Como Matar uma Aula sem Sair da Escola

Este artigo explica detalhadamente como matar apenas um tempo de aula e permanecer na escola para comparecer às aulas.

Fingindo Estar Doente

  1. Comece a espalhar para seus amigos que sente dores no estômago e uma terrível dor de cabeça um ou dois tempos de aula antes do tempo que quiser matar.
  2. Na primeira metade do tempo de aula anterior ao que quiser matar, finja estar doente. Coloque os braços sobre a barriga ou mãos na cabeça.
  3. Após 10 segundos de aula, peça ao professor para ir ao banheiro. Diga que seu estômago dói muito, que sua dor de cabeça é muito forte ou apenas que está passando mal e que é melhor sair da sala de aula rápido, antes que algum imprevisto aconteça!
  4. Vá para a enfermaria e conte exatamente o que disse ao professor (caso o(a) enfermeiro(a) queira confirmar). Convença-o de que você está doente, mas não tão doente a ponto de ter que ir embora.
  5. Quando chegar a hora da aula que quiser ir ou de uma partida esportiva em que irá jogar, diga ao enfermeiro que está se sentindo melhor. Diga que deve ter sido algo que você comeu ou que você ainda não se sente totalmente bem, mas já é o suficiente para ir para a aula.
  6. Vá para a aula. Você conseguiu se ausentar da aula que queria.
  7. Simule uma aparência cansada para os seus amigos e conte-os o quão mal você se sente ou quão forte é a sua dor de cabeça. Eles provavelmente dirão "Vá para a enfermaria", mas diga que você não quer ir para não perder a aula ou que o enfermeiro é mau. Continue parecendo doente até contarem para o professor. Isto irá fazer parecer que foi o professor quem o obrigou a ir.
  8. Depende de como sua escola lida com alunos doentes. Diga ao professor, assim que começar a aula, que você está se sentindo mal e quer ir à enfermaria. Em alguns casos, você é forçado a esperar por quase uma hora em uma sala de espera antes de ser atendido. Quando chegar a sua vez, diga que está se sentindo melhor após a longa espera.

Escondendo-se no Banheiro

  1. Esta é outra solução, porém mais arriscada. No intervalo entre as aulas vá para o banheiro e fique por lá. Os professores não sabem ao certo qual sua próxima aula, mas certifique-se de que o banheiro fica distante da sala da aula que você quer matar, desta forma os alunos que estiverem na aula não irão vê-lo!
  2. Não deixe que seja descoberto. Caso contrário, você terá sérios problemas. "Não seja descoberto!"

