Tente dar apenas sua opinião. Por exemplo: “eu me sinto muito desconfortável quando você assiste pornografia em nossa casa."
    • Essas declarações são mais eficazes do que ficar “acusando” seu marido. Ele provavelmente ficará na defensiva caso você diga algo como “Ao assistir pornografia, você me deixa muito irritada."
    • Evite falar algo que “apague” tudo que foi dito antes. O “mas” é uma dessas palavras; dizer “eu te amo, mas seu hábito de ver filmes pornôs é nojento.” Tudo dito antes do “mas” é esquecido.
  4. Faça perguntas. É importante dizer ao seu marido como está se sentindo. No entanto, não esqueça que, para darem certo, as conversas devem permitir que os dois participantes exponham suas opiniões. Faça um esforço para entender o ponto de vista do seu marido.
    • Faça perguntas abertas, como “por que gosta de assistir pornografia?"
    • Afirme algo para obter mais informações. Tente dizer “então, pornografia o deixa excitado. Há outra maneira de conseguir essa sensação?".
    • Pergunte por novas informações. Uma maneira é falando “qual a saída que vê para resolvermos essa situação?".
  5. Ouça com atenção. Fazer perguntas é uma parte importante de ter uma conversa construtiva, tornando-se também fundamental ouvir atentamente as respostas. Esclareça ao seu marido que está ouvindo cuidadosamente o ponto de vista dele.
    • Use “pistas” não verbais. Indique que você está ouvindo, mantendo contato visual e fazendo gestos, como concordar com a cabeça. Isso mostra que está entendendo.
    • Tente parafrasear. Diga algo como “Você disse que esse é um hábito antigo. É verdade”?"
    • Sempre mostre respeito. Permita que seu marido termine de dizer o que está pensando e complete frases sem ser interrompido.

Trabalhando juntos para encontrar uma solução

  1. Dê um tempo para ambos. Assim que realizar uma conversa construtiva sobre o assunto, é hora de começar a trabalhar para chegarem em uma solução. No entanto, não adianta achar que a situação será resolvida da noite para o dia, afinal esse é um tópico sensível e que pode exigir um pouco mais de tempo para se resolver.
    • Permita que vocês possam refletir. Lembre-se de que sua primeira conversa sobre o assunto não precisa chegar a uma resolução imediata.
    • Depois de conversar com o marido, dê alguns dias a si mesma para saber como está se sentindo. Foi possível transmitir sua mensagem corretamente? Você se sente melhor em relação à situação, agora?
    • Comece pensando nas soluções possíveis. Anote todas as ideias que tiver; isso poderá ajudá-la a não se confundir na hora da conversa.
  2. Mantenha as vias de comunicação desobstruídas. Ao abordar o assunto pela primeira vez, é importante fazer com que a discussão continue; não é necessário conversar sobre isso todos os dias, mas é bom que o marido esteja ciente de que ainda há pontos a serem tratados. Diga a ele que você gostaria que chegassem a um consenso juntos.
    • É possível que a discussão sobre pornografia acabe levando a uma briga, o que é normal. Muitos casais se desentendem sobre problemas delicados.
    • Não tenha pressa em resolver a questão. Quando as coisas esquentarem, diga ao seu marido que o papo não está sendo produtivo e que o melhor é se afastarem para dar um tempo.
    • Esclareça que a discussão não acabou. Diga “esse assunto é importante para mim, então vamos retomá-lo amanhã, depois que esfriarmos a cabeça."
  3. Cheguem a um acordo. Para você, pode ser muito importante que seu marido pare imediatamente de ver pornografia; no entanto, possivelmente será algo complicado para ele prometer. Pergunte a si mesma se está disposta a chegar a um acordo.
    • Muitas vezes, esses acordos podem ser úteis para resolver problemas maritais, já que passam a sensação que ambas as partes estão tentando chegar a uma solução.
    • Descubra se você conseguiria aceitar uma redução gradual do hábito de ver pornografia. Às vezes, uma boa opção é dizer “você está disposto a reduzir aos poucos o hábito de ver pornografia?"
    • Caso você aceite essa opção, seu marido provavelmente concordará em ajudá-la. Eventualmente, deverá ser possível alcançar o objetivo de não assistir pornografia.
  4. Revitalize sua vida sexual. Muitos homens dizem que veem pornografia pois ficam excitados. Isso não quer dizer que consideram suas esposas feias ou que não gostam de manter relações sexuais com elas; o homem está apenas procurando por algo diferente.
    • Experimente alterar alguns aspectos da sua vida sexual. Ela pode estar em um marasmo, ultimamente.
    • Faça um esforço para transar em horas incomuns e em locais diferentes. Se for possível, aproxime-se do seu marido enquanto ele está tomando banho, de manhã.
    • Conversem sobre seus desejos sexuais. Explique o que você quer e o que faria seu marido feliz.
  5. A intimidade deve ser uma prioridade. A intimidade é uma parte fundamental de um casamento saudável, apresentando três tipos diferentes. A intimidade emocional e a física são dois exemplos.
    • Torne-se emocionalmente íntima com seu marido. Isso significa que ambos podem fazer confidências um ao outro e sobre qualquer assunto. Esclareça que nenhum assunto é tabu.
    • Experimente falar “entendo que às vezes você sente vontade de ver pornografia. Só quero esclarecer que pode conversar sobre qualquer coisa que estiver sentindo."
    • Conecte-se em nível físico. A intimidade física não se resume às relações sexuais.
    • Aumente a intimidade física beijando e abraçando seu marido todos os dias. Façam contato físico com afeição e realizem pequenos gestos, como darem as mãos.

