Como Comer Aipo

O aipo é um alimento leve e natural, que quase não contém calorias. Fica gostoso cru, cozido e combinado com diferentes tipos de molhos, e, além de tudo, é muito nutritivo. Continue lendo para aprender a aproveitar o aipo ao máximo.

Preparar o aipo

  1. Compre aipo fresco. Você pode encontrá-lo na maior parte dos mercados e feiras, e também em algumas quitandas.
    • Para comprar o mais fresco possível, você pode procurar um produtor local. É fácil encontrar aipo pré-embalado, mas pode ter sido colhido sabe-se-lá-onde, armazenado por sabe-se-lá-quanto-tempo e borrifado com sabe-se-lá-quantos pesticidas.
    • Compre um pé inteiro de aipo. Verifique se os talos estão verde-claros, firmes e sem manchas. Se estiverem esbranquiçados, moles ou rachados, ele pode estar velho; se as folhas estiverem murchas, escolha um pé mais fresco.
    • Se estiver procurando um lanche rápido e prático, você pode comprar um pacote de palitos de aipo pré-cortados. Novamente, pacotes prontos podem não ser tão frescos quanto um pé inteiro de aipo produzido localmente, mas dão menos trabalho para preparar se você estiver com pressa.
  2. Você pode plantar aipo. O aipo é uma planta mediterrânea, e cresce melhor em climas temperados, com temperaturas entre 15 e 21 graus Celsius.
    • O aipo tem tempo de colheita longo, e pode não crescer bem em áreas que têm verões curtos. As sementes brotam melhor em ambiente fechado.
    • Você pode encontrar sementes de aipo em lojas de jardinagem. Talvez você precise colher as sementes; procure orientação em guias de botânica ou pergunte para uma amiga que tenha a planta.
    • Se for plantar aipo, você pode colher as sementes e usar como tempero. Com cuidado e planejamento, você pode garantir que terá uma oferta constante de aipo ano após ano.
  3. Lave o aipo. Use água fresca corrente, mas nada de detergente ou sabão. O aipo comprado no mercado muito provavelmente recebeu doses de pesticidas e outros químicos, e um enxágue bem feito pode remover muitos contaminantes em potencial. A lavagem também pode reduzir o risco de várias doenças.
  4. Guarde o aipo na geladeira até o momento de usá-lo. Você pode guardá-lo na gaveta de legumes, em um saco plástico bem fechado ou em uma tigela ou pote com o talo imerso em um pouco de água para manter o frescor.
    • Quando guardado da maneira certa, o aipo fresco (inteiro) deve durar três a quatro semanas a mais do que diz na validade; o aipo pré-embalado pode durar dois a três dias a mais, e o cozido, uma semana depois de preparado.
    • O aipo nem sempre tem data de validade. Use a intuição: se os talos estiverem esbranquiçados, moles ou rachados, ele pode estar velho.
    • Se não for usar o aipo dentro de quatro semanas, você pode congelá-lo e usar mais tarde.
  5. Corte os talos em pedaços, como preferir. Se comprar um pé inteiro de aipo fresco, corte as folhas; coloque-as na compostagem ou jogue no lixo.
    • Se você for comer o aipo mergulhando em um molho, corte os talos em palitos de sete a dez centímetros.
    • Se for usar para cozinhar ou colocar em uma salada, corte em pedaços menores, que possam ser comidos de uma vez, ou pique pequenininho.