Dicas

  • Não dê muitos detalhes do motivo do seu mal-estar. Se você disser que está com dor no estômago por causa de algo que comeu, perguntas podem surgir: "Onde você comeu isto?" "Quando você comeu isto?" "Quem mais comeu além de você?" "Precisamos chamar a vigilância sanitária?". Reforçando: um simples "meu estômago está doendo muito" funciona melhor.
  • Apenas como medida de segurança, quando deixar a enfermaria, tente convencer o enfermeiro de que ainda se sente mal, mas não tão mal que não possa assistir a aula. Não faça parecer como se houvesse tido uma recuperação milagrosa.
  • Não transpareça ansiedade em sair da aula e ir para a enfermaria. Fale devagar e suavemente, ande devagar e não exagere. Por exemplo, não diga para o professor "Posso ir à enfermaria, por favor? É que eu comecei a me sentir mal a um tempo atrás, já aconteceu duas vezes, mas depois passou, e agora começou de novo. Ah, e eu também estou com dor de cabeça". Explicações como esta estão fadadas ao fracasso porque o professor irá se perguntar: "se o indivíduo passou mal duas vezes e não foi à enfermaria, por que ele iria agora?"
  • Alguns pensam que não há problema em contar para o enfermeiro algo diferente do que você contou para seu professor. Não vai funcionar. O enfermeiro e o professor trabalham na mesma escola e eles provavelmente se falam. Além disso, alguns enfermeiros confirmam com os professores.
  • Dor de cabeça é a melhor mentira para se contar, pois você não será mandado de volta para casa por causa de uma dor de cabeça e o enfermeiro provavelmente irá medicá-lo com paracetamol, que não tem nenhum efeito negativo.
    • Uma dor de cabeça também não deixará que você se concentre na aula e o enfermeiro irá mantê-lo fora de sala até que o paracetamol faça efeito e você possa ir para a próxima aula.
  • Se você for uma menina, pode dizer que teve coisas de menina e que está sem absorvente. Mas fique atento: eles geralmente têm absorventes na enfermaria. Isto pode ser um fracasso, a menos que você tenha certeza de que eles não tem nenhum absorvente na enfermaria.
  • Não pareça muito doente ou você terá de ir para casa. Por exemplo, não diga que você vomitou, ao invés disso diga que está tendo sensações ruins no estômago.
  • Uma das melhores maneiras de se matar aula é esperar até que a chamada seja feita (sua falta não será computada para a administração), em seguida diga ao professor que você precisa encontrar com alguém importante - o professor responsável pela turma, um conselheiro, alguém responsável por orientação vocacional. Diga que não sabe se volta a tempo de assistir a aula. Depois pegue suas coisas e vá para o banheiro, tranque-se e distraia-se durante o tempo de aula. Leve seu relógio ou telefone para ficar ciente do horário.
  • Se tiver o mesmo professor para mais de um tempo de aula (digamos que do quarto ao sétimo tempo), no quarto tempo ponha as mãos na cabeça e finja estar doente e peça para ir à enfermaria, vai parecer que você tentou aguentar a dor durante o dia mas não conseguiu.
  • Não há problema em dizer, mas não diga que acha que está a ponto de desmaiar. Diferenças como esta vão decidir se você vai matar aula ou ser mandado para o diretor por ter mentido.
  • Quando pedir para deitar, não faça nenhuma menção à aula, pois as pessoas podem começar a suspeitar. Ao invés disso peça para deitar porque se sente doente e espera que passe.
  • Você pode sair da aula de educação física alegando que torceu o tornozelo ou que está com dor de estômago/cabeça. Isto é muito de difícil de se comprovar.
  • Você também pode falsificar uma autorização dizendo estar autorizado a andar por aí, mas tome cuidado, não deixe que os inspetores o descubram ou que seu professor ligue para a diretoria.
  • Se seu professor tem o costume de tirar alunos de sala, chegue atrasado de propósito e fique do lado de fora durante toda a aula.
  • Se em sua escola existem dias em que você tem de ajudar o bibliotecário ou alguém da diretoria, finja que é sua vez de fazê-lo. Mas esta tática não irá funcionar com o mesmo professor sempre.
  • Se você for uma menina e quiser sair da aula de educação física, diga ao seu professor que está "naquele período do mês" ou algo nesse sentido. Geralmente ele a deixará ficar de fora da aula.
  • A maneira mais fácil de se matar aula é dizer ao seu professor que você tem aulas com a banda ou com o coral, porque eles raramente conferem.

Avisos

  • Lembre-se que, se você for descoberto, seus professores jamais confiarão em você de novo.
  • Se você se der mal, deve mostrar-se muito arrependido. Não negue, ao invés disso diga: "Sabe de uma coisa? Desculpe-me. Eu não sou de fazer isso, mas eu estou muito estressado no momento e eu precisava de um tempo. Você tem razão, foi uma péssima ideia e eu nunca mais vou fazer isso de novo".
  • Não conte uma história diferente para amigos, colegas de turma, professores, secretários ou enfermeiros!
  • Não mate aulas com frequência. Seus professores irão suspeitar.
  • Ninguém pode descobrir que está matando aula se você reclamar de algo como dor de cabeça ou dor de estômago, porque não há como provar que você está mentindo. Mas se disser que acha que sua garganta está inflamada ou que está com febre, você pode se dar mal.
  • O professor ou o enfermeiro podem contar a seus pais e, se você parecer estar muito doente, eles o mandarão para casa, o que também já é demais.
  • Dependendo de onde você estuda, se descobrirem que está matando aula, você pode ser expulso.
  • Há uma chance de que o professor passe dever de casa, portanto fique atento!

Materiais Necessários

  • Um amigo para confirmar que você está doente (não é necessário, mas ajuda). Diga a seu amigo que se sentiu mal na noite anterior.
  • Uma doença falsa (pensada anteriormente).
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.