Refletindo sobre seus sentimentos

  1. Faça uma autoavaliação. Em um mundo perfeito, seu marido concordaria na hora em parar de ver filmes pornográficos; no entanto, a situação será bem mais complicada. Durante o processo de resolução, verifique os seguintes pontos:
    • Pergunte a si mesma como está se sentindo sobre o progresso em relação ao assunto. A possibilidade de um acordo a agrada?
    • Como é possível melhorar a situação? Você quer conversar com o marido novamente?
    • Adote alguns passos para se sentir no controle. Lembre-se de que você está sendo ativa em prol de uma solução.
  2. Aceite seus sentimentos. Encontrar uma resolução pode ser um processo longo; em certas oportunidades, o emocional estará mais fragilizado. Relembre que isso é algo normal, permitindo que vários sentimentos surjam.
    • Em um dia, você poderá estar animada com a possibilidade que isso dê certo, enquanto na manhã seguinte, a sensação de frustração baterá forte. É normal.
    • Não julgue seus sentimentos. Aceite-os ou não e continue em frente.
    • Pense em fazer um diário sobre a situação. Escrever sobre seus sentimentos pode ser algo bem catártico, além de ajudar a perceber padrões em seu estado emocional.
  3. Analise a possibilidade de realizar terapia. Quando uma pessoa deseja ver pornografia e o parceiro não, a situação pode ficar bastante complicada. A ajuda profissional, às vezes, pode ser a melhor opção. Conselheiros matrimoniais são ótimas alternativas para auxiliar casais com problemas sensíveis como esse.
    • Encontre a pessoa certa. Às vezes, um médico com quem você possui mais intimidade pode fazer uma boa recomendação.
    • Leia comentários sobre o profissional. Existem sites que avaliam terapeutas de casais que se especializam em problemas de relacionamento.
    • Marque uma consulta. Faça uma sessão para verificar se aprova o tratamento e a conduta do profissional.
  4. Obtenha conselhos. Fazer com que seu marido pare de ver pornografia pode ser uma situação frustrante. Lembre-se de que isso não precisa ser enfrentado sozinha; procure terapia individual, se assim preferir.
    • Outra opção é ir atrás de outras formas de apoio. Um padre ou conselheiro religioso é – para algumas pessoas – a melhor forma de saber como proceder.
    • Volte-se para amigos e familiares. Não há problema em não dar nenhum detalhe sobre os problemas conjugais que estiver enfrentando, mas você ainda poderá dizer “estou passando por uma situação complicada. Ficar próximo de quem eu gosto é o que quero, no momento."

Dicas

  • Não dê ultimatos.
  • Mantenha as vias de comunicação abertas e honestas.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.