Aipo cru com molho

  1. Coma o aipo cru com diversos molhos. O aipo tem um sabor suave que fica bom com muita coisa. Experimente mergulhá-lo em suas sopas, molhos ou manteigas favoritas e veja qual você prefere.
    • Se você não tem certeza se um molho específico vai combinar com o sabor do aipo, mergulhe um pedacinho e experimente. Não custa tentar.
  2. Tente mergulhar seus palitos de aipo em homus. Esse molho espesso de grão de bico é usado no Mediterrâneo e no Oriente Médio há séculos e é o complemento perfeito para o aipo, também mediterrâneo.
    • Você pode comprar homus pronto em quase todos os supermercados. Ele é ótimo puro, mas também pode vir misturado com alho, berinjela, pimentão vermelho, abacate ou outros ingredientes.
    • Experimente com outros molhos do Oriente Médio, como tahini (pasta de gergelim) e toum (pasta de alho). Saiba que esses molhos costumam ter sabor mais marcante e salgado que o homus.
  3. Outra ideia é mergulhar o aipo em manteiga de amendoim. Esse é um clássico e uma ótima maneira de adicionar proteínas ao lanche. A maioria das manteigas de amendoim é espessa o suficiente para passar diretamente no aipo.
    • Escolha o tipo de manteiga de amendoim que você preferir. Você encontra em supermercados grandes ou lojas de importados.
    • Incremente esse clássico utilizando manteigas de outras sementes: amêndoas, castanha de caju ou nozes, por exemplo. São mais difíceis de encontrar, mas estão à venda em algumas casas de produtos naturais.
    • Faça “formigas no tronco”: Deixe seu aipo com manteiga de amendoim mais interessante com passas, sementes ou mesmo M&Ms. Essa é uma ótima maneira de deixar o aipo mais atraente para crianças.
  4. Mergulhe o aipo em molho para saladas. O ranch é uma escolha popular, mas qualquer molho cremoso pode ser usado: rosê, de queijo, italiano, caesar, etc. Sirva o molho em uma tigelinha para facilitar. Não exagere. Você sempre pode colocar mais!
  5. Experimente mergulhar o aipo em iogurte ou cream cheese.
    • Iogurte grego ou comum podem combinar melhor com o sabor do aipo, mas nada te impede de testar outros sabores.
    • Cream cheese puro é bom, mas você pode testar os que vêm com ervas ou outros sabores.
  6. Experimente mergulhar o aipo em molho de queijo. Fondue, queijo nacho ou qualquer molho de queijo derretido funciona. Você pode encontrar molhos de queijo em alguns mercados, mas também pode fazer o fondue em casa.
  7. Mergulhe o aipo na sopa. Funciona melhor com sopas cremosas: creme de frutos do mar, batatas ou mesmo a própria sopa de aipo.
    • Você pode usar o aipo como um substituto light para croutons ou torradinhas. Ele não absorve a sopa como as bolachas ou torradas, mas os côncavos nos talos podem funcionar como uma colher.
    • Deixe palitos de sete a dez centímetros ao lado da sopa para usar de colher, ou corte o aipo direto no prato.

Cozinhar com aipo

  1. Faça sopa de aipo. A sopa de aipo é um prato reconfortante para o outono e o inverno, é fácil de fazer e combina com pão.
    • Você vai precisar de um pé de aipo, uma cebola, 15 gramas de manteiga, margarina ou azeite, 900 ml de caldo de legumes ou água, sal e pimenta a gosto.
  2. Faça aipo cozido. Esse é um acompanhamento rápido e simples para pratos maiores e com carne. Você pode cozinhar o aipo em azeite, vinho e molho branco, entre outras coisas.
  3. Coloque aipo picado na salada. Muitas receitas pedem por aipo especificamente (como algumas saladas de batata), mas você pode adicioná-lo cru a qualquer salada. Você também pode torná-lo a estrela de uma salada – fazer uma de aipo, limão e parmesão, por exemplo:
    • Em uma tigela média, misture quatro talos de aipo fatiados fino, um quarto das folhas de um pé de aipo, duas colheres de sopa de azeite extravirgem, meia colher de chá de casca de limão bem ralada, uma colher de chá de suco de limão recém espremido e um quarto de colher de chá de sal e de pimenta. Misture com cuidado e coloque 30 gramas de queijo parmesão. Sirva fria ou em temperatura ambiente.
  4. Faça um refogado com aipo. O aipo proporciona um sabor e textura únicos a refogados de legumes, e fica ótimo com vários pratos asiáticos ou mediterrâneos de arroz ou macarrão.
    • Pique os talos de salsão em tamanho adequado para comer em uma garfada. Mantenha as folhas inteiras, e cozinhe como qualquer outro vegetal folhoso: fica pronto bem rápido, então só adicione no final.
    • O aipo é 75% água e o resto é bem fibroso, então não precisa cozinhar por muito tempo. Não espere muita mudança após o cozimento, apesar de que ele pode ficar um pouco mais macio.

Dicas

  • Mastigue bem. O aipo costuma ser chamado “fio dental da natureza” por causa de sua tendência a soltar fiapos que limpam o meio dos dentes naturalmente.
  • Mastigar bastante também estimula a produção de saliva, o que é ótimo para a saúde bucal: a saliva neutraliza ácidos e contém cálcio e fosfato, que remineralizam os dentes.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.